Redação Pragmatismo
Compartilhar
Impeachment 14/Apr/2016 às 14:45
10
Comentários

186 deputados assinam Frente Parlamentar Contra o Golpe

Articulados por Lula, 186 deputados assinam frente parlamentar contra o golpe. Número de adesões recebidas já é mais que o mínimo necessário para barrar o afastamento de Dilma Rousseff. Dezenas de senadores também já assinaram o documento

lula frente parlamentar golpe 186 assinaturas
Articulados por Lula, 186 deputados assinam frente parlamentar contra o golpe

A Frente Parlamentar em Defesa da Democracia, com a assinatura de 186 deputados e de 32 senadores foi protocolada nesta quinta-feira (14) e anunciada pela presidenta nacional do PCdoB, deputada federal Luciana Santos (PE), em coletiva à imprensa no Salão Verde da Câmara.

Aos jornalistas que insistiam em saber se o número era o de votos contrários ao impeachment, Luciana Santos respondeu que esse número pode ser maior, porque nem todos que são contra o impeachment assinaram o documento.

Na insistência sobre o número de votos, a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) disse que “se vocês querem um número, o que podemos afirmar é não há 2/3 de votos para passar o impeachment”.

Ela criticou a tentativa da oposição de “criar um ambiente psicologicamente negativo, mas ele não é real”, afirmou, dizendo ainda que “não tem efeito manada, aqui não tem boi, não tem gado, tem pessoas de consciência política”.

A criação da Frente foi um trabalho conjunto entre o ex-presidente Lula, dirigentes e lideranças políticas do PCdoB e PT com o objetivo de atuar na defesa da democracia como princípio, dado o momento de grande complexidade no cenário da política brasileira, onde as instituições e a legitimidade do voto estão sendo postos em xeque.

“Essa Frente Parlamentar tem objetivo de sinalizar, para fora e dentro da Casa, sobre o significado desse impeachment. Não é qualquer fato. É uma situação institucional grave para o país, não é só disputa política. É preciso que se leve em conta o fundamento de uma iniciativa dessa natureza. Sem crime de responsabilidade, esse processo é golpe”, finalizou Luciana Santos, sendo seguida em seu discurso por vários outros parlamentares, de diversos estados, que assinaram com ela a criação da Frente Parlamentar.

Mais cedo, o líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que o governo continua otimista sobre a votação.

“Todos nós sabemos que as bancadas estão muito divididas. Poucos partidos já estão decididos 100%. No mais é jogada para mídia. Temos segurança do trabalho que fizemos esses dias todos. Não tem risco de termos menos de 200 a 216 votos”, afirmou nesta quinta.

O líder do PT na Câmara, deputado Afonso Florence, disse que o governo tem os quase 172 votos necessários para barrar o impeachment.

“A oposição precisa de 342 votos ‘sim’ pelo impeachment e hoje eles não têm e não terão. E, nas ruas, o movimento pela legalidade democrática tem influenciado muito o voto de indecisos. O governo obviamente se preocupa com os indecisos. Há um trabalho de persuasão”, afirmou.



com Vermelho, 247 e RBA

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Leonardo Postado em 14/Apr/2016 às 15:17

    Tomara, viu?! Senão teremos um retrocesso que vai durar anos...

  2. Carlos Prado Postado em 14/Apr/2016 às 15:18

    O golpe já foi dado, mas ninguém fala nada. Lula quer mandar no país no lugar de Dilma, sem ser eleito.

  3. João Carlos Postado em 14/Apr/2016 às 15:42

    Vamos lá. Estadão: 334 (a favor) e 127 (contra); Folha: 332 (a favor) e 124 (contra); R7: 333 (a favor) e 124 (contra); O Globo: 330 (a favor) e 114 (contra); Mapa Impeachment – vem pra rua: 329 (a favor) e 114 (contra). Será que o PP está dizendo a verdade ou está mentindo descaradamente? Veremos no domingo...Apesar de a resposta ser óbvia

    • felipe Postado em 14/Apr/2016 às 17:45

      Na verdade assinam essa frente parlamentares que são a favor do impeachment e que inclusive dizem não ter assinado tal papel, um tanto estranho não? Na verdade esse pepel foi feito em outra época quando a base do governo era maior, agora com essa debandada muitos da lista agora nçao estão do lado do governo, óbvio que o intuito da matéria é desesperadamente tentar mostrar a força do governo mas até bancadas do PT dizem estar de saída e que após o desfecho dessa situação irão sair do partido, enfim, só no dia da votação teremos a plena certeza das coisas, fato é que mesmo que o governo barre o impeachment sai fraco e não terá maioria no governo, será difícil governar assim.

