Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 11/May/2016 às 08:46
18
Comentários

Filha de Silvio Santos pede desculpas após declarações homofóbicas

Filha de Silvio Santos tentou se retratar após afirmar, em tv aberta, que gays não são normais. No entanto, Patrícia Abravanel continua confundindo preconceito com opinião

patrícia abravanel homofobia filha silvio santos
Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos

A declaração de Patrícia Abravanel sobre as relações homossexuais continua a nortear discussões na internet quase dois dias após sua participação no “Programa Silvio Santos”.

Durante o programa, Patrícia declarou, entre outras coisas, que é preciso firmar aos jovens “que homem é homem e mulher é mulher”; que homossexualidade “não é uma coisa normal”; que “não é contra o homossexualismo [sic]” e sim contra “falar que é normal”.

Ela ainda finalizou suas declarações com a seguinte pérola: “Mulher com mulher não é tão legal assim, eu acho. Não tem aquele brinquedo que a gente gosta bastante, não dá para brincar direito.”

Nesta terça-feira, a hashtag #PatríciaAbravanelMeRepresenta ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter, embora muitos tenham usado a expressão justamente para rechaçá-la.

Internautas, cientistas sociais ocasionais, militantes de todas as bandeiras debatem em torno de uma questão importante: a fala de Patrícia é opinião ou confirmação de preconceito? Ou seria a junção dos dois?

Desculpas

Depois da repercussão de suas declarações, a apresentadora usou seu Instagram para pedir desculpas.

“Peço desculpa se ofendi alguém ontem no ‘Jogo dos Pontinhos’. Dei apenas minha opinião, mas fui mal interpretada. Sou a favor do amor do respeito e da tolerância. Mais uma vez peço desculpas.”

O que Patrícia não entendeu é que opinião e preconceito são coisas totalmente diferentes. Falta informação em todos os pontos do discurso da apresentadora para que seu pensamento seja considerado uma opinião válida.

Isso porque:

1) Patrícia define seres humanos a partir do órgão sexual, confundindo gênero com orientação sexual;

2) Utiliza o termo em desuso homossexualismo para tratar da questão (quando o correto é homossexualidade);

3) Desrespeita todas as lésbicas que não precisam de um pênis para uma relação sexual completa.

É com base em discursos públicos vazios de informação, como o de Patrícia, que pessoas declaradamente homofóbicas se sentem livres para agredir e impedir a liberdade individual do outro. É esse tipo de declaração que está na base de números assustadores de LGBTfobia no Brasil.

Decepção

O ator da Globo Tiago Abravanel, que é sobrinho de Patrícia, classificou como “extremamente infeliz” a declaração da tia.

“Fiquei muito triste de ver esse posicionamento vindo de uma mulher que as pessoas esperam tanto que tenha uma mente aberta, e que é uma formadora de opinião, quer queira quer não. Não concordo com nada que a Pati disse. Acho que ela foi extremamente infeliz na colocação. Fiquei bem triste”, confirmou o neto de Sílvio Santos.

informações do jornal Extra e HuffPost Brasil

Recomendados para você

Comentários

  1. Conceição Carneiro Postado em 11/May/2016 às 09:04

    Com esta direitona no congresso e esse "futuro" presidente sem votos é o que vamos ter daqui para frente: Intolerância e direitos usurpados.

    • Thiago Teixeira Postado em 11/May/2016 às 11:18

      As pessoas não se deram conta do que vai virar o Brasil. Falam em ditadura comunista? Verão o que é a Direita faminta e sedenta de vingança no poder.

  2. Samuel Postado em 11/May/2016 às 09:13

    Comentem também sobre a declaração ridícula, burra e preconceituosa que essa senhora deu sobre os ateus, no mesmo programa.

    • Deisi Postado em 11/May/2016 às 11:40

      Samuel, eu vi o programa, não foi preconceituosa nao só com os ateus, mas também com a Lívia que é da umbanda e também com os católicos, por ter devoção a Santos. Adorei o avatar, Santos é meu time de coração.

  3. José Ferreira Postado em 11/May/2016 às 09:30

    Homossexualismo e homossexualidade são termos corretos, simples assim. Ela disse a verdade, não se pode dourar a pílula. Devemos ter tolerância com os não héteros, mas achar normal é forçar a barra.

