Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 03/Mar/2016 às 14:37
0
Comentários

Papa responde a perguntas feitas por crianças em seu primeiro livro infantil

Em seu primeiro livro infantil, Papa Francisco responde a perguntas singelas de crianças de todo o mundo, como "o que Deus fazia antes de o mundo ser criado?"

papa francisco livro responde crianças
Papa Francisco cumprimenta crianças (reprodução)

Em seu primeiro livro infantil, o papa Francisco responde a perguntas singelas de crianças de todo o mundo, como “o que Deus fazia antes de o mundo ser criado?” – dúvida do menino canadense Ryan K., de 8 anos.

Cada questão do livro vem acompanhada de um desenho, também feito por crianças – neste caso, o rascunho feito de um Deus barbudo em um globo cercado de estrelas douradas.

A resposta do papa, escrita em poucas frases na página oposta, foi que Deus “criou o tempo”, mas que acima de tudo “ele amou”.

A ideia do livro é de Antonio Spadaro, padre e editor do jornal jesuíta italiano Civilta Cattolica e a primeira pessoa a entrevistar Francisco após sua eleição, em 2013.

Spadaro levou ao papa os 31 desenhos e perguntas de crianças de todo o mundo, e Francisco ditou as respostas. A queniana Natasha, de 8 anos, pediu uma explicação da história bíblica que narra como Jesus caminhou sobre as águas (Porque Deus pode tudo).

Outras crianças queriam saber se parentes mortos podem zelar por elas do céu (com certeza), por que ele usa aquele chapéu grande (porque é um bispo), e que milagre realizaria se tivesse só uma oportunidade (curaria crianças doentes). Basia, menina de 8 anos da Polônia, perguntou o que Francisco queria ser quando tinha sua idade. A resposta: açougueiro.

Mas nem todas as perguntas eram leves. O sírio Mohamed, de 10 anos, indagou se o mundo algum dia voltará a ser belo. O papa lhe disse que seu sofrimento não irá durar para sempre.

Talvez a pergunta mais comovente tenha sido de um menino australiano de 8 anos chamado Luca. “Querido papa Francisco, minha mãe está no céu. Ela vai ganhar asas de anjo?” Francisco disse que não, não irá ganhar asas de anjo, mas que “ela é a mãe que você conhece, mas mais linda que nunca… sorridente e cheia de amor por você“.

Reuters

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários