Redação Pragmatismo
Compartilhar
Cultura 19/Feb/2016 às 16:10
17
Comentários

Claudia Leitte não receberá quase meio milhão da Lei Rouanet para biografia

Ministro da Cultura veta projeto de Cláudia Leitte que captaria quase meio milhão de reais para lançar uma biografia. Apesar de reconhecer a legalidade do projeto, Juca Ferreira afirma que “Claudia Leitte, como uma das artistas mais bem-sucedidas economicamente do Brasil, tem muitas possibilidades e condições de arrecadar recursos”

Claudia Leitte biografia Lei Rouanet

A cantora Claudia Leitte não terá incentivos da Lei Rouanet para lançar um livro promocional sobre ela mesma.

A obra seria distribuída gratuitamente em todo o território nacional e tinha sido proposta pela empresa Ciel Empreendimentos Artísticos para a Ministério da Cultura.

A empresa soltou uma nota dizendo que repudia quem disse que a cantora estaria se beneficiando dos incentivos fiscais do governo e revelou que antes mesmo da repercussão do caso, o projeto já havia sido abortado e que o dinheiro para o livro sequer foi captado.

Uma campanha chegou a ser montada na internet pedindo que Claudia Leitte seja boicotada.

Em entrevista nesta quinta-feira (18) ao blog Farofafá, o Ministro da Cultura Juca Ferreira disse que vetou o projeto.

“Eu tenho o poder ad referendum (poder de veto), mas não se pode usar toda hora, porque é para uma excepcionalidade. Mas na Cláudia Leitte eu vou usar, vou vetar”, afirmou .

Questionado sobre a legalidade da captação do recurso, Juca foi categórico: “Não importa [se é legal], Claudia Leitte tem condições de captar, é uma das artistas mais bem-sucedidas economicamente. Se enquadra perfeitamente naquilo que o Tribunal de Contas da União recomenda”

O ministro sabe que o seu veto ao projeto de Cláudia Leitte vai virar paradigma e terá que ser utilizado muitas vezes daqui por diante. Ele diz que usou o ad referendum apenas duas ou três vezes e que o fez porque os projetos “ultrapassavam o limite da permissividade já presente na lei”. Um deles foi uma exposição de fotografias que custaria R$ 20 milhões, lembra.

Para entender a Lei Rouanet

A Lei Rouanet ganhou fama e ficou conhecida basicamente por sua política de Incentivo Fiscal. Este mecanismo possibilita que cidadãos (pessoas físicas) e empresas (pessoas jurídicas), ou seja, os investidores, apliquem parte do Imposto de Renda devido em ações culturais. Estes apoiadores podem utilizar a isenção em até 100% do valor no Imposto de Renda.

Além da isenção fiscal, elas investem também na imagem institucional, na marca da empresa. Um dos pontos importantes deste mecanismo de incentivo à cultura é que, além de ter benefícios fiscais sobre o valor do incentivo, estes apoiadores fortalecem iniciativas culturais que não se enquadram em programas do Ministério da Cultura (MinC).

A proposta cultural pode ser em diversos segmentos como teatro, dança, circo, música, literatura, artes plásticas e gráficas, gravuras, artesanato, patrimônio cultural (museu e acervo, por exemplo). O produtor ou a instituição que ganha o direito de captar recursos pela Lei Rouanet não está ganhando dinheiro diretamente do Governo Federal, mas a chance de tentar captar o valor determinado pela lei em empresas privadas ou não.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Robson Postado em 19/Feb/2016 às 17:49

    qual é a relevancia cultural e educacional a biografia dessa guenga????

    • Jonas Schlesinger Postado em 19/Feb/2016 às 21:07

      *quenga

    • poliana Postado em 20/Feb/2016 às 11:03

      Pois eh...eu fico imaginando o q essa moça teria pra contar em sua biografia. Só rindo mesmo! Cada uma q a gente tem q ouvir!

      • Antônio Palhares Postado em 20/Feb/2016 às 12:48

        Quanto ego inflado. Esta e' mais uma que se não existisse não faria falta. Quando parte de nos esta preocupado com o social coletivo. Bem esta zinha com isso.A

  2. Jonas Schlesinger Postado em 19/Feb/2016 às 18:04

    2 xícaras de açucar; 3 xícaras de farinha de trigo; 4 colheres de margarina; 3 ovos; 1 e 1/2 xícara de Leitte de vaca; 1 colher de sopa bem cheia de fermento em pó. PREPARO 1 - Bata as claras em neve e reserve 2 - Misture as gemas, a margarina e o açúcar até obter uma massa homogênea 3 - Acrescente o leitte e a farinha de trigo aos poucos sem parar de bater 4 - Por último, adicione as claras em neve e o fermento 5 - Despeje a massa em uma forma grande de furo central untada e enfarinhada 6 -Asse em forno médio (180° C), preaquecido, por 40 minutos ou ao furar com um garfo, este saia limpo. POR FIM SAIRÁ UM BOLO LINDO, BRANQUINHO, COM GOSTINHO DE LEITTE. AGORA SÓ FALTA COMER. QUER, THIAGO TEIXEIRA?

    • Jonas Schlesinger Postado em 19/Feb/2016 às 21:15

      Vamos ver pelo lado bom. Qualquer biografia é melhor do que aquele lixo radioativo (mais radioativo que o pé de elefante [entendedores entenderão]) que a Andressa Urach fez. E ainda ponho minha mão na lava do Vulcão de Krakatoa que nem foi ela quem escreveu. Aquela lá nem sabe o que diabos é Clarice Lispector ou Tolkien.

