Redação Pragmatismo
Compartilhar
Rede Globo 24/Mar/2016 às 14:53
5
Comentários

Jornal Nacional manipula grampos telefônicos de Lula; ouça íntegra

"O que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde". O Jornal Nacional tem se esforçado para manipular e esconder diversos trechos dos grampos telefônicos do ex-presidente Lula. O processo de edição e descontextualização é descarado

Jornal Nacional grampos Lula audios
William Bonner e Renata Vasconcelos (Jornal Nacional)

Por meio de nota, o Instituto Lula criticou a reprodução de trechos editados de grampos telefônicos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Siva nas últimas edições do Jornal Nacional.

Segundo o Instituto, a emissora viu “fracassada a tentativa de incriminar o ex-presidente”, e então ataca Lula fazendo interpretações “ilógicas e sensacionalistas das conversas”, editando os áudios para eliminar trechos das falas do petista.

O Instituto afirma que, na conversa entre Lula e o cientista político Alberto Carlos Almeida, a emissora suprimiu trechos em que o ex-presidente afirma que “esses caras sabem que eu não tenho apartamento, esses caras sabem que eu não tenho a chácara”, e outro no qual ele fala que não iria assumir um ministério no governo Dilma para se proteger. Leia mais e ouça os áudios abaixo:

por Instituto Lula

Nas últimas edições do Jornal Nacional, a Rede Globo tem insistentemente reproduzido trechos editados de grampos telefônicos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ao perceber que esses áudios são mais uma prova de que o ex-presidente jamais praticou nenhum ato ilegal, a emissora não se contentou em fazer apenas jornalismo isento. Vendo fracassada a tentativa de incriminar o ex-presidente, restou à emissora atacar a imagem de Lula, suprimindo o outro lado, fazendo interpretações ilógicas e sensacionalistas das conversas e, pior, editando os áudios para eliminar trechos fundamentais das falas de Lula.

O apresentador William Bonner terminou a edição de quinta-feira (17) defendendo a Rede Globo dos protestos que vêm sofrendo no país todo: “a imprensa não produz grampos”. É verdade. Mas, esconde e manipula quando não gosta da informação, voltando a fazer hoje, em 2016, o que fez em 1989 e tantas outras vezes quando este país era governado por ditaduras.

Na mesma quinta-feira, dia 17, a Globo reproduziu o seguinte trecho de uma conversa entre Lula e o cientista político Alberto Carlos Almeida.
Acompanhe a manipulação:

O áudio, segundo a Globo:

Alberto Carlos: Eu acho, tá, tem uma coisa que tá na mão de vocês, é ministério, acabou. Agora, você tem uma coisa na tua mão. Você, o PT, a Dilma… Vai ter porrada? Vão criticar? E daí? Numa boa, você resolve outro problema, que é o problema da governabilidade. Você e Dilma, um depende do outro. Pô, tá esperando o quê? Que arranjo vocês estão esperando?

Lula: Não, não tô esperando nenhum arranjo não. Pra mim é muito difícil essa hipótese. Na verdade, ela já ofereceu, sabe? Mas eu vou ter uma conversa hoje, que, depois eu te ligo.

Pois veja agora o resto do áudio.

O trecho que a Globo tirou do áudio para distorcer a informação:

Lula: Deixa eu te falar uma coisa. Eu até acho que ele deve fazer para ver o que acontece. Porque eu quero… eu tou vivendo uma situação de anormalidade. Ou seja, esses caras podem investigar minha conta na casa do caralho que eles não vão encontrar um centavo. Esses caras sabem que eu não tenho apartamento, esses caras sabem que eu não tenho a chácara. Esses caras sabem que não só eu fiz muita palestra como eu fui o mais bem pago conferencista do começo do século 21. Só eu e o Clinton, e não sei se o Stiglitz depois. Agora, se o cidadão começa a levantar suspeita de tudo isso… eu quero ver como é que eles vão provar que eu tenho uma chácara, que eu tenho um apartamento. Porque alguém vai ter que pagar pra mim ter, eu não posso ter sem pagar, entendeu?

“O que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”

Revivendo uma prática histórica da emissora, o Jornal Nacional tem se esforçado muito para esconder diversos trechos dos grampos telefônicos. Você não vai ver, por exemplo, este trecho da conversa entre Lula e o governador do Piauí, Wellington Dias, do PT:

Lula: Deixa eu te falar. Eu vou ter uma conversa com ela porque não é fácil. Não é uma tarefa fácil. Eu jamais irei pro governo pra me proteger.

Wellignton Dias: Não, eu sei. Mas não é pra isso. Isso que você está fazendo é uma coisa excepcional, é fantástico o que você está fazendo. Acho que dá resultado, se caminhar nas duas direções. Isso que você está fazendo junto àquelas medidas da economia que a gente está tratando. Estou aqui pra falar com ela disso.

Nada a esconder

Sem nada a esconder, o Instituto Lula oferece os links dos áudios na íntegra para que todos possam ouvir o verdadeiro conteúdo das conversas:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. EDUARDO DO PT Postado em 24/Mar/2016 às 16:05

    Normal. Basta ver na história, que se faz presente sempre, e que não nos deixa esquecer, o que fizeram com todos os grandes líderes populares. Morte, depreciação e prisão. Com Lula não poderia ser diferente. Mas a diferença é que hoje temos a internet ao nosso lado. Todos conectados tendo a chance de ver também o outro lado da história. #lulanãovaicair #Dilma13 #foraglobo #golpistasnaopassarao

    • Deisi Postado em 24/Mar/2016 às 17:29

      Com certeza Eduardo, graças a Deus temos a Internet, só coxinha assiste JN, lêem Veja, Época, folha, estado, Globo, enfim todo PIG. Não passam de massa de manobra!

