Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 17/Sep/2015 às 09:38
8
Comentários

Site com vagas de empregos só para negros é inaugurado em São Paulo

SP ganha site com vagas de emprego exclusivas para negros. Proposta é criar uma rede de contatos entre candidatos e empresas para canalizar oportunidades e contribuir com a inclusão étnica

site negros são paulo diverso

Foi inaugurado nesta quarta-feira, 16, um site para a divulgação de postos de trabalho para negros na cidade de São Paulo. Com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Prefeitura lançou o portal São Paulo Diverso para canalizar a demanda corporativa e contribuir com a inclusão racial.

Os candidatos deverão se cadastrar no endereço eletrônico saopaulodiverso.org.br. Os profissionais serão direcionados para o grupo São Paulo Diverso, da Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial (SMPIR), nas várias redes em que os candidatos estiverem cadastrados, entre eles o Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CAT), o LinkedIn e a Catho.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou que, embora as empresas não sejam obrigadas por lei a destinar vagas para afrodescendentes, o setor privado terá ganhos econômicos ao promover a diversidade.

Pessoas de fora de São Paulo poderão se candidatar, mas as vagas são somente na capital. No portal, as empresas poderão cadastrar os postos de trabalho disponíveis.”As empresas estavam recrutando afrodescendentes muito isoladamente e não conheciam as iniciativas de outras empresas”, explica o secretário municipal de Promoção da Igualdade Racial, Maurício Pestana.

Ao se inscrever, o profissional não precisa informar se é negro, mas a proposta é criar uma rede de contatos aberta para os afrodescendentes. Mesmo assim, o São Paulo Diverso não vai impedir que qualquer um se candidate. A Prefeitura não informou a expectativa de profissionais beneficiados.

informações de AE

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. marcos Postado em 17/Sep/2015 às 11:21

    Esse sim é um problema, formação de opinião com base em frases. Ah. Pensando bem isso é até aceitável, né? Afinal, o texto tem longas 25 linhas (sic). Um minuto de leitura faria com que não se perdesse a oportunidade de ficar quieto.

  2. poliana Postado em 17/Sep/2015 às 14:20

    "Ao se inscrever, o profissional não precisa informar se é negro, mas a proposta é criar uma rede de contatos aberta para os afrodescendentes. Mesmo assim, o São Paulo Diverso não vai impedir que qualquer um se candidate. A Prefeitura não informou a expectativa de profissionais beneficiados".

  3. Eber Prado Postado em 17/Sep/2015 às 18:31

    Rodrigo, sem querer ofender, mas vc demonstra ser (logo, não afirmo que seja) um "espírito de porco"...aquele que demonstra um pessimismo arrogante, que pensa conhecer o destino como um grande pensador.....sua interpretação é fraca e parece ter sempre o mesmo fim..."não importa o que seja , vai dar errado!"....compara a vida de um negro como se fosse a mesma que a do branco....não tem empatia nenhuma? vive a procura de espelho, pobre narciso!

  4. eu daqui Postado em 18/Sep/2015 às 10:03

    Não pode pq os negros é que precisam, Rodrigo. Os brancos não.

  5. Isaac Postado em 21/Sep/2015 às 18:55

    Uma ótima iniciativa, mas infelizmente este é o nível em que chegamos. Em um país em que 53% da população se declara negra, e não vemos sequer 1 negro em várias empresas, repartições públicas, empresas privadas...e há quem nega o racismo no Brasil...lamentável.

  6. Isaac Postado em 21/Sep/2015 às 18:58

    Rodrigo, faça o teste do pescoço, ou seja, comece olhar aos lados: nas faculdades, nos shopping centers, nos postos de chefia, quantos negros ocupam estes postos tendo em mente que 53% da população se auto declara negra, e irá compreender que cotas para brancos já existe há mais de 500 anos.

  7. João de Carvalho Postado em 22/Sep/2015 às 16:10

    Tem pouco negro no país; a maior parte é mulato. Como definir um negro?

    • Iara Postado em 22/Aug/2016 às 11:57

      Negro é etnia, não cor, logo, existe um conjunto de características fenotípicas, inclusive a cor da pele mas não somente ela, que determinam se uma pessoa é negra. Enquanto as pessoas não entenderem isso, existirão comentários como os seus.