Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 11/Dec/2015 às 18:06
29
Comentários

Racistas que agrediram Maju estão sendo identificados

Ministério Público acredita que operação sobre racismo contra Maria Júlia Coutinho é apenas a ‘ponta de iceberg’. Até agora, a Justiça determinou 25 mandados de busca e apreensão em oito Estados. Grupos secretos que articulam comentários racistas e homofóbicos no Facebook estão sendo desnudados

Maju racismo crime internet
Maju sofreu ofensas racistas em julho em uma publicação com a sua imagem na página oficial do “JN” no Facebook

O Ministério Público de São Paulo promoveu uma operação na manhã da última quinta-feira (10) para apreender provas por crime de racismo contra a jornalista Maria Júlia Coutinho. As informações foram divulgadas pela TV Globo.

Segundo a emissora, só nesta fase das investigações, a Justiça determinou 25 mandados de busca e apreensão em oito Estados –SP, MG, GO, CE, PE, AM, SC e RS.

Em São Paulo, um rapaz de 21 anos prestou depoimento durante 4 horas aos procuradores, teve o computador apreendido, mas negou envolvimento nas ofensas contra a jornalista.

“Não, o meu grupo não [fez os ataques], agora, o grupo que publicou, eu sei quem foi, e eu vou falar. Lógico, não vou segurar o ‘rojão’ de ninguém”, disse o suspeito, identificado pela reportagem como Kaique Batista, auxiliar de produção e morador da zona Norte da capital paulista.

Outro suspeito, e que é apontado pela investigação como líder dos ataques, foi localizado em Sorocaba, no interior de São Paulo. No celular dele foram encontrados outros grupos com mensagens racistas.

Identificados, os acusados deverão responder na Justiça pelos crimes de injúria, racismo e organização criminosa.

Pirâmide do racismo

Em entrevista à BBC Brasil, o promotor Christiano Jorge Santos, que conduz as investigações desde o início, afirmou que o racismo não tem a atenção que merece em delegacias, promotorias e tribunais.

Questionado sobre como a Justiça vai encarar, para além dos famosos, as centenas ou milhares de casos de racismo envolvendo pessoas negras anônimas diariamente, o promotor afirmou que “infelizmente, os procuradores, os juízes, os policiais, ainda não se sensibilizaram da maneira adequada para o crime de racismo. Muitas vezes, dá-se mais atenção a delitos patrimoniais, sem violência, do que ao racismo. Em alguns países, entretanto, ele é considerado crime a humanidade.

Santos, que em 2004 conduziu uma investigação sobre racismo no extinto Orkut, questiona o próprio Ministério Público. “As cúpulas das instituições, falo especificamente da minha, o MP de São Paulo, têm que se estruturar melhor e não deixar que investigações como essa sejam ações isoladas, mas ações institucionalizadas”, diz.

Ele prossegue: “Há uma pirâmide de base muito larga composta pelo número de crimes e um vértice muito estreito que é o número de condenações definitivas. São pouquíssimas no Brasil”.

“No dia a dia, o racismo é praticado a cada minuto em cada bairro ou quarteirão. É um crime de pouca visibiliadde, que provoca ainda pouca sensibilização.”

Caso Maju

Maria Júlia Coutinho –ou simplesmente Maju– sofreu ofensas racistas em julho em uma publicação com a sua imagem na página oficial do “JN” no Facebook. Alguns internautas fizeram piadas e publicaram comentários pejorativos e racistas, como “Só conseguiu emprego no ‘Jornal Nacional’ por causa das cotas. Preta imunda” ou “Vá fazer as previsões do tempo na senzala”.

Revoltados, internautas, telespectadores, famosos, colegas de Redação e profissão saíram em defesa da jornalista, publicaram comentários de repúdio e subiram a hashtag #SomosTodosMajuCoutinho.

A jornalista quebrou o silêncio pouco tempo depois durante a edição do “Jornal Nacional”. “Estava todo mundo preocupado. Muita gente imaginou que eu estaria chorando pelos corredores. Mas a verdade é o seguinte, gente. Eu já lido com a questão do preconceito desde que eu me entendo por gente. Claro que eu fico muito indignada, triste com isso, mas eu não esmoreço, não perco o ânimo”, disse ela. “Eu cresci em uma família muito consciente, os meus pais sempre me orientaram. Acho importante que medidas legais sejam tomadas, para evitar ataques a mim e a outras pessoas”, ressaltou.

Racismo

A pessoa acusada por injúria racial pode ser autuada pelo Art. 140 do Código Penal, com pena de reclusão de um a três anos e multa. “Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência. Pena – reclusão de um a três anos e multa”, diz um trecho do Código Penal.

Como denunciar

A presidente Dilma Rousseff anunciou em abril o lançamento de um site chamado “Humaniza Redes“. A ideia, segundo o governo, é que o portal seja um espaço para denúncias de violação de direitos humanos na internet (como racismo, pedofilia, intolerância religiosa, etc) e utilizar a página para a promoção de conteúdos para uso seguro da rede.

com informações de BBC, MP, UOL e TV Globo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 11/Dec/2015 às 18:23

    Aposto que todos eles votaram na Dilma e Orlando Silva para deputado. (atenção apressados e pessoas com dificuldades gramaticais, isso foi um comentário IRÔNICO, não esqueçam de se inscrever no exame supletivo do Encceja 2016).

