Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 04/Sep/2015 às 10:11
0
Comentários

Mulher pula de prédio após tentar vender a virgindade

Jovem de 20 anos tenta vender a virgindade, é enganada e tem que pular de prédio. Mikhail Dnistrian, de 28 anos, que pagaria pela ter relação sexual mudou o tom da negociação e estuprou a moça

virgindade jovem prédio Rússia
Jovem pula de prédio após negociação errada sobre venda de sua virgindade (reprodução)

Uma jovem azerbaijana de 20 anos, que vive na Rússia, passou por momentos de desespero ao tentar vender sua virgindade. No final, precisou fugir do apartamento de seu agressor pela janela, única forma de garantir sua integridade física. As informações são do Daily Mail.

Tudo começou quando a jovem se viu sem dinheiro. Aproveitando a repercussão da venda da virgindade da brasileira Catarina Migliorini, em 2013, ela decidiu apostar em seu corpo para ganhar dinheiro. O que ela não sabia, porém, é que a ideia a levaria a se encontrar com um homem de índole totalmente duvidosa.

O comprador da virgindade, que foi identificado como Mikhail Dnistrian, de 28 anos, acordou pagar R$ 60 mil para a mulher. Na hora do acordo ser fechado, já em seu apartamento, porém, deu para trás. Pior ainda, mudou completamente o tom da negociação, obrigando a mulher a tirar fotos nuas — qualquer negativa, diz ela, era punida com agressão.

Após tirar as fotos, relata a vítima, ela teria sido estuprada e aprisionada no quarto do agressor. A menina teve que passar por horas de desespero até que o criminoso tivesse um descuido e a deixasse sozinha. Ela, então, decidiu fugir usando lençóis amarrados como corda.

Apesar de ter conseguido fugir, a mulher ainda teve que lidar com lesões graves. Isso porque, durante a fuga, caiu e fraturou sua bacia. A sorte dela é que curiosos cercavam o local e a socorreram, além de chamarem a polícia para resolver o caso. Mikhail foi preso e jovem se recupera da fratura e, claro, do trauma.

Vídeo do momento em que ela pula do prédio:

com informações de Yahoo!

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários