Redação Pragmatismo
Compartilhar
Preconceito social 08/Oct/2015 às 18:53
50
Comentários

Faxineira é presa pela Polícia Federal por comer chocolate sem pedir

Agostinho Cascardo, delegado da PF, prende faxineira que comeu chocolate que estava em sua mesa. Em entrevista, a mulher disse que não imaginou que o delegado fizesse tanta questão por um bombom. Internautas indignados (e bem humorados) iniciaram campanha para arrecadar chocolates ao delegado. A campanha ficou conhecida como Operação Sonho de Valsa

delegado faxineira chocolate
O delegado da PF Agostinho Cascardo (foto) prendeu uma faxineira por causa de um chocolate

A faxineira E.R.S., de 32 anos, foi detida pela Polícia Federal de Roraima acusada do furto qualificado de um chocolate que estava na mesa do delegado-corregedor Agostinho Cascardo. Ela retirou o bombom de uma caixa e comeu. Após sentir a falta do produto, o delegado analisou as câmeras de segurança da sala e a fez pegar a embalagem do chocolate na lata do lixo, para servir como “prova do crime”.

A acusada trabalhava para uma empresa terceirizada que presta serviço à Polícia Federal e foi demitida por justa causa por “quebra de confiança”. O caso aconteceu na quinta-feira (30), mas só foi divulgado nesta terça (6), ganhando de imediato repercussão em redes sociais. Os internautas de Roraima iniciaram uma campanha para arrecadar chocolates e doar ao delegado. A campanha ficou conhecida como Operação Sonho de Valsa.

Em entrevista a veículos de comunicação de Roraima, a faxineira, que tem quatro filhos menores de idade, admitiu ter comido o chocolate, mas disse que não imaginou que o delegado fizesse tanta questão de apenas um dos bombons.

Ela prestou depoimento por quase uma hora e assinou a “notícia-crime” se dizendo constrangida e envergonhada. Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Federal, o caso foi encaminhado para Brasília e a instituição não vai se posicionar sobre o assunto. Ainda conforme a assessoria, não houve prisão em flagrante e foi pedido arquivamento do caso ao Ministério Público Federal pelo “valor irrisório” do crime. A comunicação da PF confirmou que foi feita uma notícia-crime e que a demissão da mulher aconteceu por justa causa.

O Ministério Público Federal em Roraima ainda não recebeu os autos do procedimento e disse que “tão logo tome conhecimento formal dos fatos, analisará o caso em todos os seus aspectos”. Em nota, a Diretoria Regional da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal em Roraima (ADPF-RR) negou que tivesse sido instaurado inquérito policial ou que tivesse sido feito autuação de flagrante ou de qualquer procedimento investigatório de natureza criminal.

“Na ocasião, simplesmente se observou os protocolos e as normas internas do Departamento de Polícia Federal ao promover o registro de ocorrência, cujo conhecimento foi dado à empresa prestadora de serviços terceirizados contratada pela Superintendência Regional no Estado”.

Agência Estado

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. José Martins Postado em 08/Oct/2015 às 19:10

    Mas, o deputado presidente da Câmara Eduardo Cunha, o senador José Agripropina Maia, o Cunha Lima, entre tantos outros, estão soltos.

    • Roberto Postado em 08/Oct/2015 às 20:01

      Amigo a competência do nosso amigo delegado não é para cuidar dessas coisas sem importância mas para prender os comedores de chocolate que estão destruindo esse país...

      • Helena/S.André SP Postado em 09/Oct/2015 às 12:15

        Boa Roberto!

      • soda cáustica Postado em 09/Oct/2015 às 15:10

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk . Genial, Roberto !

      • Rogerio Postado em 11/Oct/2015 às 00:16

        Não achei genial. O que o José Martins disse procede. Ladrãozinho de colarinho branco fica solto. Pq tem dindim. Uma empregada é vista comigo frágil, então o valente delegado resolve fu... ela pra se exibir pro superior. Como se não tivesse traficante pra prender. O povo paga imposto até pra um chiclete que compra no mercado. É o povo quer entre outras coisas segurança pública. Cabe aos servidores públicos terem vergonha em suas caras e honrar seus salários pagos pelo povo com atitudes sérias. Quer fase gracinha? Vamos ver se tem lugar pra gracinha na corregedoria? Vamos?