    • Felipe Postado em 11/Dec/2015 às 23:09

      Orlando Silva nao era aquele que foi acusado de receber uma graninha através de ONGs quando era ministro do Lula?

      • Thiago Teixeira Postado em 12/Dec/2015 às 09:24

        Acusado por quem? Pela Veja? Pela Folha? Pelo suposto ex-namorado da filha do porteiro do vizinho do contador da ONG? Dá licença.

      • Felipe Postado em 12/Dec/2015 às 10:36

        Verdade, o cara é inocente maldita mídia golpista que queria derrubar um ministro do esporte cargo super importante na área política..... Aaaaa essa indignação seletiva....

      • Filipe Postado em 12/Dec/2015 às 14:29

        A pergunta ainda tá em aberto ué...Acusado por quem felipe? Manda a informação ai pra galera.

      • Felipe Postado em 12/Dec/2015 às 16:55

        Além do STF pela Juíza Carmem Lúcia e a PGR mais um que em vez de questionar o acusado, se questiona quem acusa, quando o acusado está do meu lado é errado quando está do outro lado ele é bandido, indignação seletiva, mais um.

      • Filipe Postado em 12/Dec/2015 às 23:46

        felipe, FONTES!!! manda um link ai pra gente da acusação pelo STF (que até onde eu sei não acusa, julga)

      • Filipe Postado em 12/Dec/2015 às 23:47

        E sim, estou questionando o acusador, que no caso dessa conversa é você.

      • enganado Postado em 13/Dec/2015 às 02:24

        Deve ter gasto no cartão muito menos que o AERÓPIO torrou no ""Terminal Aéreo do POÉCIO em C(r)áudio, para receber o PÓ dos seus amigos da Direita da Colômbia para revender em BH.

      • Felipe Postado em 13/Dec/2015 às 11:45

        Cara como seu objetivo é outro não vou te mandar nada coloca no google vai ver pelo menos umas 30 fontes ok, indignação seletiva falou alto por VC hein, quem acusou foi a procuradora geral da república que abriu investigação, precisa ser muito cego e muito partidarista pra não enxergar isso.

      • Filipe Postado em 13/Dec/2015 às 14:16

        Coloquei no google e não achei. Aliás, nem conheço o cara. Agora é o seguinte, se você acusa e não apresenta fonte, quem acusa é você. E você, desculpe, é só mais um coxinha de internet. Porque coxinha? Porque falou besteira que não consegue provar. No caso em questão não achei nenhuma condenação, achei investigação por parte da pgr (que não fez mais nada do que a obrigação), e não vi nada relativo ao STF. Tem Alguma fonte disso??

      • Felipe Postado em 13/Dec/2015 às 15:55

        Cara tem infinitas fontes de informação, mas com sua enorme ignorância não achou e ta falando besteira e até agora não se tocou, aliás quando se usa o argumento do tipo coxinha já da pra imaginar como funciona a cabeça do militante, enfim para encerrar este assunto com VC estou mandando a fonte de um blog de esquerda mas se preferir tem no estadão, folha, UOL no blog do Juca (que entende do assunto e é esquerdista) no terra no g1 na folha e muito mais ok tenha uma excelente tarde e boa leitura http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/STF-atende-Ministerio-Publico-e-abre-inquerito-contra-Orlando-Silva-/4/17717

      • Filipe Postado em 13/Dec/2015 às 22:37

        Como você pode criticar o uso do termo "coxinha" e usar "esquerdista"?? Enfim, você disse ACUSADO. No seu link consta "inquerito aberto", inclusive a pedido do próprio investigado. Você leu isso??? Você disse que ele foi acusado pelo STF, o link não diz isso.

      • felipe Postado em 14/Dec/2015 às 09:19

        da até sono.... ou vc é incrivelmente burro ou realmente quer cassar assunto, nunca ví ninguém ser investigado sem ser acusado, vc fez questionamentos das fontes o tempo todo e agora que viu quer continuar com essa ladainha.

      • Filipe Postado em 14/Dec/2015 às 22:08

        Ele PEDIU para ser investigado, por causa da denuncia (que não consta na matéria que veio da pgr). Meu deus, a gente tem que ter muita paciência hoje em dia. Me vem um analfbeto funcional distribuindo lorota de 4 anos atrás e ainda ME chama de burro.....

      • felipe Postado em 15/Dec/2015 às 08:47

        Como vc é preguiçoso e hipócrita pelo tanto de perguntas e questionamentos nem vou dar o trabalho de discutir isso, lorota....rs

      • Filipe Postado em 15/Dec/2015 às 16:19

        Sim, questiono mesmo, claro! Questione tb e quem sabe um dia você perde o "título" de coxinha....

