Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 21/Oct/2015 às 12:50
9
Comentários

CPI da Petrobras deve terminar em pizza

Iniciada em março e presidida por Hugo Motta (PMDB-PB), apadrinhado de Eduardo Cunha, CPI da Petrobras chega ao fim nesta semana sem pedir indiciamento de qualquer político acusado de envolvimento com o esquema de corrupção na estatal. Só em viagens, CPI gastou R$ 373 mil

CPI da Petrobras Hugo Motta Cunha
Hugo Motta (ao centro), presidente da CPI da Petrobras é apadrinhado de Eduardo Cunha (Agência Câmara)

Apesar do surgimento de novas denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a CPI da Petrobras, iniciada em março, deve chegar ao fim nesta semana sem pedir indiciamento de qualquer político acusado de envolvimento com o esquema de corrupção na estatal.

Caso seja encerrada antes do prazo, na próxima sexta-feira (23), a comissão não terá aprovado requerimento, como querem deputados como Ivan Valente (Psol-SP), para que Eduardo Cunha dê esclarecimentos sobre a contas não mais secretas que ele nega ter na Suíça.

A situação do deputado se complicou depois que, nos últimos dias, até passaporte com sua assinatura foi revelado por autoridades do país europeu, onde o parlamentar teria movimentado milhões de dólares e francos suíços sem declaração à Receita Federal.

Segundo os investigadores suíços, que repassaram os dados à Procuradoria-Geral da República, há indícios de os recursos sejam propina – como, aliás, confirmaram delatores da Lava Jato, entre eles Fernando Baiano, tido como operador do PMDB no esquema de corrupção. Cunha, que compareceu espontaneamente à CPI da Petrobras, em 12 de março, negou a existência de contas em seu nome no exterior e o recebimento de “qualquer vantagem”.

Com o provável fim da CPI nesta semana, o colegiado não terá atendido aos propósitos de sua criação – auxiliar o Ministério Público e a Polícia Federal nas investigações sobre os desvios na Petrobras. Longe disso, na opinião da deputada Eliziane Gama (Rede-AM), que é membro da comissão: para a parlamentar, a CPI resultou em um acordão para salvamento mútuo entre PT e PMDB.

Dominada por aliados de Cunha, a maioria do PMDB, a CPI da Petrobras centrou fogo no PT e no governo Dilma Rousseff, blindando o presidente da Câmara. A ofensiva da maioria peemedebista teve até ameaça de convocação do ex-presidente Lula, como forma de constranger a própria presidenta.

Gastos com viagens

A CPI teve um gasto de R$ 373 mil em despesas operacionais, como passagens aéreas, diárias e traduções simultâneas, nos seus oito meses de atividade.

Desse valor, os principais gastos foram com viagens dos deputados e depoentes. A comissão já fez viagens a Londres –onde ouviu o ex-executivo da holandesa SBM Offshore Jonathan David Taylor— e a Curitiba, onde foram ouvidos executivos presos das empreiteiras investigadas. Boa parte dos investigados ouvidos no Paraná ficou calada durante os depoimentos.

Algumas testemunhas convocadas a depor também tiveram a viagem paga pela comissão. Por outro lado, em algumas dessas viagens, os deputados membros da CPI custearam as passagens por meio de sua cota parlamentar, o que fez com que não houvesse um gasto extra para a comissão.

com informações de Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 21/Oct/2015 às 15:10

    Já que não deu pra derrubar o governo e todo o Congresso está envolvido, até os presidentes das duas casas, é melhor arquivá-la. Nessas o Brasil parou por 1 ano e ainda sofreremos as consequêcias por mais uns 3. Obrigado coxnhas por apoiarem essa encenação ridícula, seus trouxas!

  2. Henrique Postado em 21/Oct/2015 às 19:05

    Isto! como há inúmeros envolvidos, o melhor a fazer é não investigar. E a culpa da recessão é a investigação da corrupção! Se as coisas tivessem sido deixadas como estavam hoje estaríamos muito melhor, e a longo prazo então, nossa, que potência seríamos!

  3. Carol Postado em 21/Oct/2015 às 22:12

    Uma investigação de corrupção vai terminar em pizza no Brasil? Vocês estão malucos isso nunca aconteceria por aqui.

  4. George Postado em 22/Oct/2015 às 08:44

    Pois é. Vai aparecer aquela horda burra "mimimi culpa do pêtê", horda feita da mídia de massa que sabe que eles são analfabetos políticos e, obviamente, se aproveitam dessa situação. Se tem um culpado, ele se chama: SISTEMA JURÍDICO. Que sai praticamente ileso de críticas ou questionamentos. Nosso sistema jurídico é falho, emperrado e quase sempre inoperante. Há a 'justiça do rico' e a 'justiça do pobre', a justiça do rico é capas de safar colarinho branco, banqueiro, político envolvido com tráfico de drogas (lembram do helicóptero com 450 kg de pasta base?), enfim, é uma justiça parcial na maioria dos casos e faz jus ao ditado "a corda arrebenta para o lado do mais fraco", arrebenta na conta do pobre que sustenta um dos poderes judiciários mais caro do mundo e o custo-benefício é "pizza" quando envolve a fidalguia br.

    • George Postado em 23/Oct/2015 às 08:32

      *capaz

  5. isaac Postado em 22/Oct/2015 às 15:43

    Parabéns a nós PTistas, PSDbistas, PMDbistas, entre outros, que enxergamos partido político como um time de futebol. Parabéns a nós que idolatramos Lulas, Dilmas, Aécios, Serras, Sarneys, Cunhas, ou seja, a todos aqueles que colocam políticos em pedestais, tornando-os maiores do que deveriam ser.

    • Thiago Teixeira Postado em 22/Oct/2015 às 16:49

      Parabéns a nós, telespectadores do jornalismo modinha e repercussores do discurso fácil.

  6. João Reis Postado em 24/Oct/2015 às 18:36

    Pizza pra variar.

  7. sidney Postado em 25/Oct/2015 às 07:37

    O CRIME COMPENSA nesse país de MERDA...