Redação Pragmatismo
Compartilhar
Educação 19/Jan/2016 às 10:31
27
Comentários

Vídeo desmascara informações falsas espalhadas por Jair Bolsonaro

“Quando o assunto é educação, pergunte a quem conhece”. Revista especializada em educação corrige, frase a frase, cada informação mentirosa espalhada por Jair Bolsonaro. Episódio é emblemático no sentido de alertar internautas a não compartilharem publicações duvidosas sem consultar outras fontes

Bolsonaro Nova Escola informações educação
Bolsonaro é desmentido pela revista Nova Escola (Pragmatismo)

A revista Nova Escola, especializada em educação, publicou um vídeo em que desmente, passo a passo, informações falsas espalhadas nas redes sociais por Jair Bolsonaro (PP-RJ). O deputado publicou em seu perfil no Facebook um vídeo criticando o material ‘Escola sem homofobia’, que ele classifica como ‘kit gay’, e que, ao contrário do que diz, está engavetado desde 2011.

No vídeo, Bolsonaro se dispõe a falar sobre o tema ‘educação’, mas conforme analisa a revista, sua fala foi direcionada a criticar o caderno sobre questões de gênero e sexualidade.

Bolsonaro, entre diversas inverdades que diz ao longo do vídeo, mostra livros que não são distribuídos nas escolas e ainda confunde a revista ‘Nova Escola’ com um livro, afirmando que ela é distribuída para crianças em escolas públicas.

A revista publicou um vídeo em que rebate o parlamentar. “Quando o assunto é educação, pergunte a quem conhece”, escreveu a revista no final do vídeo que batizou de ‘Checagem de informações’.

Só no Facebook, o vídeo da revista Nova Escola já foi compartilhado mais de 100 mil vezes. O site Boatos.org também checou e desmentiu a publicação de Bolsonaro.

Assista abaixo:

Checagem de informaçõesCHECAGEM DE INFORMAÇÕESO deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PP-RJ) publicou há alguns dias um vídeo sobre Educação.NOVA ESCOLA apurou as informações do vídeo. Veja agora os equívocos cometidos pelo deputado e os dados corretos.

Publicado por Nova Escola em Sexta, 15 de janeiro de 2016


Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Eder Postado em 19/Jan/2016 às 11:00

    E cadê a informação sobre a revista ser da Editora Abril?

    • Preto Velho Postado em 20/Jan/2016 às 00:42

      http://revistaescola.abril.com.br/ Isto responde à sua pergunta? #facepalm

  2. Maurício de Souza Matos Postado em 19/Jan/2016 às 11:25

    O pior é que a imprensa dá ouvidos e voz à este falastrão que deveria ser esquecido pela mídia. Ele deveria se alistar no EI e sumir pra lá..

  3. felipe Postado em 19/Jan/2016 às 12:38

    Vi na internet hoje varias informações e prints do site do MEC com orientações aos professores para fazerem rodas com alunos de 7 e 8 anos com a temáticas absurdas e horríveis do tipo passar a mão no corpo da coleguinha no banheiro, ver vídeo de adulto namorando e sinceramente eram prints do site do MEC.... ainda não posso afirmar ser verdade pois por coincidência a página esta fora do ar, se for verdade é o maior absurdo que ja vi na minha vida total absurdo de falar a uma criança em uma escola, alguem sabe de algo?

    • Luiz Postado em 19/Jan/2016 às 16:04

      Pelo amor de Deus... É claro que é mentira!!! Onde já se viu um Ministério da Educação vigiado por todos propor esse tipo de ação. Se fosse verdade já teria ido pra globo e todos os jornais.