      • felipe Postado em 15/Dec/2015 às 19:16

        Ai seu coxinha bobo e feio..... que triste cara

  2. Luís Guilherme Postado em 11/Dec/2015 às 19:55

    Repeteco do caso da Carolina Dieckmann. Um crime comum no Brasil que só recebe atenção quando uma celebridade é vítima.

  3. Jonas Schlesinger Postado em 11/Dec/2015 às 20:16

    O que tem a ver esse nome "Maju"? Que droga, hein. Ficar chamando a mulher pelo apelido. TV Globosta dá muita atenção para uma simples moça do tempo. O Bonner é um otário, fica chamando-a todo tempo pelo apelido! Por que não chama a Renata de Râ, Fátima de Fafá e entre outras? Pra que dá destaque à previsão do tempo se no aplicativo do meu smartphone tem mais precisão do que aquela droga de JN? Se fuder vcs da globosta, nem pra respeitar a jornalista, chamando-a pelo seu nome, eles servem. E sobre o assunto do racismo, meu deus! Só podiam ser paulistas mesmo. Nojentos, são líderes em violência contra a mulher, preconceito e xenofobia contra os nordestinos (no caso moro em fortaleza), elegeram aquele desgovernador e têm a polícia mais nociva do hemisfério sul. OH RAÇA RUIM!!!!

    • Thiago Teixeira Postado em 11/Dec/2015 às 23:17

      Como paulista sou obrigado concordar com tudo que disse. Esse estado é dominado pelo G1.

  4. BRUNNO MARX Postado em 12/Dec/2015 às 00:44

    Na reportagem mostrou os reacinhas...TUDO ROQUEIRO COM CAMISETA DE BANDA DE ROCK...eu ja sabia que eram os mesmo que ficam no youtube criticando tudo que não é rock...

  5. Telmo Postado em 12/Dec/2015 às 11:31

    Considerando que "infelizmente, os procuradores, os juízes, os policiais, ainda não se sensibilizaram da maneira adequada para o crime de racismo…” e que os grupos discriminados mencionados não tem interesse em definir e prevenir as Condutas Discriminatórias, lamentavelmente, estas ocorrências continuarão ocorrendo. Para exemplificar, sugerimos: http://saudepublicada.sul21.com.br/2015/09/21/de-onde-partira-a-iniciativa-de-prevenir-a-conduta-discriminatoria-racista/

  6. Creuza Senior Postado em 12/Dec/2015 às 19:21

    Quero mais é que racista - maior ou menor de idade - se f*da. Nossa, como eu queria que esse povo fosse preso, perdesse emprego, namorada/namorado (tipo, aquela idiota do sul do Brasil). Esse tipo de gente tem que se ferrar mesmo... Pra ver se fica quieto...

  7. Trajano Postado em 13/Dec/2015 às 01:14

    Pereira/Xonga/André/Maria, “Racistas são menores”???? As reportagens indicam pessoas maiores de 20 anos; grupos competindo quem ganha mais destaque na mídia por seus crimes (gangues virtuais). Se existem adolescentes no rolo, que se cumpra o Estatuto da Criança e do Adolescente: Corromper ou facilitar a corrupção de menor de 18 (dezoito) anos, com ele praticando infração penal ou induzindo-o a praticá-la: Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos. § 1o Incorre nas penas previstas no caput deste artigo quem pratica as condutas ali tipificadas utilizando-se de quaisquer meios eletrônicos, inclusive salas de bate-papo da internet. E a lei 8069 estabelece dispositivos para aplicação de medidas socioeducativas para crianças e adolescentes que cometem atos infracionais. Tá tudo lá. Agora... Maria do Rosário?! Ein??? Além de ultimamente nem estar falando coisa com coisa, Pereira/Xonga sempre deixa transparecer a obsessão de falar de político de esquerda. Sério, para quem leu a matéria, tentem articular o que leu com a... Maria do Rosário!! Eu hein. A canastrice dos direitistas esquisitões em suas tentativas infinitas de desvirtuar o assunto só está expondo cada vez mais a direita ao ridículo.

  8. enganado Postado em 13/Dec/2015 às 14:50

    Antes de mais nada! Maju com todo respeito, Vc é uma MUSA!LINDA! Pelo visto a AIPAC, dona da rede gRoubo, não permite que nada aconteça aos seus contratados. E o resto das moças que aconteceram o racismo, não vai dar NADA? Aí MOÇAS trabalhem na rede gRoubo que a coisa anda. Boa sorte!

  9. Thiago Teixeira Postado em 14/Dec/2015 às 10:56

    Quem ataca a Deputada Maria do Rosário são covardes como o porta voz do fascismo e patifaria do Brasil, Jair Bolsonaro.

  10. Caio Postado em 16/Dec/2015 às 13:33

    E muito deles não são brancos, eae, vale agora a gente processar quem disse que racista é branco por racismo??? Ah esqueci, branco não eh xingamento para a sociedade.

  11. Caio Postado em 16/Dec/2015 às 13:34

    Ou seja, apenas 25 trolls de internet.