Redação Pragmatismo
Compartilhar
Dilma Rousseff 07/Oct/2015 às 19:31
14
Comentários

Aécio se encontra com presidente do TCU às vésperas do julgamento de Dilma

Aécio é recebido por presidente do TCU às vésperas do julgamento das contas de Dilma. Senador afirmou, no entanto, que visita não serviu para “interferir” no julgamento, e sim para que Tribunal atue “com independência e isenção”. Relator do processo é investigado pelo MPF e Polícia Federal

aécio neves TCU relator Dilma

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que não foi recebido pelo presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz, na tarde desta terça-feira (6), para “interferir” no julgamento do exercício fiscal do último ano do primeiro mandato de Dilma Rousseff (PT), agendado para amanhã, a partir das 17h.

Segundo Aécio, o TCU abriu as portas para a oposição ao governo para receber apoio após ter sido atacado de maneira “vil” e “grosseira” pelo Planalto, que anunciou, no último domingo, a estratégia de pedir o afastamento do relator das contas de Dilma, Augusto Nardes, por ter antecipado seu voto contra na imprensa.

“Não viemos aqui interferir no mérito da decisão que deverá ser tomada, mas apenas garantir que o Tribunal de Contas possa fazer aquilo que faz com que a sua existência se justifique: atuar com independência, com isenção, com base em pareceres técnicos”, disse Aécio.

Na visão do candidato derrotado por Dilma na última disputa presidencial, o fato de a oposição se dirigir ao TCU na véspera do julgamento não é “politizar” a questão. “A politização veio exatamente do governo federal, da AGU. O advogado-geral há muito deixou de ser advogado-geral para ser um assessor político da presidente da República, inclusive atacando a oposição. O que estamos fazendo aqui hoje é defendendo o Tribunal de Contas contra uma ação política escancarada do governo federal e de seus ministros”, comentou.

Relator investigado

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) e relator do processo relativo às contas do governo Dilma, Augusto Nardes, é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal (PF) sob suspeita de ter recebido R$ 1,65 milhão de uma empresa que estaria envolvida com fraudes fiscais.

De acordo com a apuração, Nardes foi sócio até 2005, junto com seu sobrinho Carlos Juliano, da empresa Planalto Soluções e Negócios, alvo da Operação Zelotes. A Planalto teria recebido pagamentos da SGR Consultoria, suspeita de corromper membros do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), órgão responsável por julgar recursos contra multas aplicadas pela Receita Federal.

No total, os pagamentos chegaram a aproximadamente R$ 2,6 milhões entre dezembro de 2011 e janeiro de 2012. Nesse período, Nardes era ministro do TCU e havia se desligado oficialmente da empresa. A investigação aponta que há citações a Nardes em mensagens telefônicas da secretária da SGR, onde ele seria identificado como “Tio”, tendo recebido R$ 1,65 milhão. Outros R$ 906 mil foram direcionados para “Ju”, que a investigação acredita ser o sobrinho do ministro.

Segundo a apuração do MPF e da PF, Nardes pode ter recebido o pagamento por trabalhar a aproximação da SGR do grupo gaúcho de comunicação RBS, que tinha pendências no Carf. O ministro foi deputado federal pelo PP do Rio Grande do Sul entre 1995 e 2005.

Nardes diz desconhecer os pagamentos. Como membro do TCU, ele só pode ser investigado e processado com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). Os autos referentes à apuração foram encaminhados à Procuradoria-Geral da República nesta terça (6) e o órgão deve decidir se prossegue ou não com as investigações referentes a Nardes e seu sobrinho.

GGN e Folhapress

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Felipe Postado em 07/Oct/2015 às 22:12

    Kkkk pensei a mesma coisa

  2. Herivelto Postado em 07/Oct/2015 às 22:44

    Dilma nas mãos do PMDB... Resumidamente, eles só têm uma chance de se safar de impeachment, derrubando Eduardo Cunha! Próximos capítulos serão demais nessa novela hahaha

  3. sidney Postado em 08/Oct/2015 às 00:00

    O eterno inconformado em busca de um golpinho sacana... Eu quero saber como anda o processo de desviu de 14 BILHÕES da saúde de Minas? É de lascar esse ladrão se juntar com os outros do TSJ?

    • soda cáustica Postado em 08/Oct/2015 às 07:42

      Aécio falando em ataque "vil e grosseiro" ??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Marcos Vinicius Postado em 08/Oct/2015 às 08:11

    Pois é né! Até por que o Aécio é um exemplo de democrata e que aceitou a derrota nas urnas.

  5. tonho Postado em 08/Oct/2015 às 08:24

    Todos os jornais e telejornais "esqueceram" que o Agripino Maia (DEM) pego na Lavajato, foi o coordenador da campanha de Aécio Neves. É o alzheimer midiático brasileiro?

  6. Fernando Cezar Teixeira H Postado em 08/Oct/2015 às 10:11

    Caiu a máscara do TCU. E a medonha realidade por trás dela está exposta. A verdade é que pouco se importam, estão travestidos da armadura da impunidade judiciária. São intocáveis. Fazem o que querem, solidarizando-se mutuamente, como num Cartel.

  7. ANTONIO CARLOS Postado em 08/Oct/2015 às 10:56

    Ainda acho a Dima mais digna , que esse sr que dirige bêbado , sem carteira e ainda tem coragem de cobrar RESPONSABILIDADE da presidente.

  8. julia Postado em 08/Oct/2015 às 14:06

    (Mode ironic On) Deve ter sido um encontro casual de amigos apenas para tomar um chá com biscoitos e colocar o papo em dia! Não tem nenhuma ligação com um golpe de estado...(Mode ironic Off)

    • Trajano Postado em 08/Oct/2015 às 15:08

      Será que o nível da conversa também foi no estilo "whatsapp" que o Aécio teve com a Andrade Gutierrez?

  9. Rodrigo Postado em 08/Oct/2015 às 16:17

    Ué na CPI da Petrobrás quando os advogados do PT se reuniram com a banca para receberem as perguntas antecipadamente, fazendo um teatro grotesco, ninguém achou nada demais aqui, agora ver alguma coisa ai? Vão passar um pouco de brilho nessa cara de pau petistas.

  10. José Martins Postado em 08/Oct/2015 às 19:17

    "Nardes diz desconhecer os pagamentos." Deve desconhecer os pagamentos, pois ele recebeu.

  11. John J. Postado em 08/Oct/2015 às 23:10

    Reunião dos elementos da mesma quadrilha. Normal. Eles sempre se reunem nas alcovas. Os piratas escondiam o produto de seus saques em cavernas e buracos, para depois irem buscar já livres de perseguições. Piratas Modernos, os mesmos tucanos da Privataria Tucana, escondem por 25 anos as provas dos crimes que cometeram. https://www.facebook.com/deputadoestadualrogeriocorreia/photos/a.10150315578714568.361686.286648849567/10153654794534568/?type=3&theater

  12. Maurício de Souza Matos Postado em 09/Oct/2015 às 09:09

    O PT recorrer ao Poder Judiciário para modificar uma situação administrativa é intimidação, é afronta ao Tribunal. O Aécio visitar, juntamente com toda cúpula do PSDB o gabinete do Presidente do Tribunal um dia antes do julgamento das contas de Dilma é VISITA DE CORTESIA. Me engana que eu gosto!