Redação Pragmatismo
Compartilhar
Democratização Comunicação 15/Sep/2015 às 12:31
6
Comentários

Conheça os donos da mídia no Brasil

Oito empresários de quatro diferentes veículos de comunicação do Brasil aparecem em lista divulgada pela Revista Forbes. Saiba quem são os bilionários da mídia brasileira

donos da mídia no Brasil

O setor de mídia brasileiro é o 8º mais representantivo em um ranking de 13 setores liderado por indústria, bancos e alimentos, divulgado anualmente pela revista Forbes.

No topo da lista brasileira está o empresário Jorge Paulo Lemann, um dos sócios da AB InBev, com uma fortuna estimada em R$ 83,7 bilhões.

No setor de comunicação são oito empresários de quatro companhias distintas. Na 5º posição geral está a família Marinho, das Organizações Globo, representada por João Roberto Marinho, José Roberto Marinho e Roberto Irineu Marinho que, individualmente, possuem R$ 23,8 bilhões.

Da família Marinho para o próximo da lista a diferença é considerável: Edir Macedo, da Record, está na 74º posição com patrimônio de R$ 3,02 bilhões seguido pela família Civita, do Grupo Abril, e de Sílvio Santos, do SBT.

No mundo, o empresário mais rico do segmento de mídia é o americano Michael Bloomberg dono de uma fortuna estimada em US$ 35,5 bilhões e na 14º posição geral.

Veja os representantes da mídia entre os bilionários brasileiros:

1º lugar
João Roberto Marinho
Patrimônio: R$ 23,80 bilhões

José Roberto Marinho
Patrimônio: R$ 23,80 bilhões

Roberto Irineu Marinho
Patrimônio: R$ 23,80 bilhões
Empresa: Organizações Globo
5º posição no ranking geral do Brasil
———————————————–

2º lugar
Edir Macedo
Patrimônio: R$ 3,02 bilhões
Empresa: Rede Record
74º posição no ranking geral do Brasil
————————————————

3º lugar
Giancarlo Civita
Patrimônio: R$ 2,18 bilhões

Roberta Anamaria Civita
Patrimônio: R$ 2,18 bilhões

Victor Civita Neto
Patrimônio: R$ 2,18 bilhões
Empresa: Grupo Abril
88º posição no ranking geral do Brasil
————————————————

4º lugar
Silvio Santos
Patrimônio: R$ 2,01 bilhões
Empresa: SBT
100º posição no ranking geral do Brasil

Meio & Mensagem e Carta Maior

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Gustavo Postado em 15/Sep/2015 às 15:29

    Cara com tanta informação disponível hoje na internet, vc vem cobrar de PP essas matérias? Pare de preguiça e pesquise nesse site (e também em outros) sobre os assuntos que voce quer se "informar". Tanto portal de internet: G1, BBC Brasil, Folha de SP, Estadão, Veja (que voce deve conhecer bem!), El País (talvez nem ouviu falar), Carta Capital, Fórum, Brasil 247, Band News, Jovem Pan, CBN.... putz meu, e vc vem aqui em Pragmatismo comentar algo nada a ver com a reportagem? Realmente, vc não quer dividir a preguiça com ninguém mesmo....

  2. Luciana Coelho Postado em 15/Sep/2015 às 15:50

    CPMF só é ruim para quem é muito rico.

