Redação Pragmatismo
Compartilhar
Impeachment 05/Apr/2016 às 15:39
11
Comentários

Janaína Paschoal não merece ser comparada às pombas-giras

Deixemos as pomba-giras em paz. Janaína Paschoal não pode ser comparada a uma delas. Elas são mais sofisticadas. Sabem transitar pela terra e têm artimanhas de sedução que passam pela boa comunicação. A performance de Janaína foi muito rudimentar. Está mais próxima de pirotecnias contratadas por pastores charlatões de igrejas caça-níqueis para enganar fanáticos

Janaína Paschoal advogada  pedido Impeachment
Janaína Paschoal, advogada, autora do pedido de Impeachment da presidente Dilma Rousseff (reprodução)

Cidinha Silva, DCM

Gente! Que babado forte! Janaína Paschoal, a advogada do impeachment, foi picada pelo veneno mortal da mosca azul. Aquela que infecta as aspirantes a celebridades instantâneas.

O que foi aquilo? Ela surtou no afã de lacrar. Lacração, a ciência do momento, não é para todo mundo. É preciso ter know how.

Minha teoria para o discurso messiânico de Janaína, tão comum entre os homens na política e que começa a contaminar mulheres, principalmente aquelas a serviço do patriarcado, é que rolou ali um ciumezinho das belezas múltiplas e polifônicas produzidas pelos artistas anti-golpe Brasil afora.

Vejam bem, falo de gente que faz arte, que produz transformação pela beleza, pelo senso crítico, pela ironia, pelo apuro estético em diálogo com a ética e que tem disponibilizado seus nomes, corações e mentes para a luta democrática, a favor do estado democrático de direito, da não-seletividade das investigações. Contra a misoginia e o machismo diuturnamente endereçados à Presidenta Dilma.

Celebridade (e aspirante à celebridade é ainda pior), sempre tem ciúme de artista. Porque nunca produzirão arte. Não vêem aí o Lobão com essa estratégia esfarrapada de pedir desculpas a Gil, Caetano e Chico, chamando-os para o diálogo. Ora, pipocas! Quem é Lobão na fila do pão?

Janaína Paschoal perdeu as estribeiras no improviso. Errou a mão na retórica e tornou-se ridícula ao decretar o fim da “república da cobra”. Metáfora é coisa refinada, é para poucos. Autran Dourado dizia que as pessoas criam símiles achando que são metáforas.

Para criar boas metáforas é preciso conhecer a essência das coisas. É preciso amadurecer, interpretar corações e mentes e essas ferramentas não são adquiridas num cursinho rápido de retórica em sessões criminais disponibilizado no youtube.

Mas, por favor, deixemos as pombas-giras em paz. Janaína Paschoal não pode ser comparada a uma delas. Elas são mais sofisticadas. Sabem transitar pela terra e têm artimanhas de sedução (de público, inclusive) que passam pela boa comunicação, acima de tudo.

A performance de Janaína foi muito rudimentar. Está mais próxima de possessões demoníacas contratadas por pastores charlatões de igrejas caça-níqueis para enganar fanáticos.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. José Ferreira Postado em 05/Apr/2016 às 16:17

    Cristofobia: A gente vê por aqui.

    • poliana Postado em 05/Apr/2016 às 17:47

      sei...an rannnn...

    • Jonas Schlesinger Postado em 06/Apr/2016 às 01:14

      Boa piada. Teu lugar no banco da praça está garantido. (praçality)

      • José Ferreira Postado em 06/Apr/2016 às 13:27

        Rir do Cristianismo pode, não é? Eu não sou cristão, mas devemos ter respeito acima de tudo.

    • Maria Célia Postado em 08/Apr/2016 às 14:02

      Alguém falou em Cristo? Não! Falou em pastores charlatães de igrejas caça-níqueis para enganar fanáticos, pelo que sei pastor charlatão e Cristo não são sinônimos.

  2. Deisi Postado em 05/Apr/2016 às 17:19

    Não merece mesmo, ela está posuida pelo ódio, uma fascista.

  3. Deisi Postado em 05/Apr/2016 às 18:05

    Está mais para pião da casa própria! Kkkkkkkk!

  4. enganado Postado em 05/Apr/2016 às 18:09

    Segundo a Jussara Carioca da rádio gRoubo, ""uma mulher BEM servida é outra coisa""! O Wagner Montes já dizia que um amigo inglês: Leite Magnésia de ""PHILIPS"" , qdo não se dá ""Assistência"" abre ""Concorrência"". No caso da Janaína, penso eu, a ""fera"" está assim porque não tem quem queira come-la, então fica assim! Se estivesse presente ao escândalo arranjaria em coro para lhe pedir para ""tirar a roupa"", podia ser que assim o calor da bacorinha passasse e voltasse ao normal. Sugestão: Manda a ir ter um encontro com o Malafaia em um motel na Baixada Fluminense a meia-noite para exorciza-la dos pecados da alma!

  5. João Paulo Postado em 05/Apr/2016 às 18:52

    Que papelão!

  6. Luna Postado em 05/Apr/2016 às 19:28

    A ultima vez que vi cenas como estas, foi no filme o exorciista! acho que ela foi otima nna iinterpreta;ao de possuida pelo demonio doo golpe. Bravo! cara deputada! mmmaravilhoso! bom mesmo sera quando seus filhos verem o belissimo p0apel ridiculo quue a senhora fez!!!!!

    • José Ferreira Postado em 06/Apr/2016 às 13:27

      Ela não é deputada, mas deveria se candidatar em 2018.