    • Grace Diniz Postado em 08/Oct/2015 às 20:10

      Pois não é? Dá pra entender?

    • Leticia Postado em 09/Oct/2015 às 03:05

      Pois e da pra entender ?

    • Leonardo Postado em 09/Oct/2015 às 07:43

      Parece que alguns bombons são mais importantes do que milhões que são roubados pelos políticos.

  2. Douglas Fernandes Kitagaw Postado em 08/Oct/2015 às 19:23

    450 kg de pasta de cocaína em flagrante e ñ prendem ninguém.. por causa de um bombom o delegado faz o maior auê. Como vou explicar o que ée justiça a minha neta?

    • Antonio Castro Postado em 09/Oct/2015 às 14:35

      Epa!!! Prendeu ninguém não, no caso da cocaína quem vai ser preso é o delegado. Cê sabe quem é o dono e os sócios da cocaína? É do aspirador de pó mor!! rsrsr

  3. Tsukihime Postado em 08/Oct/2015 às 19:30

    Vamos aderir a campanha do Sonho de valsa..Que delegado, acho que ele nao tem alma..so POde..

  4. Fátima Godinho Postado em 08/Oct/2015 às 19:55

    Isso não seria abuso de poder ? Esse infeliz desse delegado usou uma bazuca pra matar uma formiga. COVARDE !!!!!

  5. Cristina Rizzini Postado em 08/Oct/2015 às 19:57

    Parei de seguir esse blog que desceu ao nível da Veja! A mulher não foi presa, sensacionalistas...

    • João Paulo Postado em 08/Oct/2015 às 20:15

      Põe sensacionalismo nisso. O próprio texto contradiz o título. Ela não foi presa e também não foi demitida por justa causa. As câmeras foram instaladas na sala do Delegado, porque outras coisas já haviam desaparecido. Outros meios de comunicação informaram que a supervisora da faxineira saiu em sua defesa e apenas trocou seu posto de trabalho.

    • Lu Freitas Postado em 08/Oct/2015 às 21:03

      Ela foi detida, prestou depoimento mas como nao foi flagrante, ja que ele foi atras das cameras de seguranca, ela nao ficou na cadeia... No momento em que ela foi detida e a empresa responsavel comunicada, ela foi demitida sim... obvio... eh terceirizada... Pode ser q tenham mudado no decorrer dos acontecimentos, mas na hora ela foi demitida sim!

    • olivires Postado em 10/Oct/2015 às 21:38

      pois é, coisa corriqueira delegado federal abrir inquérito para investigar o sumiço de um delicioso bombom. o próximo caso de nosso sherlock holmes amazônico será desvendar o rapto das cebolinhas. fontes anônimas indicam que a suspeita é uma senhora chamada maria clara machado.

  6. Lidat Postado em 08/Oct/2015 às 20:31

    Esse tipo de notícia tem que ser dado sim...onde já se viu prender alguém por um bombom?... Só pq é faxineira pq se fosse um colega com certeza não faria isso. Uma.boa conversa resolveria muito mais. A pobre mulher foi demitida por justa causa... Vão prender aqueles ladrões que estão no Congresso nacional.

  7. poliana Postado em 08/Oct/2015 às 20:37

    Internautas indignados (e bem humorados) iniciaram campanha para arrecadar chocolates ao delegado. A campanha ficou conhecida como Operação Sonho de Valsa............................desculpa, gente, n deveria rir, mas n me contive: operação sonho de valsa! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  8. edivaldo Postado em 08/Oct/2015 às 20:57

    ....parece q estamos ainda no século 19 na época da segregação racial

  9. Rozana da Silva Postado em 08/Oct/2015 às 21:08

    Gente que homem é esse , um chocolate , meu Deus tenho pena da mãe dele ... Como pode um chocolate se quiser eu mando uma barra de chocolate , soltem a mulher que loucura , e cade o povo dos direitos humanos e da OAB que não reage em defesa dessa mulher ...