    • Anne Postado em 11/May/2016 às 12:27

      Não, não são termos corretos. Não segundo a CID-10 (da Organização Mundial da Saúde), ou segundo o DSM-5. A não ser que você desconheça aspectos básicos da fisiologia humana ou viva em outro planeta, você não deve sair repetindo sandices desse tipo e chamar isso de "dourar a pílula". Ignorância tem limite.

      • José Ferreira Postado em 11/May/2016 às 13:59

        Eu estou a falar da Língua Portuguesa. Homossexualismo e homossexualidade (e heterossexualismo e heterossexualidade) são termos corretos, de acordo com a nossa língua.

      • Anne Postado em 11/May/2016 às 16:17

        José, você pode ~estar a falar~ sobre qualquer coisa. Mas desconfio, apenas desconfio, que você tenha capacidade de entender que a discussão não é sobre termos gramaticais. Ou você acha que a Linguística e as construções culturais (abarcando aí Antropologia e Sociologia) não são consideradas na elaboração dos conceitos e na estruturação de textos científicos?

      • José Ferreira Postado em 11/May/2016 às 17:14

        A questão é gramática. Não procure "pelo em ovo".

  4. Carol Postado em 11/May/2016 às 09:57

    Acho que assim mesmo, uma pessoa pública e que depende da massa se mostra preconceituosa e é "corrigida" pela maioria que já aprendeu a respeitar a individualidade. Vejo como algo positivo, não na fala dela, mas no resultado.

  5. eu daqui Postado em 11/May/2016 às 10:01

    E depois "quem não crê em deus é que é miseravel". Por isso é que, no que eu começar a crer nesse deus será pra combatê-lo e nunca pra adorá-lo. Se for prar crer nele e então virar uma anorexica nazista alimentada somente por seu prórpio efeito sombra, então viva o diabo !!!!

    • Thiago Teixeira Postado em 11/May/2016 às 11:17

      Mina? Você curte um Death/Black Metal? Que legal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • eu daqui Postado em 11/May/2016 às 13:01

        Não cheguei ainda nesse grau de aperfeiçoamento satanico. Mas prometo continuar me esforçando........

  6. Deisi Postado em 11/May/2016 às 10:46

    Essa mulher é a típica evangélica hipocrita, eu assisti, ela defeca pela boca. O programa SS é uma das poucas coisas que vejo na TV, não é a primeira vez que se envolve em polêmica, numa ocasião a Lívia foi desrespeitada por ser da umbanda, o discurso dela é o mesmo do Malafaia. Foi ridículo e chocante a opinião recheada de homofobia, dizendo que o pai dela está fazendo apologia a homossexualidade. Nunca mais vou assistir o quadro, enquanto essa mulher estiver lá, não tenho paciência com pessoas que se dizem cristã mas não vivem o cristianismo. O fato dela confundir preconceito com.opinião, não é desculpa esfarrapada, inteligência não é uma virtude dessa moça, muito pelo contrário. Ela é uma mistura de Malafaia e Bolsonaro de saias.

    • José Ferreira Postado em 11/May/2016 às 11:28

      Então #TchauQuerida

    • Deisi Postado em 11/May/2016 às 11:50

      A hipocrisia dessa mulher é tamanha, que no mesmo programa, o pai só para afinetar, perguntou, se eles se eram a favor ou contra ter filho antes de casar, ela não conseguiu dar uma resposta convincente. Ficou em cima do muro, depende da situação, no caso dela pode. Essa mulher caga pela boca, também é contra o enduto a presos. Tudo isso num único dia, muita merda.

      • eu daqui Postado em 11/May/2016 às 13:02

        Ué? Ela é crente mãe solteira? não estou entendendo.......

  7. Eduardo Ribeiro Postado em 11/May/2016 às 10:56

    É o mal de muita gente. Fala bosta e depois vem com papinho de "mimimi eu apenas dei minha opinião". Vivemos em 2016 e vagabundo insiste nessa conversa de "minha opinião sobre normalidade sexual". Eu sinceramente não sei nem por que homossexualidade é assunto, muito menos por que as pessoas investem tempo pensando nisso por achar que tem o direito de "se posicionar" a respeito. Não tem esse direito. Simplesmente não tem. Assim como não existe "concordar com a heterossexualidade", não existe "concordar com a homossexualidade". No dia que este fato inconteste, essa lei matemática que enunciei ficar clara na mente das pessoas, o mundo dá um passo na direção da luz.