Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 18/Nov/2015 às 13:16
25
Comentários

Veto de Dilma ao aumento do judiciário é mantido; confira os votos dos deputados

Por muito pouco, deputados não conseguem derrubar veto de Dilma Rousseff ao aumento do judiciário. De acordo com o governo, impacto financeiro da medida seria de R$ 27,5 bilhões aos cofres públicos. Veja como cada parlamentar votou

veto Dilma judiciário

Por uma diferença de apenas seis votos, os deputados mantiveram o veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste dos servidores do Judiciário. Dos 394 presentes, 251 votaram pela derrubada da decisão da presidente. Mas, para que isso ocorresse, eram necessários pelo menos 257 votos na Câmara. Ao todo, 132 votaram contra o reajuste e 11 se abstiveram de votar.

Dos 53 petistas que participaram da votação, nove contrariaram a orientação do governo e se posicionaram pela derrubada do veto. Foram eles: Assis Carvalho (PI), Erika Kokay (DF), Luizziane Lins (CE), Marcon (RS), Professora Marcivânia (AP), Toninho Wandscheer (PR), Vander Loubet (MS), Weliton Prado (MG) e Zé Carlos (MA). Outros três se abstiveram: Ana Perugini (SP), Andrés Sanchez (SP) e Moema Gramacho (BA).

Também houve dissidência no PSDB, principal partido da oposição. O gaúcho Nelson Marchezan Junior (RS) e o paulista Samuel Moreira (SP) foram os únicos tucanos a votar pela manutenção da decisão da presidente. Para barrar o reajuste, o governo alega que a medida causaria um impacto financeiro de R$ 27,5 bilhões aos cofres públicos nos próximos quatro anos. Como não houve votos suficientes para derrubar o veto entre os deputados, os senadores acabaram não votando este item da pauta.

(não = derrubada do veto; sim = manutenção do veto):

DEM

Alberto Fraga DF Não
Alexandre Leite SP Não
Claudio Cajado BA Não
Efraim Filho PB Não
Eli Corrêa Filho SP Não
Elmar Nascimento BA Não
Felipe Maia RN Não
Hélio Leite PA Não
José Carlos Aleluia BA Não
Mandetta MS Não
Marcelo Aguiar SP Não
Mendonça Filho PE Não
Misael Varella MG Não
Moroni Torgan CE Não
Onyx Lorenzoni RS Não
Pauderney Avelino AM Não
Paulo Azi BA Não
Professora Dorinha Seabra Rezende TO Não
Rodrigo Maia RJ Não
Total DEM: 19

PCdoB

Alice Portugal BA Abstenção
Angela Albino SC Não
Carlos Eduardo Cadoca PE Sim
Chico Lopes CE Sim
Daniel Almeida BA Sim
Davidson Magalhães BA Sim
Jandira Feghali RJ Sim
Jô Moraes MG Sim
Luciana Santos PE Sim
Orlando Silva SP Não
Rubens Pereira Júnior MA Abstenção
Wadson Ribeiro MG Sim
Total PCdoB: 12

PDT

Abel Mesquita Jr. RR Não
Afonso Motta RS Sim
Dagoberto MS Sim
Flavio Nogueira PI Abstenção
Major Olimpio SP Não
Marcelo Matos RJ Não
Mário Heringer MG Não
Pompeo de Mattos RS Não
Sergio Vidigal ES Não
Subtenente Gonzaga MG Não
Wolney Queiroz PE Não
Total PDT: 11

PEN

Junior Marreca MA Não

Total PEN: 1

PHS

Carlos Andrade RR Não
Diego Garcia PR Não
Kaio Maniçoba PE Não
Marcelo Aro MG Não
Total PHS: 4