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 24/Mar/2016 às 17:30

    Novidade pra alguem? A Globo é o inimigo, e cada dia as provas surgem mais e mais. Os chefes da Globo toda noite deitam a cabeça no travesseiro e refletem sobre o quanto era bom 15 anos atrás, quando não tinha nada disso de internet, blog "sujo", redes sociais...era mais fácil manipular, distorcer, mentir, omitir, influenciar, difamar e tudo mais que é marca dessa emissora. Nunca fizeram jornalismo nem tiveram nenhum compromisso com a verdade. Não respeitam nem nunca respeitarão nenhum princípio ético. Aconteça o que acontecer, a Globo é inimiga do Brasil.

  3. alex Postado em 26/Mar/2016 às 10:05

    FORTUNE. É bastante significativo que a revista Fortune tenha dado ao Juiz Moro o 13º lugar entre as personalidades mundiais. É uma revista patrocinada pelas maiores empresas estadunidenses juntas reúnem um patrimônio equivalente a 4 vezes o PIB brasileiro, em lugar de destaque temos as grandes do petróleo Exxon e Chevron, as mesmas que patrocinaram a lei de entrega do petróleo do tucano José Serra. Agora fica evidente que a Operação Lava Jato sempre teve por objetivo aniquilar as grandes construtoras brasileiras gerando o vácuo jurídico necessário para que as multinacionais, que estão por trás do Moro, pudessem entram no mercado brasileiro, a Petrobras é a empresa que reúne a maior quantidade de serviços terceirizados e a que desperta a cobiça das grandes americanas, aquelas que não medem custos na conquista de novos mercados aquelas que sabem que os destinos da nossa população são negociados na bolsa de Nova York. Para eles é muito mais barato comprar um juiz brasileiro do que mandar tropas ao Médio Oriente. O Golpe começava-se a gestar, conforme Wikileaks, em outubro de 2009 a pauta considerava um núcleo jurídico, um núcleo midiático e outro empresarial. O judicial ficou aos cuidados do Moro, o midiático a cargo da Globo e o empresarial a cargo da FIESP. O alvo era como gerar uma crise política de grandes proporções capaz de paralisar o governo central e não demorou muito para que a FIESP assumisse a o compromisso de “locautear” a economia, a paralisação econômica deveria ser repercutida massacrantemente a traves das grandes mídias, missão que foi confiada às Organizações Globo agente golpista com experiência comprovada desde 1964. As ações golpistas ficaram em compasso de espera uma vez que existia a possibilidade de assumir a presidência democraticamente, no entanto diante do fracasso do Neves no dia seguinte da eleição foi dado início ao golpe nas três frentes (judicial, midiático e empresarial) pouco demorou para instalar a atual crise política gerando argumentos jurídicos para propor um impeachment com base numa inócua pedalada fiscal. Forjaram os argumentos para dar um viés legal ao golpe midiático-judicial em andamento com o apoio dos deputados e senadores mais próximos da FIESP em conluio com as grandes mídias. Entra em campo o núcleo político no embalo das ações da Lava Jato, sem saber muito bem do que se tratava pegaram o bonde andando sem ter nenhum plano econômico, perderam o rumo e fracassaram pela segunda vez, certamente falhou a comunicação entre o triunvirato golpista e os congressistas de oposição. Longe de qualquer projeto de país o futuro do Brasil passou a se decidir em função da de uma crise econômica pré-fabricada nos seminários de cooperação organizados pelas mesmas empresas que hoje homenageiam o Moro. A revista Fortune escolheu o Moro como o 13º principal líder mundial. E vejam que o número 13 é o número do PT uma subliminar inconteste como quem quer pôr um fim definitivo na legenda, PT foi comparado com um gangster dos anos 30 e o Moro com Eliot Ness um agente do tesouro americano, abandonado por todos no final de carreira, como quem diz o Moro já fez seu papel, já ganhou seus trinta denários, já vendeu a pátria, e já foi condecorado por isso, agora é só deixar por conta do mercado. Conta a lenda que nos arranha céus americanos não existe o número treze do 12º andar passa ao 14º por que os americanos são supersticiosos, mas não hesitaram em carimbar a testa do juiz com o número 13 como reconhecendo que a pesar dos serviços prestados, à democracia ainda vai prevalecer. Agora só resta definir quem é que vai pagar a conta deste experimento midiático judicial a que o Brasil foi exposto, hipocrisias a parte, a CRISE foi engendrada pelo Juiz Moro no intuito de gerar os argumentos para derrubar a Dilma e ponto final ............, detonou a economia brasileira, levou milhares de empresários a banca rota, jogou milhões de brasileiros na rua, provocou um prejuízo TRILIONÁRIO aos cofres públicos só para viabilizar a entrega da Petrobras ao pessoal da FORTUNE.

  4. Fábio Costa Postado em 25/Mar/2016 às 20:42

    Exatamente! Nesta escuta o Alberto aconselha Lula a topar o ministério para se safar, ainda diz que o pessoal vai reclamar, fazer alarde, mas é assim mesmo.

O e-mail não será publicado.