Redação Pragmatismo
Compartilhar
Impeachment 13/Apr/2016 às 16:29
5
Comentários

Acampamento contra o golpe já reúne milhares em Brasília

Acampamento pela Democracia e contra o Golpe reúne cada vez mais pessoas em Brasília para acompanhar o processo de discussão do impeachment, que começa nesta sexta-feira e termina no domingo, com a votação aberta

acampamento golpe brasília democracia dilma pt
Imagem: Mídia Ninja

Frente Popular do Brasil

Mobilizados em todo o país, movimentos populares, centrais sindicais, entidades estudantis, coletivos de cultura e comunicação, decidiram montar um acampamento em Brasília para acompanhar o processo de discussão do impeachment no Congresso Nacional. Localizado no Ginásio Nilson Nelson, o Acampamento Nacional pela Democracia e Contra o Golpe, que iniciou no dia 10 de abril, já reúne 2 mil pessoas de diversos estados do país.

A palavra de ordem “Não Vai Ter Golpe, Vai Ter Luta” que se tornou um hino para os que lutam em defesa da democracia, também será o grande mote do Acampamento. Durante a semana, acontece um calendário de lutas contra o golpe, com atividades culturais e formações políticas sobre as grandes questões da conjuntura econômica, política e social do país.

Está em curso no Brasil uma ofensiva da classe dominante, por meio de seus braços no Congresso Nacional, no Poder Judiciário (articulado com Ministério Público e Polícia Federal) e nos grandes meios de comunicação para dar um golpe contra a democracia brasileira, afastar a presidenta Dilma Rousseff e impor um programa de retrocessos políticos, sociais e econômicos no nosso país. Esse momento de luta pela democracia é de muita importância porque até hoje, o povo brasileiro e as organizações políticas da classe trabalhadora têm a cicatriz da repressão, mortes e torturas dos tempos da ditadura militar, instaurada com o golpe de 1964, e lutará com todas as forças para impedir um novo golpe no Brasil”, destaca Marco Antônio Baratto, membro da Coordenação Nacional do MST, uma das organizações que integra a Frente Brasil Popular.

Agenda

Entre as agendas que serão acompanhadas pelos acampados, está o Ato Político-cultural Cultura pela Democracia, que acontece na quinta-feira, dia 14. Na sexta-feira, dia 15, acontece a Jornada Nacional de Mobilização. Os atos no Congresso Nacional de acompanhamento da votação do impeachment terão concentração na quinta e na sexta, a partir das 16 horas no Teatro Nacional. No domingo, dia 17, acontece a Vigília pela Democracia, em todas as capitais do país e com grande concentração em Brasília.

Solidariedade

O Acampamento é símbolo do clima de solidariedade à luta pela democracia na sociedade. As pessoas interessadas em contribuir com a estrutura do Acampamento podem participar da Campanha de Solidariedade ao Acampamento pela Democracia e fazer doações de alimentos, utensílios de cozinha, material de limpeza, barracas, colchões. Além de doações, cada segmento, categoria e coletivo, formado por artistas, advogados, médicos, comunicadores podem se organizar em coletivos e ajudar com o acampamento. Organizado pela Frente Brasil Popular, a expectativa é que até o dia 17, dia da votação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, cerca de 200 mil pessoas estejam acampadas.

Massacre Eldorado dos Carajás

O Acampamento Nacional pela Democracia e Contra o Golpe também é realizado em memória a todos os lutadores e lutadoras do povo que morreram na luta em defesa da democracia, da libertação do povo brasileiro e das grandes reformas, tendo como símbolo os 21 companheiros que morreram no Massacre de Eldorado de Carajás, que completa 20 anos no dia 17 de abril.

Leia também:
O impeachment de Dilma pode significar a salvação de Eduardo Cunha
Deputados fazem “bolão do impeachment” com apostas de R$ 100

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 13/Apr/2016 às 19:12

    A Globo já manchou o movimento com a repercussão covarde de um suposto militante do MST, com suposto dinheiro não identificado e que o mesmo, segundo o golpista Reinaldo Azevedo, andava com o Lindemberg. Puta patifaria. E não satisfeitos, vieram com aquele insinuação de "Porque o nome do Maluf saiu da lista de procurados da Interpol?". Tipo assim, olhem brasileiros ... o PT está pagando manifestantes, todos contra o Impeachment são comprados, com suposto dinheiro desviado da Petrobras, dinheiro público está bancando as manifestações, e mais ... o PT retirou o nome do Maluf como procurado internacional em troca de votos contra o Impeachment ... Nossa ... que coisa né?

    • Jonas Schlesinger Postado em 13/Apr/2016 às 22:00

      kkkkkkk às vezes eu penso que esse dinheiro seja em dotz. Porque seria um puta dinheiraço pra pagar para esse pessoal todo. Veja bem, vou dar um número de 10 mil pessoas. Se pagar 30 reais, vão desembolsar uns 300 mil reais se eu não me engano. Só um idiota pra acreditar que toda a manifestação tem pagamento. Tem gente que defende o Lula? Tem. Tem gente que defende os políticos da direita? Tem. Tem gente que assiste novela da globo com viado e sapatão? Tem. Só respeitar as opiniões alheias, mas o que eu vejo é que o pessoal quer ir na base da porrada, da agressão, do preconceito. Não será novidade alguma esse FlaFlu. Interessante será ver fascista ver seu sangue VERMELHO escorrer pela boca. Será que esperavam o sangue do Piccolo?

  2. Universitária Postado em 13/Apr/2016 às 21:48

    Saiu da lista como prêmio, dos EUA, para apoiar o golpe.

  3. Moacir Postado em 14/Apr/2016 às 10:52

    A Frente Brasil Popular tem maior representatividade popular do que todas as organizações golpistas juntas! E os deputados que se preocupam com sua bases eleitorais sabem muito bem disso! Então... #Não vai ter golpe!

  4. Ricardo Postado em 14/Apr/2016 às 12:48

    Sei lá, tudo muito estranho: BRICS com seu banco próprio, baixa do barril de petróleo, crise na Ucrânia, crise na Síria, tratados internacionais que contam com os EUA como único integrante em todos e que excluem os membros dos BRICS, "combate à corrupção" na FIFA (próxima copa?! Rússia, por coincidência; última copa?! no Brasil, por coincidência... Quando que o FBI e os americanos passaram a se interessar pelo futebol?! Não que a FIFA não incomodasse, mas por que agora?!), "vazamentos" que "ligam" Putin (panama papers), "vazamentos" sobre corrupção na petrobras (petróleo de novo...) que desgastam o governo do PT e que alimentam uma ânsia e impeachment... Talvez seja só teoria da conspiração, talvez seja só um ambiente estranhamente favorável aos irmãos do Norte...