Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 26/Nov/2015 às 11:16
25
Comentários

“37 papéis, 25 empregadas/escravas, 5 dançarinas, 7 não estereotipadas”

Depois de interpretar 25 empregadas domésticas, Solange Couto denuncia racismo. A atriz utilizou a campanha “Senti na Pele”, que reúne relatos de preconceito no mês da Consciência Negra, para criticar a discriminação e os estereótipos que se perpetuam na teledramaturgia brasileira

racismo empregadas Solange Couto

Revista Fórum

Há mais de 30 anos na TV, a atriz Solange Couto, de 59 anos, já interpretou uma série de personagens. A carreira de sucesso da atriz, no entanto, esbarra em uma questão estrutural do país que é ainda mais perpetuada com a influência das telenovelas: os estereótipos de classe social e o racismo.

Dos 37 papéis que interpretou em novelas e mini-séries, 25 deles deram vida a empregadas domésticas ou escravas. O número foi divulgado pela própria atriz em uma foto publicada pela campanha “Senti na Pele”, que reúne relatos de racismo e preconceito no mês da Consciência Negra.

“37 papéis, 25 negras/escravas, 5 dançarinas, 7 não estereotipadas”, escreveu no cartaz em que posou para a foto do ator Ernesto Xavier, um dos idealizadores da campanha.

Em entrevista a Xavier, Solange disse que, apesar do racismo, interpretou suas personagens “magistralmente bem”, mas que nunca tinha parado para analisar os números.

“Eu não tinha percebido que só cinco de trinta e sete personagens eram pessoas médio ou bem posicionadas no mundo. Só essas 5 teriam de verdade o seu lugar no mundo? Uma posição bem vista, que poderia comprar uma joia ou aquele vestido? É triste”, disse.

Confira mais fotos e relatos de racismo na página do Facebook do “Senti na Pele”.

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 26/Nov/2015 às 13:42

    Ela é uma vingancista, uma afro-nazista. Não existe racismo no Brasil, é tudo mimimi da esquerda. Esse vitimismo afro-coitadista...

    • Vinicius Freitas Postado em 26/Nov/2015 às 15:33

      Parabéns, você provou que realmente existem pessoas que literalmente comem merda nesse mundo.

    • Ana Luiza Postado em 26/Nov/2015 às 15:43

      Olá, Thiago! Tenho uma dúvida quanto ao embasamento que você utilizou para argumentar sobre esse suposto "vitimismo". Você vive no Brasil? Se sim, lamento dizer, mas és, nada mais nada menos, mais um cidadão cego, aquele que só enxerga o que lhe convém. Se informe melhor, meu caro. A internet tá aí pra isso. Abraços!

    • wilson vieira Postado em 26/Nov/2015 às 15:48

      fala oque você quer dizer de verdade! garotinho

    • Thay Postado em 26/Nov/2015 às 15:51

      Sai da tua bolha e vá viver. Beijos

    • Vinícius Souza Postado em 26/Nov/2015 às 16:41

      Afro-nazista? Cala a boca, vai estudar e para de falar merda....

      • Thiago Teixeira Postado em 27/Nov/2015 às 11:58

        Quem precisa estudar figuras de linguagem é o senhor. Quer dicas? www.figurasdelinguagem.com/ironia

    • Zurc Postado em 26/Nov/2015 às 16:51

      Thiago Teixeira você caga pela boca. Fala português e muitas merdas. Para com essa porra de esquerda e direita e comece a pensar com a cabeça (sim, a gente pensa com ela, procura fazer um teste, leia um livro de história e não de estória). Falou...

    • Chaveiro sincero Postado em 26/Nov/2015 às 17:01

      Olha um branco do alto da sua branquitude falando merda. Querido, racismo não é opiniao, é vivencia.

    • poliana Postado em 26/Nov/2015 às 18:24

      O THIAGO FOI IRÔNICO, MINHA GENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Randy Postado em 26/Nov/2015 às 19:10

      Nazista e RACISTA é o sr.!

