Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 23/Mar/2016 às 16:55
7
Comentários

Igrejas evangélicas são afetadas pela crise financeira

igreja evangélicas afetadas pela crise financeira televisão
Apóstolo Agenor Duque e Bispa Ingrid Duque, líderes da Igreja Plenitude do Trono de Deus (reprodução)

A crise econômica já afeta de forma profunda a sociedade, inclusive as igrejas evangélicas. Algumas denominações já demonstram isso de forma clara. A Igreja da Plenitude, do evangélico Agenor Duque, acaba de ficar fora do ar por uma semana no canal RBI, devido a falta de pagamento.

Já a Igreja Mundial de Valdemiro Santiago, vem “penando”: perdeu praticamente todos os horários que comprava na RedeTV! -também por atraso no pagamento- e agora mal consegue manter sua emissora na TV fechada (Rede Mundial).

Ainda assim, logo que viu a crise do rival Duque, no final de fevereiro, Valdemiro tentou abocanhar o horário vago na RBI, mas a empreitada não vingou muito. A Mundial tem perdido fiéis principalmente para a Plenitude.

Nas últimas semanas a igreja de Valdemiro aumentou as campanhas e “desafios” (leia-se “carnês”), nos quais fiéis colaboram com uma doação “extra” mensal, que pode ser de R$ 200 a R$ 2000. A justificativa é que, sem doações, será impossível manter a TV Mundial no ar e as rádios.

Estima-se que a Mundial tenha ao menos R$ 11 milhões mensais fixos em aluguéis de horários em TVs, rádios e aluguel de templos. Aliás, há inúmeros casos de aluguel atrasados na Mundial país afora.

Crise também derruba a fé

Segundo levantamento desta coluna, essas duas igrejas -Mundial e Plenitude- estão aumentando o percentual de minutos/dia nos quais pastores e líderes pedem apoio aos fiéis para que os seus programas/canais não saiam do ar.

Fontes da RBI já haviam “vazado” um mês atrás, prevendo eventual calote, que a igreja de Agenor Duque já era dada como fora da grade a partir do início de março. Dito e feito.

O horário da Plenitude saiu da grade por mais de uma semana, mas agora voltou –assim que pagou a dívida com a emissora. A igreja colocou sua primeira-dama, Ingrid Duque (mulher de Agenor), para agradecer “a todos que ajudaram” com doações para que “a obra continue”.

Já Valdemiro está “proscrito” da TV aberta há quatro anos, desde que perdeu horários na Band e na RedeTV.

O líder da Mundial tem vivido na pele a mais madrasta das crises, aliada a uma inédita fuga de fieis. E tudo começou com longa reportagem do “Domingo Espetacular” (Record), que denunciou o líder da Mundial por lavagem de dinheiro de fiéis, em 2012.

Ministério Público, polícia e -o pior- a Receita Federal causaram grande perda de patrimônio ao auto- intitulado apóstolo, que foi obrigado a vender bens e fazendas milionárias.

Só que também a Igreja Universal assiste à queda no pagamento de dízimos, mês a mês, desde o ano passado.

Pastores ouvidos nos últimos dois dias pela coluna sob a condição de anonimato confirmam a queda, mas afirmam que a orientação da direção da igreja, no momento, é “entender o momento econômico” e, ao contrário das demais, não forçar a doação, fazer exigências ou lançar grandes “desafios” aos fiéis.

A “igreja” do Justin Bieber

A crise econômica também tem assustado a outras entidades religiosas internacionais, que previam desembarcar no Brasil (país conhecido pela intolerância política, mas respeito à liberdade de culto).

A musical e australiana Igreja Hillsong já deveria ter aberto seu primeiro templo na zona norte de SP em dezembro. Os planos agora são para julho.

Ricardo Feltrin, UOL

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Jonas Schlesinger Postado em 23/Mar/2016 às 18:37

    Tá na hora de se cobrar impostos dessas igrejas. Aliás, PASSOU DA HORA!

  2. Valdete Lima Postado em 23/Mar/2016 às 20:48

    Mas, como eles mesmos pregam, Jesus está vindo. E o Mestre, ao adentrar ao nosso orbe, com certeza fará o que fez há 2000 anos. Varrerá todos os vendilhões dos templos. Como Ele disse, religião não é para se vender. Fora da caridade não há salvação. Então, meus caros pastores, o que lhes resta é entrar no Prouni e procurar uma profissão. Vão tranalhar, senhores!

  3. Zeca Postado em 23/Mar/2016 às 20:53

    Caramba eu to perdidão igrejas que nunca na vida ouvi falar kkkkk, já quanto aos horários da Universal na Record acho difícil perder porque a Record se mantém por si mesmo com lucros de mercado, não depende do dinheiro dos fiéis.

    • Dyego Alves Postado em 26/Mar/2016 às 16:04

      Não é bem assim, a Universal depende e muito do dinheiro dos fiéis, só que esse não é sua única fonte de renda, então dá pra ir se virando, visto que tem patrimônio acumulado ao longo de anos e anos de charlatanice típico das igrejas evangélicas que são verdadeiras empresas com benefícios.

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 24/Mar/2016 às 10:33

    Que quebrem, todas.

  5. marcio ramos Postado em 24/Mar/2016 às 15:34

    ... a moral cristã aceita pagar impostos??? hou hou hou

  6. Alan Kevedo Postado em 26/Mar/2016 às 16:21

    Se pastor prometeu coisas materiais a vocês e vocês desembolsaram "grana" e não aconteceu nada, queixem pro bispo. NA ALEMANHA ELES CHAMARAM O CÉLEBRE "MILAGRE ALEMÃO " DE "TRABALHO", CARA.

O e-mail não será publicado.