  10. Graça Brasil Postado em 08/Oct/2015 às 21:45

    Ela errou porque não devia pegar nada sem pedir. Porém, a CLT prevê punições para pequenos delitos. Mas tanto faz pegar um chocolate como um notebook. As pessoas precisam aprender a respeitar as coisas dos outros. É preciso dar mais valor às regras, porque é dos pequenos que se faz os grandes.

    • poliana Postado em 09/Oct/2015 às 13:56

      foi um CHOCOLATE, moça...um chocolate!!!!!!!! pelo perfil do delegado, vc acha q no dia adia, ele costuma dirigir a palavra à uma faxineira? qto mais oferecê-la um chocolate! menos viu..bem menos..foi apenas um chocolate, caramba.

  11. CGomes Postado em 08/Oct/2015 às 22:05

    Serei malhada, mas meus pais me ensinaram o seguinte: não é seu, então não pegue. não importa se é um bombom ou outro que o valha...

  12. BRUNNO MARXX Postado em 08/Oct/2015 às 22:40

    Esse delegado é uma fera prendeu uma senhora por que ela comeu um bombom será que mandou ela colocar a mão na cabeça,mandou deitar no chão,colocou droga na bolsa dela...porque esse é o modo operante dos covardes....quero ver subir o morro sentir a bala de fuzil cantar no ouvido... DELEGADO CHEGANDO EM CASA: filho hoje o papai fez um prisão importante,prendi a empregada que comeu um dos meus bombom

  13. Ana Postado em 08/Oct/2015 às 23:20

    esse delegado deve estar cheio de serviço. né?

  14. Paulo Postado em 08/Oct/2015 às 23:27

    E o princípio da insignificância ele não conhece.

  15. michele Postado em 08/Oct/2015 às 23:30

    Pelo amor de deus presa por um bombom tantos politicos roubando na cara de pau e nao vao preso vai se fera bando de ladrao dilma roba na cara lissa

  16. Yago Postado em 09/Oct/2015 às 00:42

    Isso se chama Abuso de Poder. Só isso, nada mais além disso. Ela deveria encontrar um advogado, para processar o Delegado por Abuso de Poder, danos morais e humilhação. Ela pode não estar certa em pegar sem pedir, mas, ser presa por causa disso? Senhor Delegado, o senhor não tem coisa mais importante pra fazer? O senhor não tem vergonha na cara? Minha mãe é faxineira, e acredito que se a mãe do senhor também fosse, teria pensado mil vezes antes na humilhação que fez essa senhora passar, não?

  17. Ana Maria Postado em 09/Oct/2015 às 01:02

    Pois é...mas ela furtou o chocolate para comer. O chocolate não era dela. Assisti hj uma reportagem falando justamente sobre isto. Se vc vai a um restaurante e deixa o manobrista dirigir o seu carro e ele se "apodera" das moedas que estão ali...isto é furto! Infelizmente os brasileiros são assim...Dizem: ah, mas é só um chocolate...é só umas moedinhas...MAS, É FURTO! Se não é seu não mexa! Infelizmente a nossa educação é muito ruim!..Se sou capaz de furtar um chocolate , também serei capaz de furtar ou roubar muito mais!

    • Roberta Postado em 09/Oct/2015 às 02:51

      Concordo! Além disso, quem garante que não eram provas de algum crime? Quem disse que estavam ali para serem comidos? Será mesmo que foi demitida por justa causa por um bombom?

    • Altair Silva Postado em 09/Oct/2015 às 05:27

      E verdade. Não. É. Pelo valor do objeto. Mas pelo fato de pegar algo que não lhe pertencia. E assim que começa. A corrupção. De grão. Em grão. Queria pedia.. Agora ela vai aprender. Eu espero.

