Redação Pragmatismo
Fotografia 29/Dec/2015 às 12:17

As 50 imagens mais marcantes de 2015

melhores imagens fotos 2015
Agências divulgaram as imagens mais marcantes de 2015 (Pragmatismo Político)

As principais agências de notícias do mundo divulgaram as seleções das imagens que mais marcaram o ano.

As fotos da AFP, AP e Reuters refletem momentos históricos que ocorreram em 2015.

Segundo as agências, as melhores fotografias são aquelas mais impactantes e inesperadas.

Confira as 50 melhores abaixo selecionadas por Pragmatismo Político:

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- GRAPHIC CONTENT A Turkish police officer stands next to a migrant child's dead body (Aylan Shenu) off the shores in Bodrum, southern Turkey, on September 2, 2015 after a boat carrying refugees sank while reaching the Greek island of Kos. Thousands of refugees and migrants arrived in Athens on September 2, as Greek ministers held talks on the crisis, with Europe struggling to cope with the huge influx fleeing war and repression in the Middle East and Africa. AFP PHOTO / Nilufer Demir / DOGAN NEWS AGENCY = TURKEY OUT =

1. No dia 2 de setembro, a imagem do menino sírio Aylan Kurdi, encontrado morto em uma praia da Turquia após a embarcação de refugiados em que estava naufragar, chocou o mundo. A foto ganhou enorme repercussão, dando ainda mais visibilidade à crise imigratória na Europa e região


2. Menino israelense mergulha em calha de ovelhas (AFP)


3. Relâmpago atinge vulcão no Chile (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- FC Barcelona players parade on a bus through the streets of Barcelona as they celebrate their victory over Juventus one day after the UEFA Champions League final football on June 7, 2015. Luis Suarez and Neymar scored second-half goals to give Barcelona a 3-1 Champions League final victory over Juventus on June 6, 2015 as the Spaniards became the first team to twice win the European treble. AFP PHOTO/ JOSEP LAGO

4. Torcedores do Barcelona comemoram na capital catalã o título da Liga dos Campeões contra a Juventus (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Republican presidential candidate Donald Trump gives a national security speech aboard the World War II Battleship USS Iowa, September 15, 2015, in San Pedro, California. AFP PHOTO /ROBYN BECK

5. Discurso de Donald Trump a bordo de um porta-aviões dos EUA utilizado na Segunda Guerra Mundial (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- A seagull flies in front of Repsol Honda rider Marc Marquez (C) and Movitar Yamaha rider Jorge Lorenzo of Spain after smashing into Ducati rider Andrea Iannone of Italy on the opening lap of the MotoGP Australian Grand Prix at Phillip Island on October 18, 2015. IMAGE STRICTLY RESTRICTED TO EDITORIAL USE - STRICTLY NO COMMERCIAL USE AFP PHOTO/Paul Crock

6. Gaivota atinge capacete de Andrea Iannone no GP da Austrália (AFP)


7. Refugiados sírios caminham em campo perto da fronteira entre Grécia e Macedônia (AFP)


8. Frota acumulada em fábrica da Volkswagen (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Director in charge of human resources of Air France long-haul flights, Pierre Plissonnier, nearly shirtless, is helped by security and police officers to climb over a fence, after several hundred employees stormed into the offices of Air France, interrupting the meeting of the Central Committee (CCE) in Roissy-en-France, on October 5, 2015. Air France-KLM unveiled a revamped restructuring plan on October 5 that could lead to 2,900 job losses after pilots for the struggling airline refused to accept a proposal to work longer hours. AFP PHOTO / KENZO TRIBOUILLARD

9. Diretor de Recursos Humanos da Air France é agredido após anunciar plano para demitir 2.600 funcionários (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Malaysian youths cool off in a river as schools remain closed due to hazy conditions in Hulu Langat on October 6, 2015. Malaysia, Singapore and large expanses of Indonesia have suffered for weeks from acrid smoke billowing from fires on Indonesian plantations and peatlands that are being illegally cleared by burning. The regional environmental crisis has caused flights and major events to be cancelled, and forced tens of thousands of people in the region to seek medical treatment for respiratory problems. AFP PHOTO / MOHD RASFAN

