Redação Pragmatismo
Compartilhar
América Latina 15/Jan/2016 às 18:01
28
Comentários

Milhares vão às ruas em protesto contra Mauricio Macri na Argentina

protesto macri argentina buenos aires

Convocado pelas redes sociais para manifestar apoio à lei contra o monopólio dos meios de comunicação na Argentina, que o governo pretende modificar por decreto, milhares de pessoas protestaram nesta terça-feira contra a administração de Mauricio Macri, que completa 32 dias na presidência.

Dezenas de milhares de pessoas ocuparam a Praça de Maio, no centro de Buenos Aires, convocadas para defender a liberdade de imprensa, contra a censura e em solidariedade ao popular radialista uruguaio Víctor Hugo Morales – crítico do governo macrista – demitido na véspera da Rádio Continental.

Não à censura! Liberdade! Liberdade! Liberdade!” – diziam cartazes em meio a bandeiras de grupos políticos kirchneristas e de manifestantes sem identificação partidária.

Nesta terça-feira, dois juízes suspenderam os decretos presidenciais que alteraram a lei contra o monopólio dos meios de comunicação. Macri apelou da decisão, deflagrando uma batalha judicial.

As modificações decretadas por Macri visam liberalizar as áreas de telefonia, Internet e televisão, além de eliminar restrições sobre a concentração de empresas de mídia.

A lei foi aprovada em 2009, por ampla maioria no Congresso, por iniciativa da então presidente Cristina Kirchner.

Famílias inteiras participaram do protesto desta terça-feira, aos gritos de “Macri, lixo, você é a ditadura“.

Muitos manifestantes carregavam uma faixa preta no peito com a inscrição: “Cidadãos de luto, morreu a liberdade de expressão“.

AFP

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. José de Pindorama Postado em 15/Jan/2016 às 19:50

    Caros Comentaristas; boa noite! Vejam a insanidade que é acreditar na propaganda política veiculada pela grande mídia (produção de noticias tendenciosas e inverídicas), que se diz apartidária e nacionalista, mas que não é. Nossos vizinhos, eleitores argentinos, a maior parte deles, desprezaram conhecer o histórico do candidato, seu trabalho social, sua trajetória política, sua história preguessa criminal, seu Partido Político. Infelizmente, embarcaram, seguramente, no bonde do retrocesso; sinceramente, não acredito que esse Presidente termine seu mandato: -- cairá mais cedo do que se imagina, minha opinião, mas a que preço? Brasileiros, que sirva de lição a todos nós, pois, estivemos próximos de repetir um Collor na Presidência com Aécio e/ou Marina; quiça num futuro outros 'zumbis' subservientes aos USA e oriundos da universidade fascista. Temos aqui o exemplo nos Estados de SP, Paraná, dentre outros. Também não creio que o Governo Federal constituído seja bom para o País, bem distante disso; mas lamentavelmente, isso tem se repetido nas últimas eleições, temos de escolher o que trará menor dano a Nação! Vigiai, oh... povo brasileiro!

    • Andre FLN Postado em 16/Jan/2016 às 18:23

      José, concordo com você, certamente a solução para o barco que afunda lentamente não passa por incendiar o barco de uma vez! Esse Ménen 2 - A missão, assumiu o cargo já querendo tumultuar na posse... tenho falado pro mais chegados: Quem não conheceu ou tem saudades dos anos 90, vai passar uns dias na Argentina! abraço

  2. Salomon Postado em 15/Jan/2016 às 20:06

    Ninguém duvida que o monopólio dos meios de comunicação seja um partido político. A Argentina entendeu isso. Não pode haver democracia no Brasil, mesmo que formal, sem a lei dos meios. Se bem que, por aqui, a meritocracia está cuidando de eliminar essa ditadura. Pois que mérito tem um BBB, uma novela da Globo ou um jornal nacional?Que o digam a Netflix e as redes sociais.

  3. Lopes Postado em 15/Jan/2016 às 23:01

    Vagabundos golpistas!

    • Thiago Teixeira Postado em 16/Jan/2016 às 08:00

      Engraçado, não vi cartazes de impeachment, intervenção militar ou morte a Direita ...

  4. Silney Postado em 16/Jan/2016 às 12:49

    patético o seu comentário.