    • Denisbaldo Postado em 09/Oct/2015 às 09:13

      Você já ouviu falar no princípio da insignificância? Pois aprenda então: o princípio da insignificância tem o sentido de excluir ou de afastar a própria tipicidade penal, ou seja, não considera o ato praticado como um crime, por isso, sua aplicação resulta na absolvição do réu e não apenas na diminuição e substituição da pena ou não sua não aplicação. Para ser utilizado, faz-se necessária a presença de certos requisitos, tais como: (a) a mínima ofensividade da conduta do agente, (b) a nenhuma periculosidade social da ação, (c) o reduzidíssimo grau de reprovabilidade do comportamento e (d) a inexpressividade da lesão jurídica provocada (exemplo: o furto de algo de baixo valor). Sua aplicação decorre no sentido de que o direito penal não se deve ocupar de condutas que produzam resultado cujo desvalor - por não importar em lesão significativa a bens jurídicos relevantes - não represente, por isso mesmo, prejuízo importante, seja ao titular do bem jurídico tutelado, seja à integridade da própria ordem social.

      • poliana Postado em 09/Oct/2015 às 14:00

        obrigada, denisbaldo. fiz um pequeno post só lembrando a ela acercado princípio da insignificância, antes de ler o seu. essas coisas me desanima viu..sério mesmo. comparar o ato de comer um chocolate encontrado no local de trabalho (sabe-se lá pq. será q a faxineira n estava morrendo de fome e n tinha lanche nem um centavo pra comprar um?) com um ato de corrupção, é um tanto qto desumano. mas acorda sempre arrebenta do lado mais fraco, né??? q mentalidade mais egoísta e cruel.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 09/Oct/2015 às 10:50

      VERGONHA TOTAL dos 3 defensores do vagabundo....ela pegou um bombom pra comer....UMA PORRA DE UM BOMBOM PRA COMER!! Olha, é lamentável...as voltas que dão pra pseudo-argumentar, pra disfarçar que estão do lado do opressor, do que tem dinheiro e poder, do que acha que tudo pode mesmo que isso lhe custe humanidade, alguem que acha que não deve perder a oportunidade de "ensinar uma coisa pra essa faxineira ousada e aproveitadora", e acham bonito uma trabalhadora brasileira sendo humilhada e moralmente estuprada, achincalhada por alguém cujo ego não se mede...deviam estar se prontificando a enviar 1 sonho de valsa pra casa desse muquirana, mendigo safado, mas optam por apoiar aquele que estala o chicote...são uns brasileiros de merda...

    • poliana Postado em 09/Oct/2015 às 13:57

      furto de chocolate???!!! cara, vc já ouviu falar do princípio da insignificância, tb chamado de bagatela?! e do princípio da dignidade da pessoa humana??!!! meu deus....certas mentalidades me tiram a vontade de viver...

  18. Ivonildo Cezar Postado em 09/Oct/2015 às 01:09

    O Inquérito Policial foi arquivado, mas o caso foi classificado pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), seccional Roraima, como "abuso de poder". O presidente da OAB-RR, Jorge Fraxe, analisou que a autuação da faxineira foi "desproporcional", já que o ato não feriu o patrimônio de ninguém e, dessa forma, não pode ser considerado crime. O advogado afirmou que o ato cometido por ela pode ser enquadrado como "desvio de conduta leve" e não haveria a necessidade de ter aberto um inquérito policial sobre o caso. Ele orientou a faxineira a registrar o ocorrido na Comissão de Direitos Humanos da OAB-RR para o caso ser analisado. A faxineira ainda não decidiu se contratará um advogado para se defender ou buscar reparação. A OAB local, por sua vez, informou que vai analisar queixa na Comissão de Direitos Humanos, se ela for registrada.

  19. Lucia Santos Postado em 09/Oct/2015 às 02:07

    Mas sério que tem gente que ainda defende a "ação" desse delegado sinhozinho de engenho? Isso só reflete o perfil extremamente elitista da justiça brasileira.

  20. sidney Postado em 09/Oct/2015 às 02:36

    um chocolate contra 15 milhões de Cunha. E estão acunhando no povo brasileiro todinho. AII!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk è muita viadagem mesmo.

  21. elaine Postado em 09/Oct/2015 às 03:16

    BABACA- será que vai me prender por descato tbm?

