Redação Pragmatismo
Compartilhar
Lula 04/Mar/2016 às 11:57
4
Comentários

Manifestantes pró e contra Lula se enfrentam em Congonhas e São Bernardo

Após ação determinada por Sergio Moro, manifestantes favoráveis e contra Lula trocam socos e chutes em São Bernardo e Congonhas. Em frente a casa de Lula, Polícia Militar enviou 17 viaturas para tentar conter os ânimos

manifestantes Lula Moro PT
Manifestantes contra e a favor de Lula entram em confronto

Manifestantes pró e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entraram em confronto em frente ao prédio onde mora o ex-presidente, em São Bernardo do Campo, no interior paulista. A confusão começou no início da manhã desta sexta-feira e foi preciso intevenção da Polícia Militar para conter a violência.

Depois de trocar xingamentos e ofensas, alguns manifestantes se agrediram com socos e chutes. A PM teve que separar a confusão três vezes e precisou usar gás de pimenta.

Os defensores do ex-presidente gritam palavras de apoio a Lula, como “Lula guerreiro do povo brasileiro” e “Lula é o melhor presidente do Brasil”. Do outro lado os manifestantes contrários pedem “cadeia” para o ex-presidente.

Desde o início da manhã desta sexta-feira, dia 4, apoiadores do ex-presidente estão na Avenida Francisco Prestes Maia para mostrar apoio a Lula, que hoje é alvo de operação da Lava Jato.

O acesso ao local está parcialmente bloqueado, mas a tensão aumenta cada vez que um morador ou transeunte que passa no local grita palavras de ordem contra Lula ou o PT.

“Vim apoiar o presidente porque há uma tentativa de impedir que ele seja presidente me 2018”, disse Moisés Selerges.

Congonhas

Houve confronto também na entrada da Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas, onde o ex-presidente presta depoimento. Segundo a BBC Brasil, cerca de 200 pessoas se concentram no local, entre militantes e passageiros.

O vereador Jamil Murad foi até a frente da delegacia e começou a ser chamado de “vagabundo” e “bandido” pelos manifestantes. “O Brasil está entrando em um regime de golpe, isso aqui é um golpe, um golpe jurídico contra quem foi eleito legitimamente presidente. Eles querem interromper o mandato da presidente e querer cassar aqueles que defendem o Brasil”, disse ele.

O político filiado ao PT Devanir Ribeiro esteve na delegacia e também saiu protegido por policiais, porque as pessoas começaram a gritar contra ele. Dois grupos fazem protestos no local, contra o ex-presidente Lula. Um deles no saguão, e outro em frente ao prédio onde autoridades são recebidas e onde o petista é ouvido pela PF.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 04/Mar/2016 às 16:19

    pensei o mesmo, naro. coisa ridícula!

    • poliana Postado em 05/Mar/2016 às 00:20

      Numa dessas, com os ânimos exaltados, eles partem pra agressãoe resulta num banho de sangue. E aí? Eh de uma irracionalidade inexplicável!!!

  2. Lopes Postado em 06/Mar/2016 às 17:30

    Chega a ser engraçado ver idiotaa se estapeando! kkkkkkkk

  3. Joao Postado em 07/Mar/2016 às 16:27

    Sem militares , agora veremos quem ganha no mano a mano ...