Redação Pragmatismo
Compartilhar
Revista Veja 06/Aug/2015 às 11:32
33
Comentários

Revista Veja pede desculpas a Romário por acusações caluniosas

Veja admite erro e se desculpa com Romário. Revista reconheceu que o extrato bancário que utilizou para produzir a reportagem de acusação contra o senador era falso. Trata-se de mais um episódio de calúnia e difamação que a revista acumula ao longo de sua história

revista veja romário mentira
Veja admite erro em acusação contra Romário (divulgação)

Após publicar reportagem dizendo que o senador Romário Faria (PSB-RJ) era titular de uma conta com R$ 7,5 milhões em banco Suíço, a Veja reconheceu que o extrato bancário que utilizou para produzir a reportagem era falso. A revista, por meio de nota em seu site, pede desculpas ao senador e aos seus leitores e afirma que a publicação da reportagem foi feita sem “nenhuma má fé”.

“Por ter publicado um documento falso como sendo verdadeiro, VEJA pede desculpas ao senador Romário e aos seus leitores. Esse pedido de desculpas não veio antes porque até a tarde desta quarta-feira ainda pairavam perguntas sem respostas sobre a real natureza do extrato, de cuja genuinidade VEJA não tinha razões para suspeitar”, diz trecho do pedido de desculpas.

O reconhecimento do engano pela revista veio após Romário publicar em sua página no Facebook e na sua página oficial na internet documentos enviados do banco BSI comprovando que o extrato bancário divulgado pela semanal era falso. “Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça”, postou o ex-jogador de futebol.

O caso

No último dia 25, a revista Veja publicou reportagem dizendo que o ex-jogador Romário era dono de uma “pequena fortuna” de R$ 7,5 milhões, que estaria guardada no banco suíço BSI. Após a chegada da semanal nas bancas, Romário ironizou a matéria, dizendo estar feliz por ter descoberto a dinheirama. Ele também foi até a Suíça para “procurar” a fortuna.

Nesta quarta-feira (5), o banco estrangeiro enviou carta ao senador confirmando que o extrato bancário reproduzido por Veja é falso e que, em razão de sua divulgação, abriu queixa penal no Ministério Público de Genebra.

Ainda segundo o banco suíço, diversos “delitos penais graves” foram cometidos com a divulgação do falso extrato, principalmente falsificação de documentos. Na queixa penal, o BSI afirma que “pode estabelecer com certeza que o extrato da conta é falso e que o senhor Romário de Souza Faria não é, portanto, titular de dita conta em nosso banco na Suíça”.

Após as manifestações por meio de perfis em redes sociais, onde inclusive divulgou as páginas pessoais dos jornalistas que escreveram a matéria, Romário também se manifestou em plenário assim que recebeu a confirmação do BSI.

“Não posso dizer que fiquei totalmente surpreso com esse ataque, porque eu sabia que isso iria acontecer. Assumi recentemente a presidência da CPI do Futebol e, ao mesmo tempo, as pesquisas de opinião mostram meu nome à frente na disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro. A partir do momento em que se mexe com interesses de pessoas poderosas, corruptas e safadas, passamos a sofrer intimidação e difamação, uma prática comum desse pessoal”, discursou.

A íntegra da nota de VEJA

Em seu perfil no instagram e página na internet, o senador Romário de Souza Faria publicou a informação de que recebeu do banco suíço BSI um documento (leia a íntegra me francês) enviado por aquela instituição financeira às autoridades daquele país. “Nós estabelecemos como certo que este extrato bancário é falso e que o Sr. Romário de Souza Faria não é o titular desta conta em nosso banco na Suíça.”

O extrato em questão foi publicado há duas semanas por VEJA como prova de que Romário era titular de uma conta bancária na Suíça com saldo equivalente a 7,5 milhões de reais. O comunicado do BSI não deixa dúvida sobre as adulterações no documento e pede às autoridades que investiguem a autoria da falsificação.

Por ter publicado um documento falso como sendo verdadeiro, VEJA pede desculpas ao senador Romário e aos seus leitores. Esse pedido de desculpas não veio antes porque até a tarde desta quarta-feira ainda pairavam perguntas sem respostas sobre a real natureza do extrato, de cuja genuinidade VEJA não tinha razões para suspeitar.

