Redação Pragmatismo
Compartilhar
opinião 18/Dec/2015 às 15:07
52
Comentários

Um paralelo entre Eduardo Cunha, Hitler e Zé Pequeno

Professor do Instituto de Psiquiatria da UFRJ explica como uma sociedade produz figuras como Eduardo Cunha, Adolf Hitler e Zé Pequeno, o vilão de “Cidade de Deus”

Eduardo Cunha Zé Pequeno Hitler

por Márcio Amaral*, IPUB

Para se entender como uma sociedade qualquer produz figuras como Eduardo Cunha, Hitler e Zé Pequeno, há que começar por demonstrar que eles: por “mais alto” que tenham ido, continuarão a ser sempre uns “ZÉ PEQUENOS” (ver o filme “Cidade de Deus”).

A rigor, seriam mesmo “Zé Manés”, servindo mais para expressar a pobreza intelectual/moral de uma sociedade/comunidade, do que alguma possível virtude pessoal para além da capacidade de fazer o mal sem limites a quem se interponha a seus desígnios.

Há muito me ocupo com isso e penso ter chegado a uma “fórmula” aplicável. Sempre que, em um ambiente qualquer:

1- no qual os valores estão corrompidos há muito tempo e começaram a apodrecer;

2- impera a HIPOCRISIA (chamado por alguns de “ambiente político de negociações” ou “balcão de negócios”)

3- as contradições presentes — não encaradas a seu tempo e de frente — chegaram ao seu nível mais alto de acirramento.

4- surge alguém que sabe o que quer; expressando uma VONTADE clara e inescrupulosa; contando com alguma competência para manipular as fraquezas alheias e capaz de provocar medo: onde os outros negociam, eles fuzilam.

Essa pessoa há de tomar o poder e exercê-lo até que uma força externa o apeie do poder. Por falar em “ZÉ PEQUENOS”, o seu patrono foi exatamente aquele que ficou conhecido por “Napoleão III…O PEQUENO” (V. Hugo), personagem principal do “18 do Brumário de Luis Bonaparte”.

O caso de Hitler é bem conhecido: nunca vacilou em mandar matar, especialmente seus ex-colaboradores, quando tornados incômodos (ver a “noite dos longos punhais” e suas centenas de mortos). A escória da sociedade (organizada em torno das SA, ou “camisas marrons”) levou-o ao poder pelo medo. Tornada um incômodo no processo de conquista do apoio da “elite alemã” (nobreza, F. Armadas e grandes industriais), foi dissolvida e seus líderes assassinados em poucos dias (“Noite dos Longos Punhais”).

O caso do “herói” do filme “Cidade de Deus” também é ilustrativo: onde outros traficantes negociavam, ele simplesmente matava. Quando levou ao extremo a total falta de valores humanos que pairava no ar, tornou-se a referência do lugar. Nesses casos, é cultivada, em torno da figura, uma “aura de onipotência”. Tornam-se uma espécie de “totem sagrado” para os envolvidos, como se encarnassem toda uma época.

Significativamente, no final do filme (e como se fosse apenas um cão danado), quem o mata são crianças, imunes à mitologia que se tinha criado à sua volta. CUNHA não mata (ainda, pelo menos) porque tem outros instrumentos. Assim, ele representa nada mais do que a chegada às últimas consequências da TOTAL FALTA DE VALORES IMPERANTE NO CONGRESSO NACIONAL. Elementos como ele também têm sua importância social. Quem sabe não são uma espécie de “RELHA DO ARADO”? Mas, a rigor, está revolvendo apenas o ESTERCO que se acumula em Brasília há décadas. E esse…nem para adubo deve servir.

Márcio Amaral é professor do Instituto de Psiquiatria da UFRJ

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. riaj Postado em 15/Dec/2015 às 15:15

    Para seu desespero André Lula e Fidel são ídolos e vencedores em seus países. A vc resta o capeta.

    • Thiago Teixeira Postado em 15/Dec/2015 às 22:53

      Porque é um antro de coxinhas.

