Redação Pragmatismo
Compartilhar
Revista Veja 14/Apr/2016 às 17:19
29
Comentários

Blogueiro da Veja pede desculpas por acusar homem detido de ser do MST

Informação falsa e imagem montada foram espalhados não só pelo blogueiro da Veja, mas por diversos veículos de comunicação, páginas do Facebook e políticos brasileiros que dispõem de influência e alcance nas redes sociais

Reinaldo Azevedo Veja homem MST
Reinaldo Azevedo, da Veja, pede desculpas por espalhar informação falsa de que homem detido com dinheiro era do MST

O blogueiro de Veja Reinaldo Azevedo publicou uma retratação após publicar e espalhar que um homem detido com dinheiro em Brasília tinha ligação com o MST e havia tirado selfie com Guilherme Boulos (MTST) e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

“A informação de que a pessoa que acompanhava João Pedro Stedile, Guilherme Boulos e o senador Lindbergh Farias num voo de Brasília para São Paulo era o militante sem-terra João Carlos Santos, detido com R$ 20 mil em Brasília, estava errada”, escreveu Azevedo, que pediu desculpas e declarou que excluiu o post.

Não apenas Reinaldo Azevedo, mas diversos veículos de comunicação e políticos brasileiros que dispõem de longo alcance na internet, como Ronaldo Caiado (DEM-GO), espalharam a falsa informação de que o rapaz era do MST e sugeriram que o dinheiro que portava seria distribuído entre supostos manifestantes.

A Polícia Civil do Distrito Federal declarou que o homem detido não é do Movimento Sem Terra e nem ligado a nenhum partido político.

De acordo com o delegado Paulo Henrique e Almeida, diretor de Comunicação da Polícia Civil, o homem carregava R$ 13 mil (e não R$ 20 mil) e explicou que se tratava de uma rescisão trabalhista que recebera.

Segundo o delegado, Santos, além de explicar o dinheiro que levava consigo, negou fazer parte do MST e foi liberado, por não haver nada que o incriminasse.

Leia a íntegra do pedido de desculpas de Reinaldo Azevedo:

Sem-terra que aparece com Stedile, Boulos e Lindbergh não era o que foi preso com dinheiro. Peço desculpas às personagens envolvidas no erro e aos leitores.

A informação de que a pessoa que acompanhava João Pedro Stedile, Guilherme Boulos e o senador Lindbergh Farias num voo de Brasília para São Paulo era o militante sem-terra João Carlos Santos, detido com R$ 20 mil em Brasília, estava errada.

Não é ele. Trata-se de João Paulo Rodrigues, também do MST.

As circunstâncias do erro não importam. O fato é que me desculpo com os leitores e com as personagens envolvidas no erro: Stedile, Boulos e Lindbergh.

Já excluí o post.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. sandro Postado em 14/Apr/2016 às 18:22

    Processo nele.

  2. sergio ribeiro Postado em 14/Apr/2016 às 18:37

    O carequinha é um grande exemplo de humildade.

    • poliana Postado em 14/Apr/2016 às 22:58

      affff..até aqui tu quer enfiar dilma, naro!!?? q obsessão é essa??!!! e ela é NOSSA presidente! vc tb ajudou a elegê-la. n esqueça disso!

    • poliana Postado em 15/Apr/2016 às 16:04

      me referi ao fato de vc enfiar o nome de dilma nesse episódio do azevedo! o q ela tem a ver com isso? q obsessão estúpida!

    • poliana Postado em 15/Apr/2016 às 16:07

      e pra vc a dilma não tem humildade pq? pq ela não atendeu ao capricho da elite (e dakeles q acreditam ser elite), e n renunciou ao mandato? pq ela renunciaria a um mandato q lhe foi conferido legitima e democraticamente/ e pq ela merece sofrer impeachment se ela n cometeu qq crime? me explica tudo isso por favor? por conta desse triste episódio q o brasil passa, vc acha q dilma é q não tem humildade?

    • poliana Postado em 15/Apr/2016 às 19:41

      filho, se tem algo q ela demonstrou até aqui, foi ter muito equilíbrio emocional, ao contrário do q a podre isto é tentou te fazer crer (e pelo visto conseguiu). inapta? um tanto qto subjetivo esse seu conceito! e nem me fale sobre mentir em campanha...vc só demonstra ser extremamente infantil e birrento pra enxergar o óbvio no mundo político!! e eu, queimar pneu? recalcada?! ô querido, não preciso disso não! acredite, estou muito melhor do q vc!!!! se dilma sair, veremos quem realmente irá sofrer com um eventual governo temer! acredite, naro solbo, num futuro não tão distante, todos estarão pedindo desculpas a dilma e sentindo falta do pt. mas 2018 é logo ali...concretizem o golpe, derrubem dilma e vc verá quem virá com forças logo mais!!!! conseguiram prender a jararaca? 2 anos de investigações e nada né?! ok...pavimentem bastante o caminho pra sua volta. continue..vamos ver aonde tudo isso irá acabar.

