Redação Pragmatismo
Compartilhar
Protestos 18/Mar/2016 às 14:58
10
Comentários

7 motivos para ir às ruas neste 18 de março

"Por que vou a rua neste dia 18?" Professor do Instituto de Economia da Unicamp revela 7 motivos importantes para não se manter indiferente neste momento

motivos ir as ruas 18 março democracia esquerda luta povo não vai ter golpe
Imagem: Pragmatismo Político)

Pedro Rossi*, Brasil Debate

Está em curso um golpe no Brasil. Os golpistas decidiram que esse governo tem que cair, por bem ou por mal. Esse provável golpe sofrerá resistência, o que deve provocar uma escalada de autoritarismo e de perseguições e, se confirmado, terá efeitos profundos e duradouros na democracia brasileira

1. GOVERNO: Sou crítico desse governo por diversos motivos, em especial pela austeridade econômica que aprofundou a crise e está pesando no bolso da maioria. De certa forma, esse governo renunciou ao próprio projeto vencedor nas urnas de 2014 para fazer concessão atrás de concessão para os derrotados. Nem por isso deixo de me manifestar em apoio à legalidade e à democracia.

2. JUDICIÁRIO: o combate ao crime não se faz cometendo crimes. O exercício da função de juiz pressupõe equilíbrio e imparcialidade. Moro não atende a esses critérios, o que ele faz é perseguição política e linchamento público. Apoiar isso, contra quem quer que seja, é apoiar um estado de exceção que pode coagir, condenar sem julgamento, desrespeitar direitos básicos e prender qualquer cidadão. Isso, que de certa forma já acontece todo dia no Brasil nas favelas e periferias das grandes cidades, deve ser repudiado com veemência. Não podemos deixar crescer essa onda de abusos do judiciário, caso contrário qualquer juiz de 1ª instância poderá perseguir e prender você e eu, a despeito da lei.

3. MÍDIA: A mídia está em uma campanha obscena na qual a manipulação não se resume somente à desinformação mas também trabalha com informações falsas, que estampam manchetes de jornal e vão ao ar no Jornal Nacional. Se há como apontar um principal entrave ao avanço da democracia no Brasil, esse se chama mídia.

4. GOLPE: Está em curso um golpe no Brasil. Os golpistas decidiram que esse governo tem que cair, por bem ou por mal, fora da ordem democrática, falta decidir quem vai assumir. Esse provável golpe sofrerá resistência, o que deve provocar uma escalada de autoritarismo e de perseguições políticas da parte dos golpistas. Se confirmado, o golpe terá efeitos profundos e duradouros na democracia brasileira.

5. PROJETO DE PAÍS: Por detrás do discurso anticorrupção, da irracionalidade e do ódio que caracterizam o debate politico, há outro projeto de país. O que está em jogo é a desconstrução do Estado Social previsto pela Constituição de 1988. Na constituição cidadã está contemplado um projeto de nação que preserva instrumentos para o Estado atuar na economia (vinculação de fundos, estatais etc.) e apresenta como grande novidade o Estado Social, que garante direitos ao cidadão e atribui deveres ao Estado.

Pois o programa pós-golpe é a retirada desses direitos sociais e dessas atribuições do Estado. Trata-se da substituição da solidariedade pelo individualismo como princípio norteador da sociedade brasileira. É isso que o povo brasileiro quer? Acho que não, e para ter certeza é preciso fazer um amplo e longo debate democrático. De uma forma ou de outra, essa agenda não pode ser empurrada a toque de caixa, de cima para baixo.

6. ESQUERDA NAS RUAS: Vamos deixar claro; a direita nunca fez avançar a democracia, isso sempre foi papel da esquerda. A democracia nunca foi resultado espontâneo da evolução econômica, nem é subproduto do individualismo ou do mercado. Historicamente, a democracia é uma construção que ocorreu nas ruas, desde a derrubada dos poderes do rei na revolução francesa, que deu origem aos adjetivos de direita (pessoa que defendia a continuidade dos poderes reais) e esquerda (aquele que era pela revogação)…. passando pelos movimentos sufragistas que garantiram o voto universal, mas foram violentamente reprimidos pela direita… até as lutas que deram novo sentido à democracia com a incorporação da noção de cidadania e de direitos sociais, o que consolidou a chamada “Democracia Social”, hoje atacada ferozmente no Brasil e no mundo.

