Redação Pragmatismo
Compartilhar
EUA 07/Oct/2015 às 19:01
19
Comentários

Debate entre equipe de Harvard e time de presidiários tem resultado surpreendente

Apenas alguns meses depois de ganhar o título nacional nos EUA, melhor equipe de debates de Harvard perde para um time de detentos de um presídio de segurança máxima em Nova York. Presidiários tinham que defender o direito de escolas públicas de recusarem alunos filhos de imigrantes sem documentação nos EUA — uma posição a qual se opunham

debate Harvard presidiários
Imagem do debate entre os presidiários de Nova York e a prestigiada equipe de Harvard (divulgação)

O prestigiado time de debates da Universidade de Harvard, que ganhou no último mês o título nacional, perdeu para um grupo de detentos do presídio de segurança máxima de Nova York em um amistoso. O feito recebeu destaque nos principais veículos de comunicação do mundo, dentre os quais The Wall Street Journal, Huffington Post e The Guardian.

No debate realizado no último sábado (03/10), os presidiários tinham que defender uma posição da qual discordam: o direito de escolas públicas de recusarem alunos filhos de imigrantes sem documentação nos EUA.

Eles ofereceram argumentos que os universitários ainda não haviam considerado e foram escolhidos os vencedores por uma bancada de jurados que acompanhou as discussões.

Os detentos, que podem fazer cursos da Universidade Bard, formaram o grupo há apenas dois anos, mas já venceram a equipe da Academia Militar Americana de West Point e a da Universidade de Vermont.

“Dos estudantes dentro da prisão é cobrado o mesmo padrão, nível de rigor e expectativas que são cobrados dos estudantes no campus da Bard”, disse o diretor-executivo da iniciativa que oferece os cursos aos detentos, Max Kenner.

Aproximadamente 15% de todos os detentos homens do Eastern Correctional Facility estão inscritos em algum curso. Aqueles que se formam, quando deixam o presídio, levam seus estudos para serem continuados em outras universidades de ponta, como Yale e Columbia.

“Existem poucas equipes para as quais nós temos mais orgulho de termos perdido do que para a inteligente e articulada equipe que enfrentamos neste fim de semana”, escreveu o time de Harvard na sua página no Facebook.

Vídeo relacionado:

informações de Opera Mundi e mídias internacionais

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 07/Oct/2015 às 19:29

    Por um momento eu imaginei um debate destes acontecendo no Brasil: Coxinhas x PCC. Melhor não...

    • Felipe D. Postado em 07/Oct/2015 às 20:53

      Pra que um debate entre os dois, se eles trabalham juntos?

  2. Solano Alves Postado em 07/Oct/2015 às 19:50

    Estilo aquela obra cinematográfica: "The Great Debaters" ("Grande Desafio"), que também é real, romântico e esperançoso.

  3. Leandro Postado em 07/Oct/2015 às 20:39

    Gostaria de ver o debate propriamente dito (vídeo ou transcrito). Alguém sabe onde ele pode ser encontrado?

  4. Carlos Postado em 07/Oct/2015 às 21:27

    A diferença é que lá os bandidos além de mais educados o que quebra os argumentos da esquerda cumprem as suas penas como deveriam, caso cometam crimes graves nunca saem da cadeia ou são condenados a morte, bem diferente do coitadismo criminal brasileiro e da vilanização esquerdista sobre a polícia.

    • Denisbaldo Postado em 07/Oct/2015 às 21:54

      Os bandidos são mais educados! hahahaha! Essa foi demais! O povo todo é mais educado e não existem presídios como os de pedrinhas. Respeita-se os direitos humanos. Vire sua baba coxinha para o blog do Azevedo por favor. Coitadismo criminal!?!?! Você já foi preso no Brasil???

      • Carlos Postado em 08/Oct/2015 às 01:30

        Nunca fui preso, e provavelmente nunca vou ser, cadeia é pra bandido.

      • juliano Postado em 08/Oct/2015 às 08:51

        AHAHHAHAH OS BANDIDOS AHHAHAHA ELES SAO MAIS EDUCADOS HAHHAHAH amigo, a OPORTUNIDADE que é dada para a reabilitação é que faz a diferença, acorda.