10. Jovens malaios no rio enquanto as escolas do país estavam fechadas por causa da fumaça provocada por um incêndio florestal (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Police escort migrants and asylum seekers as they walk to a refugee centre after crossing the Croatian-Slovenian border near Rigonce on October 24, 2015. Bulgaria, Romania and Serbia threatened to close their borders if EU countries stopped accepting migrants, as European leaders prepared for a mini summit on the continent's worst refugee crisis since World War II. AFP PHOTO / JURE MAKOVEC

11. Refugiados escoltados na fronteira entre Croácia e Eslovênia (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Syrians are seen inside a cage in Douma, the largest opposition stronghold on the outskirts of Damascus, on October 31, 2015, as it has been reported that a major Syrian rebel group is using dozens of captives in metal cages as

12. Guerra na Síria: homens trancados em uma jaula na cidade de Douma (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- A Palestinian protester throws a bottle filled with paint at an Israeli army bulldozer during clashes following a demonstration against the expropriation of Palestinian land by Israel in the village of Kfar Qaddum, near Nablus in the occupied West Bank, on August 21, 2015. AFP PHOTO / JAAFAR ASHTIYEH

13. Manifestante palestino joga coquetel molotov em tanque de Israel (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- French gendarmes and investigators work on March 26, 2015 in the scattered debris on the crash site of the Germanwings Airbus A320 that crashed in the French Alps above the southeastern town of Seyne. The young co-pilot of the doomed Germanwings flight that crashed on March 24, appears to have

14. Investigadores e policiais vasculham área do acidente aéreo da Germanwings (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- FIFA president Sepp Blatter looks on as fake dollar notes fly around him, thrown by a British comedian during a press conference at the FIFA world-body headquarter's on July 20, 2015 in Zurich. The 79-year-old Swiss official looked shaken as the notes thrown by Simon Brodkin, stagename Lee Nelson, fluttered around him in a conference hall at the FIFA headquarters. Brodkin was taken away in a Swiss police car after the stunt. AFP PHOTO / FABRICE COFFRINI

15. Ativista atira notas de dólares em coletiva de imprensa de Joseph Blatter, presidente da FIFA (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Giorgos Chatzifotiadis, an elderly man, cries outside a national bank branch in Thessaloniki on 3 July, 2015 as pensioners queue to draw their pensions, up to a limit of 120 euros. Greece is almost evenly split over a crucial weekend referendum that could decide its financial fate, with a 'Yes' result possibly ahead by a whisker, the latest survey Friday showed. Prime Minister Alexis Tsipras's government is asking Greece's voters to vote 'No' to a technically phrased question asking if they are willing to accept more tough austerity conditions from international creditors in exchange for bailout funds. AFP PHOTO /Sakis Mitrolidis

16. Aposentado grego chora ao lado de um banco por não poder sacar dinheiro (AFP)


17. Manifestante atira notas de dólares durante coletiva de imprensa de Eduardo Cunha. O presidente da Câmara é acusado de receber R$ 52 milhões em propina.

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- A man begs for help from the military as he stands in a drain where he had hid himself to escape a lynching by a mob at the Cibitoke district of Burundi capital, Bujumbura on May 7, 2015. The man suspected to be an 'Imbonerakure', or member of the Youth League of Burundi's ruling party was finally saved by the army. At least three people were killed in clashes in Burundi in protests over the president's bid for a third term. AFP PHOTO / Aymeric VINCENOT

18. Homem pede ajuda a militares depois de se refugiar em um esgoto para escapar de linchamento na República de Burundi (África) (AFP)


19. Um “Sadhu”, ou homem sagrado para a religião Hindu, molha seu cabelo no rio Ganges (Reuters)


20. Uma das mulheres curdas que lutam contra o Estado Islâmico (Reuters)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Musa, a 25-year-old Kurdish marksman, stands atop a building as he looks at the destroyed Syrian town of Kobane, also known as Ain al-Arab, on January 30, 2015. Kurdish forces recaptured the town on the Turkish frontier on January 26, in a symbolic blow to the jihadists who have seized large swathes of territory in their onslaught across Syria and Iraq. AFP PHOTO/BULENT KILIC

