Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 12/Jan/2016 às 12:24
2
Comentários

Apenas 19 deputados compareceram a todas as sessões em 2015

Menos de 4% dos deputados compareceram a todas as sessões no último ano legislativo. Confira quem são os 19 parlamentares que registraram presença em todos os dias destinados a votação entre fevereiro e dezembro de 2015

Câmara dos Deputados presença

Na estreia da nova legislatura, os deputados em primeiro mandato lideraram a bancada dos mais assíduos na Câmara.

Menos de 4% dos 513 integrantes da Casa estiveram presentes em todos os dias em que o comparecimento era exigido, ou seja, aqueles em que há a chamada sessão deliberativa.

Dos 19 parlamentares que marcaram presença em todos os 125 dias em que estavam previstas votações, 11 são “calouros” na Casa. O levantamento é do Congresso em Foco.

Entre os “veteranos” mais presentes em plenário, três também não tiveram nenhuma falta no mandato anterior: Manato (SD-ES), Tiririca (PR-SP) e Lincoln Portela (PR-MG). O caso de Manato é ainda mais curioso. Em seu quarto mandato, o capixaba marcou presença em todos os dias com votação nos últimos dez anos. A última vez que ele faltou a uma sessão foi em setembro de 2005, quando seu pai faleceu.

“Participei das sessões mesmo quando estava doente, com o braço quebrado ou com febre, por exemplo. Houve situações em que perdi o aniversário dos meus filhos e do meu casamento”, explica Manato, que se autodeclara “caxias”.

Mesmo reconhecendo que a assiduidade não é um fator determinante para definir a qualidade do trabalho do parlamentar, o deputado diz que o número excessivo de faltas de alguns de seus colegas atrapalha a produção legislativa, já que algumas sessões não reúnem quórum suficiente para as votações.

Estreante na Câmara, a deputada Conceição Sampaio (PP-AM) começou o mandato em uma cadeira de rodas após passar por uma cirurgia na perna. “Sou a única mulher eleita do meu estado e ‘estou’ parlamentar. Amazonas também é Brasil, nós precisamos ser lembrados, e para isso, a presença é extremamente importante”, afirma a deputada. Ela conta que também teve 100% de presença em seus dois mandatos de deputada estadual.

A bancada dos 100% presentes reúne deputados de dez estados e 11 partidos. São Paulo, com cinco parlamentares, e Minas, com quatro, são as unidades federativas com mais representantes nessa lista. Amazonas e Rio de Janeiro têm dois nomes cada. Espírito Santo, Tocantins, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Ceará têm um nome.

Já entre os partidos, o PR, de Tiririca, é o que tem mais representantes entre os assíduos: quatro deputados. PSB (3), PMDB (2) e PMB (2) aparecem na sequência. Há um parlamentar do Solidariedade, do PP, do PTN, do Psol, do PSC, do PRB, do PSDB e do PSD.Além dos 19 deputados que foram a todos os dias em que estava prevista votação, outros 26 tiveram apenas uma falta.

Lista dos 19 deputados:

Manato (SD-ES)
Carlos Henrique Gaguim (PMB-TO)
Conceição Sampaio (PP-AM)
Delegado Edson Moreira (PTN-MG)
Flavinho (PSB-SP)
Glauber Braga (Psol-RJ)
Hermes Parcianello (PMDB-PR)
José Stédile (PSB-RS)
Lincoln Portela (PR-MG)
Márcio Alvino (PR-SP)
Marcos Rotta (PMDB-AM)
Miguel Haddad (PSDB-SP)
Miguel Lombardi (PR-SP)
Professor Victório Galli (PSC-MT)
Ronaldo Martins (PRB-CE)
Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ)
Tenente Lúcio (PSB-MG)
Tiririca (PR-SP)
Weliton Prado (PMB-MG)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. olivires Postado em 12/Jan/2016 às 15:41

    "reconhecendo que a assiduidade não é um fator determinante para definir a qualidade do trabalho do parlamentar" a tarefa do congressista não é restrita às votações no plenário, medir 100% de comparecimento é apenas uma curiosidade. quanto mais destacado, mais compromissos assume em comissões permanentes e temporárias (ex.: cpi's), em viagens oficiais nacionais e internacionais, em audiências públicas, em debates públicos dentro e fora do congresso nacional, em divulgação de campanhas para novas leis e atividade parlamentar junto às suas bases eleitorais em seus estados. sem querer desculpar a maioria de deputados que trabalha pouco, não dá pra fazer juízo de valor de todos os deputados levando em conta apenas o comparecimento. possivelmente, quem compareceu a todas as sessões não teve compromissos fora do plenário, que podem ser igualmente importantes para o aprimoramento das leis nacionais. além disso, existe a figura da obstrução, que é não dar quórum para uma sessão ordinária se iniciar (mínimo 1/3 dos membros presentes), ou iniciada, não dar quórum para a matéria ser votada (mínimo 1/2 dos membros presentes). em um ano que se falou de impeachment diuturnamente, e a oposição obstruiu o que pôde, e o governo se defendeu como pôde, parece natural que a maioria tenha faltado pelo menos nesses casos específicos, de manobra regimental.

  2. Rogerio Postado em 12/Jan/2016 às 15:50

    Nao tem um do PT!!!

O e-mail não será publicado.