PMDB

Alberto Filho MA Sim
Alceu Moreira RS Sim
Aníbal Gomes CE Sim
Baleia Rossi SP Não
Cabuçu Borges AP Sim
Carlos Henrique Gaguim TO Abstenção
Carlos Marun MS Não
Celso Jacob RJ Sim
Celso Maldaner SC Sim
Daniel Vilela GO Sim
Darcísio Prondi RS Sim
Dulce Miranda TO Não
Edinho Araújo SP Sim
Elcione Barbalho PA Sim
Fernando Jordão RJ Sim
Flaviano Melo AC Não
Geraldo Resende MS Não
Hermes Parcianello PR Não
Hugo Motta PB Sim
Jarbas Vasconcelos PE Não
Jéssica Sales AC Não
João Arruda PR Sim
João Marcelo Souza MA Sim
José Fogaça RS Não
José Priante PA Sim
Josi Nunes TO Não
Laudivio Carvalho MG Não
Laura Carneiro RJ Sim
Lelo Coimbra ES Não
Leonardo Quintão MG Abstenção
Lindomar Garçon RO Não
Lucio Mosquini RO Não
Lucio Vieira Lima BA Não
Marcos Rotta AM Não
Marquinho Mendes RJ Sim
Marx Beltrão AL Não
Mauro Lopes MG Sim
Mauro Mariani SC Sim
Mauro Pereira RS Sim
Newton Cardoso Jr MG Sim
Osmar Serraglio PR Não
Osmar Terra RS Não
Rodrigo Pacheco MG Não
Ronaldo Benedet SC Não
Roney Nemer DF Não
Sergio Souza PR Não
Simone Morgado PA Sim
Soraya Santos RJ Abstenção
Valdir Colatto SC Não
Veneziano Vital do Rêgo PB Não
Vitor Valim CE Não
Zé Augusto Nalin RJ Sim
Total PMDB: 52

PMN

Antônio Jácome RN Não
Dâmina Pereira MG Não
Hiran Gonçalves RR Não
Total PMN: 3

PP

Afonso Hamm RS Não
Aguinaldo Ribeiro PB Sim
Arthur Lira AL Sim
Conceição Sampaio AM Não
Covatti Filho RS Não
Dilceu Sperafico PR Não
Dimas Fabiano MG Não
Esperidião Amin SC Não
Ezequiel Fonseca MT Não
Fernando Monteiro PE Sim
Jair Bolsonaro RJ Não
Jerônimo Goergen RS Não
Jorge Boeira SC Não
Julio Lopes RJ Sim
Lázaro Botelho TO Não
Luis Carlos Heinze RS Não
Marcelo Belinati PR Não
Missionário José Olimpio SP Não
Nelson Meurer PR Sim
Odelmo Leão MG Não
Paulo Henrique Lustosa CE Sim
Renato Molling RS Sim
Ricardo Barros PR Sim
Roberto Balestra GO Não
Roberto Britto BA Sim
Sandes Júnior GO Não
Simão Sessim RJ Sim
Toninho Pinheiro MG Sim
Waldir Maranhão MA Sim
Total PP: 29

PPS

Arnaldo Jordy PA Não
Carmen Zanotto SC Não
Hissa Abrahão AM Não
Marcos Abrão GO Não
Moses Rodrigues CE Não
Raul Jungmann PE Não
Rubens Bueno PR Não
Sandro Alex PR Não
Total PPS: 8

PR

Aelton Freitas MG Abstenção
Alfredo Nascimento AM Sim
Anderson Ferreira PE Sim
Bilac Pinto MG Sim
Cabo Sabino CE Não
Capitão Augusto SP Sim
Dr. João RJ Não
Francisco Floriano RJ Não
Gorete Pereira CE Sim
João Carlos Bacelar BA Sim
Jorginho Mello SC Não
José Rocha BA Sim
Laerte Bessa DF Não
Lincoln Portela MG Não
Lúcio Vale PA Sim
Luiz Nishimori PR Sim
Marcio Alvino SP Sim
Maurício Quintella Lessa AL Sim
Miguel Lombardi SP Sim
Milton Monti SP Sim
Remídio Monai RR Sim
Silas Freire PI Não
Tiririca SP Sim
Wellington Roberto PB Sim
Zenaide Maia RN Sim
Total PR: 25

PRB

Alan Rick AC Não
André Abdon AP Não
Carlos Gomes RS Não
Celso Russomanno SP Não
Jhonatan de Jesus RR Não
Jony Marcos SE Sim
Márcio Marinho BA Não
Roberto Alves SP Não
Roberto Sales RJ Não
Ronaldo Martins CE Não
Rosangela Gomes RJ Não
Tia Eron BA Não
Total PRB: 12

Pros

Ademir Camilo MG Não
Ariosto Holanda CE Sim
Beto Salame PA Sim
Dr. Jorge Silva ES Não
Givaldo Carimbão AL Sim
Hugo Leal RJ Sim
Leônidas Cristino CE Sim
Rafael Motta RN Não
Ronaldo Fonseca DF Não
Total PROS: 9