A nota do BSI dissipou todas as questões a respeito do extrato. Ele é falso.

A investigação desse episódio, no entanto, continuará sendo feita por VEJA.

Estamos revisando passo a passo o processo que, sem nenhuma má fé, resultou na publicação do extrato falso nas páginas da revista, evento singular que nos entristece e está merecendo toda atenção e cuidado para que nunca mais se repita.

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Ingrid Postado em 06/Aug/2015 às 11:34

    Estranho não está abrindo a matéria.

    • Ingrid Postado em 06/Aug/2015 às 11:46

      Agora deu :)

    • Francisco Postado em 06/Aug/2015 às 13:59

      É, interessante, não vi nada na revista impressa. Muito pelo contrário.

  2. Ingrid Postado em 06/Aug/2015 às 11:50

    Por enquanto eu tenho me surpreendido positivamente com o Romário, não estou dizendo que é um "salvador da pátria", mas parece que tem se esforçado para fazer o seu trabalho, o que no nosso quadro politica já é merecedor de reconhecimento.

  3. Tammy Postado em 06/Aug/2015 às 11:59

    Agora te prepara Romário que a Veja não vai descansar até achar um "podre" teu pra sair de boas nessa história.

    • Rafael Postado em 06/Aug/2015 às 12:51

      E se não achar criam um. Aliás, mais um

  4. J.Roberto Postado em 06/Aug/2015 às 12:12

    Só acredita na honestidade de Veja, quem é muito ingênuo! Esta declaração só tem como finalidade tentar evitar mais uma ação penal e inevitável condenação!

    • Alexandre Postado em 06/Aug/2015 às 12:14

      Ou quem é tão podre quanto....

    • Rodrigo Monassa Postado em 06/Aug/2015 às 15:37

      Mas não vai evitar, o baixinho nao vaid eixar barato, pega mal rpa imagem dele, ele se saiu super bem neste episodio, conseguiu dar uma rasteira na VEJA, coisa que o pessoal do PT nem tenta...

  5. Alexandre Postado em 06/Aug/2015 às 12:13

    Evento singular....

    • Leo Nicolau Postado em 06/Aug/2015 às 12:43

      Singular não, meu caro. Plural. Rotineiro, comum, de praxe e etc.

    • poliana Postado em 06/Aug/2015 às 17:05

      "evento singular". kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Paulo Barros Postado em 06/Aug/2015 às 12:17

    O Romário vai deixar isso barato? E o estrago que que a veja provocou na sua imagem? Se eu fosse o Romário ia até o fim, exigindo inclusive uma polpuda quantia em dinheiro e desagravo publicado na capa da revista. Se ficar por isso mesmo a Veja continuará denegrindo a imagem de quem quer que seja e nunca irá acontecer nada.

  7. Ademir Peçanha Postado em 06/Aug/2015 às 12:29

    Neste episódio me ficaram duas dúvidas. Primeira: Cabe um pedido de impeachment contra a Veja? Segunda: Como está sendo a vida dos repórteres que assinaram a matéria sem o Facebook?

  8. Leonardo Postado em 06/Aug/2015 às 12:35

    Romário, em hipótese alguma, deverá ser complacente com o Lixo Hospitalar (Veja) porque este não foi um caso pontual, seu histórico de falsificações com propósitos difamatórios é longo. Se o Lixo não for exemplarmente punido, novos casos surgirão e, quando comprovada a farsa, novos "pedidos de desculpa".

  9. Leonardo Postado em 06/Aug/2015 às 12:48

    Romário é uma pessoa pública, com reconhecimento tanto como jogador excepcional que foi e como senador atuante. Agora imaginem, meus senhores e senhoras, quantos assassinatos de reputação foram cometidos contra pessoas sem tanta visibilidade. Vocês lembram do caso da Escola Base, em que seus proprietários e alguns servidores tiveram suas vidas destruídas pelo consórcio criminoso de que fazia parte o Lixo (Veja)?