    • Ivonildo Cezar Postado em 16/Sep/2015 às 05:18

      É ruim para todos nós brasileiros que não temos retorno do que pagamos. E nesse sentido, em questão de impostos, taxas e contribuição de melhoria, em esfera municipal, estadual e federal, veja aqui a lista que pagamos: RELAÇÃO DOS IMPOSTOS PAGOS PELOS BRASILEIROS IMPOSTOS FEDERAIS • II – Imposto sobre a importação de produtos estrangeiros • IE – Imposto sobre a exportação de produtos nacionais ou nacionalizados. • IR – Imposto sobre a renda e proventos de qualquer natureza • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados • IOF – Imposto sobre Operações Financeiras • ITR – Imposto Territorial Rural • IGF – Imposto sobre Grandes Fortunas (não está sendo aplicado) Taxas Federais • Taxa de Avaliação in loco das Instituições de Educação e Cursos de Graduação – Lei 10.870/2004 • Taxa de Classificação, Inspeção e Fiscalização de produtos animais e vegetais ou de consumo nas atividades agropecuárias – Decreto Lei 1.899/1981 • Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental – TCFA – Lei 10.165/2000 • Taxa de Controle e Fiscalização de Produtos Químicos – Lei 10.357/2001, art. 16 • Taxa de Emissão de Documentos • Taxa de Fiscalização de Vigilância Sanitária Lei 9.782/1999, art. 23 • Taxa de Fiscalização dos Produtos Controlados pelo Exército Brasileiro – TFPC – Lei 10.834/2003 • Taxa de Fiscalização e Controle da Previdência Complementar – TAFIC – art. 12 da MP 233/2004 • Taxa de Pesquisa Mineral DNPM – Portaria Ministerial 503/1999 • Taxa de Serviços Administrativos – TSA – Zona Franca de Manaus – Lei 9960/2000 • Taxa de Serviços Metrológicos – art. 11 da Lei 9933/1999 • Taxas ao Conselho Nacional de Petróleo (CNP) • Taxas de Outorgas (Radiodifusão, Telecomunicações, Transporte Rodoviário e Ferroviário, etc.) • Taxas de Saúde Suplementar – ANS – Lei 9.961/2000, art. 18 • Taxa de Utilização do MERCANTE – Decreto 5.324/2004 • Taxa Processual Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE – Lei 9.718/1998 • Taxa de Autorização do Trabalho Estrangeiro Contribuições Federais • INSS Autônomos e Empresários • INSS Empregados • INSS Patronal • FGTS (contribuição) • Contribuição Social Adicional para Reposição das Perdas Inflacionárias do FGTS – Lei Complementar 110/2001 • PIS/PASEP (contribuição) – Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) • COFINS – Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social • CSLL – Contribuição Social sobre o Lucro Líquido • Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT – Lei 10.168/2000 • Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), também chamado “Salário Educação” • Contribuição ao Funrural – LC 11/71 • Contribuição ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) – Lei 2.613/1955 • Contribuição ao Seguro Acidente de Trabalho (SAT) • Contribuição à Direção de Portos e Costas (DPC) – Lei 5.461/1968 • Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Combustíveis – Lei 10.336/2001 • Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional – CONDECINE – art. 32 da Medida Provisória 2228-1/2001 e Lei 10.454/2002 • Fundo Aeroviário (FAER) – Decreto Lei 1.305/1974 • Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL) – Lei 5.070/96 e Lei 9.472/97. • Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) – art. 6 da Lei 9.998/00. • Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (Fundaf) – art. 6 do Decreto-lei 1.437/75 e art. 10 da IN SRF 180/02. • Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) – Lei 10.893/04 • Fundo da Marinha Mercante (FMM) – Lei 10.893/04 IMPOSTOS ESTADUAIS • ICMS – Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços • IPVA – Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores • ITCD – Imposto sobre Transmissões Causa Mortis e Doações de Qualquer Bem ou Direito Taxas Estaduais • Taxa de Emissão de Documentos • Taxa de Licenciamento Anual de Veículo IMPOSTOS MUNICIPAIS • IPTU – Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana • ITBI – Imposto sobre Transmissão Inter Vivos de Bens e Imóveis e de Direitos Reais a eles Relativos • ISS – Impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza Taxas Municipais • Taxa de Coleta de Lixo • Taxa de Conservação e Limpeza Pública • Taxa de Emissão de Documentos • Taxa de Licenciamento para Funcionamento e Alvará Municipal Contribuições Municipais • Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública – Emenda Constitucional 39/2002 • Contribuições de melhoria: asfalto, calçamento, esgoto, rede de água, rede de esgoto, etc. OUTRAS TAXAS • Taxa de Fiscalização CVM (Comissão de Valores Mobiliários) – Lei 7.940/1989 • Taxas do Registro do Comércio (Juntas Comerciais) OUTRAS CONTRIBUIÇÕES • Contribuição ao Serviço Brasileiro de Apoio a Pequena Empresa (Sebrae) – Lei 8.029/1990 • Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Comercial (SENAC) – Lei 8.621/1946 • Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado dos Transportes (SENAT) – Lei 8.706/1993 • Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (SENAI) – Lei 4.048/1942 • Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Rural (SENAR) – Lei 8.315/1991 • Contribuição ao Serviço Social da Indústria (SESI) – Lei 9.403/1946 • Contribuição ao Serviço Social do Comércio (SESC) – Lei 9.853/1946 • Contribuição ao Serviço Social do Cooperativismo (SESCOOP) • Contribuição ao Serviço Social dos Transportes (SEST) – Lei 8.706/1993 • Contribuição Confederativa Laboral (dos empregados) • Contribuição Confederativa Patronal (das empresas) • Contribuição Sindical Laboral (não se confunde com a Contribuição Confederativa Laboral, vide comentários sobre a Contribuição Sindical Patronal) • Contribuição Sindical Patronal (não se confunde com a Contribuição Confederativa Patronal, já que a Contribuição Sindical Patronal é obrigatória, pelo artigo 578 da CLT, e a Confederativa foi instituída pelo art. 8º, inciso IV, da Constituição Federal e é obrigatória em função da assembleia do Sindicato que a instituir para seus associados, independentemente da contribuição prevista na CLT) • Contribuições aos Órgãos de Fiscalização Profissional (OAB, CRC, CREA, CRECI, CORE, etc.)

  3. Eduardo Ribeiro Postado em 15/Sep/2015 às 15:54

    julio maria cesar souza....o menino troll safado cujo maior sonho de vida é pautar o PP...

  4. Denisbaldo Postado em 15/Sep/2015 às 23:01

    A fortuna pessoal deles aumenta proporcionalmente as suas dívidas tributárias, isenções, anistias,verbas governamentais, etc, etc, etc. E aí você vê a direitada pobretona daqui admirando esses bandidos. O que seria dos ricos se não fossem seus capachos.

    • enganado Postado em 16/Sep/2015 às 00:47

      Caro Denisbaldo, a fortuna aumenta mais ainda com as tais farsas; """Criança Esperança""", não Pagamento do DARF, cota de propaganda do governo, ... e fora a roubalheira tipo transmissão de jogos, ... etc. E __NOIS__ que se explodam!