    • Randy Postado em 26/Nov/2015 às 19:11

      Aposto que o Sr. é um branco recalcado se fazendo de vítima para continuar oprimindo...

    • Adriano Postado em 27/Nov/2015 às 00:41

      Cara, você poderia me apontar o que foi que você analisou pra afirmar "não existe racismo no Brasil"?

    • Jonas Schlesinger Postado em 27/Nov/2015 às 02:04

      Povo burro. Não sabem que o comentário desse Thiago Teixeira é pura ironia? Aprendam a interpretar textos antes de passarem vergonha num site como este.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 27/Nov/2015 às 10:52

      Oh pai....quanta dificuldade com ironias.....

      • Thiago Teixeira Postado em 27/Nov/2015 às 11:59

        Mataram ou esqueceram aquela aula chata de gramática. Assinaram a lista, colocaram o nome no trabalhinho da classe e correram pra sorveteria!

      • Leonay Postado em 27/Nov/2015 às 17:51

        A interpretação de textos da maioria é sofrível, não conseguem identificar figuras de linguagem simples, pqp.

  2. jefferson barbosa Postado em 26/Nov/2015 às 15:50

    Boa parte destes papéis ela interpretou na Globo, para onde ela voltou.

  3. Thiago Henrik Postado em 26/Nov/2015 às 15:58

    "25 negras/escravas" - Corrige o texto aí, tá parecendo que o jornalista que escreveu a matéria acha que doméstica e negra é a mesma coisa.

  4. Rosinha Postado em 26/Nov/2015 às 16:34

    Eu sei que ela participava de um programa na rádio tupi. Ela é uma senhora muito maldosa, cheia de comentários preconceituosos, não me passa que é uma pessoas de caráter. Aliás é bem convencida por ser bonitinha. Eu sei porque eu ouvia o programa e ela é uma criatura desagradável. Ok protestar. Mas vindo dela. Acho estranho.

    • Trajano Postado em 26/Nov/2015 às 21:00

      Já eu acho estranho alguém querer desmerecer um protesto contra o racismo por causa do que escutou em programa da rádio tupi. Mais estranho ainda é sugerir que a Solange Couto é maldosa, preconceituosa, mau caráter, convencida, desagradável, para, no final, “vindo dela acho estranho”. O que foi falado por ela de tão terrível na tupi? Vai saber, fonte difícil de consultar e confirmar... Mas o que você comentou, Rosinha, é esquisitíssimo. O assunto é racismo: uma atriz apresenta dados do seu trabalho de décadas para, ao 59 anos, constatar que seu campo profissional em teledramaturgia apenas a possibilitou 7 personagens não-estereotipados, frente a 25 empregadas/escravas, ao passo que, aqui, a única coisa que você se propôs a fazer é despejar uma série de insultos à autora do protesto em seu estranhamento particular como ouvinte de rádio. Rosinha, Ok comentar, mas vindo de você acho estranho.

  5. Hellen Postado em 26/Nov/2015 às 16:43

    Chorume em forma de comentário, a gente vê por aqui!

  6. Murilo Arcanjo Postado em 26/Nov/2015 às 17:44

    "...25 negras/escravas..." O certo não seria 25 empregadas/escravas? Segundo a imagem da própria atriz.

  7. Denisbaldo Postado em 26/Nov/2015 às 19:25

    Nossa, "mulatas do sargenteli" é muito das antigas! Hahaha!

  8. Trajano Postado em 26/Nov/2015 às 21:31

    Ué? A única pessoa aqui que renega as origens é você, Pereira/Xonga! Foi da esquerda, comunista e eleitor do Lula. Agora é... Você é o que mesmo!? Atualmente antiesquerda, anticomunista e antipetista. Encarna um estereótipo e fica dando pinta por aí. Pereira, quem não te conhece que te compre.