  5. José Ferreira Postado em 16/Jan/2016 às 14:27

    Enquanto milhares protestam contra o Macri, milhões o apoiam. Dentro e fora da Argentina.

    • poliana Postado em 16/Jan/2016 às 23:17

      posso usar essa mesma lógica aqui no brasil: enqto milhares vão as ruas pedindo o impeachment de dilma, milhões, mais precisamente, 54 milhões a elegeram e a apoiam. isso dentro de fora do brasil. basta vc conversar com líderes como pepinho mujica, obama e cia......será q vcs podem aceitar esse fato?! em 2018 vcs tentam de novo, querido! respeitem o resultado das urnas!

      • José Ferreira Postado em 17/Jan/2016 às 14:48

        A maioria dos não votou na Dilma, e alguns acham que nem a Dilma e nem o Aécio seriam bons presidentes. A Dilma foi eleita pela maioria dos que votaram, mas não pela maioria dos eleitores. No caso da Argentina pode ter acontecido isso também, mas eu não tenho os números de "bate-pronto".

      • Eduardo Ribeiro Postado em 17/Jan/2016 às 19:59

        """""A Dilma foi eleita pela maioria dos que votaram, """"" É. Se chama eleição. Tem de 4 em 4 anos, e é pilar incontornável de uma democracia representativa. Essa relativização que vocês tentam fazer é algo tão digno de pena...é talvez a atitude mais patética de vocês, derrotados inconformados, mesmo comparando com as patetices épicas que vocês cometeram de uns anos pra cá. A dor e o sangramento gerados pela OCTA-DERROTA para o PT são tão insuportáveis que vocês querem subverter um conceito de milhares de anos, só pra se enganar, pra ver se acalma um pouco a dor. A aberração desse comportamento é tão imensurável, que eu juro, por qualquer coisa que quiserem, que desde as eleições de 89 eu NUNCA vi NINGUÉM, não vi NENHUM BRASILEIRO, por mais inconformado que estivesse, apelar para os "eleitores que não votaram" para deslegitimar um vencedor do qual ele não gostou. Eu lamento, mas Dilmãe ganhou, legitimamente nas urnas, e são OITO vitórias seguidas do PT em urnas. Parem de catar migalhas, vocês podem fazer melhor do que isso, não passem (mais) essa vergonha, tenham mais amor próprio, mais dignidade.

      • José Ferreira Postado em 18/Jan/2016 às 00:18

        Dilmãe? Pelo visto a opinião do Eduardo Ribeiro não é técnica, mas "militântica". Eu reitero o que já havia escrito anteriormente.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 18/Jan/2016 às 10:44

        Você não sabe o que é uma ELEIÇÃO e quer falar de tecnicismos? Comigo? Se você não sabe o que é uma ELEIÇÃO você não é sequer um interlocutor, não há razão para me preocupar com tecnicismo com você. Além do que, quando eu falo do 8 x 0, estou falando de matemática do segundo ano primário. E estou falando de fatos concretos, nada de "ainnn a militância". Em 8 oportunidades que o povo brasileiro teve a oportunidade de escolher entre o projeto do PT e outros, ele escolheu o do PT. Oito vezes seguidas. Oito contra zero. Aí, dentro desse panorama de óbvia identificação de preferência do POVO BRASILEIRO, pois trata-se de um numero expressivo, de uma série histórica, dentro desse panorama indiscutível vem você falar de "ainn teve eleitor que não votou.....então blablabla"....então o que, porra? Não há conclusão a ser tirada no que diz respeito a quem não votou. Todas as conclusões extraídas de uma ELEIÇÃO são feitas com base em quem efetivamente votou. Aí na série histórica dá 8 x 0 pro PT. Aí dói na sua alma. Aí você passa mais uma vergonha.

      • poliana Postado em 18/Jan/2016 às 13:04

        cara, ainda com essa papinho!!!??? filho, aceita logo!! dilma foi reeleita com 54 milhões de votos! se 1/3 dos eleitores preferiu se abster nas urnas, problema deles! computa-se os votos válidos! vc conhece nosso sistema eleitoral! se conhecesse saberia q pra ser eleitor é preciso ter 50% dos votos + 1. MAIORIA! ela teve 54 milhões de votos, aécio teve 51 milhões. logo, por maioria, dilma foi reeleita! pare com essa prosa ruim josé ferreira. vc parece uma criança birrenta q n aceita perder e quer a todo custo q façam a sua vontade! q porre isso!