  3. Mônica Costa Postado em 19/Feb/2016 às 18:08

    Com todo respeito à artista e a quem gosta do seu trabalho, mas que relevância tem uma biografia de Cláudia Leitte? Ela resolve isso em uma entre vista de meia página para a Contigo!

  4. Rodrigo Postado em 19/Feb/2016 às 19:02

    (Outro Rodrigo) Mais uma que o "E-farsas" esclarece: "[...] Conforme apurado pelo jornal O Estado de São Paulo, o projeto para o livro institucional da cantora Claudia Leitte foi aprovado pelo Ministério da Cultura em 2014, por intermédio da Lei Rouanet, mas a Produtora Ciel – responsável pela carreira da cantora – abortou o projeto em 2015. [...] Talvez para “se sair bem na foto”, ou “cheio de boas intenções”, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, disse em entrevista à Revista Fórum no dia 18 de fevereiro de 2016, que irá vetar o uso da Lei Rouanet para o que seria futuro livro da cantora Claudia Leitte. Juca explicou ao blog que o veto é uma demonstração de como a Lei Rouanet precisa ser discutida pela sociedade. O veto, se ocorrer mesmo, não fará muita diferença para a cantora, uma vez que a Ciel já disse ter abandonado o projeto! [...] Conclusão A empresa que administra a carreira da cantora Claudia Leitte conseguiu autorização do governo para captar R$355.957,00 de empresas privadas, em 2014, para a publicação de uma biografia da artista, mas o projeto foi abortado em 2015!" Ou seja, o projeto já estava abortado, não tendo conseguido a captação necessária e, somente agora, um ano depois, o Ministro disse que vai vetar o que já fora abortado... http://www.e-farsas.com/claudia-leitte-pediu-meio-milhao-do-governo-pra-publicar-livro.html

    • poliana Postado em 20/Feb/2016 às 11:00

      (Outro) rodrigo, e os 20 milhões usados pra financiar o show de ivete em NY? E os 4 milhões dados a luan santana pra patrocinar seus shows pelo br? E os 13 milhões concedidos à claudia leitte pra financiar sua turnê no norte do brasil? Tb foram farsas? Vc sabe dizer? A forma como a lei rouannet eh utilizada no país eh vergonhosa! Deve ser revista pra ontem!

      • Denisbaldo Postado em 20/Feb/2016 às 14:05

        A lei Rouanet é do nosso querido FHC e obviamente ela privilegia aqueles artistas que conseguem angariar fundos com empresas que têm uma arrecadação razoável para poder descontar em sua declaração. Essa lei por si só é elitista. Um artista sem expressão, ainda em início de carreira ou um artista "não popular" sem portas abertas em grandes empresas jamais conseguiria usufruir dela. É uma lei criada pela elite para ajudar seus filhotes artistas a desviar dinheiro do governo de forma legal. Deve ser revogada já e ponto final.

      • Rodrigo Postado em 21/Feb/2016 às 16:19

        (Outro Rodrigo) Poliana, em momento algum disse que era uma farsa o uso da lei. Disse, sim, que o veto do Ministro é para inglês ver, para sair "bem na fita", haja vista o projeto já ter sido abortado previamente. Não me referi, pois, ao que você disse, mas aproveito a oportunidade para dizer que concordo contigo e que projetos altamente lucrativos, por si sós, não deveriam receber tal benefício.

  5. Eduardo Ribeiro Postado em 20/Feb/2016 às 10:17

    é.........tá certo...........tem tambem o projeto da editora bunker, que deseja publicar dois livros sobre LIBERALISMO, que envolvem cerca de 1 milhão de reais via lei rouanet.....libertários recebendo ajuda do estado malvadão para publicar obras e defender o liberalismo...CADE A MERITOCRACIA? PENSEI QUE SOMENTE PETRALHAS E ESQUERDISTAS MAMASSEM NA TETONA GORDA DO ESTADO E PEGASSEM DINHEIRO DA LEI ROUANET!!!

    • Antônio Palhares Postado em 20/Feb/2016 às 16:55

      Sr. Eduardo. Com qual adjetivo o sr. Qualifica um presidente que vende aos amigos todo património do povo,some com o dinheiro,não paga um centavo da dívida e ainda quebra o pais três vezes? Dependendo da sua resposta posso lhe dizer quem é petralha.

  6. poliana Postado em 20/Feb/2016 às 10:52

    E tinha q ser vetado msmo! A forma com o q essa lei eh usada no brasil eh uma vergonha!? Fomentar e levar cultura pra população eh muito bem vindo e de fundamental importância, mas tirar proveito desse projeto e financiar shows artistas já milionários q podem muito bem bancar seus projetos eh revoltante! Onde já se viu lei rounnet financiar show de ivete sangalo em nova york, turnê de claudia leite pelo norte do brasil ou shows de luan santana!? Isso eh revoltante. Pra ser utilizada dessa forma, eh melhor q nem exista! Um absurdo! De fato, a sociedade precisa muito discutir sobre a lei rouannet.

  7. poliana Postado em 20/Feb/2016 às 10:56

    Rodrigo, deixa de ser doente! O q isso tem a ver com direita x esquerda?! Vc sabia q o lobão tb já usou incentivos da lei rouannet? Ela n beneficia somente artistas da esquerda não, mas sim toda a classe artística. Deixa de ser psicopata e achar q tudo se reduz à direita x esquerda. Pelo amor!!!!!!!

  8. luis Postado em 21/Feb/2016 às 09:03

    Queria ser Ivete, não consegui. Fim da biografia. Me deem meio milhão.

    • poliana Postado em 21/Feb/2016 às 13:04

      Kkkkkkkkkkkkkkk...bem por aí, luis! Boa!!!!! Rsrs