Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 25/Aug/2015 às 15:55
52
Comentários

Jovem sofre abuso coletivo após reclamar de encoxador no metrô de São Paulo

"Estupra ela para ela saber o que é ser encoxada de verdade". Jovem de 17 anos sofre abuso coletivo após reclamar de encoxador no metrô. Grupo de pessoas ficou ao lado do agressor, enquanto outra testemunha ajudou a vítima

jovem encoxada metrô sp

Mais um caso de negligência de atendimento do Metrô em caso de abuso aconteceu na manhã desta quinta-feira (20) na estação Bresser-Mooca do Metrô. Uma jovem de cerca de 17 anos sofreu um abuso coletivo ao reclamar com um encoxador e os funcionários da companhia teriam dito que “nada poderia ser feito”.

De acordo com um relato publicado nas redes sociais, a jovem teria pedido para o agressor parar de encoxá-la, quando ele iniciou uma discussão. Foi então que uma terceira pessoa teria gritado: “Estupra ela para ela saber o que é ser encoxada de verdade”. Então o suspeito e outro homem teriam agarrado no braço da vítima embalados pelos gritos de um grupo de pessoas que dizia: “Estupra, estupra”.

A testemunha ajudou a vítima a sair do vagão e, junto com ela, procurou os funcionários do Metrô para pedir ajuda. Foi quando os funcionários teriam dito que nada poderia ser feito e que a jovem era a única que poderia depor, que o depoimento da testemunha não seria considerado. Acontece que, segundo o relato, a vítima estava em choque e em prantos, totalmente sem condições de falar.

A vítima então ligou para parentes e a testemunha aguardou a chegada deles para seguir viagem.

O namorado da vítima também está em contato com o Metrô para conseguir explicações.

Metrô diz que não encontrou imagens do abuso

A assessoria de imprensa do Metrô afirmou que analisou as imagens da estação Bresser/Mooca e da SSO (Sala de Supervisão Operacional) da estação, mas não encontrou a cena onde a vítima e a jovem que a ajudou aparecem.

informações de R7 e O Tempo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rosendo Postado em 25/Aug/2015 às 16:29

    O que rola disso não tá nas estatísticas,METRO E CPTM como sempre,não fazem NADA

  2. Xico Postado em 25/Aug/2015 às 16:42

    E se fosse com você heim Maria? Podiam emrabar numa boa? Empatia nota 0 para você. Aliás é isso que esse país virou, populaçao que manda estuprar a menina porque reclamou de encoxador e uma "inteligente" leitora cheia de dados economicos protestando pela oportunidade da matéria. Estou quase dando uma de coxinha e indo embora para Miami, isso aqui nao tem mais jeito nao.

    • Samuel Postado em 25/Aug/2015 às 16:47

      Eu nem acreditei quando o comentário desse fake, quer dizer "maria", totalmente sem nexo com o assunto da matéria, coisa de coxinha, claro que não é uma mulher, e se for nunca deve ter andado de metrô!!

    • rose Postado em 25/Aug/2015 às 16:55

      Né? Eu fico abismada!

  3. Quilri Postado em 25/Aug/2015 às 16:42

    isso é são Paulo e seus habitantes, a "pérola" do nosso país...

  4. Bruno Postado em 25/Aug/2015 às 16:43

    Cidadania é mais importante que números.

  5. Tuany Postado em 25/Aug/2015 às 16:46

    Nossa, me impressiona que essa resposta tenha vindo de uma mulher... Com uma notícia seríssima, onde, em pleno 2015, ainda somos vítimas da cultura do estupro, me entristece muito que existam pessoas que pensam como você, Maria...

  6. Chelle Postado em 25/Aug/2015 às 16:47

    Querida Maria, o PIB, a Inflação, a taxa de juros realmente são questões a serem pensadas e (muito) discutidas, mas casos de MACHISMO como de pessoas que se acham no direito de "enrabar" (como vc disse) outras pessoas no metro e pessoas que se acham no direito de dizer que esses fatos não são importantes (tipo você) também precisam ser muito debatidos, pois trata-se de vidas e negligência... Se não tivermos esse tipo de assuntos discutidos, corremos o risco de formar mais pessoas como você que só pensam em dinheiro e só olham pro próprio umbigo

  7. Doido Postado em 25/Aug/2015 às 16:49

    Cala a boca Maria, sem ódio aqui! O PP, como um página que apoia as questões sociais e populares, tem toda a legitimidade de informar as pessoas sobre abusos, discriminações, racismo, sexismo e etc que cotidianamente acontece na nossa sociedade.

  8. Laura Postado em 25/Aug/2015 às 16:49

    Espero que não aconteça com você, Maria. Melhore.

  9. Vinicius Matos Postado em 25/Aug/2015 às 16:51

    Fiquei um tempo sem entrar no Pragmatismo, estava com saudades das suas fezes bucais maria. Mas durou bem pouco tempo, a segunda matéria que leio e cá estão elas...

  10. camila Postado em 25/Aug/2015 às 16:52

    esta Maria está no nível de quem mandou estuprar a moça em apoio ao momestador. Cala a boca Maria!!!

    • eu daqui Postado em 28/Aug/2015 às 14:53

      vc conhece essa usiquinha bem baiana? - vc gosta de mim? - eu acho - então tome aí meu bem: chute no saco. É bom pra cantar no metro.

  11. José Postado em 25/Aug/2015 às 16:54

    Maria vc é ridícula. Obrigado. Tomara que aconteça com vc.

  12. Eduardo Ribeiro Postado em 25/Aug/2015 às 16:55

    "maria" segue dando aula de safadeza e mau caratismo em todo comentário que faz. troll da pior espécie..

  13. beto Postado em 25/Aug/2015 às 16:58

    Pessoal enrabem a Maria, ja que a atençao dela esta voltada para presidente ela n vai se importar! hj a maria n vai dar, vai distribuir! Brinks nao apoio a cultura do estupro

  14. Phelipe Postado em 25/Aug/2015 às 16:58

    Decorou uns dados econômicos e uma frase em inglês e pensa q é mais que todo mundo.....digno de uma verdadeira coxinha!!! Quanto a matéria é difícil, todos os dias passam matérias iguais a essa no metrô desse estado e as autoridades, tucanas, não fazem NADA;

  15. Ramiro Postado em 25/Aug/2015 às 17:02

    Ah, maria... Ah, maria! E se fosse tu, tua filha ou tua neta a "enrabada"?

  16. Renzo Postado em 25/Aug/2015 às 17:14

    Olha essa imagem ai do vagão. É possível alguém NÃO ser encoxado? Em vez de ficar procurando encoxador, o que pode ser qualquer um dentro do metrô. Que tal responsabilizar o metrô? Já ta na hora da midia tomar vergonha nessa cara e começar a noticiar a responsabilidade do metrô nisso, e não de um encoxador anonimo.

  17. daisy Postado em 25/Aug/2015 às 17:16

    em primeiríssimo lugar: nojo dessa misoginia que prova não ter limites e dessas pessoas sem um pingo de empatia. em segundo: essa "maria" não pode ser uma mulher, me nego a acreditar.

    • deisi Postado em 25/Aug/2015 às 17:29

      Acertou daisy, a maria não é mulher, é cezar souza, aliás um homem da pior espécie, uma escória. Sinto pena das pessoas que convivem com esse ser.

  18. Gabriel Postado em 25/Aug/2015 às 17:19

    eu prefiro viver num país onde a economia é uma bosta, mas ao menos posso andar nas ruas sem ser agredido verbal ou fisicamente! Te entendo, Xico, mas em Miami e nos países europeus estão matando pobres, pretos, imigrantes, refugiados, etc, etc. O mundo inteiro está um caos. Vamos tentar melhorar onde a gente vive

  19. Eduardo Ribeiro Postado em 25/Aug/2015 às 17:19

    Olha esse relato...meu deus do céu........é a bestialidade no seu mais alto grau...podem formatar o mundo, dar ctrl-alt-del aqui e começar tudo de novo, do zero. A humanidade não deu certo, especialmente em São Paulo. MULHERES: TASER E SPRAY DE PIMENTA, SEMPRE.

  20. Deisi Postado em 25/Aug/2015 às 17:24

    O PP bloqueou o cezar souza, não entendo porque não bloqueia a maria! Enfim! O melhor a fazer é ignora-lo, não tomar conhecimento do babaca. Ele é digno de pena, seus dias são cinzentos e tristes, não tem vida há treze anos, culpa do PT. Tadinho! Está cada dia pior, mais inconformado, mais irritado, mais chateado. Estava esperançoso, confiante, com o carnacoxinha do dia 16, mas para sua tristeza a Dilma continua presidente. Se todos ignorarem suas aberrações, ele volta as origens, G1, Veja, Uol, etc.

    • Thiago Teixeira Postado em 25/Aug/2015 às 18:13

      Deisi, maria e cezar souza são a mesma pessoa. A Poli desmascarou esse troll um dia aqui fazendo analogia ao jeito de escrever e as frases prontas.

  21. Rodrigo Rodrigues Postado em 25/Aug/2015 às 17:24

    Que tal rastrearmos essa Maria ?

  22. Cris Postado em 25/Aug/2015 às 17:26

    Abominável a agressão coletiva, sem dúvida nenhuma. Porém "a jovem teria pedido para o agressor parar de encoxá-la, quando ele iniciou uma discussão" é algo que merece ser questionado. Gostaria de saber mais. O rapaz realmente estava encoxando? Ele realmente é um agressor ou não foi proposital? Ninguém pode ser acusado sem ao menos ser ouvido. Claro, isso não vai acontecer e, se ele fez de propósito, vai ser mais um caso de abuso que passa impune, infelizmente.

