Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 04/Apr/2016 às 17:30
3
Comentários

Panamá Papers: Joaquim Barbosa se defende de acusações

Joaquim Barbosa é um dos nomes que integram o listão do Panamá. Ex-presidente do STF usou o Twitter para se defender das acusações de sonegação fiscal no escândalo da Mossack Fonseca

joaquim barbosa panama papers
(Imagem: Brasil 247)

Potencial candidato à presidência da República em 2018, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa usou o Twitter para se defender das acusações de sonegação fiscal, depois que seu nome apareceu no listão do Panamá, com os clientes do escritório Mossack Fonseca.

Barbosa disse que pagou US$ 335 mil pelo seu apartamento em Miami, com recursos oriundos do seu trabalho, mas admitiu que abriu duas empresas offshore em paraísos fiscais – e não apenas uma – em busca de benefícios tributários.

Mas respondo: sou sim proprietário de um bonito apartamento de 73 m² na cidade de Miami, Flórida“, escreveu Joaquim Barbosa em seu perfil oficial. “Para essa finalidade, tornei-me titular de duas pessoas jurídicas estrangeiras. As razões são óbvias: fiscais e sucessórias.”

Razões fiscais e sucessórias são um eufemismo para a mesma questão: pagar menos impostos. Empresas offshore, registradas em paraísos fiscais, pagam menos tributos do que cidadãos que adquirem imóveis como pessoas físicas. Além disso, não pagam impostos de transmissão de heranças – o que coloca JB numa posição desconfortável para quem poderia se vender ao público como uma alternativa moralizante na política.

Comprado ou doado?

No Twitter, Barbosa disse ainda que o dinheiro para a compra do imóvel saiu de sua conta no Banco do Brasil, mas não apresentou provas da transação.

A reportagem do jornal Miami Herald afirma, no entanto, que Barbosa pode ter ganho o apartamento num condomínio de luxo e diz que sua transação foi totalmente inusual. O jornal chega a essa conclusão porque não houve pagamento de nenhum imposto na transferência. O Miami Herald faz a ressalva de que o vendedor apresentou a cópia de um contrato com pagamento em espécie de US$ 335 mil.

Brasil 247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Fernando Postado em 05/Apr/2016 às 11:10

    Os arautos da moralidade tupiniquim de bordel: todos acabam na mesma sarjeta existencial desnudos pelos seus próprios atos...

  2. Esmeraldo Cabreira Postado em 05/Apr/2016 às 16:59

    Estranho é que todos se preocupam com o fato de ele ter recursos... mas a notícia afirma que, por não ter pago impostos, significaria que a operação financeira não teria sido feita por ele.... e que alguém pagou a festa... aqui, nós petistas somos acusados de estar "atacando a honra" do impoluto cidadão! Um por vez, os COXINHAS vêem seus heróis perderem as penas... em pleno e atucanado voo! Os próximos serão Cunha e Aécio... é só esperar!

  3. Eliana Maria Brighentti Postado em 06/Apr/2016 às 10:43

    Joaquim Barbosa vociferou muito .É agora pra surpresa de alguém Eu ja desconfiava que tinha alguma coisa por trás daquele estudar de peito .Era só aguardar.