Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mundo 15/Jan/2016 às 11:26
44
Comentários

Charlie Hebdo passa dos limites em nova charge e revolta o mundo

Charge divulgada em nova edição do Charlie Hebdo é desnecessária e de péssimo gosto. Jornal satírico francês provocou a revolta de milhões de internautas em todo o mundo ao comparar menino refugiado morto a estuprador

Charlie Hebdo charge
Charlie Hebdo passa de todos os limites ao ironizar criança síria que morreu afogada

A revista francesa Charlie Hebdo, onde 12 pessoas morreram durante um ataque à sua redação em represália por caricaturas do profeta Maomé em janeiro do ano passado, semeou mais polêmica esta semana com uma charge sobre a morte do pequeno Aylan Kurdi e a crise dos refugiados.

Laurent Sourisseau “Riss”, caricaturista e diretor da publicação, aproveita o recente alerta pelos abusos sexuais e roubos maciços registrados na noite de Ano Novo na Alemanha, entre cujos supostos autores há solicitantes de asilo, para imaginar o hipotético futuro da menino sírio caso sua viagem à Europa tivesse sido bem sucedida.

“No que teria se transformado o pequeno Aylan se ele tivesse crescido? Apalpador de bundas na Alemanha”, assinala o desenho, no qual se vê uma imagem do menino afogado em setembro do ano passado nas praias da Turquia junto à de um par de jovens perseguindo meninas.

As redes sociais se encheram esta semana de críticas contra essa charge, nas quais vários internautas, franceses e de outras nacionalidades, disseram não entender o sentido da ilustração e acusaram a revista satírica de racismo.

As brincadeiras da revista sobre Aylan já tinham causado em setembro do ano passado um outro escândalo, depois que parodiou a imagem do menino, de três anos.

“A prova de que a Europa é cristã. Os cristãos caminham sobre as águas e as crianças muçulmanas se afogam”, dizia então o texto de uma charge também assinada por Riss, atual diretor da revista após o assassinato de seu antecessor, Stépahne Charbonnier “Charb” no ataque jihadista de um ano atrás.

Esta nova sátira, no entanto, encontrou também defensores que mencionam o particular humor da publicação. “E agora as pessoas descobrem que na Charlie Hebdo o humor pode ser negro e de mau gosto”, ironizou um internauta, enquanto outros elogiaram sua forma de denunciar “com força” o racismo contra os refugiados.

Em seu editorial do último dia 4 de janeiro, com o qual a revista lembrou o primeiro aniversário da tragédia, Riss já havia comentado que “a morte sempre fez parte da publicação”, em primeiro lugar porque estava ameaçada de fechar por razões econômicas.

EFE

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Philippe Postado em 15/Jan/2016 às 12:07

    não éramos todos Charlie??? "Je suis Charlie".

    • Luh Souza Postado em 15/Jan/2016 às 14:11

      Não eu e uma pá de gente. Desde a chacina, entendemos porque os muçulmanos se revoltaram. Buscamos, encontramos muitas charges racistas e horríveis! Não é de agora. Esse jornal é horrível!

      • bruno Postado em 15/Jan/2016 às 15:37

        Achar ruim é uma coisa. Matar 12 pessoas por causa disso é outra bem diferente.

      • Sonia Postado em 16/Jan/2016 às 08:28

        Este jornaleco é um lixo

    • poliana Postado em 15/Jan/2016 às 14:17

      eu nunca fui esse jornaleco de m*!

    • Erick Postado em 15/Jan/2016 às 15:17

      Pessoal da esquerdinha é sempre assim. Quando é favorável à agenda recebe aplausos, é ousado. Quando é desfavorável é porque passou dos limites, intolerante e etc. Quando esse jornal lixoso postou uma blasfêmia contra a fé Cristã não saiu notas de repúdio em meios de comunicação que não fossem cristãos. Idem quando fez o mesmo com a fé Islâmica (embora os fiéis desse segmento resolveram agir em nome de Alá). A esquerda ficou quieta. Agora, quando postam algo que vai contra a agenda aí é porque passaram do limite, ainda que, com todo o respeito ao garoto morto, a lógica faça certo sentido. A crise dos refugiados é algo muito sério e que trará consequências gigantescas para o povo europeu, seja para o bem ou mal. Enfim, esse jornal é uma porcaria. Em nome do direito de expressão eles ferem muitas pessoas. Mais atrapalha do que ajuda.

      • bruno Postado em 15/Jan/2016 às 15:39

        Seu idiota! Não entendeu nada da charge?!...essa charge é pra críticar pessoas como vc...racistas e preconceituosas. Está fazendo uma denúncia da forma que é visto o imigrante pelos europeus.Seu tolo.

      • Loiana Postado em 15/Jan/2016 às 21:23

        Ok , mas vc conhece tão bem todas essas pessoas pra dizer que são de esquerda , de direita , etc ?

      • Vera Postado em 17/Jan/2016 às 00:25

        O problema é que a direita é silenciosa.