  10. Quizac Pinheiro Postado em 06/Aug/2015 às 13:17

    Se dessa vez a revista veja assume que usou documentos falsos para acusar, que credibilidade ela tem para que possamos crer em suas matérias?será que outros documentos em outras matérias eram falsos? como uma revista que tem uma grande repercussão no país não analisa profundamente documentos antes de simplesmente acusar, é triste que usem esses métodos para denegrir a imagem de quem quer que seja. Fica difícil agora ler suas matérias.

    • Ricardo Postado em 06/Aug/2015 às 14:20

      Esse é o ponto! Xeque-mate!!!!

  11. Faw Fawstino Postado em 06/Aug/2015 às 13:25

    Taca-lhe o pau peixe. Não acredita nesta nota que tem o objetivo de evitar um processo, pode acreditar a VEJA LIXO usou da má fé que lhe é peculiar e rotineira, aliás semanal. Na semana passada após sua viagem a Genebra a VEJA LIXO ainda ironizou o jogador Romáriomesmo após ele ter dito que era mentira. VEJA é o detrito morto do PIG.

  12. Eduardo Postado em 06/Aug/2015 às 13:32

    Agora uma pergunta pros enroladinhos: Se a veja mente e muito sobre o PT, porque os mesmos não fazem como o Romario e provam por A + B que é calúnia e cobram na justiça os reparos?

  13. Eduardo Ribeiro Postado em 06/Aug/2015 às 14:31

    Eu ia dizer que esse fato feriu a credibilidade da Veja. Mas só se fere algo que existe. A credibilidade de Veja não existe já faz muitos anos. Agora, será que vocês, imbecis coxinhas que vivem falando de "ainnnn querem censura mimimimimi", compreendem por que a regulação da mídia é tão fundamental? Ficou claro ou precisa mais? Esse lixo tóxico que nem pra papel higiênico serve podia muito fácil ter acabado com a vida de alguém honesto com uma notícia dessas. Direito de resposta NA CAPA DA REVISTA é o mínimo do mínimo. Torço muito pro grande Baixo ir até o fim no que disse e realmente cobrar - danos morais - 10x o valor que a revista MENTIU que ele tinha.

  14. Wiliam Oliveira Postado em 06/Aug/2015 às 15:10

    Naro, sejamos francos: a direção editorial da Veja tá "tirando o dela da reta". Na verdade, está tentando tirar. Depois da merda feita, é mole vir a público dizer que o problema é a fonte. Bom, que tal então verificar a veracidade do fato antes de publicar? Seria tão óbvio, não?

  15. Wiliam Oliveira Postado em 06/Aug/2015 às 15:11

    Idoneidade e Revista Veja não cabem numa mesma frase, a não ser que seja pra dizer que a publicação não tem tal predicado.

  16. Deisi Postado em 06/Aug/2015 às 15:12

    Era assinante da Veja na década de 80, nada ver com essa, o baixinho não tem que aceitar desculpas do lixo do folhetim, que hoje está mais para revista contigo. tem que processar e enterrar mais essa revistinha sem credibilidade e mentirosa. Acusou sem provas, dançou! Mas isso tem nome, Rede Globo e CBF, não tenho duvida.

  17. poliana Postado em 06/Aug/2015 às 17:09

    calúnica significa imputar FALSAMENTE a alguém a prática de um crime. se a revista veja disse q romário tinha contas secretas e n declaradas no exterior, estava imputando-lhe um crime de sonegação fiscal, crime este tratado pela lei 4729/65. não fale besteira naro solbo, ao menos vai estudar direito antes de tentar dizer o q é ou não crime.

  18. poliana Postado em 06/Aug/2015 às 17:13

    sem contar o uso do documento falso pra imputar um crime ao romário..francamente, viu naro solbo. essa revista é criminosa do início ao fim. não há defesa para ela.

