Redação Pragmatismo
Compartilhar
Dilma Rousseff 28/Jan/2016 às 10:50
4
Comentários

Dilma relança o “Conselhão”, que terá participação de Wagner Moura

Dilma Rousseff divulga os 92 nomes que compõem o “Conselhão”. Na lista, representantes da classe artística, do meio acadêmico, da indústria, do setor empresarial, de sindicatos, entre outros

Wagner Moura Dilma conselhão
Wagner Moura é um dos nomes que integram o ‘Conselhão’ do Governo Dilma (Pragmatismo)

Em busca de soluções para melhorar o País e enfrentar a crise, a presidente Dilma Rousseff vai discutir com empresários, sindicalistas, intelectuais, trabalhadores e líderes de movimentos sociais ideias para o Brasil sair das crises política e econômica.

O grupo, formado por 92 membros, é chamado de Conselhão. A primeira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social ocorre nesta quinta-feira (28).

O encontro tem um marco simbólico político para o governo. Será a primeira vez, após a reeleição, que a presidente de fato abrirá um canal direto de diálogo.

Um dos focos principais do primeiro encontro será a busca por ações para reativar a construção civil ainda este ano, o que contribui para a criação de empregos.

Criado no governo Lula, desta vez o ‘Conselhão’ se destaca pela diversidade de convidados. Em vez de empreiteiros, foram convidados representantes da categoria, como Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), também foram convidados artistas, como o ator Wagner Moura, embaixador da Organização Mundial do Trabalho (OIT) para luta contra o trabalho escravo.

Dos quase 100 integrantes, outros continuam, como o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e a presidente do Magazine Luiza, Luiza Trajano. Da Força Sindical participam Miguel Torres e Nair Goulart e da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas segue a presidente Creuza Oliveira. O presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Coelho, também faz parte do grupo.

Conselhão

O conselho foi criado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em seu quinto mês à frente do governo federal, em maio de 2003, como uma sinalização de que manteria contato com a sociedade civil organizada e a iniciativa privada.

Durante o governo de Lula, o grupo teve grande participação nos debates sobre as políticas para desenvolvimento econômico e de investimentos, sendo convocado com frequência até o final do governo. Entre outros trabalhos, o grupo formulou a “Agenda Nacional de Desenvolvimento”, comprometida com “uma ampla e pública discussão sobre as alternativas políticas para a superação dos entraves estruturais ao desenvolvimento nacional”.

Foi no CDES que surgiu a proposta do Fórum Nacional do Trabalho, sendo um de seus desdobramentos o reconhecimento das centrais sindicais (Lei 11.648/2008), que alavancaram a política de valorização do salário mínimo.

No primeiro mandato da presidente Dilma, empresários e sindicalistas reclamaram que a presidente esvaziou o Conselhão. A última vez que o grupo se reuniu foi em julho de 2014.

Entre os programas discutidos e aprimorados no conselhão liderado por Lula estão o Minha Casa Minha Vida e o Programa Nacional de Segurança Cidadã.

Confira abaixo quem são os 92 membros que integram o novo ‘Conselhão’ de Dilma:

Adilson G. De Araujo (CTB)
Alberto Ercilio Broch (Contag)
Antonio Fernandes Dos Santos Neto (CSB)
Arildo Mota Lopes (Unisol/CET)
Carmen Helena Ferreira Foro (CET e Contag)
Clemente Ganz Lucio (Dieese)
Creuza Maria Oliveira (Fenatrad)
Eleuza De Cassia Bufelli Macari (UGT)
Jorge Nazareno Rodrigues (Sind. Metalúrg. – Osasco Região)
José Calixto Ramos (NCST E CNTI)
José Maria Ferreira Rangel (FUP-CUT)
Juvandia Moreira Leite (Sind. Bancários SP, Osasco e região – CUT)
Marcos Rochinski (Fetraf Brasil/CUT)
Maria Izabel Azevedo Noronha (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo)
Miguel Eduardo Torres (FS)
Nair Maria De Jesus Goulart (FS – Bahia)
Rafael Marques Da Silva Junior (Sindicato dos Metalúrgicos do ABC/CUT)
Ricardo Patah (UGT e Sind. Comerc. Sp)
Vagner Freitas De Moraes (CUT)
Warley Martins Gonçalves (Copab)
Alexandre José Da Conceição (MST)
Ana Moser (Atletas Pelo Brasil)
Bispo Flávio Augusto Borges Irala (Conic)
Camila Lanes (Ubes)
Carina Vitral Costa (UNE)
Claudia Muinhos Ricaldoni (Ass. Nac. Part. Fundos De Pensão/Anapar)
Dom Joaquim Mol (CNBB)
Eduardo Fagnani (Unicamp)
Eliel Benitez (UFGD)
Enio Candotti (Museu da Amazônia)
Fernando Gomes De Morais (Escritor)
Helena Nader (SBPC)
Jorge Abrahão (Instituto Ethos)
José Antonio Moroni (Inesc)
Marcus Vinícuis Coelho (OAB)
Maria Lucia Cavalli Neder (Andifes)
Miguel Angelo Laporta Nicolelis (Centro de Neuroengenharia da Univ. de Duke)
Paulo Sérgio Pinheiro (NEV-USP)
Ricardo Bielchovski (UFRJ)
Rogerio Cezar De Cerqueira Leite (CCT)
Rosangela Piovizani Cordeiro (MMC)
Sergio Haddad (Ação Educativa)
Tania Bacelar De Araujo (UFPE)
Viviane Senna Lalli (Fundação Ayrton Senna)
Wagner Moura (Embaixador Oit – Personalidade Cultural)
Abilio Dos Santos Diniz (BR-Foods)
Antônio Ricardo Alvarez Alban (Fieb)
Ariovaldo Santana Da Rocha (Sinaval)
Benjamin Steinbruch (CSN)
Carlos Buch Pastoriza (Abimaq)
Carlos Fadigas (Braskem)
Claudia Sender (TAM S.A.)
Cledorvino Belini (Fiat Chrisler)
Décio Da Silva (WEG)
Edson Godoy Bueno (Amil)
Elizabeth De Carvalhaes (Ibá Indústria Brasileira de Árvores)
Eraí Maggi (Grupo Bom Futuro)
Fabio José Silva Coelho (Google)
Frederico Pinheiro Fleury Curado (Embraer)
Guilherme Afiff Domingos (Sebrae)
Guilherme De Jesus Paulus (CVC Brasil)
Heitor José Müller (Fiergs)
Humberto Eustaquio César Mota (Dufry E ACRJ)
João Bosco De Oliveira Borba (Anceabra)
João Carlos Di Genio (Grupo Objetivo)
João Martins Da Silva Junior (CNA)
Joesley Mendonça Batista (J&F Investimentos)
Jorge Gerdau Johannpeter (Grupo Gerdau)
Jorge Marques De Toledo Camargo (Ibp)
Jorge Paulo Lemann (Ambev)
José Carlos Rodrigues Martins (Cbic)
José Felix (América Movil)
Jose Roberto Ermírio De Moraes (Votorantim)
Josué Gomes Da Silva (Coteminas)
Luís Roberto Pogetti (Copersucar)
Luiz Carlos Trabuco Cappi (Bradesco)
Luiz Moan Yabiku Junior (Anfavea)
Luiza Helena Trajano Inacio Rodrigues (Magazine Luiza)
Márcio Lopes De Freitas (OCB)
Marco Stefanini (Stefanini)
Murilo Pinto De Oliveira Ferreira (Vale)
Pedro Passos (Natura)
Pedro Wongtschowski (Cnpem/Embrapii)
Reginaldo Arcuri (Farmabrasil)
Renato Alves Vale (CCR)
Roberto Rodrigues (Centro De Agronegócios da FGV)
Roberto Setúbal (Itaú-Unibanco)
Robson Braga De Andrade (CNI)
Rubens Ometto Silveira Mello (Grupo Ometto)
Sérgio Paulo Gomes Gallindo (Brasscom)
Synésio Batista Da Costa (Abrinq)
Wilson Ferreira Jr (Abdib)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Seu joao Postado em 28/Jan/2016 às 11:34

    O atual presidente da OAB Federal é Cláudio Lamachia

  2. Thiago Teixeira Postado em 28/Jan/2016 às 17:36

    Só PICA GROSSA!!!!!!!

  3. Maria Célia Postado em 02/Feb/2016 às 11:56

    O Conselho deveria ser convocado para evitar que o País entrasse em crise, depois que causou a crise fica tarde reuni-lo!