21. Franco-atirador sírio na cidade curda Ain al-Arab, destruída pela guerra (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Hundreds of Nigerians celebrate at an intersection in the flashpoint northern city of Kaduna on March 31, 2015 the victory of main opposition All Progressives Congress (APC) presidential candidate Mohammadu Buhari. AFP PHOTO / NICHOLE SOBECKI

22. Nigerianas comemoram vitória presidencial de Mohammadu Buhari (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Mainasi Issa, a 23-year-old Malawian albino woman, carries her tow-year-old daughter Djiamila Jafali as she poses outside her hut in the traditional authority area of Nkole, Machinga district, on April 17, 2015. Six albinos have been killed in the poor southern African nation since December, according to the Association of Persons with Albinism in Malawi. AFP PHOTO / GIANLUIGI GUERCIA

23. Uma albina Malawi com sua filha. Seis albinos foram assassinados em poucos meses na região (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- Demonstrators destroy the windshield of a Baltimore Police car as they protest the death Freddie Gray, an African American man who died of spinal cord injuries in police custody, in Baltimore, Maryland, April 25, 2015. Protesters returned to Baltimore's streets Saturday to vent outrage over the death of Gray on April 12. AFP PHOTO/JIM WATSON

24. Manifestantes quebram carro durante protesto em Baltimore após jovem negro desarmado ser assassinado pela polícia (AFP)

YE Greece Migrants

25. Paramédicos tentam ressuscitar bebê após bote com refugiados naufragar durante travessia entre Turquia e Grécia (AP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- A beluga whale sprays water towards visitors during a summer attraction at the Hakkeijima Sea Paradise aquarium in Yokohama, suburban Tokyo on July 20, 2015. Tokyo's temperature climbed over 34 degree Celsius on July 20, one day after the end of the rainy season. AFP PHOTO / Toshifumi KITAMURA

26. Baleia Beluga joga água para público em show de água em Tóquio (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- A view of Lower Manhattan from the Staten Island Ferry February 25, 2015 as the New York Harbor is filled with large chunks of ice. Heavy ice in the East River shut down commuter ferry service on Tuesday morning stopping travel between Manhattan, Queens, and Brooklyn. AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY

27. Rio Hudson completamente congelado em Manhattan (AFP)


28. Vítimas feridas no chão após os ataques de 13 de novembro em Paris (AFP)

-- AFP PICTURES OF THE YEAR 2015 -- A man is evacuated after being arrested by French policemen in the northern Paris suburb of Saint-Denis city center, on November 18, 2015, as French Police special forces raid an appartment, hunting those behind the attacks that claimed 129 lives in the French capital five days ago. At least one person was killed in an apartment targeted in the operation aimed at the suspected mastermind of the attacks, Belgian Abdelhamid Abaaoud, and police had been wounded in the shootout. AFP PHOTO / KENZO TRIBOUILLARD

29. Homem é preso após operação policial em Paris, cinco dias após os atentados (AFP)


30. Um manifestante pula sobre a mesa do presidente do Banco Europeu,k Mario Draghi, em uma coletiva de imprensa em Frankfurt, Alemanha (Reuters)


31. Um homem toma banho em um campo de futebol designado para imigrantes em Chatsworth, África do Sul (Reuters)


32. O vulcão entra em atividade na cidade de Puerto Montt, Chile, pela primeira vez em mais de 50 anos (Reuters)


33. Um homem chora após o terremoto em Bhaktapur, próximo de Kathmandu, no Nepal. O terremoto teve magnitude 7.3 e matou centenas de pessoas (AP)


34. O nepalês Suresh Parihar beija a filha Sandhaya, de oito meses, ambos sobreviventes da tragédia no Nepal (AP)


35. Menino dá um cartão vermelho para um militar israelense em Nabi Saleh, próximo de Ramallah (AFP)


36. Refugiados tentam coletar água da chuva em Mianmar (Reuters)


37. A chanceler alemã Angela Merkel conversa com o presidente Barack Obama ono jardim de um castelo em Kruen, na Alemanha (Reuters)


38. Uma distância de 1,5 km foi atravessada por uma multidão de nadadores em Zurique, na Suíça (Reuters)


39. Uma mulher chora próxima aos restos mortais do massacre de Srebrenica, na Bósnia-Herzegovina. Cento e trinta e seis vítimas foram identificadas