    • Rosendo Postado em 16/Dec/2015 às 11:35

      André vc é um bacaca, só vem aqui pra falar merda,acho melhor a maconha que a Globonha,a Vejoína, ou qualquer uma dessas drogas que vc costuma ler ou assistir.Nós poupe de seus comentários fora de contexto.

  2. Fonseca Postado em 15/Dec/2015 às 15:17

    Fidel construiu numa ilhota um país que incomoda os grandes. Como pode um punhado de terra daqueles ser tão lembrado? Como pode um país daquele tamanho causar tanta euforia e ódio dos grandes capitalistas? Fidel deve ter feito algo muito interessante. Lula, pelo que me lembro em vida, fez o Brasil melhorar. Pois bem sei que a miséria reinava na época dos milicos e as duas décadas perdidas (80 e 90) não precisamos nem falar. O capeta é o próprio Cunha, a quem a reportagem foi dedicada.

    • Trajano Postado em 15/Dec/2015 às 20:19

      Né, Fonseca, me pergunto a mesma coisa. Aliás, quem leu o conteúdo da matéria consegue pensar em... Cuba?!?! Hahahahahahaha!! Alguns direitistas são mais fissurados por Cuba do que os esquerdistas! É o tipo da coisa: vamos criar um espantalho de alguma coisa, repetir, repetir, repetir até a mentira ser aceita e então jogamos nosso adversário nesse limbo que criamos. Dã! Ninguém aguenta mais a guerrinha de informação que funcionários públicos defensores do Estado Mínimo, aposentados, militares da reserva, olavetes e simpatizantes andam propagando por aí. Fora os mercenários que recebem muito dinheiro público pra ficar entupindo a internet de desinformação, vide o caso do blogueiro paulista que chegou a receber R$ 70 mil por mês pagos com dinheiro do contribuinte. É muita canastrice! Se a matéria fosse sobre uma receita de bolo, essa gente ia arrumar uma forma de falar do PT. É incrível!

    • Trajano Postado em 15/Dec/2015 às 20:25

      Em tempo: é lembrado pela prostituição desenfreada, pela mentira do serviço de saúde, pela doutrinação ideológica na educação, pela falta de liberdade e falta de infra estrutura do povo. Pereira/André/Xonga, você está falando do Brasil no período da ditadura militar, né? Po, perfeito, tenho que concordar. Realmente precisamos lutar para que isso nunca mais se repita no nosso país. A ditadura militar foi uma tragédia brasileira.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 16/Dec/2015 às 10:34

      Embargo fictício.....EMBARGO FICTÍCIO!!!!!!!!!!! Mas meu deus do céu....toda a história FACTUAL da humanidade é mentira pro Pereira, puta que o pariu....o embargo americano é FATO INCONTESTE, fato de amplo domínio público....que porra de "embargo ficticio"...eu disse ontem e repito hoje: a direita canalha questionar, relativizar, distorcer e mentir sobre FATOS INCONTESTES da história da humanidade apenas mostra a degeneração MORAL e INTELECTUAL que o Brasil vive hoje.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 16/Dec/2015 às 10:45

      O outro vem me falar de "áureos tempos" da ditadura..."áureos" para quem, filhão? Quer saber como foi o regime militar? ABRA UMA PORRA DE UM LIVRO DE HISTÓRIA. Quer realmente saber como foi a ditadura militar brasileira? SENTE A MERDA DA TUA BUNDA NUM BANCO ESCOLAR E ASSISTA MEIA DÚZIA DE AULAS DE HISTÓRIA DO BRASIL. Ninguém vai permitir que meia dúzia de moleques sem referência paterna que adotaram o Bozonaro como modelo de vida venham distorcer e mentir sobre a história do Brasil e sobre a época mais trevosa e maldita de sua história. A maior TRAGÉDIA que assolou este país, que deixou o Brasil TERRA ARRASADA por décadas - isso sem falar nas perseguições, restrições, assassinatos - , ser chamada de "áureos tempos" por viúvas de uma época que sequer viveram, só pode partir de gente que, se não é um completo ignorante analfabeto em história brasileira, é um canalha, vagabundo e sem nenhum resquício de ética.