    • Bruno Postado em 19/Jan/2016 às 17:39

      É verdade sim, eu mesmo entrei no link do portal do professor e vi ... postei no face dia 17/01/16.. porém hoje, não havia mais o conteúdo no ar. O que esta acontecendo é que o sistema esta querendo subliminarmente implantar esse conteúdo nas escolas... atingindo diretamente as crianças... por outro lado o Bolsonaro esta tentando impedir isso ... de acordo com o que ele acha correto... O problema é que hora ele acerta.. hora ele fala besteiras.. besteiras no sentido que ele mistura os assuntos, besteira quando ele posta coisas sem ter base... ai fica a palavra dele contra o sistema... Exemplo: Ele usou uma revista "Nova Escola" e disse que era um livro distribuído nas escolas (falou besteira)... porém o link no portal do brasil que é mencionado no seu facebook, falando sobre sexualismo para crianças de 7 a 8 anos ... isso é verdade, pois vi com meus próprios olhos... É realmente um absurdo o que estava escrito lá... Desta forma eu digo: Vamos ficar de olhos abertos com as escolas... acompanhando de perto nossos filhos... pois tudo tende a piorar. Abraços.

      • João Ribett Postado em 20/Jan/2016 às 18:09

        O material existente na página do MEC destina-se a professores e não a alunos. Além disso, é apenas um plano de aula, uma sugestão. Isso não quer dizer que as escolas e professores estão adotando isso, como pensa o desonesto intelectual Bolsonaro, que fala que o ensino público é ruim,mas nunca criou nenhuma lei ou projeto que possa melhorá-lo. Então a reclamação dele é só enganar trouxas

    • Wandeir Souza Lima Postado em 19/Jan/2016 às 18:27

      Se você não pode afirmar nem deveria tocar no assunto, concorda? Você está apenas sendo usado como massa de manobra, por pessoas de más intenções.

      • felipe Postado em 20/Jan/2016 às 08:35

        Porque não? tem informação a rodo na internet sobre isso, tem print e vídeo da tela do site do MEC (que esta fora do ar) por que não posso tocar no assunto? Este é o assunto que esta sendo debatido aqui, quer que o assunto seja escondido? O assunto é muito sério e merece ser debatido sim.

    • Rosali de Rosa Cantlin Postado em 22/Jan/2016 às 04:32

      Absurdo é você acreditar numa coisa dessas, amigo. Por causa de pessoas ingênuas (ou maldosas, sinceramente não sei) como você é que essas mentiras se propagam via internet. Não checam se a informação é real e saem disseminando disparates como esse. MEC, Ministério de Educação e Cultura. Você acha mesmo que iriam ensinar esse tipo de coisa nas escolas? Está faltando um pouco de raciocíniológico aí, meu caro. Se situe!

  4. Hellen Postado em 19/Jan/2016 às 12:44

    L a c r a r a m

  5. rekplast Postado em 19/Jan/2016 às 13:47

    Se é verdade ou nao, as escolas publicas continuam ineficientes e sem didaticas, os professores nao passam de refens de alunos violentos que nao sei o que estao fazendo lá, vivem sob ameaças, nao estou generalizando, há alunos bons, mas o ideal é educar a todos iguais.

    • Preto Velho Postado em 20/Jan/2016 às 00:43

      Mesmo porque, educar a todos da mesma forma funciona há 100 anos né? Que tal atender a cada um conforme o que cada um precisa? Montessori diz oi.

  6. Fonseca Postado em 19/Jan/2016 às 14:13

    Dá medo da grande quantidade de gente raivosa que segue essa cara. Bata ver os comentários dos vídeos dele no youtube. Uma verdadeira legião de gente idolatrando esse cara.

  7. Alexsandro Postado em 19/Jan/2016 às 14:21

    Esse cara é uma piada, pior que tem um monte de idiota util que o idolatra!

  8. Sabrina Prince Postado em 19/Jan/2016 às 14:56

    Lá vem o Pereira com toda sua boçalidade e apoio ao lunático Bolsonaro.