    • Fábio Postado em 15/Jan/2016 às 15:18

      Todos? Não... eu não!!!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 15/Jan/2016 às 15:31

      Tenho muito orgulho de dizer que nunca fui, e tenho moral pra escarrar em cima desse lixo.

  2. J. Carlos Postado em 15/Jan/2016 às 12:09

    Não concordo com o estilo de sátira adotada pelo pessoal do Charlier Hebdo, ao meu ver é cruel, desumano e sem um proposito útil. Deixando bem claro que também não sou a favor de uma represália como as que eles sofreram. A liberdade de expressão é muito importante para ser desperdiçada desta forma com provocações inúteis.

  3. Rogerio Postado em 15/Jan/2016 às 12:14

    Sempre pensei que a globo fosse o veículo de comunicação mais anti ético. Pensei que o CQC fosse o humorístico mais sem graça. Esse CH junta o que há de pior num só. Devem ser processados.

  4. Marcelo Jorge Postado em 15/Jan/2016 às 12:15

    Já que o jornal e seus defensores alegam que se trata de um humor particular, por que não fizeram algo semelhante com as pessoas que morreram no atentato à sua redação, fazendo charges e mais charges dos mortos? Por que não trataram com o mesmo "bom humor" o atentado? Afinal de contas, se tudo não passa de sátira, por que não satirizar também os seus? Cambada de hipócritas desprovidos de caráter.

  5. Carlos Prado Postado em 15/Jan/2016 às 12:19

    Je ne suis pas Charlie https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1743375719207808&id=100006061906225

  6. Salomon Postado em 15/Jan/2016 às 12:34

    Esse tipo de "humor" racista sempre encontrará amparo, e até mesmo admiradores, por todo o mundo. Ponha-se no lugar da foto do menino afogado uma criança nordestina preta e pobre, haverá quem se ria e se divirta por dentro e por fora.

  7. Luiz Costa Postado em 15/Jan/2016 às 12:53

    Sem dúvida esse jornal é a reprodução da arrogância ocidental européia. Com ou sem religião a Europa sempre acreditou ser superior em relação ao resto das nações Fizeram guerra contra os povos, pilharam e espalharam o terror. O horror da matança dos miseráveis é histórica. Agora le miserabeles voltaram pra cobrar os espólios das guerras.

  8. Ednaldo Costa Postado em 15/Jan/2016 às 13:02

    Atitude inconsequente, de mau gosto e que não contribui para uma boa reputação das publicações satíricas que deveriam contribuir, através do bom humor, no combate ao preconceito.

  9. eu daqui Postado em 15/Jan/2016 às 13:34

    Essa aí agora eu achei pesada. Que continuassem satirizando messias e profetas mas não um pequeno precoce e injustamente morto. Não sou mais charlie e continuo não sendo terrorista também.

  10. BRUNNO MARX Postado em 15/Jan/2016 às 13:46

    Charlie Hebdo, tem os mesmo pensamentos das feministas misandricas do Brasil e todas são burguesinha de direita conservadora: Tudo é assedio,tudo é estupro,..volto a repetir: feminismo e a misandria transformou e capturou a mente de milhões de mulheres e ate alguns homens que são idiotas úteis facilmente manipuláveis e consumistas inclusive de ideias e leis que aprisionam a própria mulher e pregam a segregação entre homens e mulheres....

    • poliana Postado em 15/Jan/2016 às 14:18

      rpz, procure tratamento viu. qto fanatismo de sua parte! isso é doença!!!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 15/Jan/2016 às 15:32

      Conforme já diagnostiquei dias atrás, problemas psicológicos seríssimos. Este rapaz precisa de intervenção urgente.

  11. Marcos Silva Postado em 15/Jan/2016 às 14:10

    Charlie Hebdo é contra religiões; não, pessoas. A charge, apesar de forte, mostra o lado horrível que as religiões organizadas (todas) podem influenciar no comportamento das pessoas na sociedade.

    • Isabela Postado em 15/Jan/2016 às 16:01

      Leia de novo, a charge não fala nada das religiões, apenas debochou de uma maneira absurda a morte de um menino que precisava de ajuda.

    • sidney Postado em 16/Jan/2016 às 22:31

      Marco Silva, esse seu comentário é tolo e idiota em relação a religião. A Europa tem gente besta que pensa como você, por isso desenha imbecilidades medíocres que recebe seu devido salário. Ai vocês dizem depois que a culpá é da religião. Se me encontrasse com você certamente te mataria sem remoço na alma. Tenho religião e isso não tem nada haver com ela. Pelo contrário ela diz para ser pacífico e orar por merdas como você. Mas isso não farei, meu desejo é meter uma bala na sua testa e rir da sua miséria e podridão de coração. Seria uma "bosta" a menos no mundo. Mas você deve está dizendo que eu sou religioso e não deveria pensar assim, não é? Agora fica apelando para minha religião? Gente como você merece morrer...

      • pedro Postado em 17/Jan/2016 às 20:28

        você nao pode sair na internet ameaçando as pessoas de morte sabia? Eh crime. Dane-se sua religião. Eh crime e ponto final: tomara que o moderador do site tenha seu IP e te denuncie.

