Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 02/Mar/2016 às 11:34
10
Comentários

Mulher morre na frente da namorada após reagir a ofensas homofóbicas

Mulher é assassinada na frente da namorada e do irmão em Itanhaém, litoral de São Paulo, após reagir a ofensas homofóbicas. Autor do crime voltou para casa, confessou o homicídio a familiares e, em seguida, fugiu

Priscila homofobia homofóbica morte Itanhaém
Priscila foi atendida na UPA, mas não resistiu aos ferimentos. Polícia Civil investiga o caso (Pragmatismo)

Priscila Aparecida Santos da Costa, 25, foi morta com dois tiros na última semana, em uma praça no Jardim Guapiranga, em Itanhaém, no litoral sul de São Paulo, após reagir a ofensas homofóbicas em um bar.

Ela foi baleada na frente da namorada e de um irmão. O acusado, Fabiano da Silva Gregório, 19, teria confessado o crime e está foragido.

Segundo a Polícia Militar, Priscila estava com a namorada e um irmão no Bar do Pudim, onde o suspeito teria atacado o grupo com ofensas homofóbicas.

Testemunhas informaram à polícia que a jovem reagiu às ofensas. Houve uma discussão e ela chegou a desferir alguns tapas no suspeito, antes de deixar o estabelecimento.

Por volta das 5h20, o suspeito foi à praça onde os três estavam e atirou duas vezes em Priscila, que morreu enquanto recebia atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém.

Gregório foi identificado por pessoas que presenciaram o crime. Os policiais estiveram na residência do suspeito, conversaram com parentes e descobriram que ele teria confessado o homicídio a familiares.

‘Amigo da família’

Segundo informações apresentadas à polícia pela família da jovem morta, o jovem acusado pelo assassinato de Priscila conhecia a vítima desde a infância.

O irmão de Priscila, que testemunhou o crime, disse que vítima e atirador foram criados juntos e que jamais houve qualquer desentendimento entre os dois.

“O Fabiano ofendeu a namorada da Priscila, que reagiu, dando um tapa nele. Houve uma briga e saímos do bar e fomos para uma praça. Ele voltou só para matar ela. Deu dois tiros e fugiu. Foi uma confusão fútil, não dá para entender”, explica o rapaz, que preferiu não se identificar.

“Eles foram criados juntos desde pequenos e nunca houve nenhum tipo de problema. Ela não levava desaforo para casa, mas sempre foi uma boa pessoa. Nunca mexeu com nada errado e nunca fez mal a ninguém”, lamenta.

com informações do Departamento de Polícia

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rogerio Postado em 02/Mar/2016 às 18:28

    Um crime bárbaro é indefensável. Mas não justifica taxar de homofóbico quem acha, opina que gay é gay por opção. Ou usar a palavra homossexualismo ao invés de homossexualidade. Ou ser contra o kit gay.

    • poliana Postado em 02/Mar/2016 às 20:51

      o que seria homofobia pra vc?

      • Rogerio Postado em 03/Mar/2016 às 07:36

        Ódio!

    • Estêvão Postado em 02/Mar/2016 às 20:55

      Sim, pode sim Rogerio, você descreveu homofobia no seu comentário, vá se informar, pois não demora a você começar a sentir vergonha de suas opiniões.

      • Rogerio Postado em 03/Mar/2016 às 07:38

        Discordo. Bolsonaro foi contra o kit gay (inclusive ele quem inventou esse termo é pegou) e foi taxado de homofóbico. A Dilma vetou o kit gay e ninguém a chamou de homofóbica.

    • Príscila Postado em 03/Mar/2016 às 23:50

      Serio e quando vc optou por ser hetero? Porque eu não escolhi ser hetero nasci assim...

  2. Jonas Schlesinger Postado em 02/Mar/2016 às 20:08

    Difícil dizer que NESTE caso tem crime por homofobia (se bem que isso nem crime é) porque hoje em dia mata-se por uma besteira. Até por um ovo o povo tá matando. Cuidado gente, o mundo virou uma granja gigante. Quem será o próximo a ser abatido?

    • Rogerio Postado em 03/Mar/2016 às 07:40

      Pois é. O Brasil é o país que mais mata muita gente. Mas notícia sobre isso é só sobre alguns grupos.

  3. Leonardo Cardoso Postado em 02/Mar/2016 às 23:23

    A noticia está muito vaga para ser catalogada como caso homofóbico!!!

  4. euridan Postado em 03/Mar/2016 às 06:00

    essa é a cara dos preconceituosos , o rapaz não consegue arranjar namorada , frustado ataca a namorada de uma outra menina leva um tapa e ferido em sua fragil masculinidade acha que matar quem lhe agredil é a soluçao