PRP

Alexandre Valle RJ Não
Juscelino Filho MA Não
Marcelo Álvaro Antônio MG Não
Total PRP: 3

PSB

Átila Lira PI Não
César Messias AC Não
Fabio Garcia MT Não
Fernando Coelho Filho PE Não
Flavinho SP Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
Heráclito Fortes PI Não
JHC AL Não
Jose Stédile RS Não
Júlio Delgado MG Não
Keiko Ota SP Não
Leopoldo Meyer PR Não
Luiza Erundina SP Não
Marinaldo Rosendo PE Não
Pastor Eurico PE Não
Paulo Foletto ES Não
Rodrigo Martins PI Não
Stefano Aguiar MG Não
Tadeu Alencar PE Não
Tenente Lúcio MG Não
Tereza Cristina MS Sim
Valadares Filho SE Não
Vicentinho Júnior TO Sim
Total PSB: 24

PSC

Edmar Arruda PR Não
Eduardo Bolsonaro SP Não
Erivelton Santana BA Não
Gilberto Nascimento SP Não
Irmão Lazaro BA Não
Júlia Marinho PA Não
Pr. Marco Feliciano SP Não
Professor Victório Galli MT Não
Raquel Muniz MG Não
Silvio Costa PE Sim
Takayama PR Não
Total PSC: 11

PSD

Alexandre Serfiotis RJ Sim
Átila Lins AM Não
Cícero Almeida AL Não
Delegado Éder Mauro PA Sim
Diego Andrade MG Sim
Evandro Roman PR Não
Fábio Mitidieri SE Não
Felipe Bornier RJ Não
Indio da Costa RJ Não
Irajá Abreu TO Sim
Jaime Martins MG Não
Jefferson Campos SP Não
Joaquim Passarinho PA Não
José Carlos Araújo BA Sim
Marcos Montes MG Não
Paulo Magalhães BA Sim
Ricardo Izar SP Sim
Rogério Rosso DF Não
Sóstenes Cavalcante RJ Não
Total PSD: 19

PSDB

Alexandre Baldy GO Não
Alfredo Kaefer PR Não
Antonio Imbassahy BA Não
Betinho Gomes PE Não
Bonifácio de Andrada MG Não
Bruna Furlan SP Não
Bruno Araújo PE Não
Bruno Covas SP Não
Caio Narcio MG Não
Célio Silveira GO Não
Daniel Coelho PE Não
Delegado Waldir GO Não
Domingos Sávio MG Não
Eduardo Barbosa MG Não
Eduardo Cury SP Não
Fábio Sousa GO Não
Geovania de Sá SC Não
Giuseppe Vecci GO Não
Izalci DF Não
João Campos GO Não
João Castelo MA Não
João Gualberto BA Não
João Paulo Papa SP Não
Jutahy Junior BA Não
Lobbe Neto SP Não
Luiz Carlos Hauly PR Não
Mara Gabrilli SP Não
Marco Tebaldi SC Não
Marcus Pestana MG Não
Mariana Carvalho RO Não
Max Filho ES Não
Miguel Haddad SP Não
Nelson Marchezan Junior RS Sim
Nilson Leitão MT Não
Nilson Pinto PA Não
Otavio Leite RJ Não
Paulo Abi-Ackel MG Não
Pedro Cunha Lima PB Não
Raimundo Gomes de Matos CE Não
Rocha AC Não
Rodrigo de Castro MG Não
Rogério Marinho RN Não
Rossoni PR Não
Samuel Moreira SP Sim
Shéridan RR Não
Vanderlei Macris SP Não
Vitor Lippi SP Não
Total PSDB: 47

PSDC

Aluisio Mendes MA Sim
Luiz Carlos Ramos RJ Não
Total PSDC: 2

Psol

Chico Alencar RJ Não
Edmilson Rodrigues PA Não
Glauber Braga RJ Não
Ivan Valente SP Não
Jean Wyllys RJ Não
Total Psol: 5

