Redação Pragmatismo
Compartilhar
Lula 04/Mar/2016 às 09:24
6
Comentários

Lula é levado para depor durante operação da Polícia Federal

Polícia Federal faz operação na casa de Lula. O ex-presidente é alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando o investigado é obrigado a depor). Carros e agentes da PF chegaram às 6h a sua casa. Ação foi determinada pelo Juiz Sergio Moro

Lula moro Polícia Federal
Sergio Moro ordena busca e apreensão na casa do ex-presidente Lula. Homens chegaram fortemente armados

A Polícia Federal realiza desde o início desta manhã (4) a 24ª fase da Operação Lava Jato nas residências do ex-presidente Lula, de seu filho Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, e também no Instituto Lula e na sede da Odebrecht. Além da busca e apreensão de documentos, Lula é alvo de mandado de condução coercitiva (quando o acusado é levado pelos policiais para depor).

Batizada de Aletheia, palavra grega que remete a verdade e revelação do que está oculto, a nova fase da Lava Jato investiga se o pecuarista José Carlos Bumlai, preso desde novembro, e empreiteiras beneficiaram o ex-presidente por meio do sítio em Atibaia e do triplex no Guarujá. Entre os crimes investigados, estão corrupção e lavagem de dinheiro relacionados ao esquema de corrupção na Petrobras.

Os policiais chegaram à casa de Lula, em São Bernardo, e de Lulinha, no bairro de Moema, na capital paulista às 6h. A ação foi autorizada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela condução da Lava Jato na Justiça Federal. Também há agentes na sede do Instituto Lula e na Odebrecht, no bairro de Pinheiros. Na frente da casa do ex-presidente, apoiadores e críticos de Lula chegaram a discutir e tiveram que ser acalmados pela Polícia Militar.

De acordo com a Polícia Federal, o objetivo desta etapa da operação é investigar “crimes de corrupção e lavagem de dinheiro dentre outros praticados por diversas pessoas no contexto do esquema criminosos revelado e relacionado a Petrobras”. Em todo o país, 200 agentes da PF e 30 auditores da Receita Federal cumprem 44 mandados judiciais (33 de busca e apreensão e 11 condução coercitiva) em três estados: além de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

A nova fase da Lava Jato ocorre um dia após a revelação do depoimento do ex-líder do governo Delcídio do Amaral (PT-MS) em que ele, segundo a revista IstoÉ, afirma que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff tinham conhecimento de irregularidades na Petrobras e tentaram interferir nas investigações da Lava Jato.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Anselmo Postado em 04/Mar/2016 às 09:43

    "A nova fase da Lava Jato ocorre um dia após a revelação do depoimento do ex-líder do governo Delcídio do Amaral (PT-MS) em que ele, segundo a revista IstoÉ, afirma que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff tinham conhecimento de irregularidades na Petrobras e tentaram interferir nas investigações da Lava Jato". Não entendi porque não adicionaram um parágrafo no qual esteja escrito, como vocês mesmos noticiaram, que a referida afirmação foi desmentida pelo próprio Delcídio...

  2. JH Corvetto Postado em 04/Mar/2016 às 10:23

    O Brasil começa a viver tempos raros, no qual serão cassados e presos grandes nomes da política. Essa onda poderia ser bem forte e respingar aqui em São Paulo, onde o Estado é propriedade PSDB e Alckimin caga o quanto quer nele.

  3. Thiago Teixeira Postado em 04/Mar/2016 às 12:34

    Vai Dilma, continua governando desse jeito, daqui a pouco o Moro vai ordenar invasão ao Palácio da Alvorada. Governo bunda mole.

    • Jonas Schlesinger Postado em 05/Mar/2016 às 00:23

      chamar o governo Dilma de bunda mole e ainda por cima partindo de um simpatizante petista é coisa rara de se ver. Acho que vou tirar um print, Thiago. É igual achar ouro.

  4. Rogerio Postado em 04/Mar/2016 às 13:04

    E agora?!?! Agora vemos o golpe em andamento.

    • Jonas Schlesinger Postado em 05/Mar/2016 às 00:21

      rsrsrsrs esse naro gosta de mexer com essa gente.