Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 11/Dec/2015 às 17:16
11
Comentários

Carlos Sampaio execrava o 'voto secreto' até se beneficiar dele

Carlos Sampaio já chegou a bradar, no plenário, que a prática do voto secreto é uma "excrescência inadmissível e inaceitável". Na época, o líder do PSDB na Câmara também divulgou sua repulsa ao voto secreto no Facebook. Nesta semana, porém, Sampaio celebrou a vitória da chapa alternativa pelo impeachment de Dilma... eleita em voto secreto

Carlos Sampaio voto secreto impeachment
Postagem na página do deputado no Facebook em 20 de novembro de 2013 diz que “voto secreto é excrescência”

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados e um dos mais ferozes militantes do impeachment no Congresso, Carlos Sampaio (PSDB), foi indicado em votação secreta para a comissão do impeachment de Dilma Rousseff, ontem (8), por meio de uma das muitas manobras do presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ele foi um dos que mais comemoraram a vitória da chapa alternativa (a eleição foi posteriormente suspensa por decisão do ministro do STF, Edson Fachin).

Mas em 19 de fevereiro de 2013, o parlamentar tucano pensava de outra maneira. Na época, ele classificou o voto secreto no Congresso Nacional como “uma excrescência inadmissível”. Sampaio foi membro da Frente Parlamentar do Voto Aberto.

O tucano paulista declarou no plenário que votar “contra o voto secreto” era na época uma “prioridade” do PSDB. “Como nossos eleitores vão saber qual é a sua posição de fatos importantes para a nação?”, questionou à época.

Quando da aprovação da chamada PEC do voto aberto, em 2013, Sampaio comemorou a decisão: “O voto secreto é uma das maiores excrescências que existem no Parlamento brasileiro”.

Assista ao vídeo:

RBA

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 11/Dec/2015 às 18:55

    Hipócrita.

  2. Luís Guilherme Postado em 11/Dec/2015 às 19:01

    Mas onde estão as evidências que ele mudou de opinião? Quer dizer que só porquê ele é contra o voto secreto ele deveria ter recusado a posição na comissão de impeachment? Alguém por acaso perguntou a ele: Deputado, o que você acha do voto secreto?

    • Peterson Postado em 11/Dec/2015 às 22:04

      "Mas onde estão as evidências que ele mudou de opinião?" Ninguém tá nem falando que ele TEM uma opinião, filho. "Quer dizer que só porquê ele é contra o voto secreto ele deveria ter recusado a posição na comissão de impeachment?" Mas é claro. Se tivesse caráter e princípios, é claro.

  3. Felipe Postado em 12/Dec/2015 às 14:03

    Olha que coisa confusa, a bancada do PT queria voto secreto sobre a decisão da prisão do Delcídio, pq será que ninguem aqui reclamou disso? Indignação seletiva? De novo? Na minha opinião nada feito nas duas casas da vergonha deveria ser secreto o povo colocou lá e o povo precisa saber abertamente a posição de cada sobre QQ assunto discutido.

    • Filipe Postado em 14/Dec/2015 às 02:54

      De novo a mesma coisa... Quem disse que o pt queria voto secreto? Tem fonte???

      • felipe Postado em 14/Dec/2015 às 09:23

        Cara vai lavar louça vai..... vai ler.... depois vc volta e discute ok.

      • Thiago Teixeira Postado em 14/Dec/2015 às 11:02

        Fonte? Pois aqui não é o G1.

      • felipe Postado em 14/Dec/2015 às 12:14

        Pode ser ARIAL, TIMES NEW ROMAN, varias...

      • Márcio Ferreira Postado em 14/Dec/2015 às 19:29

        O insuspeitíssimo blog Brasil 247 noticiou: "O PT, em linha com Renan, se pronunciou pelo voto fechado". Mas nem sei que diferença faz essa informação para você. http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/206770/Senado-decidirá-caso-Delc%C3%ADdio-em-voto-aberto.htm

      • Felipe Postado em 14/Dec/2015 às 21:03

        Esquece Márcio, eles sabem que isso tudo aconteceu mas preferem fazer esse tipo de comentário pois preferem defender partido do que esfregar a verdade na cara de muito político bandido, infelizmente nossa sociedade aprendeu a tratar política como futebol.

  4. beto Postado em 16/Dec/2015 às 14:06

    O New York Times criticou duramente a oposição e a posição dos que querem derrubar a presidenta trecho: "Até agora, as investigações não encontraram nenhuma evidência de ações ilegais da parte dela. E enquanto ela é, sem dúvida, responsável pelas políticas e grande parte da má gestão que estabeleceram a economia do Brasil baixo, estes não são crimes de responsabilidade. Forçando Dilma fora do escritório sem nenhuma evidência concreta de irregularidade iria causar sérios danos a uma democracia que vem ganhando força há 30 anos, sem qualquer benefício de equilíbrio. E não há nada que sugira que qualquer líderes nas asas dela se fazer um trabalho melhor com a economia. Não há dúvida de que os brasileiros estão enfrentando tempos difíceis e frustrantes, e as coisas tendem a piorar antes de melhorar. Dilma também está em para muito mais problemas e críticas. Mas a solução não deve ser a de minar as instituições democráticas que sejam em última análise, os garantes da estabilidade, credibilidade e um governo honesto. pura e simples verdade.