    • MANOEL DE OLIVEIRA SILVA Postado em 14/Apr/2016 às 23:14

      Quem acredita nas mídias estão felizes:::eu acredito na constituição e espero que ela vença

  4. Esmael Leite da Silva Postado em 14/Apr/2016 às 16:19

    O Governo tendo assegurado votos suficientes para impedir o prosseguimento do processo de impeachment, está provocando uma debandada geral dos que apoiam o golpe e atraído os indecisos, pois ficar na oposição não traz nenhum beneficio e cria problemas para exigir benesses eventuais e sistemáticas ao governo, a tendência é que muitos abandonem a oposição e passem a votar contra o golpe, os deputados são pragmáticos e Dilma Rousseff também.

  5. Vinicius Postado em 14/Apr/2016 às 21:27

    Realmente, nunca pensei que o Brasil chegasse nessa situação. O psicopata do Eduardo Cunha está acima de tudo e a (in)justiça brasileira não faz NADA, estão montando um "muro da vergonha" em Brasília, vai ter telão e tudo para passar a votação, virou até ponto turístico! isso é uma psicopatia generalizada , é claro que vai ter confusão ali e obviamente a polícia vai atacar a esquerda (principalmente o Governador do DF sendo de direita, do PSB - Partido "Salafrário" Brasileiro), mas ninguém faz nada, é o Eduardo Cunha que manda em tudo, é um ditador!Isso é uma vergonha! Cadê a justiça! Como pode um RÉU comandar um julgamento de uma presidente HONESTA e eleita DEMOCRATICAMENTE, além disso grande parte dos deputados que vão votar envolvidos em corrupção, eu não consegui cair na real ainda, parece que estou delirando! O país está parado por interesses de grandes corporações capitalistas e os EUA, que financiam meios de comunicação e partidos políticos de direita, iludindo um povo pelo consumo, principalmente a classe média, que está "revoltada" por não poder ir comprar bugiganga em Miami e gastar com outros bens supérfluos. Os meios de comunicação incendeiam um país com manipulação, mentiras e calúnias. Grande parte dos "verde amarelos" serão prejudicados com medidas dos golpitas, mas lamentavelmente estão iludidos pela cultura do consumo e não percebem isso.Bom, enfim, gostaria muito acreditar que não vai ter golpe, mas só consigo nesse momento acreditar nos votos contra o golpe do próprio PT, PCdoB, PSOL e PDT, mas independente do resultado estarei sempre estarei disposto a lutar e me manifestar pelas conquistas sociais adquiridas principalmente a partir do primeiro mandato do PT, apesar de ser um pessoa "privilegiada", fico muito feliz que muitas pessoas humildes terem conquistado seu espaço e sua dignidade. Podem me chamar de "petralha", "comunista" , "mortadela", "bolivariano" que não me ofendo com isso. Admiro muito a Dilma e sou Lula em 2018 e não tenho vergonha disso! *Outro Vinicius

    • Daniel Postado em 15/Apr/2016 às 05:57

      Tuas colocações foram as mais sábias que já li nos últimos tempos,compartilhei nos maiores grupos do país o teu texto ,coloquei que eras o autor ,com o objetivo de levar palavras de apoio a nossa militância.Nós somos fortes e somos muitos e acredito que iremos vencer o golpe e independente de qualquer cenário temos Lula 2018 o PT não vai morrer e nem a esquerda,o Partido comunista viveu clandestinamente nos porões da ditadura e muito sangue foi derramado por ele para não honrarmos nossos líderes do passado a esquerda nunca morrerá ,pois o dia que ela morrer acabará a humanidade no coração das pessoas e isso nunca ocorrerá.

      • Vinicius Postado em 15/Apr/2016 às 13:10

        Boa tarde, Daniel! Agradeço as suas considerações! Reitero ainda que apesar de ser apenas um jovem universitário de 21 anos e mesmo com esse cenário catastrófico e trágico que estamos vivendo, sempre lutarei e manifestarei pelos meus ideais de igualdade social, racial, de gênero e outros.Se caso o golpe passe, isso não vai significar uma derrota, vai significar que a luta está só começando. Temos dar o recado para a "casa grande" que ela não tem mais vez! #DilmaFica #DilmaGuerreira #Vaiterluta #ForaCunha #VazaTemer #AGlobomente *Outro Vinicius

  6. Denisbaldo Postado em 15/Apr/2016 às 11:14

    Só do lado do PT é claro, do lado da oposição reina a honestidade e boas intenções com o povo brasileiro.