    • sidney Postado em 16/Jan/2016 às 22:34

      Bruno, matar 12 pessoas foi pouco...

    • Pedro Postado em 17/Jan/2016 às 20:25

      Onde a charge debocha da religião? Eles debocham de uma vitima de uma tragédia, o conteúdo de critica religiosa dessa charge é ZERO. Eh racismo puro e simples.

      • sidney Postado em 22/Jan/2016 às 17:55

        Agora é crime seu FDP. Mais um sacana que debocha da miséria alheia? Não é ameaça é vontade de tirar um infeliz como vc da terra mesmo. Sacanas como vcs tem muitos...

  12. nilson Postado em 15/Jan/2016 às 15:00

    Nunca tive qualquer apreço jornalístico ou mesmo humorístico pelo charli. Acho que o mundo está cheio de idiotas demais como esta redação que se quer consegue fazer um bom humor sem ferir o outro. NA proxima edição poderiam colocar uma melancia sobre o pescoço se querem chamar atenção. Affff!!

  13. Josmare Leal Postado em 15/Jan/2016 às 15:05

    “A prova de que a Europa é cristã. Os cristãos caminham sobre as águas e as crianças muçulmanas se afogam”, O que há de cristão essa frase, e pra piorar a merda que são, se a criança sobrevivesse, correira atras das alemãs apalpando às suas nádegas, que cristãos são esses do CH, faço minha as palavras do Marcelo Jorge, pra mim não passam de um bando, hipócritas, desumanos, fundamentalistas do humor sarcástico e macabro, desumano, funesto, intempestivo, sem propósito, a não ser de irritar, enfurecer, atordoar a liberdade do outro, não tendo nada de doce e puro, pior ainda cristão.

  14. Antonio Palhares Postado em 15/Jan/2016 às 15:16

    "É o mundo civilizado'. Jornal de merda que teve o que plantou. Ação e reação, causa e efeito. Je suis Mariana. Nem a custo de tragédias estes boçais aprenderão respeitar a humanidade.

  15. Orlando Pinheiro Postado em 15/Jan/2016 às 18:38

    Lixo da direita européia que se acha.

  16. José de Pindorama Postado em 15/Jan/2016 às 20:07

    Caros Comentaristas, boa noite! Sendo sintético; para o bem da França e dos Franceses : - Que se feche esse folhetim! Quando se critica, com respeito, abordando pontos não convergentes, produzindo até tiras de humor que unem inteligência e leveza (matérias primas para o verdadeiro humor,tão longe dos dias de hoje), apontando-se caminhos sempre abertos ao diálogo; enfim respeitando o contraditório; aplausos. Quando se parte para a provocação extremada e sistemática, sensacionalista, e humor de muito mau gosto que visa o ódio e o sectarismo; àqueles que são verdadeiramente franceses devem se indignar e através das autoridades, fechar o 'folhetim marrom'

  17. João Paulo Postado em 16/Jan/2016 às 18:18

    Depois, não adianta chorar sobre a merda derramada ...

  18. Jones Postado em 16/Jan/2016 às 18:45

    O jornal é de esquerda...

  19. sidney Postado em 16/Jan/2016 às 22:22

    Está na hora de darmos outra data para esses artistas comemorarem alegremente suas publicações...

  20. Neiva Postado em 17/Jan/2016 às 01:04

    Boa!

  21. Maria Célia Postado em 18/Jan/2016 às 10:03

    Se as pessoas fossem tão boas como tentam parecer quando criticam as charges o menino não teria morrido onde e do jeito que morreu. Entendo o que a revista quer dizer!

    • eu daqui Postado em 18/Jan/2016 às 14:26

      O que a revista disse é que meus tios, primos e irmãos são estupradores já que decendemos de arabes.....e que meu sobrinho de oito também será...........e vc que não serve nem pra ser apalpada por um terroista, será o que?

    • sidney Postado em 01/Feb/2016 às 22:16

      Entende porra nenhuma Maria, não foi vc quem perdeu o filho.

  22. luis Postado em 21/Jan/2016 às 14:25

    HAUHAUAHUAHAUAHUAHU BOA!!!!

  23. Joana Angelica Postado em 21/Jan/2016 às 18:06

    Li quase todos os comentários lamentável ver pessoas que apóiam esse tipo de violência e outros e pessoas que na sua linguagem escrita, externam seus preconceitos e seu racismo. A contextualização que faz uma comparação com as feministas brasileiras é horrível. Gente se toca, século 21 vamos nos autoconhecer melhor e mudar a nossa mentalidade. Vamos reconstruir este mundo com menos ódio e mais, muito mais AMOR 💓

  24. Pedro Postado em 17/Jan/2016 às 12:30

    Imbecil, a charge nao tem a menor graça, justamente por atacar pessoas reais, indefesas e inocentes. Tirar sarro de figuras que não existem e são toda-poderosas como maomé, jesus, e grandes bispos, papas e imams, não tem nada a ver com humilhar inocentes indefesos. Charlie Hebdo é um lixo, sempre foi. Mas você também é.

O e-mail não será publicado.