40. Um judeu ortodoxo é imobilizado depois de tentar atacar participantes da Marcha do Orgulho Gay na cidade sagrada (Reuters)


41. Refugiados viajam através do euro-túnel até a Inglaterra por Folkestone depois de embarcarem em Calais, na França (Press Association)


42. Face oculta da Lua: Um satélite registra o hemisfério lunar que nunca fica de frente para a Terra (NASA/Getty Images)


43. Um homem caminha ao lado de carros novos na cidade de Tianjin, na China, onde uma usina explodiu e se incendiou (AP)


44. O corredor Usain Bolt foi derrubado por um cinegrafista que perdeu o controle do Segway em que estava (Reuters)


45. Fazendeiros europeus protestam contra um encontro de lideranças do bloco em Bruxelas, na Bélgica (Reuters)


46. Menino dorme sobre ruínas em meio a uma tempestade de areia que atingiu o Oriente Médio (Reuters)


47. A cinegrafista Petra Laszlo foi flagrada passando a perna em refugiados que corriam da polícia na Hungria. O caso gerou comoção mundial e a jornalista, que acabou demitida, pediu desculpas e disse que ‘entrou em pânico’


48. Uma combinação de lua cheia com eclipse que não acontecia desde os anos 1980 e só será vista de novo em 2033 aparece em Glastonbury (Getty Images)


49. O papa aperta a mão de um prisioneiro nos EUA (Reuters)


50. Um cavalo é salvo da lama causada pelo rompimento de uma barragem de dejetos em Mariana, causando uma tragédia ambiental sem precedentes na região de Minas Gerais (Reuters)


Recomendados para você


  1. Gnardo Ruiz Postado em 29/Dec/2015 às 11:35

    Encaminha à globo como sugestão do quadro retrô do fantástico!

    • jaão Postado em 29/Dec/2015 às 21:26

      foda-se a globo

  2. Elizabeth de Andrade Postado em 29/Dec/2015 às 11:41

    O inferno de Dante... prevaleceu nas imagens. Quando veremos o contrário! O paraíso dos homens na terra? Quando conseguirmos vencer pelo amor e luta pacífica todo o mal, que os EUA espalha no Ocidente.

    • Douglas Postado em 30/Dec/2015 às 09:39

      Que viagem é essa véi?

  3. Guilhermo Postado em 29/Dec/2015 às 12:00

    Gostei das imagens. Mas alguém com um pouco de conhecimento por favor me esclareça como a lua pode parecer tão grande em várias fotos que vejo quando, aqui, mesmo estando cheia, aparece pequena? Pelo que eu entendi, nenhuma das fotos passou pelo photoshop. Essa foto:

    • Alexandre Postado em 29/Dec/2015 às 13:46

      A Lua pode parecer maior devido a eventual aproximação (Superlua) ou também estar mais próximo ao horizonte, que neste caso é só um efeito de ótica, pois a imagem da lua é aumentada pela atmosfera que funciona como lente de aumento, como é o caso da foto do seu link.

    • sergio ribeiro Postado em 29/Dec/2015 às 16:02

      Na verdade as fotos são ampliadas, o que pode ser feito tanto em programas de tratamento de imagem como nas próprias câmeras (as mais modernas possuem esse recurso). O ideal é que se use lentes teleobjetivas (aquelas compridas) para se conseguir maior nitidez, de preferência com tripé, para evitar tremores.

    • Guilhermo Postado em 29/Dec/2015 às 19:20

      Não entendo muito de fotografia, mas obrigado pelas respostas. Queria mesmo ver a lua assim nem que fosse uma vez na vida.