PT

Adelmo Carneiro Leão MG Sim
Afonso Florence BA Sim
Ana Perugini SP Abstenção
Andres Sanchez SP Abstenção
Angelim AC Sim
Arlindo Chinaglia SP Sim
Assis Carvalho PI Não
Assis do Couto PR Sim
Benedita da Silva RJ Sim
Beto Faro PA Sim
Bohn Gass RS Sim
Carlos Zarattini SP Sim
Chico D Angelo RJ Sim
Décio Lima SC Sim
Enio Verri PR Sim
Erika Kokay DF Não
Givaldo Vieira ES Sim
Helder Salomão ES Sim
Henrique Fontana RS Sim
João Daniel SE Sim
Jorge Solla BA Sim
José Airton Cirilo CE Sim
José Guimarães CE Sim
José Mentor SP Sim
Leo de Brito AC Sim
Luiz Couto PB Sim
Luiz Sérgio RJ Sim
Luizianne Lins CE Não
Marco Maia RS Sim
Marcon RS Não
Margarida Salomão MG Sim
Maria do Rosário RS Sim
Moema Gramacho BA Abstenção
Nilto Tatto SP Sim
Paulão AL Sim
Paulo Pimenta RS Sim
Paulo Teixeira SP Sim
Pepe Vargas RS Sim
Professora Marcivania AP Não
Reginaldo Lopes MG Sim
Ságuas Moraes MT Sim
Sibá Machado AC Sim
Toninho Wandscheer PR Não
Valmir Assunção BA Sim
Valmir Prascidelli SP Sim
Vander Loubet MS Não
Vicentinho SP Sim
Wadih Damous RJ Sim
Weliton Prado MG Não
Zé Carlos MA Não
Zé Geraldo PA Sim
Zeca Dirceu PR Sim
Zeca do PT MS Sim
Total PT: 53

PTB
Adalberto Cavalcanti PE Sim
Adelson Barreto SE Não
Alex Canziani PR Sim
Arnaldo Faria de Sá SP Não
Arnon Bezerra CE Não
Deley RJ Não
Eros Biondini MG Não
Josué Bengtson PA Não
Jovair Arantes GO Sim
Nilton Capixaba RO Não
Pedro Fernandes MA Não
Ricardo Teobaldo PE Sim
Ronaldo Nogueira RS Não
Sérgio Moraes RS Não
Walney Rocha RJ Sim
Wilson Filho PB Sim
Zeca Cavalcanti PE Sim
Total PTB: 17

PTC

Brunny MG Sim
Uldurico Junior BA Não
Total PTC: 2

PTN

Christiane de Souza Yared PR Não
Renata Abreu SP Abstenção
Total PTN: 2

PV

Dr. Sinval Malheiros SP Não
Evair de Melo ES Não
Evandro Gussi SP Sim
Fábio Ramalho MG Sim
Leandre PR Não
Sarney Filho MA Não
Victor Mendes MA Não
William Woo SP Não
Total PV: 8

Rede

Alessandro Molon RJ Não
Aliel Machado PR Não
Eliziane Gama MA Não
João Derly RS Não
Miro Teixeira RJ Não
Total Rede: 5

Sem partido

Cabo Daciolo RJ Não

Total Sem partido.: 1

Solidariedade

Augusto Carvalho DF Não
Augusto Coutinho PE Não
Aureo RJ Não
Carlos Manato ES Não
Expedito Netto RO Não
Ezequiel Teixeira RJ Não
Fernando Francischini PR Não
Laercio Oliveira SE Não
Lucas Vergilio GO Não
Paulo Pereira da Silva SP Não
Total Solidariedade: 10

Congresso em Foco

Recomendados para você

Comentários

  1. paulo Postado em 18/Nov/2015 às 13:28

    PSOL "defensor" do povo, nova esquerda....sei

    • João Paulo Postado em 18/Nov/2015 às 16:33

      Sou servidor do Judiciário Federal e bem sei que foram perpetradas diversas mentiras sobre a realidade do Judiciário, seja por serventuários, seja por aqueles contrários ao reajuste. A mentira-mor é a da falta de reajuste há 09 anos e o irritante jogo de palavras distinguindo reajuste x aumento x recomposição, etc. Realmente não consigo entender as razões pelas quais o PSOL defende causas desse tipo. O senador Randolfe era o principal articulador para a derrubada do veto.

    • Thiago Teixeira Postado em 18/Nov/2015 às 18:12

      Como diz o Rui Costa Pimenta do PCO: "PSTU + PSOL = Esquerda Pequeno Burguesa a serviço da Direita"

  2. Clewerton Postado em 18/Nov/2015 às 14:00

    Boa tarde. Vocês poderiam disponibilizar o texto proposto para o aumento dos servidores? Obrigado.