    • Trajano Postado em 16/Dec/2015 às 19:10

      Perguntar ao meu avô? Onde, em mesa branca? Psicografia? Ainda que for possível através dos paranauê aí, acredito que a opinião dele não vai ser das melhores, já que a filha dele, aos 16 anos, no interior, foi sequestrada pelos militares, passou o dia inteiro presa, alternando intimidações e mira de arma e depois foi jogada na estrada, bem longe de casa. Tudo isso porque um padre da Igreja que ela frequentava bastante era suspeito de ligação com grupos comunistas. Ele não teve a mesma sorte, hoje já falecido, já que seus dedos deformados após tortura dizem tudo. Enfim. O que estou contando é sério. Ela sempre relata isso. Quanto aos tempos áureos, o narcotráfico fincou suas raízes no Brasil durante o período da ditadura militar, por exemplo, não sei ao certo de qual segurança pública você se refere. Sobre ensino público, o índice de analfabetismo para pessoas com 15 anos ou mais, segundo IBGE, não sofreu alteração significativa durante a ditadura militar nas décadas de 1960 e 1970 (aproximadamente 16 milhões para 18 milhões respectivamente), mantendo-se acima de 30% desta população (se estima que se o conceito de analfabetismo funcional contemplasse o período, o número daria um salto imenso), começando a cair de forma brusca a partir da década de 1990. Qual foi o tempo áureo da educação para o país durante a ditadura militar? E olha que nem estou comentando a desigualdade quando se compara por regiões do Brasil. Sobre saúde pública... você fala do Inamps?!?! Ou a mortalidade infantil que era de 90 mortes para cada 1.000 nascidos? Fora os crimes contra a humanidade, violação dos direitos humanos, falta de saneamento básico em grandes áreas das cidades, etc. Um lixo. Trevas. Para de falar besteira, Pereira/André/Xonga que tá ficando feio demais.

  3. Rute Cunha Postado em 15/Dec/2015 às 15:18

    Bravo, professor. Reflexão lúcida. Obrigada, não estou sozinha.

  4. Elias Postado em 15/Dec/2015 às 15:35

    Esse paralelo so existe na sua mente de cristão lunático, extremistas e fanático. Se manca.

    • Orlando Pinheiro Postado em 15/Dec/2015 às 19:04

      Boa!

    • Trajano Postado em 15/Dec/2015 às 21:07

      Fidel matou 100 mil? Ué? Quando aconteceu isso? A população de Cuba no período de 1950-1960 aumentou de aproximadamente 6 milhões para 8 milhões de habitantes. Se ele matou 100 mil, nossa, foi uma baixa grande na ilha, né? Foi o quê? Bomba atômica? 100 mil... 100 mil... Hmm... Será que você está confundindo com o holocausto brasileiro que aconteceu no Hospital Colônia de Barbacena durante o período da ditadura militar? Eram colocados em um trem aqueles que de alguma forma “perturbavam” a ordem social, incluindo militantes políticos, mães solteiras, alcoolistas, pobres, etc. (grande parte composta por negros) e partiam para a tortura, trabalho forçado e morte. E ao morrer, os restos mortais de muitos eram fomentavam o tráfico de corpos para Faculdades de Medicina. Morreram 60 mil pessoas. Uma mancha gigantesca na história brasileira ocorrida durante a ditadura militar. É isso, Pereira/André/Xonga? Está confundindo a vergonha de parte da nossa história nacional com a história dos outros?

    • Trajano Postado em 21/Dec/2015 às 21:24

      Hahahaha!!! Eu não ando com aquele cabelo de Troll Doll, não, tá, senhor sabe tudo! Mas uma dúvida: você tirou esse homem do fundo do baú, ein... Tá vendo History Channel, é? Aí até dá pra entender, afinal, naquele canal não existe programa nacional, muito menos alguma coisa sobre a história do Brasil, só programas sobre nazismo, bíblia, ET e, principalmente, exaustão de história dos Estados Unidos segundo os próprios estadunidenses. Será que coxinha gosta de History Channel justamente por causa disso? Essa nem o esquisitão do Tsoukalos saberia responder. Em tempo: tudo bem você não se interessar pelo tema, não ter comentado o assunto da matéria, coisa e tal, mas perceba que existem mais de 50 comentários e você veio aqui só pra comentar o meu sem acrescentar nada pra discussão. Assim fica difícil te defender, ein, Naro! Um abraço!

