Redação Pragmatismo
Compartilhar
Lula 04/Mar/2016 às 11:35
5
Comentários

Ricardo Coutinho é o 1º governador a se manifestar sobre ação contra Lula

Na primeira manifestação de um governador de Estado contra a 24ª fase da Lava Jato, Ricardo Coutinho (PSB-PB) disse que se extrapolou "definitivamente" os limites do bom senso. "Ontem, um ex-presidente, com endereço fixo, se colocava à disposição da justiça para depor. Hoje, um verdadeiro aparato policial foi montado para "conduzir coercitivamente" esse ex-presidente para depor sob a mira da grande mídia"

ricardo coutinho paraíba lula golpe democracia
Ricardo Coutinho – PSB/PB (reprodução)

O governador do Estado da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), condenou a ação da Polícia Federal nesta sexta-feira, 4, que tem como foco principal o ex-presidente Lula.

Em entrevista à revista Nordeste, o governador considerou ser indispensável “manter a luta” para assegurar a Democracia no País diante do que considerou espetacularização da Justiça.

Direitos fundamentais estão sendo ignorados e onde nobres e necessários objetivos legalistas cada vez mais se confundem com desejos e estratégias de correntes políticas e de algumas elites econômicas retrógradas. Espetacularizaram a justiça e a política“, afirmou Ricardo Coutinho.

Na primeira manifestação de um governador de Estado contra a 24ª fase da Lava Jato, denominada Aletheia, Ricardo disse que se extrapolou “definitivamente” os limites do bom senso. “Acho que se extrapolou, definitivamente, os limites do bom senso e da apoliticidade que deve conduzir um processo como esse. Ontem, um ex-presidente, com endereço fixo, se colocava à disposição da justiça para depor. Hoje, um verdadeiro aparato policial foi montado para “conduzir coercitivamente” esse ex-presidente para depor sob a mira da grande mídia que comanda e tenta de todas as formas ressuscitar protestos contra um governo“, disse.

O governador do PSB considera que “essa simbiose é muito perigosa para o Estado Democrático de Direito. Não se trata de defender a impunidade. Se trata de ser contrário a toda uma clara e evidente manipulação que está ocorrendo onde direitos fundamentais“.

Flávio Dino

Horas depois de Coutinho, o governador Flávio Dino também comentou a 24ª fase Operação Lava Jato.

“Tenho declarado meu apoio a todas as investigações no âmbito da operação Lava Jato, Zelotes e outras. Contudo, abusos devem ser evitados”, afirmou o chefe do executivo maranhense, que é juiz. “No Direito, os fins não justificam os meios. São os meios que justificam os fins. Fazer justiça não pode ser um vale-tudo”, disparou Dino.

Segundo Flávio Dino, “medidas coercitivas devem obedecer ao princípio da proporcionalidade (necessidade)”. “Não me parece o caso na condução do ex-presidente Lula”, disse.

O governador afirmou que, “se o Ministério Público diz já possuir tantas provas, basta oferecer denúncia para que haja o direito de defesa e julgamento”. “Decisões de força, quando desnecessárias, e atos espetaculares conflagram a sociedade e não contribuem para que haja verdade e justiça”, complementou.

Brasil 247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Alan Kevedo Postado em 04/Mar/2016 às 14:45

    O APARATO diante de câmeras da Globo bem posicionadas e até mesmo imagens do "Triplex", via celular, dona Dilma, depois o PT, a esquerda inteirinha, finalmente o LULA que o PMDB e o PSDB sabem que se tornou imbatível nas URNAS. Mas o Lula não é a última estação, não senhor. Os conservadores, aliados aos fundamentalistas bíblicos vão em atuações Gongresso Nacional afora soterrar, para não ficar fortes lembranças de LULA, programas sociais tipo BOLSA FAMÍLIA, MAIS MÉDICOS E MINHA CASA MINHA VIDA. Neste, é possível conservador pensar até em devolução. Se você ganha até dez salários mínimos, aglutine-se em torno de partidos que te darão voz em parlamentos, tais como PC do B, PSOL, PSTU, PDT, REDE, PCB, PCB . O Brasil é de todos os brasileiros. Presinciáveis confiáveis apenas CIRO GOMES, LULA, LUCIANA GENRO, HADDAD e ÉRIKA KOKAI.

  2. Gersier Postado em 04/Mar/2016 às 14:49

    Essa corja ainda vai pagar pelo que estão fazendo a começar pelos mafiosos marinhos e seus puxa sacos. Esse moro que se posa de "salvador da pátria" não passa de mais um capacho a serviço daqueles que querem se apossar das riquezas brasileiras, a começar pela grande PETROBRAS que o serra, outro sujeitinho asqueiroso, quer entregar aos norte americanos. Esses seres desprezíveis merecem o nosso repúdio. NA MARRA NÂO, GANHEM NO VOTO. Os marinhos NUNCA tiveram e NUNCA terão UM DÉCIMO da decência e da HONESTIDADE do LULA. Que o digam as mansões em Paraty, as falcatruas na CBF, os paraísos fiscais panamenhos.

  3. DANIEL Postado em 04/Mar/2016 às 16:55

    ganhem no voto? a muito tempo deixei de acreditar em voto, e a mídia também. eles gostam é de golpe, e essas forças que se dizem de esquerda deviam saber disso.

  4. Gildo Araújo Postado em 05/Mar/2016 às 22:11

    "Desejos e estratégias de correntes políticas e de algumas elites econômicas retrógradas". Como assim? Acho que Ricardo não se refere aos banqueiros e empreiteiros que estão se fartando com o desgoverno lulopetista, ou como diria Heloísa Helena: "A Bolsa Banqueiro está bombando". Fala sério!

  5. Gildo Araújo Postado em 05/Mar/2016 às 22:19

    Não existem tantas provas assim, tanto é verdade que será investigada a destruição de provas antes do início da 24 fase da Lava Jato.

O e-mail não será publicado.