  22. Thiago Teixeira Postado em 09/Oct/2015 às 06:51

    Já que nosso digníssimo delegado segue a lei com rigor, o que faz itens alimentícios no local de trabalho?

  23. Lou Montes Postado em 09/Oct/2015 às 08:29

    Chega a ser hilário. Tanto barulho por causa de um bombom. Eita delegado mesquinho.

  24. Nanopuntouy Postado em 09/Oct/2015 às 09:02

    Culpa da faxineira, se ela ao invés de roubar um bombom tivesse roubado trilhões de bombons agora poderia ser, por exemplo, presidente da câmara de deputados....

  25. George Postado em 09/Oct/2015 às 11:27

    falar o quê? País cada dia mais patético por não ter reformas nos devidos lugares: executivo. legislativo e JUDICIÁRIO. Perguntem se a mídia oligárquica questiona esse modus operandi preconceituoso e defensor de status quo de gente envolvida em bandidagem colarinho-branco? Lógico que não, 'o helicóptero do pó' é só um micro-exemplo disso

  26. Suely Postado em 09/Oct/2015 às 13:04

    Não dá para acreditar...E tem gente,apoiando o delegado:"QUEM ROUBA UM BOMBOM,È CAPAZ DE ROUBAR MILHÕES DE DOLARES E POR NA SUIÇA"!!!FAÇA-ME O FAVOR...Que esse delegado se envergonhe ,pro resto da vida...

  27. luiggi Postado em 09/Oct/2015 às 13:21

    Mas como tem gente que integra o time da justiça, da polícia, da indignação e até da fome seletivas! Tanta indignação pelo fato de uma MULHER POBRE ter comido um bombom! Vão se catar, bando de pulguentos! O fato em si é irrelevante tanto social quanto judicialmente. O que é notório, aqui, é a demonstração desproporcional da reação do "doutô" delegado frente à ausência de um bombom, coisa típica de gentalha hipócrita, sem berço nem educação, que por obra de um malfadado diploma chega a um cargo público e se acha o próprio Deus com poder de decisão sobre a vida e o destino de outras pessoas. Não adianta, "doutorzinho", sua cara e suas atitudes não negam suas origens - que por sinal devem ser a mesmas desta pobre criatura perseguida por conta de um chocolate - e sempre estarão lá para lembrá-lo de que nem todo estudo do mundo foi capaz de tirar de si esse complexo de inferioridade e vira-latice que tanto assola boa parte dos Brasileiros.

  28. soda cáustica Postado em 09/Oct/2015 às 14:55

    Infelizmente a boa intenção do PT de fazer muitos concursos públicos, fez com que o poder econômico, e não gente comum, tomasse conta do MP, PF e etc... É gente com vocação tirânica porque essa é a origem familiar. Do tipo que mandava açoitar os escravos que "furtavam" alimentos da natureza, dentro da propriedade rural.

    • luis Postado em 14/Oct/2015 às 10:46

      Falou o jovem trabalhador, pacífico e "do bem". Você não pode ser contrariado que já quer partir pra agressão física e quer julgar o moral dos caras do ministério público? Se acontecesse com voc~e, teria mandado fuzilar a moça, seu Che Guevara Tupiniquim!

  29. Sandro M Postado em 09/Oct/2015 às 15:35

    Acho exagerado a forma em que foi tratado o caso, acho que o delegado poderia ter resolvido isso sem a necessidade de se expor ao ridículo, talvez repreendendo a autora do "delito". Mas quem de vocês gosta de deixar algo em sua mesa no trabalho e alguem vir lá e comer sem pedir?? Eu fico louco com isso... mas nunca prestaria queixa na policia!

  30. Wanderson Postado em 11/Oct/2015 às 23:13

    Fico pensando aqui comigo...Esse delegado ou não tem nada pra fazer ou tá muito estressado,pqp...

  31. Vicente Rousseff da Silva Postado em 24/Oct/2015 às 15:50

    Parece ser um delegado Aercista, se for, duvido que o dinheiro que comprou os bombons seja licito.