  3. Thiago Teixeira Postado em 18/Nov/2015 às 14:45

    Como é que um presidente governa num sistema desses? E se desse mais que 257 votos? A decisão de um presidente da república não vale nada? Chamem o Kim Jon Un.

    • Lopes Postado em 18/Nov/2015 às 17:33

      Deixa de ser idiota rapaz, Vá para a zona encontrar com sua mãe pois ontem ela me falou que você não tem ligado para ela. Eu disse que você passa o dia escrevendo baboseiras na Internet.

      • Thiago Teixeira Postado em 18/Nov/2015 às 22:41

        Como estou amasiado com a sua mãe, achei que estava dando o recado. Diga a ela que arrumei uma coroa para me sustentar, além de gostosa!

  4. Robson Postado em 18/Nov/2015 às 15:16

    COM UM CONGRESSO PODRE COMO ESSE, QUALQUER VITORIA APERTADA DEVE SER MUITO COMEMORADA!!

    • EDUARDO Postado em 18/Nov/2015 às 18:47

      Comentário sucinto, mas muito coerente. Vendo essas votações vemos muito bem quem são os que lutam pelo Brasil.

  5. Eduardo Ribeiro Postado em 18/Nov/2015 às 15:32

    Se vira esses 6 votos e cai o veto, aguenta os urubus da mídia tendo orgasmos múltiplos..."e maaaaaaaais uma derrota do desgoverno de Dilma, que segue isolada, sem ter comando sobre nada...Dilma tem que deixar a presidencia, porque ela de fato já não governa nada...".

    • Thiago Teixeira Postado em 18/Nov/2015 às 18:11

      Mesmo com esses 6 votos a menos, no JN dessa noite, o Ali Kamel vai aloprar da mesma forma!

    • Sandro Postado em 18/Nov/2015 às 18:34

      Como não governa nada? Aí esta uma vitória dela, cidadão.

  6. Veto de Dilma ao aumento do judiciário é mantido; confira os votos dos deputados | Além da Mídia Postado em 18/Nov/2015 às 15:50

    […] post Veto de Dilma ao aumento do judiciário é mantido; confira os votos dos deputados apareceu primeiro em Pragmatismo […]

  7. Erick Santos Postado em 18/Nov/2015 às 16:10

    Psol decepcionou... Esse Jean Willis nunca me enganou.

  8. Othon Postado em 18/Nov/2015 às 16:27

    Como é possível que um partido se intitule de "esquerda" e vote pela derrubada deste veto?

    • Orlando Postado em 19/Nov/2015 às 22:03

      Othon, o reajuste pleiteado se refere ao período de 2006 a 2015 em que os servidores do Poder Judiciário da União ficaram sem a revisão geral anual, de que fala o artigo 37, inciso X, da Constituição Federal. Na sua opinião corrigir uma inconstitucionalidade que dura NOVE ANOS é coisa de direita? Você considera coisa de "esquerda" justificar uma clara inconstitucionalidade com o argumento da crise? Você acha de esquerda ou de direita os banqueiros estarem, nesse momento de crise, auferindo os maiores lucros de toda a sua história... Devo te lembrar que nem no PT houve unanimidade na manutenção do veto!! Acho que você deveria rever alguns conceitos.

  9. Denisbaldo Postado em 18/Nov/2015 às 19:54

    Essa votação é uma clara demonstração que a direitalha perdeu sua maioria absoluta na Câmara. Passo a passo retomaremos a governabilidade retirada pelos GOLPISTAS IMUNDOS.

  10. Luis Guilherme Postado em 19/Nov/2015 às 08:03

    Sou de direita e sou a favor da manutenção do veto. Há algumas coisas que não são nem de esquerda nem de direita, só são certas ou erradas; aumentar salário de servidor público em época de crise com certeza está na segunda categoria. Muitos parlamentares podem ter votado a favor do veto não por fortalecimento da Dilma, mas por puro bom senso.

