Redação Pragmatismo
Compartilhar
Contra o Preconceito 11/Nov/2015 às 19:11
11
Comentários

Cliente é xingada por dono de lanchonete famosa após reclamar de machismo

Dono de famosa rede de hot dogs chama cliente de "putinha de quinta" e "sapatão do c*" após estabelecimento ser criticado na internet. Depois de toda a polêmica, uma das páginas da lanchonete no Facebook foi tirada do ar

machismo dog haus lanchonete

Na semana passada, a jornalista Leka Peres foi ao The Dog Haüs e fez um post no Facebook expondo que gostou do que comeu, mas não do que viu. O que a deixou incomodada foi um par de placas com piadas que envolviam mulheres.

“O The Dog Haus tem o melhor hot dog de São Paulo e o atendimento é incrível. Mas eles acham que machismo é piada, apesar de que quando estive lá mais da metade das pessoas eram mulheres, muito triste. Vocês podem ser melhor que isso, por enquanto perderam uma cliente”, escreveu a moça.

O post é acompanhado de fotos de duas placas da loja. Uma delas dizia, em inglês: “Rapazes: sem camiseta, sem serviço; Moças: sem camiseta, bebida de graça”. Na outra, uma tabela de preços com respostas em caso do estabelecimento receber ligações de esposa ou namorada (imagem acima).

Depois da manifestação de Leka, a The Dog Haüs postou a seguinte mensagem em sua página oficial do Facebook: “Caramba Qt gente infeliz nesse mundo, isso é decoração bando de babaca , aqui repaeotos a todos, ficou ofendido??? Come HotDog em outro pico”.

machismo lanchonete dog haus

Seguiu-se, a partir daí, uma enxurrada de críticas – e até uma ou outra defesa – ao posicionamento da lanchonete.

Leka voltou ao Facebook e publicou o comentário da lanchonete. “Semana passada fiz um post sobre duas placas da decoração do The Dog Haus falando como eram machistas. Em nenhum momento faltei com respeito, apesar de me sentir super desrespeitada. (…) Quando você sofre assédio diário e isso se torna piada é claro que você ficará infeliz”, escreveu a jornalista.

“Desculpas” e mais xingamentos

Após ter sua avaliação no Facebook rebaixada de 4,8 para 1,5, a lanchonete disse que tudo não passou de um mal entendido. Falou que tirou as placas.

Em nota, a The Dog Haüs afirmou: “a resposta dada à crítica da cliente não corresponde com o posicionamento da empresa. Estamos tomando as devidas providencias internas em relação ao ocorrido, para que tais fatos não ocorram novamente”.

Um dos donos da lanchonete, no entanto, voltou a xingar a jornalista. Em troca de mensagens com ela, ele chegou a chamá-la de “putinha de quinta” e de “sapatão do caralho” (ver aqui).

Depois de toda a polêmica, uma das páginas da The Dog Häus no Facebook foi retirada do ar. A outra ainda segue.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Jose Antonio Postado em 11/Nov/2015 às 19:58

    Em tempo de rede social, aqui se faz, aqui se paga, rs

  2. Davi Postado em 12/Nov/2015 às 04:47

    Mas é burro! Tem gente que está na idade médio mesmo! Até em termos de negócios.

  3. Thiago Teixeira Postado em 12/Nov/2015 às 07:24

    Outro eleitor do Aécio.

    • Denisbaldo Postado em 12/Nov/2015 às 21:27

      Eles se entregam fácil...hehehe

  4. jairo Postado em 12/Nov/2015 às 08:13

    A resposta oficial da empresa parece coisa de rico dizendo. "N tenho nada contra pobre nem contra negro, inclusive aqui em casa meu jardineiro e as babás sao negras "

  5. Marlos Postado em 12/Nov/2015 às 09:42

    Tentou manobrar quando viu que deu merda, otários. Minha mulher queria ir comer aí e eu, como detesto essas lanchonetes cool, estava resistente, bom que agora não vou mais precisar ir.

  6. eu daqui Postado em 12/Nov/2015 às 10:27

    Isso é no que dá comer hot dog em vez de salada.....

  7. Cecimila Calc Postado em 12/Nov/2015 às 10:53

    Adoro os comentários por aqui!! Jairo e José Antonio mandaram bem.

  8. Anibal Postado em 12/Nov/2015 às 12:16

    Bastaria não ter respondido nada à cliente, pois num assunto destes nenhuma resposta seria satisfatória: todas gerariam polêmicas. Isso é falta de conhecimento sobre como interagir com o público.

    • João Paulo Postado em 12/Nov/2015 às 13:50

      Concordo.

  9. George Postado em 12/Nov/2015 às 13:40

    não se pode questionar mais nada no Brasil, mesmo sendo uma mensagem ou imagem machista, aí vem sempre o autor da mensagem com o mimimi de sempre. Tá fácil...