  3. sandro Postado em 14/Apr/2016 às 18:52

    Processo com força,tem que entrar rasgando.

  4. Thiago Teixeira Postado em 14/Apr/2016 às 18:58

    Safado.

    • poliana Postado em 14/Apr/2016 às 22:58

      um irresponsável e mau caráter. nada além disso!

  5. Trajano Postado em 14/Apr/2016 às 19:47

    Tem que processar. Ele não é incapaz cognitivamente e é muito bem pago para fazer o seu trabalho que, até onde sei - posso estar enganado - requer a identificação da veracidade dos fatos narrados. A não ser que a veja virou uma espécie de conversa de botequim por escrito. E considerando o teor da postagem altamente pejorativa, principalmente ao Lindbergh (Senador da República) e ao MTST, bem como à reação dos coxinhas ao comentar as desculpas deste idoso blogueiro, desculpas pouco importam quando se está em jogo é a destruição de reputações. O estrago está feito.

    • Pedro Postado em 15/Apr/2016 às 02:57

      Conversas de botequim costumam permitir maior amplitude de idéias e idéias melhor fundamentadas do que o que se encontra nas paginas da Veja ha 15 anos. A Veja não faz o seu trabalho investigativo, usa evidências fracas e boatos como base de reportagens e editoriais. Você esta exigindo demais de um veiculo que se tornou panfleto politico ha muito tempo. Processo é o correto em cima do Reinaldo Azevedo: como você bem disse, ele é muito bem pago e pode aguentar o tranco. E o pessoal aplaude que ele é capaz de se retratar? Retratou-se em interesse próprio para amenizar o processo que vira: foi pego na fabricação de dados e retratou-se. Assumir erro e pedir desculpas é obrigação de todo ser humano nessa terra, nada digno de honras. No caso dele, isso ja foi "damage control".

  6. Salomon Postado em 14/Apr/2016 às 20:22

    Errar, assumir, pedir desculpas e assumir as consequências. Perdir desculpas apenas, não isenta ninguém de arcar com as consequências do seu erro.

  7. ALFREDO DE VITA Postado em 14/Apr/2016 às 21:15

    Vamos fazer um BOLÃO. r$ 100,00, quem acertar quantos anos de cadeia o PAULINHO DA FARÇA, vai pegar?

  8. Eduardo Ribeiro Postado em 14/Apr/2016 às 22:55

    Se não doer forte no bolso, semana que vem ele faz de novo. Depois pede desculpas de novo, "foi malz aê hihihihi"

    • Trajano Postado em 15/Apr/2016 às 01:31

      Perfeito. Nesta terra onde um veículo de comunicação como a rede globo pede desculpas por ter apoiado uma ditadura militar no país, ao passo que nasceu e enriqueceu durante o mesmo regime e, como se não bastasse, reconheceu também a manipulação do debate na eleição do final da década de 1980, oras, desculpas chegam a ser indecorosas para quem os lê ou escuta. Neste caso, a perda da concessão pública é o mínimo do aceitável, mas aqui nem tchum... Por outro lado, este tal blogueiro que aparece na matéria só é reconhecido hoje por causa do patrocínio da aristocracia paulista antipetista, a mesma que hoje fala do golpe como um impeachment já consumado e se faz de maluca desentendida sobre Cunha, Temer e Aécio. Décadas depois, “desculpa”. Eu hein. Que seja um pedido de desculpas, mas cadê as consequências?

      • Pedro Postado em 15/Apr/2016 às 03:08

        Quando cabe "desculpar-se"? Quando se tem efetivamente "culpa" de um ato? Um médico ou engenheiro que cometem um erro catastrófico que causam sofrimento e morte, podem desculpar-se? Tecnicamente, não: a culpa continuara, infelizmente, sob responsabilidade deles. Porem pedir perdão: é um processo distinto. A globo não tem como "pedir desculpas" pelo que fez, mas pode pedir o perdão da sociedade brasileira. A Globo é culpada de aliar-se ao regime ditatorial, e beneficiar-se do mesmo. A Globo é culpada de um crime contra a nossa democracia, na edição do debate eleitoral de 1989. Pedir desculpas é um ato absolutamente vazio e de interesse próprio: "save face" diz-se em inglês. Não conheço boa expressão na nossa lingua. E agora estão absolutamente comprometidos com um processo de impeachment no qual uma presidente que não aparece em nenhum escândalo de corrupção e que não cometeu nenhum crime de responsabilidade fiscal, é impedida por politicos absolutamente comprometidos em escândalos de corrupção: e a bandeira é o do moralismo (seletivo). De que adianta um marido infiel pedir perdão abraçado a amante? Não devemos ouvir o que falam, os pedidos de desculpas ou perdao: isso transcende o próprio cristianismo. Podemos perdoar nossos irmãos, mas a moral cristã não prevê como agir "na economia do perdão" frente a um oligopólio de mídia. O que devemos observar são os FATOS. O Reinaldo Azevedo acabou de fazer uma tentativa pífia de assassinato de caráter, buscando criminalizar alguém que ele associou a movimentos que a Veja vem demonizando desde a década de 90. Gritou "pega ladrão" e quando percebeu que gritariam contra ele "pega ladrão", fez o controle de estrago antes que outros o expusessem. Na política mundial, basta sujar o nome de alguém uma vez: é muito difícil depois arrumar o estrago. Dah trabalho. Ele cumpriu sua tarefa, gerou um factoide criminalizante de um alvo do veiculo dele, e pouco importa. Semana que vem farão a mesma coisa.