  5. katiusca Postado em 15/Dec/2015 às 15:59

    Cunha , apenas um mafioso rastaquera de um pais de terceiro mundo que contou desde sempre com impunidade a partir do judiciario e se arrasta até os nossos dias desafiando os poderes da republica.Cunha tem serventia nesta politica barata do enriquecimento virtuoso em nome da fé e da politica de interesses privados no parlamento.Num pais dividido politicamente recorre-se a este homem ungido de malicias e espertezas para instrumentalizar o golpe.Ou vocês acham que a oposição golpista está mesmo querendo limpar o país e são isentos de imoralidades? Zé pequeno é apenas um simbolo da miseria humana a que chega a pobreza porque os Cunhas que são muitos, nunca ofereceram a ele o que homens publicos decentes deveriam fazer, escolaridade e oportunidades de inclusão através da educação. já Hitler .... é a potencialização do mal através da figura heróica nacionalista extremista muita areia pra o caminhãozinho safado do Cunha.

  6. Sam Adams Postado em 15/Dec/2015 às 16:10

    Se você tivesse lido a matéria, andre, nao faria essa pergunta pois a mesma formula se aplica.

  7. Guilhermo Postado em 15/Dec/2015 às 16:11

    Lembrei logo de Stálin quando li: "nunca vacilou em mandar matar, especialmente seus ex-colaboradores, quando tornados incômodos (...)". Incrível como as pessoas sempre esquecem de Stálin.

  8. Adalberto Postado em 15/Dec/2015 às 16:16

    Andre, não adiantaria nada o professor levar em conta sua indagação. Pessoas ignorantes como você não poderiam compreender a resposta.

  9. asdasd Postado em 15/Dec/2015 às 16:17

    ~Sempre que, em um ambiente qualquer:~ Anta

  10. Eduardo Ribeiro Postado em 15/Dec/2015 às 17:28

    Que é isso..."capetas"....é ódio demais, meu irmão....ódio desproporcional, ódio injustificado, ódio cegante por duas figuras tão imensamente preciosas, diria mesmo LENDÁRIAS, na história da humanidade. Papai Lulão e Papai Fidel...meu presidente e meu comandante....esses incomodam demais, machucam demais, causam dor e sangramento aos fascistinhas brasileiros.

    • Guilhermo Postado em 15/Dec/2015 às 21:07

      kkkkkk. É sempre bom ler os comentários. As vezes me deparo com algumas pérolas como esta acima. Você sabe que não seria possível escrever as pérolas costumeiras em Cuba né, até porque o povo comum não têm acesso à internet.

    • Carlos Postado em 15/Dec/2015 às 22:01

      Bem colocado! Todo aquele que fizer algo diferente do modelo conservador irá inexoravelmente incomodar essa turminha que cultiva valores fascistas.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 16/Dec/2015 às 10:47

      Mas Guilhermo...calma, rapaz....primeiro limpe o sangue que escorre pelo canto esquerdo de sua boca, se acalme, apazigue seu coração, e quando recuperar o equilibrio emocional, comente sobre meu presidente e meu comandante...

    • Guilhermo Postado em 16/Dec/2015 às 12:46

      Interessante que você comentou mas não disse nada sobre o fato da população de Cuba não ter acesso à internet. Me explica o porquê você admira o Fidel? PS: Eu sei que aqui as pessoas costumam esbravejar ódio. Mas pode reler meu comentário que você vai perceber que eu estou calmo, garoto! Aliás, não tenho nada contra vc, só discordamos de algumas coisas. ^^