    • Dirceu Postado em 31/Dec/2015 às 12:53

      Guilhermo, não tem segredo, nem ilusão de ótica, nem efeito lente causado pela atmosfera. Essas coisas existem, mas não têm efeito suficiente para causar um milagre como esses das fotos. A coisa é mais simples. A foto é tirada bem de longe do objeto de referência (a construção, por exemplo) e com zoom muito grande. Imagine, por exemplo, que você quer tirar uma foto da lua perto da cabeça de uma pessoa. Se você tirar com a pessoa a 1 metro, a lua vai aparecer mais ou menos do tamanho da íris (parte colorida do olho) da pessoa. Se você tirar a foto a 10 metros, a pessoa vai aparecer 10 vezes menor. mas a lua vai aparecer do mesmo tamanho, porque a distância dela até a câmera não muda quase nada. Então não é que a lua aumentou. Foi a pessoa que diminuiu. Então você dá zoom de 10x ou amplia a foto toda e a pessoa vai parecer do mesmo tamanho que a 1 metro, mas a lua vai parecer 10 vezes maior, e já vai ter metade do tamanho da cabeça da pessoa. E se você fizer isso a 100 metros e depois ampliar a foto 100 vezes, a lua vai parecer quase do tamanho da pessoa. Então isso é um truque de fotografia. Não é montagem. Mas é um truque. E que só funciona em fotos e vídeos. Pessoalmente, nunca vamos ver esse efeito com nossos olhos. Pelo menos até alguém inventar um olho biônico com zoom.

  4. Salomon Postado em 29/Dec/2015 às 13:40

    Impressionante! A propósito de Merkel e Obama, há apenas 70 anos a mulher só tinha direito a procriar na Alemanha nazista e um negro só poderia servir como padioleiro no exército norte americano. Hoje, tem-se uma mulher e um negro no comando das duas nações. É, as coisas mudam...

    • José Ferreira Postado em 29/Dec/2015 às 15:45

      Na verdade ele é mestiço, pois a sua mãe é caucásica. Entretanto, ele é considerado "negro" pelos racistas estadunidenses. De qualquer forma, a imagem de Merkel e Obama tem um sentido peculiar, e a sua indagação, Salomon, foi de veras pertinente.

      • Gustavo Oliveira Postado em 29/Dec/2015 às 16:48

        José Ferreira, por mais que ele seja mestiço, a cor da pele é negra. Racista só vê sangue depois da cor, eles não estão nem aí com a descendência européia dele e ainda sim não deixaria de ser um mestiço. Se ele tivesse pele clara as coisas seriam diferentes, pode acreditar.

      • José Ferreira Postado em 31/Dec/2015 às 15:06

        Se você ver as imagens dele no enterro do Mandela, ou de sua visita ao Quênia, você verá que ele é mais claro do que os locais dos lugares em que ele visitou. Racistas não são parâmetro para nada, pois eles são ignorantes por natureza.

      • Cecimila Calc Postado em 05/Jan/2016 às 17:09

        José Ferreira, Na verdade ele é o que ele diz ser no senso. Assim como você, que mesmo se for branco, caso se identifique como negro, negro será. Obama se diz negro, marcou no senso uma única casa que diz "negro", porque se identifica com a luta da negritude, porque sente em sua vida o peso do sangue dos seus antepassados negros e porque na própria história dos Estados Unidos o senso dispõem as raças de negros, brancos, hispânicos, ameríndios e asiáticos para as pessoas se classificarem.

  5. José Ferreira Postado em 29/Dec/2015 às 13:54

    Faltaram as imagens dos protestos a favor do Impeachment da Presidente Dilma. Mas é a máxima que conhecemos: "A revolução não será televisionada".

    • Eduardo Ribeiro Postado em 29/Dec/2015 às 15:36

      Falta não. A idéia é "as 50 mais marcantes do planeta em 2015", não "as 50 mais irrelevantes" ou "as 7200 imagens vespertinas dominicais mais marcantes do Brasil em março/2015". E que "revolução"? Classe média brasileira fazendo revolução? É um istoriador mesmo. Um bando de "low upper class", cantando o hino, de camiseta da CBF e de iPhone na mão, vai fazer revolução de que, filho? O protagonismo da revolução não será daqueles que estão puuuutos porque não vão poder passar o réveillon na Flórida por causa do dólar e da Dilma. O protagonismo da revolução será do povo, das massas, do proletariado, e quando ela vier, a violência será a tônica. Não será um evento branco dominical com óculos de grife, camisetas limpinhas amarelinhas, nem com mãozinhas dadas durante o hino nacional, muito menos com caçarolas sendo batidas em varandas-gourmet.

      • José Ferreira Postado em 29/Dec/2015 às 16:59

        Cabra violento, hein!!! Você acha que as revoluções só podem ser chamadas como tal, se tiverem a chancela dos "Comunistas de Plantão". O povo não é só aqueles que vivem na favela, ou a invadir prédios. O povo é muito mais que isso. Você está a precisar de umas aulinhas de cidadania e sentir o "cheiro do povo". Este que vos fala, sem falsa modéstia, sabe bem o que é isso, pois foi criado (e ainda mora) na periferia da Zona Leste paulistana.