7. MORAL DA HISTÓRIA: temos que escolher entre ir para as ruas ou assistir a direita comandar um longo processo de retrocesso democrático e social.

Pela legalidade democrática e pelo Estado Social!

*Pedro Rossi é professor do Instituto de Economia da Unicamp, diretor do Centro de Estudos de Conjuntura e Política Econômica da Unicamp e coordenador do Conselho Editorial do Brasil Debate.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. RODRIGO Postado em 18/Mar/2016 às 16:24

    Todas as conquistas mencionadas como conquistas da esquerda, que no Brasil é caracterizada por seu ultrapassado vinculo com o socialismo, foram conquistas do liberalismo !!! Por começar na revolução francesa que foi um movimento liberal, onde a grande conquista foi acabar com o absolutismo, direito a voto, fim da escravidão, direito da mulher todas essas conquistas sociais vieram de movimentos liberais que antigamente eram chamados de esquerda. Infelizmente no Brasil a "esquerda" tem um conhecimento de historia marxista considera tudo para a questão de lutas de classes e não direitos iguais perante a lei liberdade em todos os aspectos. Precisamos de uma esquerda mais coerente e realista, que valorize o mercado e do comercio como grandes instrumentos de desenvolvimento econômico e social.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 19/Mar/2016 às 11:40

      """""esquerda, que no Brasil é caracterizada por seu ultrapassado vinculo com o socialismo""""".....hã?????? Esquerda sem vinculo com o socialismo por definição não é esquerda, caralho....mas aonde está essa esquerda vinculada com o socialismo no Brasil? No PT que não é. Nem li o resto, essa bostejada épica me nocauteou...o cara quer uma esquerda moderna vinculada ao capitalismo....deveria estar felizão com o governo petista então, porra...."""esquerda moderna capitalista"""....o cidadão quer uma esquerda de direita....puta que me pariu.....

      • Eduardo Ribeiro Postado em 19/Mar/2016 às 18:40

        Anagramx não sai do meu colo, rapaz...mas dessa vez nem te entendi...que jeito Lula de falar? Quem dera eu tivesse 1% da oratória convincente e incendiante desse pai...

      • Eduardo Ribeiro Postado em 20/Mar/2016 às 12:31

        Narinhx Anagramx fervendo na gota d'agua...tá guardando rancor antigo, amigx? Toda essa mágoa que guarda, remoendo surras antigas e sucessivas que levou, está atrapalhando o uso racional do léxico. Sua comunicação está deficitária demais. Se está incapaz de responder uma simples e objetiva pergunta, não deveria tentar usar do fino recurso da ironia estando nessa situação precária. Está tão transtornado que até a escrita da risada mudou. Se te feri por dentro em alguma outra oportunidade, peço perdão.

  2. Wylie Postado em 18/Mar/2016 às 16:58

    8 Dinheirinho e Lanchinho: O auxilio pode variar de 20 até 35 reais dependendo do seu humor! O Lanche vai recarregar as suas energias gastas no ato!

    • Thiago Teixeira Postado em 18/Mar/2016 às 18:48

      Soma quando a direita gastou nas passeatas coxinhas versus pão com mortadelas para peões que saem do serviço direto para as passeatas. Não se se você sabe, mas o movimento pró-Dilma é periferia, classe operária, e não fascista bombado, riquinho, mimado, tanque cheio pelo papai e chorando de barriga cheia

  3. Deisi Postado em 18/Mar/2016 às 18:51

    Minha vontade era estar na paulista, assistir ao vivo o disurso do Lula, assisti um comício em 1982, Foi maravilhoso, viva a democracia!

  4. Marcos Vinicius Postado em 19/Mar/2016 às 01:20

    Difícil é botar isso na cabeça de alguém do PSTU e do PSOL.

    • Thiago Teixeira Postado em 19/Mar/2016 às 10:51

      Ambos praticam um desserviço a Esquerda e agem como instrumentos voluntários do inimigo FASCISTA.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 19/Mar/2016 às 11:44

      O PSTU me decepciona profundamente. Não tenho nem palavras pra expressar o tamanho da decepção. Entendo as alegações deles, tudo lindo e tal, mas a hora é de ação.