    • Eduardo Ribeiro Postado em 16/Dec/2015 às 15:20

      Poxa rapaz....que bom que você consegue comentar o assunto "Cuba" com racionalidade então....sem paixões, sem emotividade envolvida....deu pra perceber, pois parece ser realmente importante pra você falar especificamente de acesso a internet. Deve ser reflexo da geração. Meninada de 13/17 anos fica sem oxigenio mas não fica sem internet. Veja você: na década de 50 Cuba, Rep. Dominicana e Haiti eram países com índices semelhantes. Hoje Cuba tem um IDH elevado (0,815, bem maior que o do Brasil), um indice de desigualdade baixíssimo, educação e saúde universais e gratuitas. O Haiti e a Dominica... bem, são o que são. Haiti é comparável inclusive aos mais miseráveis países africanos. Isso tudo que Cuba teve embargos e a rejeição total dos EUA. Se tivesse uma economia um pouco mais forte (só de não ter embargos ja seria suficiente) teria um IDH comparavel de países super desenvolvidos. Coitado desse povo. Está condenado a não pagar pela educação, pela saúde, pela prática de esportes e condenado a ter acesso aos melhores serviços do mundo nesses setores, em um país que por mais de cinco décadas foi cerceado de ter acesso a bens de consumo de todos os países ALINHADOS aos EUA por questão ideológica. Estamos falando de uma ilha - você sabe que Cuba é uma pequena ilha, certo? - com pouquissimos recursos naturais, que tem que importar um monte de coisa, SOB EMBARGO AMERICANO. O país era um verdadeiro puteiro americano, as terras todas nas maos de multinacionais americanas...mas o problema de Cuba, ah, é a internet...olha filhão....volta pro G1, volta....vai aprender a apontar Cuba no mapa-mundi antes de puxar papinho reaça sobre a ilha.

    • Guilhermo Postado em 16/Dec/2015 às 17:37

      Em primeiro lugar: suas tentativas ridículas de desqualificar qualquer um que discorda de você é tão patética quanto a sua adoração por um regime morto. Mas ainda bem que você me esclareceu toda a maravilha que é Cuba. Afinal de contas, pra que internet né? Até porque seria meio perigoso disponibilizar essa ferramenta (que você tanto usa) para o povo de lá. Imagina se eles começarem a perceber em peso que o mundo fora daquela ilha pode ser bem melhor! Cuba é realmente o paraíso. Só acho estranho o fato de que as pessoas geralmente querem sair de lá, e não entrar. Talvez não sejam merecedoras de tanta dádiva, né? Mas os irmãos Castro são tão bacanas que querem preservar ao máximo sua população, por isso praticamente não os permitem deixar o paraíso... Ah, e sim, sei que Cuba é uma ilha. E você, sabia que até Cuba está se abrindo para os terrores do capitalismo? Internet... pra que internet em 2015 né? Aliás, você sabe que estamos em 2015 né? 1917 já passou faz quase 100 anos.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 16/Dec/2015 às 22:56

      Poxa, cara....pare de "argumentar" com o "Manual dos Reacinhas" debaixo do braço. Só leio mimimi reaça clássico, coisa batida...melhore isso aí. Óbvio que sei que Cuba está se abrindo, meninão. Considerando que estou lecionando pra você, sei. E você sabe o que veio antes disso? Conhece o EMBARGO? Os males que causou? Quanto tempo durou? O que envolvia, quais suas consequencias funestas? Não sabe, do contrario não me falaria de "aaiiiinnnn...os cubanos dissidentes" sem refletir sobre um sistema que só funciona e só existe com base na DESIGUALDADE. Use sua "internet brasileira liberada" e conscientize-se um pouco. Aliás, só falei de internet porque você perguntou. Pareceu ser importantissimo pra você ter internet - e não estou dizendo que não tem - como critério absoluto, talvez até para observar a qualidade de vida do povo de determinado país. Apenas te esclareci, te passei umas informações, já que é um coitado leigo no assunto. Cuba não é o inferno que alguém te contou, garóti....já te informei, mas pegue um livro de vez em quando e se informe mais. Sobre dissidentes, veio uma penca de europeu e americano buscar emprego aqui nos últimos anos e não vi ninguém reclamando. Nem um puto reaça abriu a boca suja pra reclamar disso. Lembrando pra você, que nada conhece e NÃO SABE APONTAR CUBA NO MAPA, que a famigerada bóia - antes que você a cite ao consultar a pag.14 do "Manual Reaça" - é mero espetáculo, propaganda que os EUA sempre patrocinou (em conjunto com grupos terroristas cubanos). Já faz tempo que sair é liberado. Yonnai que o diga. Mas não me lembro de Cuba fuzilar imigrantes na fronteira que nem faz EUA com os mexicanos, Itália e França. É normal sair de país menos desenvolvido pra país mais desenvolvido. Muita gente sai do Brasil, do México, da Venezuela pra países mais desenvolvidos. Mas os EUA não deixam entrar, então o cubano tenta ir do jeito que dá. Assim como o Mexicano. Mas se pudessem entrar iriam de barco ou avião, normal. São peculiaridades de uma ILHOTA no meio do Oceano com uma população de 10 milhões de pessoas que não pôde negociar com nenhum país por décadas. Ainda assim eles vão bem, conforme te informei. E você aí preocupado com.........internet.