      • Madex Postado em 08/Oct/2015 às 09:36

        Cara, os presidiário SÃO ESTUDANTES! Ou seja, o que "dá certo" é dar oportunidade de se reabilitar, como pedem os esquerdistas, e não o "bandido bom é bandido morto" de vocês! Meça suas interpretações de texto, parça!

    • Pedro Postado em 08/Oct/2015 às 04:19

      Prisioneiros mais educados!? eauaeoiuhoieah Tipico retardado com síndrome de coitadismo por ser brasileiro. Ohhhh raça de merda viu! O nome disso não é educação e sim um programa carcerário feito de um modo correto. Onde o infrator pode realmente ser recuperado. Coisa que vc um perfeito idiota não entende. :)

    • Eduardo Ribeiro Postado em 08/Oct/2015 às 11:15

      Mas que bela contribuiçao do jovemCarlos...que bela participaçao. E que teoria genial..."bandidos americanos sao mais educados que os nossos"...isso inaugura um novo patamar na escala do viralatismo e da imbecilidade coxinhistica.

    • Thiago Teixeira Postado em 08/Oct/2015 às 13:47

      Viralatismo globo em níveis alarmantes ... O estuprador americano é mais ínclito que o brasileiro: "Hey Girl? Please, I want to fuck you now. Do you enjoy anal penetration? Honey.".

      • poliana Postado em 08/Oct/2015 às 22:30

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ri alto agora, thiago!!! meu deus...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Rafael Postado em 09/Oct/2015 às 10:57

      Harvard agora é de esquerda.... vc é um gênio. .. ja pensou em trabalhar na veja? Ha em vc um enorme potencial desperdiçado!

    • sergio ribeiro Postado em 09/Oct/2015 às 13:17

      Santa imbecilidade, Batman! hahaha. Tinha um humorístico que ria desses tontos: "os americanos são muito melhores! Lá as crianças já nascem falando inglês."

  5. henrique Postado em 07/Oct/2015 às 21:40

    Considero que há crimes e crimes. Sinceramente acredito que uma maneira de deixar menos pior o sistema prisional brasileiro seria de separar integralmente presos de diferentes aspectos. Traficantes permanecem em um presídio, crimes sexuais e contra a mulher em outro, crimes hediondos em outro. Acho louvável uma atitude como a da universidade e do presídio, mas infelizmente o país não tem condição de fazer tudo (aliás, o básico já não é feito de maneira minimamente boa e eficiente). nete caso, crimes menores, sem risco contra a vida ou que não acarretam em outros crimes (como tráfico) deveriam ter "prioridade" nos programas de ressocialização. Primeiro, pelo menor grau de pericyulosidade, segundo, poruqe talvez sejam crimes cometidos no impulso (o que não justifica nada, diga-se de passagem),terceiro, um criminoso psicopata merece ser ressoalizado? ao meu ver não, e quarto, quais as chances de ressocialização de um assaltante de galinhas e de um assassino estuprador? já que não há recurso para tudo, começemos pelo que trará mais resultados

  6. Luiz Bostokoski Postado em 08/Oct/2015 às 01:43

    Errar e comum, permanecer no erro que torna a pessoa má. O Brasil é exemplo disso, veja uns dos finalistas da Olimpíada Brasileira de Matemática, são jovens infratores... Eles descobriram um novo mundo que através da educação, pode mudar a realidade deles....

  7. Sergio Carneiro Postado em 08/Oct/2015 às 05:13

    Tempo para estudar foi uma das grandes vantagens da equipe vencedora.

    • Luiz Postado em 09/Oct/2015 às 00:54

      Acredito que a equipe vencedora tem conhecimento de causa maior. Pois eles vivenciaram a escola pública americana, bem como conviveram com imigrantes ilegais. Você pode conhecer a teoria da merda, mas se não vive ou viveu na merda, jamais terá como compreendê-la em sua plenitude. Isso me faz rir quando políticos de direita, nascidos e crescidos em berços de ouro, que babam a meritocracia, querem "falar sobre e para os pobres". Não é à toa que apanham em todos os debates.