      • marluce Postado em 29/Dec/2015 às 17:03

        Melhor coisa que ja vi escrita aqui!

      • Eduardo Ribeiro Postado em 29/Dec/2015 às 20:29

        Errado. Revolução não depende de chancela comunista. Como você é burro, filho. Ninguém disse isso. Revolução tem o POVO, as MASSAS, o PROLETARIADO como protagonistas. Opressor não faz revolução, istoriador. Deixe de ser tosco. Esses bundas de talco que vão pra Paulista não tem nem o porte físico nem a envergadura moral para protagonizar revolução de nada, exceto a "Revolução das Caçarolas Barulhentas". Classe média brasileira tem outras preocupações, como a próxima geração de smartphones que chega em março. Não sabem o que é "revolução" e estão se lixando pra isso, como você mesmo não sabe. Isso posto, não sou eu que preciso de aula de cidadania. Quem precisa de aula é quem acha que a revolução será protagonizada por opressores, por brancos que frequentam passeios dominicais na Paulista com dinheiro no bolso, SUV estacionada no shopping mais próximo, portando óculos de sol, chapéu de palha, protetor solar fator 80 e cantando hino nacional de mãozinhas dadas. Revolução é o povo oprimido, famélico e espoliado com arma na mão indo tomar de volta o que é seu. Revolução é ACERTO DE CONTAS. "Cheiro do povo" eu conheço bem. Aliás, se você é realmente da periferia da ZL (é difícil acreditar, até mesmo porque ZL em geral e sua periferia em especial é nacionalmente conhecida como "a parte paupérrima de SP", então qualquer mané de internet pode dizer que é da ZL para "emular conhecimento de povo"), saiba que tenho o imenso, imenso desprazer de ser seu "vizinho".

      • José Ferreira Postado em 29/Dec/2015 às 22:42

        Opressor? Então quem não for da massa pobre está proibido de fazer a revolução? Como se só houvesse milionários na manifestação. Quem está bem "na fita" é a turminha do Renan Calheiros que não tem motivos para protestar, pois eles nunca sofrem com a crise e o governo (seja lá qual for o presidente e/ou partido) sempre será ótimo para eles. A classe média também é povo, pois o povo não é só aquele que faz claque para o PT. E a verdadeira revolução não precisa ter um "banho de sangue". Quem gosta disso são o mensaleiros da Guerrilha do Araguaia.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Dec/2015 às 10:25

        Não tem nada a ver com "claque para o PT", já desmistifiquei isso, é assunto encerrado já. E não é questão de "proibição", filho. O ponto é: o istoriador cismou de falar sobre "revolução não ser televisionada", mas não sabe o que é revolução. Essa pergunta só partiria de quem nada sabe sobre revolução. De quem espera revolução dos papa-danoninho que foram passear na Paulista besuntados de protetor solar, chapeuzinho de palha de grife e SUV estacionada a 300m dali, pra ir embora depois de cantar o hino nacional de mãozinhas dadas. Revolução não é protagonizada pelo opressor. Revolução é o povo oprimido, famélico e espoliado, tomando para si o que lhes pertence. Revolução não é bater panela na varanda-gourmet enquanto assiste, em ambiente acarpetado e climatizado, Dilma discursando numa TV UltraHD de 700 polegadas, nem soltar uma pombinha voando pro céu, ou pendurar um colar de flores brancas no pescoço. Revolução = justiçamento, fuzilamento e acerto de contas.

      • José Ferreira Postado em 30/Dec/2015 às 11:00

        Está nervosinho? Estou a ver um discurso de ódio aí, hein. "Revolução = justiçamento, fuzilamento e acerto de contas": Os mensaleiros da Guerrilha do Araguaia concordam com você, pois eles gostam do "paredón" cubano. Você não sabe o que é povo, Eduardo Ribeiro, e "Vai Cúrintia!!!"