    • Guilhermo Postado em 17/Dec/2015 às 00:24

      Claro que internet é importante. Como vou ver meus clipes e programas no youtube sem internet? Como vou rolar o feed do face se internet? Como vou conversar com as pessoas que estão longe, de forma gratuita sem internet? Como vou saber como é a anatomia de uma lesma sem internet? Como vou jogar meus MMO sem internet? Como vou fazer perguntas troll no 'yahoo respostas' sem internet? Como vou saber os principais sintomas da pneumoultramicroscopiscosilicovulcanocaniose sem internet? Como vou comprar coisas estando em casa sem internet? E por fim: como verei os comentários nas matérias do PP sem internet? Já basta terem bloqueado o wtsapp por dois dias. Admita que é possível achar informações na internet sobre maioria das coisas que vc gosta, inclusive recomendações de livros sobre Cuba. First world problems in a third world country. -.-

    • Galvão Postado em 21/Dec/2015 às 10:44

      Resposta para o Guilhermo. Um dos grandes embargos dos EUA para com Cuba é não deixar entrar internet lá. Os estados Unidos estão a 150 Km de lá, eles barram qualquer tipo de sinal que eles quiseram. A propósito Guilhermo, faça uma visita em Cuba, com certeza você vai conhecer um paraíso, ainda intocável por americano e com um um povo feliz e maravilhoso e provavelmente você mudará de opinião.

    • Guilhermo Postado em 21/Dec/2015 às 13:07

      Galvão, o que eu vi sobre a internet em Cuba é o seguinte. Ela está disponível na ilha, no entanto apenas em alguns pontos, como hoteis por exemplo. O que acontece é que o preço para utilizá-la é caríssimo. Se não me engano são 8 dóllares por hora. Assim, os habitantes da ilha não têm condições de arcar com esse valor, pois o salário é bem baixo. Quanto à Cuba ser maravilhosa, isso pode ser verdade com relação às suas paisagens e povo. O que não é bom (no meu ponto de vista) é o governo. Gostaria de visitar Cuba um dia sim. Abç.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 21/Dec/2015 às 16:53

      Seu ponto de vista não leva em consideração o embargo de mais de 5 décadas. Seu ponto de vista leva em consideração apenas o...err....uso de internet.

  11. Valker Vieira Postado em 15/Dec/2015 às 17:56

    Adalberto, atente para a (falta de) capacidade interpretativa do sujeito Pereira, quando vejo comentários redigidos dessa forma chego a desanimar na luta pela racionalização.

  12. Débora Postado em 15/Dec/2015 às 19:38

    Cala boca Magda!!!

  13. gustavo0 Postado em 15/Dec/2015 às 20:55

    E segue intenso o fogo cruzado aqui na babacolândia!

  14. Thiago Teixeira Postado em 15/Dec/2015 às 22:55

    Não gostei de citarem o ZÉ PEQUENO. O cara é máximo, o empresário do Ano se fosse branco e dono de cabeças de gado.

  15. Thiago Teixeira Postado em 15/Dec/2015 às 22:56

    Não entendi o FIDEL / LULA. Ambos são homens de muito prestígio nacional e internacional, quer queira ou não.

    • eudes Postado em 17/Dec/2015 às 04:13

      O Capeta que o diga...