    • Thiago Teixeira Postado em 25/Aug/2015 às 18:10

      Cris, é o seguinte ... a mina falou: "Pare de me encoxar". Se o cara estiver encoxando, fica na miúda e peça desculpas. Caso contrário, é só dizer: "Não moça, o vagão está lotado, não estou com más intensões". E pronto. Pra que arrumar discussão? Ainda mais com uma mulher. Homem tem é que brigar com homem, se o cara já começou a bater boca com uma jovem, sinal que trata-se de um covarde igualmente aos babas que gritaram "Estupra, estupra" .

    • Eduardo Ribeiro Postado em 26/Aug/2015 às 11:17

      Sim, ele realmente estava encoxando. Sim, ele realmente é um agressor. Sim, foi proposital. Sim, é um caso de abuso que provavelmente vai passar impune, porque havia um bando de animais, toda uma população passiva e metrô conivente. Qual é seu ponto?

    • João Paulo Postado em 29/Aug/2015 às 06:39

      Concordo, Cris. Já andei muito de metrô (graças a Deus não preciso mais) na hora do rush e já aconteceu muito "contato humano" (homem e mulher), especialmente quando entra mais passageiros ou há uma freada. Falo quando está muito, muito cheio mesmo. Não sei como a queda de passageiros nos trilhos não é mais comum ante o empurra-empurra com a chegada do trem. Porém, este já outro assunto ... A maioria das mulheres é indiferente com o contato demasiado (e não com encoxar, óbvio), até porque é inevitável. Já aconteceu duas vezes de virem escoradas em mim (de lado) e conversando e levando na brincadeira. No entanto, houve uma vez que a mulher estava mal humorada e quando o vagão ganhou mais espaço, ela olhou com cara de revolta. Não sei se era com a situação, mas poderia ser comigo, que nada fiz. Não concordo com o Thiago Teixeira: se eu fosse acusado injustamente, não teria uma resposta tão polida. Seria uma grosseria e, talvez em decorrência disso, poderia iniciar uma discussão. Enfim, tudo é possível, não estávamos lá para ver ...

  23. Silva Postado em 25/Aug/2015 às 17:31

    Chola coxinha! Chola coxinha!

  24. Lilian Postado em 25/Aug/2015 às 17:47

    Tá falando isso pq não foi com vc!!

  25. Thiago FS Postado em 25/Aug/2015 às 18:29

    SÉRIO que para você isso é brincadeira?

  26. Bianca C. Postado em 25/Aug/2015 às 20:12

    Pois é né Xico, até um tempo atrás, quando comecei a me interessar sobre as políticas(éticas, sociais, econômicas..), via em mim, uma oportunidade de tentar modificar os conceitos e ideologias, de pelo menos, os próximos. Mas, sinceramente, estou desesperançada com o Brasil, ou com uma parte dele, é lamentável os níveis -de consciência- em que se encontram as camadas sociais do nosso querido País, ainda é mais desagradável, quando você tenta transferir esse conhecimento e não obter o resultado desejado, é como o velho ditado " não adianta tentar elucidar os pensamentos das pessoas, quando estas, estão decididas a não compreender!

  27. enganado Postado em 25/Aug/2015 às 20:14

    mariaX, v c é L E V I A N A! Tá lembrada! Ou será preciso um fungado no seu pescoço para ver se lembra como a Direita trata o sexo Feminino. Só pra vc, aquilo dito é falta de MÃE, mas MÃE de verdade, não é madrasta.

  28. Duarte Postado em 25/Aug/2015 às 22:08

    Cada um dos que la estavao deveriam colocar a mae ou a irma para passar a experiencoia de ser encoxada, e ver se concordam com o que aconteceu.

  29. Adriano Postado em 26/Aug/2015 às 01:09

    A possibilidade de ser falso é grande, dado que nada aponta para a veracidade desde fato. Não estou dizendo que esse tipo de coisa não acontece, me refiro somente a esse acontecimento. Favor acessarem os subreddits r/brasil e r/circojeca

  30. Pedro Accioli Postado em 26/Aug/2015 às 08:18

    Você uma grande idiota Maria! O assunto nem é a Dilma, é outra coisa! As suas palavras mostram que você é uma pessoa burra e de muita má indole! E se você você no lugar dela sendo encoxada? O fato das pessoas incentivarem estupro nesta situação é muito grave!!!

  31. Nelson Postado em 26/Aug/2015 às 10:00

    espero que nunca enrabem sua mãe, sua filha, ou alguém importante pra vc =)

  32. Eduardo Ribeiro Postado em 26/Aug/2015 às 10:04

    Impressionante como é fácil duvidar de um relato de abuso sexual. É fácil, é conveniente, parece até ser "obrigatório" duvidar de todo e qualquer relato de abuso. Cultura do estupro é isso aí..

  33. