Redação Pragmatismo
Compartilhar
Literatura 22/Jan/2016 às 17:22
6
Comentários

1200 livros da biblioteca de Fernando Pessoa estão disponíveis online

Um tesouro único no mundo. Biblioteca pessoal de Fernando Pessoa está disponível pra consulta online e gratuita. Livros de vários gêneros trazem dedicatórias, anotações, assinaturas, notas, diagramas e poemas do maior poeta de língua portuguesa da história. Equipe internacional de investigadores foi responsável pela digitalização integral do acervo

Fernando Pessoa biblioteca disponível livros
O poeta Fernando Pessoa

Carlos Willian Leite, Revista Bula

Aproximadamente 1200 livros da biblioteca particular de Fernando Pessoa estão disponíveis na internet para consulta on-line. A digitalização do acervo foi feita pelo Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.

Os livros de vários gêneros e idiomas, no formato PDF e JPG, trazem dedicatórias, anotações, assinaturas, notas, diagramas e poemas do maior poeta de língua portuguesa da história.

“Entendemos que uma biblioteca desta importância devia tornar-se patrimônio da humanidade — e não apenas dos que podem deslocar-se a esta Casa onde Fernando Pessoa viveu os últimos 15 anos da sua vida. Graças à dedicação de uma equipe internacional de investigadores foi possível digitalizar, na íntegra, toda a biblioteca. Deste encontro de entusiasmos generosos resultou a disponibilização gratuita da preciosa biblioteca do autor de ‘O Livro do Desassossego’, que agora pertence aos leitores em qualquer parte do globo”, afirmam os curadores do projeto.

Clique aqui para acessar a biblioteca pessoal de Fernando Pessoa disponível para consulta on-line

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. mario Postado em 23/Jan/2016 às 13:56

    não se esqueçam que esse traste foi um ávido crítico do socialismo, o único sistema q trouxe justiça social à humanidade. Podia ser bom escritor, mas era um baita coxinha.

    • Anlub Postado em 24/Jan/2016 às 09:27

      Mas Mário, uma coisa não neutraliza a outra. O segredo é separar o artista (pessoa) de suas obras (Pessoa) e se esbaldar nos poemas.. Em tempo: ele também era racista - http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2016/01/declaracoes-racistas-de-fernando-pessoa-reacendem-a-discussao-sobre-a-relacao-entre-os-artistas-e-suas-obras-4952826.html

    • Eduardo Ribeiro Postado em 26/Jan/2016 às 10:34

      Temos que saber separar as coisas. Do contrário, caimos no mesmo fosso de boçalidade da direita canalha brasileira que questiona o trabalho, o talento e a competência de gente como Marieta Severo e Chico Buarque porque estes se declaram simpatizantes da esquerda, ou simpatizantes do PT, ao mesmo tempo em que gente limitada, sem absolutamente nenhum talento artistico, como Alexandre Frota e Danilo Gentilli, ou que já estavam no total ostracismo como Lobão e Roger, se tornam imediatamente "mitos talentosissimos e inteligentissimos", se tornam "modelo da classe artistica brasileira", somente e especificamente porque atacam, sem base teórica nenhuma, Marx e o socialismo, além de atacarem o governo petista. Nós temos que ser coerentes.

  2. Eliana Postado em 23/Jan/2016 às 19:12

    Obrigada pela importantíssima informação!

  3. Arlete Postado em 24/Jan/2016 às 10:58

    O link não funciona.

  4. Luis Guilherme Postado em 24/Jan/2016 às 22:13

    @mario para de ser retardado. Aa opinies políticas do artista não tem nada a ver com a obra. Niemeyer era um stalinista asqueroso e um grande arquiteto. Um dos maiores escritores da França - não lembro o nome - era um baita de um anti-semita... A lista prossegue