Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 16/Feb/2016 às 16:25
13
Comentários

Pugilista choca o mundo ao dizer que gays "são piores que animais"

Campeão mundial de boxe em diversas categorias e considerado um dos melhores pugilistas de sua geração, Manny Pacquiao causa polêmica ao afirmar que gays "são piores que animais". Depois da repercussão internacional e de ser criticado por personalidades, lutador pediu desculpas

Pacquiao gays animais
Pacquiao pediu desculpas após dizer que ‘gays são piores que animais’. Lutador disputa uma vaga no Senado nas Filipinas

Manny Pacquiao causou furor nas manchetes internacionais com uma declaração polêmica. Em um vídeo postado por uma TV das Filipinas, o pugilista, que disputa uma vaga no senado de seu país, afirmou que “gays são piores que animais”.

“É o senso comum. Você vê animais se relacionando com outros do mesmo sexo. Animais são melhores porque conseguem distinguir masculino e feminino. Se homens saem com homens e mulheres saem com mulheres, eles são piores que animais” disse o pugilista.

A declaração causou revolta em seu país. Vice Ganda, um dos comediantes mais populares das Filipinas e assumidamente homossexual, usou as redes sociais para criticar Pacquiao.

“Algumas pessoas acham que podem julgar os outros como Deus apenas porque vão a encontros religiosos e leem a Bíblia. O senado precisa de especialistas em políticas e leis, não profetas cegos”, declarou o comediante.

Aiza Seguerra, cantora popular no país e recém-casada com uma atriz local, também atacou o pugilista, o chamando de “ignorante e hipócrita”.

“Você pode ter dado orgulho ao nosso país, mas, com sua declaração, apenas mostrou para toda a nação por que não deveríamos votar em você”, disse a cantora.

Desculpas

Diante da polêmica, Pacquiao voltou às redes sociais para tentar se justificar.

“Eu pelo desculpas por machucar pessoas ao comparar homossexuais a animais. Por favor, peço perdão por aqueles a quem machuquei. Eu vou continuar com a minha crença de que sou contra casamentos entre pessoas do mesmo sexo por conta do que a Bíblia diz, mas eu não estou condenando os LGBT. Eu amo todos vocês com o amor do Senhor. Que Deus abençoe a todos e estou rezando por vocês” disse, em vídeo publicado em seu Facebook.

Mayweather

Questionado pelo site TMZ sobre a declaração de Paquiao, o pugilista Floyd Mayweather evitou o ataque direto ao filipino, mas rebateu as declarações polêmicas.

“Eu acho que as pessoas deveriam viver suas vidas do jeito que elas querem. Eu não tenho nada contra ninguém. Cada um na sua”, afirmou Mayweather.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Gianni Postado em 16/Feb/2016 às 17:12

    Tão burro e ignorante pra não saber que o homossexualismo está presente em tantas espécies de animais. O pior é que existem outros burros e ignorantes que vão votar e apoiam este ser. Enquanto houver religião, sempre haverá guerras e conflitos. Sempre!

  2. Deisi Postado em 16/Feb/2016 às 18:01

    Animal é ele que sobrevive de dar portadas, ainda chama isso de esporte, é pra acabar.

    • Guilhermo Postado em 16/Feb/2016 às 19:21

      Portadas! Imagina que negócio bizonho. Podia ter nas olimpíadas. Os caras brigando usando portas como arma e escudo ao mesmo tempo.

      • Jonas Schlesinger Postado em 16/Feb/2016 às 20:47

        Trolla tudo por dinheiro!

    • Deisi Postado em 16/Feb/2016 às 22:17

      Errata, porradas.

  3. Salomon Postado em 16/Feb/2016 às 18:40

    Mais um que declara sua homossexualidade.

  4. Carol Postado em 16/Feb/2016 às 18:48

    Acho repulsiva a declaração dele. Apenas uma coisa precisa ser lembrada, o lugar de onde ele vem, é bem possível que só agora com toda essa repercussão contra o que ele disse, que ele tenha se dado conta de como esse pensamento é errado para a maioria das pessoas. Não estou justificando,estou apenas dizendo quem em alguns lugares do mundo, esse tipo de pensamento infelizmente vai continuar comum por um longo tempo.

    • Trajano Postado em 16/Feb/2016 às 20:58

      “(...) estou apenas dizendo quem em alguns lugares do mundo, esse tipo de pensamento infelizmente vai continuar comum por um longo tempo”. Carol, em alguns lugares do mundo como o Brasil, né? O quase slogan da cartilha dos pastores-roléx é o mesmo do rapaz aí de cima: “Eu vou continuar com a minha crença de que sou contra casamentos entre pessoas do mesmo sexo por conta do que a Bíblia diz, mas eu não estou condenando os LGBT. Eu amo todos vocês com o amor do Senhor”. Não é assim que os religiosos brasileiros apresentam seu papinho furado de “amor” quando acusados de intolerância? O amor de ser contra os gays? É o canto da sereia deles. Malafaia elegeu o Sóstenes Cavalcante assim, com proposta em propaganda eleitoral obrigatória convocando os que são contra o “lixo moral” representado, entre outros, pelo casamento gay, a votarem em seu candidato a deputado federal (isso é sério, foi vinculado em 2014 nos canais de televisão do Rio). Ele mesmo já usou o mote “eu amo os gays” quando acusado de homofobia. É muito amor que a bancada da bíblia reserva aos homossexuais, realmente, como tentar impedir até que suas famílias sejam reconhecidas como... Famílias! Não é pugilista filipino que me surpreende. Na verdade, se colocassem um lutador de MMA brasileiro desses ao melhor estilo analfabeto político Wanderlei Silva ou Victor Belfort (este é da empresa religiosa do Malafaia), não me surpreenderia nem um pouco. O que me surpreenderia de verdade é ver lutador de MMA defendendo a diversidade religiosa, sexual e política – isso, sim, uma grande novidade. Me parece que Filipinas tem mais semelhanças com o Brasil do que se imagina.

      • Jonas Schlesinger Postado em 16/Feb/2016 às 23:10

        Ah não. Eu que não queria morar nas Filipinas. Consegue ser pior do que aqui, como? terremotos, tsunamis, vulcões... Vá de retro. A única coisa que se salva ali no leste asiático é o Japão.

      • Trajano Postado em 17/Feb/2016 às 01:37

        Será que o pessoal de lá tem essa opinião sobre morar no Brasil? Hahahahaha! Mas, cara, Filipinas acho que não fica no leste asiático... De qualquer forma, Coreia do Sul é potência também, cara! China, Hong Kong, enfim. De quebra, com os políticos-religiosos que o Brasil tem, nem precisamos ir lá pra puta que pariu para ficarmos revoltados com exemplos de homofobia e outros quinhentos em pleno estado laico.

      • Guilhermo Postado em 17/Feb/2016 às 13:28

        Japão e Coreia do Sul.

  5. Rafael Postado em 17/Feb/2016 às 08:15

    DEFENDER A IDEOLOGIA LGBT É DEFENDER O IMPERIALISMO NORTE AMERICANO PONTO!!!

  6. Thiago Teixeira Postado em 17/Feb/2016 às 23:38

    Se fosse no Brasil ele iria ganhar um óculos escuro de "MITOU" e ser declarado preferência presidencial tipo Paquiao 2018 pelos coxinhas fascistas.