    • Orlando Postado em 19/Nov/2015 às 13:41

      Prezado Luis Guilherme, Posso até concordar com você na questão da crise e etc... Mas então temos que refazer a Constituição, porque ela garante revisão geral anual aos servidores públicos federais, em seu art. 37, inciso X, com ou sem crise. Negar reajuste previsto na Constituição é abrir precedente para a negativa de outras garantias constitucionais!! Aliás, Luis Guilherme, você tem tido data-base? Disiídio-coletivo? Ou qualquer outro tipo de proteção contra inflação? Se é trabalhador formal É CLARO QUE TEM!! É preciso cuidado com este tipo de análise. Você acha que o meu direito é de menor importância, por causa da crise, dane-se o meu direito... Dane-se a Constituição...

      • Daniel Martins Postado em 19/Nov/2015 às 13:57

        Curioso que minha mãe, servidora pública federal, ficou 8 anos sem um centavo sequer de aumento, reajuste, recomposição ou do que quiserem chamar... A diferença é que ela é do poder executivo. E lá, o então ocupante da cadeira não era muito fã deste tipo de reajuste. Mas aí, dane-se as garantias constitucionais e sei lá mais o que, né Orlando?

    • Orlando Postado em 19/Nov/2015 às 18:30

      Luiz Guilherme, não há bom senso em descumprir a constituição. Dê uma olhada no artigo 37, inciso X, que garante revisão geral anual aos servidores federais, lembrando que esta garantia está estendida a TODOS os trabalhadores formais por outros diplomas legais.

  11. Gustavo Postado em 19/Nov/2015 às 09:56

    Nao ha pq um tecnico judiciario receber mais q 3000 por mes. Nem mesmo pessoas c nivel superior recebem isso, principalmente nas areas de humanas e de educacao. Veta Dilma!

    • Orlando Postado em 19/Nov/2015 às 18:27

      Gustavo, entendo que, por frequentar este espaço e pelo tipo do seu comentário, você seja uma pessoa preocupada com o tema da distribuição de renda. Isso é bom, porque nos aproxima. Só discordo de você quando aponta como solução para uma maior justiça salarial pros trabalhadores o alinhamento por baixo. Seu discurso é típico de patrão e não de empregado. Se as pessoas não estão recebendo o que merecem, e eu concordo com você, não é congelando o salário de quem recebe um pouco mais que você vai resolver a situação. A verdadeira justiça salarial, a autêntica distribuição de renda virá através do reconhecimento da importância do trabalho e do trabalhador em face do capital. Todos merecemos ganhar bem. E nossa pirâmide social facilita... Poucos ganham MUITO... Aponte suas críticas para os grandes financistas e empresários gananciosos. Peça pra tirar dos bancos os lucros estratosféricos, ao invés de pedir pra tirar do meu salário congelado.

