Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 08/Apr/2016 às 16:16
8
Comentários

#ForaBolsonaro atinge ‘trending topics’ mundial no Twitter

#ForaBolsonaro foi o assunto mais comentado do Twitter no Brasil e alcançou o trending topics mundial. Além de lembrar das suspeitas de ampliação de patrimônio do parlamentar, internautas criticaram a revelação de que o irmão do deputado era funcionário fantasma da ALESP: "Ué, cadê o discurso do 'bandido bom é bandido morto'?

Jair Bolsonaro deputado irmão
Jair Bolsonaro (Dida Sampaio/Ag Estado)

O polêmico deputado Jair Bolsonaro esteve mais uma vez no centro de controvérsias esta semana.

As suspeitas em torno do crescimento de seu patrimônio e a fraude envolvendo o seu irmão, Roberto Bolsonaro, fizeram do parlamentar o assunto mais comentado do Twitter com a hashtag #ForaBolsonaro.

Outro episódio constrangedor que motivou o repúdio de internautas foi a invasão de uma fã do deputado, conhecida pelo codinome Kelly Bolsonaro, a um evento de mulheres pela democracia no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (7). A jovem foi expulsa do local após tentar tumultuar o ato.

Sobre o irmão do parlamentar, Roberto, que custava aos cofres públicos cerca de R$ 228 mil por ano, como revelou reportagem do SBT, os internautas não aliviaram nas críticas.

“Gostaria de saber por que o ‘Bolsomito’ não fala que tem que matar esse bandido que ficou parasitando 230 mil por ano do nosso dinheiro sem trabalhar?”, questionou Diogo Jonas.

“Ele [Bolsonaro] também já disse algo a respeito de que se a educação familiar é boa, não há a possibilidade de que bandidos sejam criados. Segundo essa lógica, ele acaba de assinar um atestado de culpa”, lembrou Pedro.

“Ué, cadê o discurso do ‘bandido bom é bandido morto’? Será que ele vai matar o irmão, rs?”, brincou Vanessa.

“Bandido bom, é? Ah, não, ele é branco, rico e tem olhos claros. Deixa pra lá”, afirmou Rafael, em referência ao preconceito de classe e de cor que se tem no Brasil na hora de esbravejar contra criminosos.

Por fim, o internauta Danilo Chaib sugeriu que Roberto Bolsonaro tome o ex-senador petista Eduardo Suplicy como exemplo e devolva todo o dinheiro.

A diferença é que, ao contrário de Roberto Bolsonaro, que recebia R$ 17 mil por mês sem nunca ter aparecido para trabalhar, Suplicy recebeu pelos serviços prestados na prefeitura de São Paulo e decidiu, de maneira voluntária, devolver todo o salário acumulado durante 1 ano.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 08/Apr/2016 às 17:05

    pragmatismo, pq os comentários não estão abertos na matéria q vc postou sobre o irmão do bolsonaro?

  2. poliana Postado em 08/Apr/2016 às 17:06

    kd os defensores do "bolsomito", agora???? pereira, andré maria diego cesar xonga souza,apareçam!!

    • Vinis Postado em 08/Apr/2016 às 19:59

      Provavelmente vão desviar do assunto e falar do PT, algo como "Por que vocês não publicam matérias sobre os corruptos do PT?" "Pragmatismo é financiando pelo governo" e outros...

      • Line Postado em 09/Apr/2016 às 22:07

        Faltou o 'sou daqui'

  3. sandro Postado em 08/Apr/2016 às 18:23

    Achei que só o bolsovomito era um fantasma(do Hitler),mas a família modelo do Brasil,tem mais assombrações.

  4. Fábio Postado em 08/Apr/2016 às 21:55

    Não é só porque o cara é machista, xenofóbico, homofóbico, nazista, estúpido, grosso, retrógrado, boçal, que o cara é ladrão, corrupto e nepotista.

  5. Deisi Postado em 09/Apr/2016 às 09:06

    Seu patrimônio aumento muito, com certerza, além de machista, xenofóbico, homofóbico, nazista, estúpido, grosso, retogrado, boçal, também é corrupto. Só coxinha não concorda, o Cunha um corrupto, mas pra coxinha um herói. Afinal, pra eles o PT inventou corrupção

  6. Line Postado em 09/Apr/2016 às 22:07

    Esse aí é um bostal