      • poliana Postado em 18/Jan/2016 às 13:08

        e que nas próximas eleições, aqueles q anularam o voto ou que votaram em branco, pensem nas consequências de seus atos! depois n queiram usar esse tipo de argumento medíocre pra apoiar o impeachment! hahahahaha...ahhhh..e vc acha q na argentina tb n houve quem anulasse o voto hein? então tb vou dizer q macri n teve apoio da maioria...mas não, n uso esse argumento sem pé nem cabeça!!! se ele foi e eleito democraticamente, que trabalhe pra tirar seu país da crise! ponto!!! mas continue aí no seu mundinho birrento...vamos ver se vc aguenta isso até 2018!

      • José Ferreira Postado em 18/Jan/2016 às 13:20

        O Eduardinho ficou irritadinho porque mexeram com a sua "mamãe". E a Poliana, tal como a personagem, vê coisas positivas em tudo. Como "pau que dá em 'Chico' tem que dar em 'Francisco' também", eu acredito que o Macri também não foi eleito pela maioria dos que votaram. Pelo menos ele está a fazer um bom trabalho... Até agora. Sabme como são os políticos, não dá para elogiar muito.

    • Filipe Postado em 18/Jan/2016 às 21:54

      Pelo que você comenta aqui, você aparenta ser um analfabeto político. Porque você se sente no direito de afirmar dados assim? Milhares e milhões? Você NÃO tem os dados! E você não aparenta ter competência para uma análise assim!

  6. Lenise Postado em 16/Jan/2016 às 14:30

    Você não está entendendo o que está acontecendo, meu caro...

  7. Wladimir Teixeira Postado em 16/Jan/2016 às 15:27

    uau ! você mesmo escreveu ou recebeu o texto pronto ?

  8. Phelipe Postado em 16/Jan/2016 às 19:16

    Só se for os milhões em dinheiro do grupo clarín.... Esses milhões aí realmente apóiam esse ditador

  9. Maurício de Souza Matos Postado em 16/Jan/2016 às 21:31

    Esse é mais um filhote da Rede Globo, que intrometeu na política Argentina, como faz aqui no Brasil, manipulando pesquisas e dando todo tipo de palpite, no intuito de iludir eleitores, mostrando qualidades que os candidatos não possuem. Se der errado ela some do mapa e desconversa.

  10. Luís Guilherme Postado em 16/Jan/2016 às 21:49

    Um protesto contra o FIM DO MONOPÓLIO dos meios de comunicação feito em nome da liberdade de expressão. Não sei como a ironia acumulada nisso aí não explode...

  11. Joao Postado em 18/Jan/2016 às 08:33

    Falou o fã do capitão américa !!!

  12. Denisbaldo Postado em 18/Jan/2016 às 11:15

    É realmente difícil pra você se livrar do seu mundo binário.

  13. poliana Postado em 18/Jan/2016 às 12:59

    certeza q n leu a matéria!!! senhor!!!!!!

  14. Pedro Accioli Postado em 18/Jan/2016 às 13:24

    Oh coxinha sem noção: o povo argentino está protestando contra o fim da Ley dos Medios e contra a perseguição aos jornais e jornalistas opositores ao Macri! Pare de falar m**** e procure se comunicar por você mesmo! Não tenho o menor respeito a opinião de um coxinha, até porque eles mesmo já começam com falta de respeito e preconceitos!

  15. Joao Postado em 19/Jan/2016 às 08:34

    Quer dizer que posso comprar um Audi de R$ 260.000 por R$ 130.000 !! Está resolvido o problema da argentina , capitão américa !!

  16. Pedro Accioli Postado em 19/Jan/2016 às 10:23

    Ou você é burro, ou não leu todo o artigo! Eles estão protestando contra o fim da Ley dos Medios e contra a perseguição aos jornais e jornalistas opositores a ele e se ele está perseguindo opositores é porque ele tem rabo preso com muita coisa errada!

  17. Pedro Accioli Postado em 19/Jan/2016 às 10:24

    Muito cedo para falar isso e se ele só fizer m**** nos próximos dois anos, quero ver quais vão ser as suas chorumelas!

O e-mail não será publicado.