Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 24/Nov/2015 às 16:02
9
Comentários

“Mais do que uma banana para o Garota da Tijuca”

Cariocas convocam boicotes ao restaurante onde gerente ofereceu banana a entregadores negros em "homenagem" ao Dia da Consciência Negra. Estabelecimento emitiu nota em que afirma não compactuar com atitudes discriminatórias e informou que o funcionário está temporariamente suspenso

Racismo banana garota da tijuca

Cariocas criaram dois eventos no Facebook, convocando para boicotes ao restaurante Garota da Tijuca, no bairro do mesmo nome, na Zona Norte do Rio. Na última sexta-feira, o gerente do estabelecimento, Ascendino Correa Leal, de 68 anos, foi preso, acusado de ter oferecido bananas a entregadores negros.

Segundo testemunhas, o acusado teria dito ainda que as frutas eram uma homenagem ao Dia da Consciência Negra.

Um eventos, chamado de Mais do que uma BANANA para o GAROTA DA TIJUCA | BOICOTE, está marcado para o dia 5 de dezembro, e já tinha 1,7 mil pessoas confirmadas até o início da noite desta terça-feira. O outro, Racismo indigesto: Bociote o Bar racista Garota da Tijuca, já tinha 198 confirmações.

Na sexta-feira, após o episódio, um dos entregadores sentiu-se ofendido e acionou a Polícia Militar. O caso foi registrado na 19ª DP (Tijuca), e o gerente, preso em flagrante. Em depoimento, o gerente afirmou que deu as bananas em tom de brincadeira. Ele pagou R$ 800 de fiança e responderá em liberdade. O gerente poderá pegar pena de um a três anos de reclusão.

Em seu perfil no Facebook, o restaurante emitiu uma nota, na qual afirma que “não compactua com qualquer atitude discriminatória por parte de seus funcionários e que está averiguando e colaborando com as investigações a fim de esclarecer os fatos noticiados nas redes sociais na última sexta-feira”. O texto informa ainda que o funcionário ficará suspenso durante todo o período de investigação. Lei abaixo a íntegra da nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Restaurante Garota Da Tijuca LTDA, vem, através desta, esclarecer que não compactua com qualquer atitude discriminatória por parte de seus funcionários e que está averiguando e colaborando com as investigações a fim de esclarecer os fatos noticiados nas redes sociais na última sexta-feira.

Informamos também que, o estabelecimento, de imediato, tomou as medidas cabíveis quanto ao funcionário que se encontra suspenso de suas funções durante todo o período de investigações.

O restaurante Garota da Tijuca tem mais de 30 anos de tradição atendendo com qualidade e dedicação seus clientes, independente de crenças, religiões ou raças, não guardando qualquer relação com atitudes discriminatórias e a atividade comercial explorada, onde prima pelo respeito e bom atendimento aos seus clientes.

Mais uma vez repudiamos com veemência qualquer ato discriminatório contra funcionários, fornecedores ou clientes, e que , constatada a irregularidade iremos agir com o rigor que a lei nos permite. E finalmente, lamentamos pelo ocorrido, informamos que estamos à disposição para dirimir quaisquer dúvida.

A Direção GAROTA DA TIJUCA

Carolina Heringer, Extra

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 24/Nov/2015 às 18:23

    "temporariamente suspenso"...isso quer dizer q logo mais, qdo a poeira baixar e a mídia esquecer o caso, ele volta pro trabalho. ridículo! excelente iniciativa, esse estabelecimento tem q sofrer boicote mesmo! 100% apoiado!

    • Guilherme Postado em 24/Nov/2015 às 22:30

      Rs... é triste, e as pessoas ainda tem a cara de pau de dizer que nao existe racismo? costumo dizer pra essas pessoas que esses problemas sao como certas pedras na beira do rio, por cima branquinhas, mas basta vira-las que voce acha vermes de arrepiar.

  2. Thiago Teixeira Postado em 24/Nov/2015 às 18:49

    Repudia atos discriminatórios ... mas emprega racistas. Qual a diferença Sr.ª Heringer (sobrenome senegalês pelo visto)?

    • eu daqui Postado em 25/Nov/2015 às 11:10

      Mas quem não enpregar racistas vai empregar o que? Animais ou arvores?

  3. João Paulo Postado em 25/Nov/2015 às 04:16

    Tenho dúvidas se boicotes ao restaurante é algo razoável. Há notícia mais recente informando que o gerente foi demitido e o restaurante será certamente acionado na esfera judicial para indenizar os entregadores. No entanto, não é possível dizermos que os sócios do restaurante compactuam com a atitude do gerente e que o mesmo deve ser boicotado. Espero que o restaurante não tenha aplicado pena de suspensão, e sim mero afastamento. Se assim for, a princípio, nem por justa causa o sujeito poderá ser dispensado.

    • Thiago Teixeira Postado em 25/Nov/2015 às 18:19

      Está se sentindo lesado pela punição do racista? És advogado? Liga lá no restaurante e advogue para eles voluntariamente. A Elite Branca é uma fofura de unida.

      • João Paulo Postado em 25/Nov/2015 às 22:55

        Vou te perdoar, porque o ensino público do país é um lixo e dele surge um exército de analfabetos funcionais como você. Mas vai aprender a interpretar um texto antes de pagar de "truculento".

      • eu daqui Postado em 26/Nov/2015 às 11:32

        É nisso que dá cota em vez de ral investimento na educação...........

    • Bruna Postado em 26/Nov/2015 às 12:38

      Boicote da certo sim! Assim como devemos boicotar marcas que utilizam ainda o trabalho escravo. O problema de tudo é que as pessoas não tem a mínima noção de como o coletivo é potencializador na luta por um mundo melhor. O cara mandou MUITO mal, foi desumano o que fez com os rapazes, mas ele é apenas um fruto dessa sociedade racista, classista e heterossexista que estamos imersos.