    • Maurício de Souza Matos Postado em 21/Dec/2015 às 12:21

      O que incomoda eles é a popularidade do LULA que apesar de ser analfabeto como eles dizem, humilhou o PSDB que só tem "intelectuais". Porém ficaram no chinelo em matéria de governar o País. Ele pegou o País quebrado, com nota de rebaixamento pelas agências internacionais, piores da que estão hoje no governo Dilma. Consegui dar a volta por cima e fez um administração que,quando deixou a Presidência, estava com 84,2% de popularidade. E hoje, apesar de todo o esforço da imprensa e dos milionários deste País quererem desmerece-lo perante a opinião pública, o idolatrado Aécio só esta com 6% de diferença para eleição presidencial. Imagina quando começar a campanha quando ele terá 45 dias para mostrar ao povo as realizações de seu governo, que a imprensa, deliberadamente não mostra?

  16. enganado Postado em 15/Dec/2015 às 23:51

    Estão faltando no Paralelo do professor: TODOS os presidentes dos EUA, TODOS os dirigentes de iSSraHell, Os Ingleses ao longo da história até os dias de hoje (Perguntem aos sabidinhos do PP qtos Tibetanos foram mortos pelo exército de sua Alteza lá no Tibet) a matança era a palavra de ordem para amansar quem não obedecia sua Alteza ((vide: ÍNDIA). E os Espanhóis na A. Latina? Hitler, né! E os generais do BRASIL=1964? O zarolho do CÚnha é um cômico como o __ôgênio bo~echatÔ__, e como diria o ACM: ""Esse aí é fichinha"", zé bosta metido a machão que se garante com capangas ao seu redor, ou seja qq ladrão de galinha igual ao CAIADO dá jeito nele em 1 segundo. Zé Pequeno é brabo e segura a pemba. Não duvidem!

  17. Fonseca Postado em 15/Dec/2015 às 23:51

    Eu me pergunto, de qual país esses lunáticos que defendem a ditadura estão falando? Aqui no nordeste a miséria reinou na época desses desgraçados. Que porra de saúde boa era essa?

  18. Mônica Costa Postado em 16/Dec/2015 às 08:48

    Excelente texto! Parabéns! Sugiro ao que insistem em incluir no paralelo a conversa repetitiva do PT e o Demônio, que apenas leia o texto. Se precisar leia mais uma vez.

  19. sylvia Postado em 16/Dec/2015 às 21:54

    o mais divertido é ler os comentários ...acredito que há muito mais caso de microcefalia hahahahahah o mais interessante é que as pessoas sentem uma raiva , um ódio ...nossa que nonsense ... só que ódio e raiva nunca sentimos do outro , projetamos o que sentimos de nós mesmos hahahaha Gente o tempo vai mostrar quem é cada uim ...a Lava Jato ta ai ..

  20. Antonio Palhares Postado em 17/Dec/2015 às 09:42

    Gosto muito do Trajano, porém discordo do termo "holocausto brasileiro". Acho que comparar quaisquer pessoas e suas situações com o Hitler ja torna o debate chinfrim.Não da para estabelecer paralelos.Tambem acho que o Nazismo é produto do péssimo tratado de paz na primeira guerra mundial. Ortega e Gasset disse que " O Homem é sua própria circunstancia". Outra coisa, quem escreve a historia é sempre o lado vencedor, razão pela qual, leio sempre com o espirito critico e não acredito em tudo que leio.É mais ou menos o que diz o samba. Voce sabe o que é caviar? Eu não sei, nunca vi, eu só ouço falar.