  19. Eduardo Ribeiro Postado em 06/Aug/2015 às 17:41

    Curioso que pra encontrar o pedido de desculpa no site desse lixo, tem que rolar a tela quase até o fim (não façam...suja todo o monitor quando se faz isso nessa página). É um quadradinho mediano, sem destaque, sem imagem, letras de tamanho comum...do tipo que passa batido quando se rola a tela. Porra. Tinha que aparecer de cara. Eu quero essa derrota em destaque, logo que abre o site, saltando aos olhos, com letras grandes e foto de Romário, do mesmo jeito que eles fazem pra falar de crise, pra avacalhar com Dilma, e etc, etc...uma lei de mídia que obrigasse o pedido de desculpas a ficar 2 semanas com destaque na entrada do site - fora a multa pesada - viria bem a calhar...mas, como é "ainnn ditadura...censura...o PT tira nossa liberdade de imprensa e de expressão"...fica por isso mesmo...um quadradinho de 10x3 no fim da tela, que ninguem vê...

  20. enganado Postado em 06/Aug/2015 às 20:58

    Continuas enganando! Qdo vc vai aprender ter escrúpulos.

  21. enganado Postado em 06/Aug/2015 às 21:01

    O jornalista autor desta safadeza foi demitido? NUNCA! Na revista "O Esgoto" só tem fdp. Então como é o negócio? Desculpas?!? NUNCA! Pode ir arriando as calcinhas, agora vai até o gogó!

  22. Grace Diniz Postado em 07/Aug/2015 às 01:05

    A inVeja mentir é pleonasmo, quero saber quem falsificou o extrato...Sem perdão!!! Bota pra quebrar! É muito fácil levantar falso e depois pede desculpas... O mal já foi feito e muitas pessoas acreditam nesse folhetim.

  23. GabrielG Postado em 07/Aug/2015 às 08:24

    "Estamos revisando passo a passo o processo que, sem nenhuma má fé, resultou na publicação do extrato falso nas páginas da revista, evento singular que nos entristece e está merecendo toda atenção e cuidado para que nunca mais se repita." Sem nenhuma má fé? Evento singular? Santa cara de pau em...

  24. Trajano Postado em 07/Aug/2015 às 14:23

    Bolsonete, meu querido, você pode ficar despreocupado: não está nem de longe fazendo o “advogado do diabo”. Agora, de “diabo que cita o evangelho” é o papel(ão) que lhe cai bem dada a sua incoerência ao nível da imbecilidade. A matéria em questão desta revista abjeta apresenta um teor calunioso do início ao fim. O propósito de desmerecer publicamente a imagem do Romário através do “homem da Ferrari, mau pagador, malandro e sonegador” precedido pela divulgação de um SUPOSTO documento que SUPOSTAMENTE daria à revista a licença de envenenar com ódio seus leitores caiu totalmente por terra, sem suposição. Perderam a mão. Quem quiser gostar ou não (eu detesto) do Romário ser Senador da República, que o faça. Mas publicar conteúdo falso é crime e apenas abastece de publicidade um homem que está cada dia mais próximo de ser o prefeito do Rio de Janeiro. Só pra repetir: é crime, tá? A revistinha cumpriu o seu papel de exercer influência na política nacional (talvez não do jeito que gostaria) e o Romário cumpriu o seu papel de se aproveitar de qualquer brecha para conquistar novos eleitores fiéis. Você, Bolsonete, também cumpriu o seu papel de diva virtual da escrotidão, ao menos por tabela, indiretamente, que é o que lhe cabe. E assim todos cumprem os seus papéis e continuaram cumprindo. Dor de barriga não dá somente uma vez.

  25. sergio ribeiro Postado em 14/Aug/2015 às 14:59

    O Diretor de Redação da Veja declarou à ombudsman da Folha, comparando o jornalismo à indústria automobilística: "Elas dependem de fornecedores. Nós dependemos de fontes. Quando um fornecedor, por alguma razão, entrega um lote de peças defeituosas, a montadora faz imediatamente um 'recall'. Não adianta limitar-se a culpar o fornecedor. O reconhecimento rápido, público e sem rodeios do erro equivale no jornalismo ao 'recall' das montadoras. O leitor confia em nós, não nas nossas fontes." Seria ridículo, se não fosse cômico. Não, o consumidor não confia em empresa que fabrica produto ruim com matéria-prima de origem duvidosa; faz mal à saúde