  9. Francisco Carlos Postado em 19/Jan/2016 às 16:53

    Ó Senhor, tende piedade de nós Principalmente por falta de educação sexual, proporcional ao antes e ao durante a pré-adolescência, o nosso Brasil está repleto de mães adolescentes. Ensinamentos há tempos carentes de carinho e de esclarecimentos, vem destruindo qualidades e incrementando com maldades o conjunto de atributos, funcionalidades e características não materiais do ser humano; a alma.

  10. Francisco Carlos Postado em 19/Jan/2016 às 16:53

    Ó Senhor, tende piedade de nós Principalmente por falta de educação sexual, proporcional ao antes e ao durante a pré-adolescência, o nosso Brasil está repleto de mães adolescentes.

  11. Rodrigo Postado em 19/Jan/2016 às 20:06

    Longe de mim querer defender o Bolsonaro, mas... o link apresentado no vídeo não é o que foi apresentado por ele. Se a ideia for "tirar conclusões" não seria melhor disponibilizar exatamente o material apresentado por ele? O link é muito mais um material com viés acadêmico. E aqueles? Seriam de fato os materiais a serem distribuídos nas escolas?

  12. Thiago Teixeira Postado em 20/Jan/2016 às 23:39

    A verdade não interessa aos coxinhas, se o bozonaro falar que a Terra é Quadrada por culpa da Luiza Erundina (reparem que ele só ataca políticas do sexo feminino) todos espalham a informação e o boato passa a ser verdade incontestável.

  13. beto Postado em 19/Jan/2016 às 16:03

    Pereira, tu que leu o conteúdo, já que vem aqui falar com tanta propriedade, me diz onde nesse kit gay estão tentando ensinar promiscuidade às crianças. Eu li grande parte e não encontrei nada de mais, aliás ter lido isso no meu tempo de escola teria me ajudado muito em entender preconceito de gênero, o sexismo, que hoje demanda muito tempo de reflexão para não continuar perpetuando.

  14. Joao Postado em 19/Jan/2016 às 17:17

    Quem vive reclamando se habitua a isso, e defende esse péssimo hábito como um direito perante as supostas mazelas da vida.

  15. Luiz Postado em 19/Jan/2016 às 16:06

    Está enganado. A revista Nova Escola é da Fundação Vítor Civitta e editora Abril que por sinal é dona da Veja e inimiga atroz do governo federal.

  16. Mayron Postado em 19/Jan/2016 às 17:49

    Mano, o cara ta falando de satanismo, c acha mesmo que ele entendeu?

  17. Mayron Postado em 19/Jan/2016 às 17:54

    O livro foi "colocado a disposição dos professores", não foi aplicado aos alunos, não faz parte do currículo escolar, foi colocado à disposição dos professores. O que acontece sempre, com diversos conteúdos, o mesmo aconteceu com o tal 'kit gay', antes de ser vetado no congresso. É colocado à disposição dos professores para que estes avaliem o conteúdo. E mais: o conteúdo é comum. Acordem! Tem mais baixaria nas musicas sertanejas de hoje em dia, nas novelas da globo, que em qualquer outro lugar! Na escola, sem kit gay, sem apelação nenhuma, com sete anos eu já tinha interesse amoroso, mesmo que inocente, por assim dizer. Isso há cerca de vinte anos! Melhor que os adultos orientem as crianças, do que fingir que isso não existe. A cada geração a sexualização é mais precoce, e isso não tem a ver com as escolas, mas com a TV. O que as escolas estão tentando fazer é orientar o conhecimento inevitável que as crianças terão. O mais engraçado é que os críticos, são os mesmos que olham pro filho de três anos, do sexo masculino, e diz que ele vai ser o 'maior' comedor do bairro'.

  18. João Ribett Postado em 20/Jan/2016 às 18:10

    Boas falas!!

  19. Mônica Costa Postado em 21/Jan/2016 às 11:25

    Pois não é? Ouvi tanto na minha infância e adolescência o famoso"segurem as suas cabritas que o meu bode tá solto". O quanto a gente educa mal nossas crianças! Depois perguntamos: "onde foi que eu errei"!

O e-mail não será publicado.