    • Trajano Postado em 17/Dec/2015 às 17:51

      Palhares, o uso do termo “holocausto brasileiro” não é de minha autoria. É o título do livro-reportagem da Daniela Arbex que denunciou o horror ocorrido no Hospital Colônia de Barbacena. Ao considerar as pessoas que eram enviadas para lá, a forma como foram tratadas, o número de mortes e, para além, ao considerar que foi estabelecido um sistema contando com inúmeros profissionais que sustentaram essa atrocidade e o silêncio da sociedade ao longo do século passado, sim, pode ser interpretado como homicídio metódico de minorias. Não estou falando de Hitler. Não estou falando de nazismo. Em caso de comparação, o mais apropriado seria o conceito, a natureza de Auschwitz, patologia da modernidade, indústria de morte, violações graves dos direitos humanos em um Estado de exceção. Estas são considerações minhas. Agora, Palhares, as pessoas eram encaminhadas para esse hospital colônia não para se curarem de enfermidades mentais – a maioria sequer possuía qualquer diagnóstico psiquiátrico –, mas eram encaminhadas para sumir, morrer, e tudo isto atravessado pelo período da ditadura militar. Isso é um fato, não uma interpretação. Acredito sinceramente que você não leu sobre este assunto. Recomendo a leitura de Holocausto Brasileiro - Vida, Genocídio e 60 Mil Mortes No Maior Hospício do Brasil. Assim, diante de um espantalho de Fidel Castro criado por um escroque qualquer e dos mentirosos 100 mil assassinatos, por que não olhamos para a nossa história real antes de inventar absurdos dos outros por aí? Este é o ponto que apresentei. Um abraço!

      • enganado Postado em 18/Dec/2015 às 02:44

        Caro Trajano. Sugira ao seu amigo ler as estripulias do justíssimo Filinto Müller e deduza se é ou não que o BRASIL dos 7P's, sempre foi um HOLOCAUSTO, reféns desta Direita sórdida.

      • Antonio Palhares Postado em 21/Dec/2015 às 17:05

        Caro Trajano, eu aprendo muito lendo o que voce escreve, sei que voce concorda que nascer e viver em um pais que ja cometeu genocidio, na mais exata proporção da palavra, é um carma coletivo muito dificil de carregar. Quanto ao ENGANADO, eu concordo em tese. Porque sei que o Getulio. Era um ditador que colocou as perseguições politicas e a tortura como instrumento de estado,porém ele é querido até hoje por parte da esquerda brasileira, que nem sei mais se é realmente esquerda. Haja vista o fogo centrado em cima do Lula e da Dilma e o não reconhecimento dos avanços sociais dos ultimos tempos. Muitos fizeram o jogo sujo desta direita nefasta. Um abraço e um feliz natal a voce e ao ENGANADO.

  21. ALFREDO DE VITA Postado em 20/Dec/2015 às 22:38

    Assistam o documentário 1 dia que virou 21 anos no YOUTUBE, e vcs poderão ver quem realmente fez a chamada ditadura no Brasil.foi sr. LINCOLN GORDON embaixador da U.S.A.´Por falar nisso vcs receberam de volta vossos ouros para bem do BRASIL?

  22. Galvão Postado em 21/Dec/2015 às 10:33

    Vai estudar um pouco da história de Cuba e do Fidel e para de falar tanta bosta. Não deixa os outros perceberem que você é ignorante ou um lunático. Para de acreditar em filme americano, onde o cubano, o russo, o árabe, os sul-americanos são sempre os bandidos. Estava esquecendo dos índios americanos que eles chamam em seus filmes de selvagens e eles são os mocinhos. E caso você não saiba, o Fidel para os cubanos ele é um herói, livrou Cuba da opressão do General Fulgêncio Batista, que era apoiado por americanos e que juntos depenavam Cuba. Uma época que a população cubana passava necessidades de alimentos, saúde, educação, moradia. Hoje Cuba é um paraíso para seus habitantes.

  23. Denisbaldo Postado em 21/Dec/2015 às 12:04

    Enfiaram no Cunha do Pereira. Hehehe

  24. Fernando Postado em 21/Dec/2015 às 13:31

    Como todo crente que se preze vc é um idiota, hipócrita e mentiroso e não serei nada complacente com vc, paspalho. Para arrematar, vc é filho do diabo pois, como se encontra escrito na Bíblia, quem mente é filho do diabo pois ele é o pai da mentira e vc é um mentiroso, portanto, filho do Cão, tão ou mais vagabundo do que o ladrão Eduardo Cunha. Ah! Para arrematar; vc é um sionista, um bandido internacional. Quem defende essa corja é maldito desde o início dos tempos.

  25. Carol Postado em 21/Dec/2015 às 15:50

    kkkkkkkkkkkk vcs são ridículos

  26. Robson Postado em 27/Dec/2015 às 22:51

    hahahahaha coxinha gosta de que encaixa o lula em conversa e discussões nada a haver, bando de amebas!!!!