  12. Orlando Postado em 19/Nov/2015 às 10:07

    Antes de tudo, sou leitor assíduo do Pragmatismo e de outros veículos ditos alternativos, ou blogs sujos, como a direita gosta de referir. E essa é a parte "boa" da minha mensagem. "Boa" está entre aspas porque, supostamente, sendo leitor assíduo do Pragmatismo e blogs alternativos, irei produzir comentário insuspeito e texto compatível com as ideias de alguns dos leitores que me antecederam nestes comentários. A parte "ruim" é que sou servidor do Poder Judiciário da União. Não deveria colocar "ruim" entre aspas, mas o teor das mensagens anteriores me fez adotar esta cautela. Assim os leitores saberão de antemão quem escreve as linhas abaixo. Então, peço cuidado ao me rotularem. É triste ver comentários tão rasos em espaço tão nobre. Aqui não é seção de "Cartas de Leitores" de algum jornalão tipo Folha de São Paulo. Aqui é um espaço onde as pessoas, em geral, buscam e costumam encontrar informação diferenciada, sem o ranço do jornalismo parcial e partidário de direita que a mídia tradicional nos empurra goela abaixo. É preciso que lutemos pra não se transformar na antítese do outro, passando a ser um espaço de propagação do ranço jornalístico parcial e partidário de esquerda. Então é com enorme tristeza que constato a indigência intelectual de algumas manifestações que vi em comentários anteriores. Vi gente pondo em dúvida se o PSOL é, de fato, partido de esquerda! Qual a premissa para tal afirmação? O fato de a bancada do PSOL ter votado em peso contra o veto de Dilma? Então a verdadeira premissa é a de que Dilma personifica a esquerda?!?! Haverão de me responder que o PSDB também votou em peso contra o veto. Trivial: mesmo voto do PSOL, por motivos absolutamente diferentes. Senhores, está claro que muitos votaram tão somente para atrapalhar o governo do PT, sendo o PSDB o exemplo mais eloquente dessa afirmação.. Mas isso não deslegitima os muitos votos dados por partidos VERDEDEIRAMENTE de esquerda CONTRA o veto, como foi o caso do PSOL. Aliás, apenas como um dado apto a enriquecer o debate, a Constituição Federal, em seu artigo 37, inciso X, estabelece que todo servidor público Federal faz jus à revisão geral anual de vencimentos. Outros diplomas legais garantem a mesma proteção para TODOS os trabalhadores, sejam do setor público, sejam do privado. Você que escreve pra cá aprovando o veto da Presidenta Dilma sabe que ela está desobedecendo a Constituição quando nega recomposição salarial para a categoria dos servidores do Poder Judiciário da União e Ministério Público da União? Você sabe? E se sabe, aprova? Porque, caso aprove, seja lá qual for o seu motivo, pense que da próxima vez que a Constituição for desrespeitada o prejudicado pode ser você ou um filho seu. A nossa sociedade precisa deixar de lado as picuinhas político-partidárias para ter mais clareza em suas análises. Duvido que alguém aqui se lembre de quanto ganhava em 2006, porque, de lá pra cá, tiveram seus dissídios coletivos, suas datas-base, seus acordos salariais como forma de proteção contra a corrosão de seus salários. Nós, os servidores do Poder Judiciário da União e Ministério Público da União lembramos exatamente qual era o nosso salário em 2006: o mesmo de 2015! Então, faço um apelo aos leitores deste espaço plural, muito diferente dos Globo, Veja, Estadão e que tais, que façam comentários mais embasados. Vocês comentam de forma absolutamente igual aos seus colegas que escrevem para os jornalões, só que o radicalismo muda de lado. Pensem nisso com humildade. Faço, ainda, um outro apelo, este dirigido aos editores do nosso Pragmatismo Político, que se esforcem um pouco mais na tentativa de mostrar o outro lado da moeda, o lado das 120 mil famílias de servidores do Judiciário que representam o marisco nessa luta do rochedo contra o mar. Não sejam nem rochedo nem mar, contra os trabalhadores do Judiciário e do Ministério Público. Busquem a verdade com mais rigor a tragam as verdades para seus leitores. Alguns parlamentares verdadeiramente de esquerda tiveram a coragem de dizer estas verdades, de apresentar números estarrecedores na tribuna da sessão conjunta do Congresso. Vamos basear as discussões na verdade. E para os Petistas, a quem respeito, afinal sempre fui um de vocês, olhem aí em cima, na matéria do Pragmatismo, que nem o PT obteve unanimidade na manutenção do veto, mesmo ameaçando de expulsão quem não seguisse a orientação da bancada. Finalizo convidando a todos para uma olhada em http://fazendojustica.com.br/ para conhecer um pouco melhor a nossa luta. Saudações.

  13. Orlando Postado em 19/Nov/2015 às 17:59

    Daniel Martins, o fato de a sua mãe ter ficado oito anos sem reajuste invalida ou deslegitima a minha indignação? Eu não entendi o seu raciocínio. Ela foi vítima, eu sou vítima. Sua mãe, servidora pública federal, foi vítima do neoliberal FHC e eu sou vítima da neoliberal em que Dilma se transformou... Simples demais. E eu sei que você fala a verdade porque trabalhei de 1995 a 2000 na BR Distribuidora, como terceirizado, e posso confirmar. Os funcionários concursados ficaram oito anos chupando o dedo enquanto nós, os terceirizados, regidos por outro tipo de contrato de trabalho tínhamos reajustes anuais bem generosos. Você está me apontando o dedo, como se eu fosse seu inimigo, ou tivesse alguma culpa nos oito anos de congelamento de salários de sua mão, sob FHC. Isso é absurdo. Denuncio os dois, FHC e Dilma, mesmo reconhecendo que no período Lula/Dilma o Brasil andou pra frente e melhorou, razão pela qual votei em Lula e em Dilma. Por favor, não vejam inimigos a cada esquina. O nosso país precisa muito da reflexão de gente como você, como eu e como leitores que se dignam a frequentar um espaço como o Pragmatismo. Mas sem ódio e sem aquela visão da política que se assemelha à paixão clubística.