  9. Miguel Postado em 15/Apr/2016 às 01:05

    Um pedido de desculpas tão arrogante quanto a acusação que ajudou a propagar.

    • Deisi Postado em 15/Apr/2016 às 07:17

      Concordo plenamente, vindo desse verme.

  10. João Paulo Postado em 15/Apr/2016 às 01:39

    Dá até para triplicar o valor da rescisão!

  11. Pedro Postado em 15/Apr/2016 às 02:52

    Errar, assumir o erro e pedir desculpas é obrigação e o mínimo. TODOS precisam agir dessa forma: não é atitude digna de elogio. Devemos elogiar um motorista de ônibus que dirija bem, um piloto de avião que faz pousos seguros e um cirurgião que executa bem suas cirurgias? Não! Fazem suas obrigações. O importante nessa historia é: o Reinaldo Azevedo correu para noticiar algo do qual pouco sabia, no esforço escandaloso da mídia de que faz parte de criminalizar a todo custo tudo que consideram "de esquerda" neste pais. E qual é o crime de portar 20 mil reais exatamente? E se o dinheiro for inteiramente legal, coletado de doações do movimento para ajudar na organização de um evento? "Andar com 20 mil reais" não é crime. Essa historia mostra apenas que o Reinaldo Azevedo, e a grande mídia se tornaram o compasso moral do nosso momento histórico: apontam sempre na direção incorreta. O lado a se posicionar é o oposto ao deles: nem é preciso mais raciocinar, temos nosso anti-compasso moral.

    • Pedro Postado em 15/Apr/2016 às 11:32

      Hipocrisia aonde? Você nem sabe o que escreve por aqui: vem smh provocar. Sinceramente, dado o momento que vivemos, sua "piada" ultrapassou o mal gosto.

    • Pedro Postado em 16/Apr/2016 às 01:02

      Ha zero de hipocrisia no meu comentario. Estay claro no que eu escrevi: não existe virtude na retratação de um erro. Se isso merece elogios, estamos fazendo tudo errado. Você por acaso sabe usar a palavra "hipocrisia"? Acho que você nem sabe o que esta falando.

  12. Grace Diniz Postado em 15/Apr/2016 às 10:14

    Eh muita cara de pau! Depois que faz o estrago pede desculpas. Que desculpa o que, processa esse canalha. É virou moda, foi?

  13. Lopes Postado em 15/Apr/2016 às 11:36

    Voltando ao caso específico. Que tipo de idiota coloca 20 pila numa mochila e vai para perto de uma grande concentração de gente? Essa história está muito mal contada! Verificaram a veracidade das informações sobre o acordo trabalhista?

  14. Ronaldo Postado em 15/Apr/2016 às 11:51

    O assunto aqui é a Dilma ou o "morde, assopra" do R. Azevedo? Pedir desculpa é fácil. Quero ver abandonar a prática de promover calúnia e difamação ensinada nos manuais do PIG jornalismo. Segundo o próprio Reinaldo Azevedo, "As circunstâncias do erro não importam." Será? Não é obrigação do jornalista checar suas fontes antes de sair divulgando o que pode ser mero boato? E quem se responsabiliza pelos possíveis problemas causados aos envolvidos? Você?

    • Pedro Postado em 16/Apr/2016 às 11:13

      Ronaldo, você tem razão. O pessoal resolveu "louvar o pedido" de desculpas, como quando elogiamos uma criança que assume o erro no jardim de infância. Ele mentiu, acusou levianamente: desculpas não colam nao. Vou ao Detran pedir desculpas pelas minha multas: vamos ver se eu escapo.

  15. Enedino Postado em 15/Apr/2016 às 13:56

    As circunstâncias do erro não importam?? Coisa de gente irresponsável...!!!

  16. pilistrika Postado em 15/Apr/2016 às 14:10

    Se você acredita que o vagabundo do Reinaldo Azevedo pediu desculpa por ter mentido, então você acredita em papai Noel! isso nele a na revista veja é praxe! mentem primeiro e desmentem depois, depois do estrago feito, claro!

  17. Line Postado em 20/Apr/2016 às 21:22

    A escrotíssima veja e seus blogueiros de sempre...