      • José Ferreira Postado em 30/Dec/2015 às 11:03

        Outra coisa: Veja a "Revolução dos Cravos" que ocorreu em Portugal, na década de 1970. É um exemplo que a revolução não precisa ser feita a custo de vidas humanas.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 30/Dec/2015 às 14:26

        Istoriador, você é um menino tão perdido que segue dando provas cabais de que não sabe o que é "revolução". Filhote...revolução é um PROCESSO, não um evento. O que aconteceu em 25 de Abril, e que os portugueses exportam como se fosse "A" revolução, com o povo na rua, a tomada do jornal A Época, o cerco a Marcelo Caetano, o desmantelamento da polícia política e a libertação dos presos, com os cravos e tal, é apenas o capítulo final. Neste dia em específico, pouco se vu de sangue e tiros. Agora, faça sua função, seu trabalho de Historiador, e estude o PROCESSO violento que culminou neste dia 25 de Abril. Estude o que foi a REVOLUÇÃO de fato, estude sobre as mais de 8000 baixas do exército e do aparato de estado salazarista que antecederam este dia e criaram o clima para que os eventos de então fossem factíveis, estude sobre o quanto as derrotas em Cabo Verde, Moçambique, Guiné e Angola dizimaram o pilar fundamental do regime salazarista, que era o apoio do exército. Não venha com mentiras e distorções para enganar quem aqui passa e lê. Colocar no Google "revoluções pacíficas" e copiar o resultado aqui dá nisso. Passa vergonha. Não existem revoluções pacíficas, e você é um menino istoriador, um completo analfabeto em história.

      • José Ferreira Postado em 30/Dec/2015 às 15:21

        O banho de sangue ficou por conta do regime de Salazar. O povo, cansado dos desmandos desse ditador, resolveu dar um ponto final nisso, de forma pacífica por meio da "Revolução dos Cravos". É evidente que as guerras coloniais na África contribuíram para que essa revolução fosse bem sucedida.

    • Galvão Postado em 29/Dec/2015 às 16:31

      É que este tipo de imagem/notícia só interessa a coxinhas idiotas e golpistas. Mas assista a Globo, leia a Veja e demais midiotas que lá é televisionada e dada a atenção que os coxinhas querem. Afinal eles são a favor do impedimento da presidente como você. E esse impedimento não é revolução, É GOLPE.

    • Mônica Costa Postado em 29/Dec/2015 às 16:50

      Revolução? Cadê? Onde?

    • Guilhermo Postado em 30/Dec/2015 às 11:08

      José Ferreira, em resumo, para o Edu das Aspas, uma revolução só pode acontecer caso seja formada por pessoas que não comem danoninho, não usam protetor solar, não tenham smartphone, principalmente iPhone - esse é super proibido en las revoluciones. Revolucionários também não podem usar óculos de sol nem chapéu de palha. Enfim, precisam ser paupérrimos e famélicos. Mas a dúvida permanece, será que ele, o Eduardo, se enquadra nessa categoria de revolucionário criada por ele mesmo? Afinal, alguém que pode passar grande parte do dia na internet não parece ser paupérrimo ou famélico. Sim, voltei a falar da internet. Talvez ele se imagina na figura do grande líder da revolução. Aquele que depois de concretizada, se limitaria a governar o "povo" e a viver em lindos palácios ornados de ovos faberge e estátuas banhadas a ouro com a própria imagem representada, sendo servido pela criadagem, que seria constantemente submetida aos seus caprichos e desejos extravagantes. Só estou filosofando. ^^

      • José Ferreira Postado em 30/Dec/2015 às 12:54

        Isso aí foi ofensivo. Comente mais.

      • Guilhermo Postado em 30/Dec/2015 às 15:23

        Ofensivo pra quem?

      • José Ferreira Postado em 30/Dec/2015 às 17:28

        Para o "Dudu das Aspas".

  6. poliana Postado em 29/Dec/2015 às 19:52

    ai gente, q dó da gaivota na imagem 6...

  7. Marcio Bordin Postado em 29/Dec/2015 às 22:58

    29 de Abril de 2015, dia do massacre dos professores do Paraná, faltou esse!

    • José Ferreira Postado em 31/Dec/2015 às 16:51

      Massacre? Pelo que eu saiba ninguém morreu. O povo se esquece que os sindicalistas provocaram, parece que tem alguns que não sabem protestar.