Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 08/Apr/2016 às 16:37
13
Comentários

Procurador que investigava tucanos era atacado pela mídia na era FHC

Inversão de valores. Na era FHC, imprensa atacava procurador que investigava tucanos. Luiz Francisco de Souza chegava a ser ridicularizado pela grande mídia. Relembre

procurador investigava tucanos atacado mídia fhc globo
Luiz Francisco Fernandes de Souza, procurador do MPF (Imagem: Pragmatismo Político)

Rodrigo Aguiar, via facebook

Tempos seletivos

Se a indignação corrente contra casos de corrupção – a maioria ainda baseada em precárias denúncias de meliantes, barcos de lata e pedalinhos infantis – é seletiva, por que a memória não seria?

No início dos anos 2000, o procurador federal Luiz Francisco de Souza atazanava tucanos ligados ao presidente FHC.

Era RIDICULARIZADO pela chamada grande imprensa: um falso paladino, falso asceta (dirigia um fusca 1985) e petista. Tratamento não apenas diferente, mas CONTRÁRIO ao recebido pelos procuradores da operação lava jato.

O jornal O Globo era o mais preocupado com a -cito um editorial- “ofensiva contra a imagem do próprio presidente da República“.
Ao analisar ações de membros do MPF que se aproximavam do gabinete presidencial, o mesmo editorial dizia ser “incorreto que se confundissem INDÍCIOS COM PROVAS, possibilidades com certezas e, acima de tudo, DESEJOS COM FATOS“.

Os “desejos“, no caso, seriam as motivações político-partidárias do procurador. O Globo pedia calma. Estava correto.

Agora, encontre esse bom senso em quaisquer edições globais nos últimos anos.

O editorial é do dia 15 de agosto de 2000.

Segue (1) uma versão dele, na íntegra.

procurador investigação tucanos psdb atacado mídia desonesta
procurador-que-investigava-tucanos-era-atacado-pela-midia-na-era-fhc1

E (2) um trecho destacado, que me parece uma das maiores pérolas do esquecimento brutal que acometeu os outrora SENSATOS editorialistas de O Globo.

Sei que caixa alta parece grito, mas é necessário, creiam neste perplexo postante.

procurador investigação tucanos psdb atacado mídia desonesta

Ao criticar um procurador federal por excessos que estavam turvando a imagem do presidente, o Globo, em sua nobre página de opinião, naquele ancestral agosto, PUBLICOU isso:

” (…) o interesse público pede principalmente algo bastante elementar: que guardem suas denúncias PARA O FIM DO PROCESSO INVESTIGATÓRIO E NÃO AS ALARDEIEM NO INÍCIO, QUANDO SÃO AINDA SUSPEITAS.”

O editorial chega a sugerir uma revisão nas prerrogativas do Ministério Público garantidas na Constituição de 1988. E encerra com um galante FH falando à já notável repórter Mirian Leitão. Vale a pena a leitura, basta colar as colunas.

Dito isto, lido o editorial, te pergunto: QUE TAL?

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. EDUARDO DO PT Postado em 08/Apr/2016 às 17:15

    Nossa que lindo. Infelizmente fica difícil concorrer com a grande mídia. Eles enganam e manipulam o tempo todo. É a mídia do desespero, da morte, do sensacionalismo exagerado, da redução da maioridade penal. Hoje, no Brasil, existem poucos meios de comunicação isentos e imparciais. Uma pena. Não há democracia quando a verdade não é dita. #foraglobo #nãovaitergolpe #dilmafica #lula2018

  2. João Postado em 08/Apr/2016 às 20:23

    Da mesma forma como vocês atacam Moro agora.

    • Eliel Postado em 08/Apr/2016 às 23:38

      João faz o exercício de pregar o descalabro jurídico pra justificar o injustificável. O pau que dá em Chico não pode dar em Francisco nas mesmas cirscunstancias.

      • João Postado em 09/Apr/2016 às 03:16

        Quer dizer então que não época de de FHC a justiça funcionava perfeitamente?

    • Luís Fernando Frenzel Ott Postado em 11/Apr/2016 às 10:49

      Só que, caro senhor João sem sobrenome, não temos a Rede Globo, a Veja, a Isto É, a Folha de São Paulo, o Estadão, e a Rede Band defendendo o então Presidente da época (FHC ) e descendo a lenha no Procurador...mas temos o Facebook, ora bolas, apesar de sermos em minoria ainda, pois os patricinhos e mauricinhas das avenidas Batel e Paulista têm mais tempo e dinheiro pra gastarem pendurados nas Redes Sociais.

  3. marcio ramos Postado em 08/Apr/2016 às 20:44

    Midia bandida povo analfabeto é treta...

  4. Jorge Viana Postado em 09/Apr/2016 às 02:27

    É o velho discurso justificativo da “bala perdida” quando o tiro acerta um adversário, e do “homicídio” quando acerta um correligionário. Ou seja, contra um é acidente, contra outro é crime.

  5. Shirl Postado em 09/Apr/2016 às 04:42

    Lembro bem desse caso e lembro de fazerem uma imensa matéria sobre a vida privada dele esculachando o cara,lembro de um problema com a esposa ou algo parecido.Lembro como ele foi avacalhado pela mídia.

  6. Roberto Postado em 09/Apr/2016 às 04:42

    As organizações Globo têm lado.

    • Eduardo Postado em 10/Apr/2016 às 00:23

      ela é uma empresa e visa lucros e não interessa como estes venham.... Leitura desta situação atual do Brasil..... O ANTICRISTO.... de Niestchie. deve ser isto.... mas o que importa é o sentido de religião e moral que o autor cita no princípio do livro, o que me fez para neste ponto.

  7. Roberto Pedroso Postado em 09/Apr/2016 às 10:48

    Tempos idos.... quem tem mais de trinta se lembra não apenas deste caso mas também como a cobertura parcial de casos como os envolvendo o escândalo de privatização das teles,o escândalo envolvendo o banco Marka e FonteCindam, sob a falsa alegação de risco sistêmico o BC saiu em socorro destes bancos vendendo dólares abaixo dos valores praticados pelo mercado para salvar ambas instituições e mesmo assim tal manobra foi insuficiente para salva-las ,alem do silencio vergonhoso da imprensa a respeito da conduta de Geraldo Brindeiro que engavetou vários casos quando era procurador geral,mas assim é a vida em nossa republica velhaca,seguimos com maus políticos e uma imprensa que se pauta pela conduta vergonhosa de dois pesos e duas medidas.Elegendo de forma conveniente e tendenciosa heróis nacionais e violões que se pretendem ser unanimidades,a pergunta que fica : a quem e a quais interesses atendem estas condutas viciadas?

  8. Sérgio Postado em 09/Apr/2016 às 23:26

    Gloebbels.

  9. Eduardo Postado em 10/Apr/2016 às 00:21

    e não dá em nada.... será que o certo é certo mesmo ou seria o errado o certo e o certo o errado.... tá ficando difícil.... outro dia assisti num programa humorístico um personagem ser chamado de ladrão, e ele respondeu.... quem dera..... do jeito que a coisa anda a vergonha é o que menos importa em relação a montante roubado, desviado, surrupiado..... não é este o caminho, tenho certeza.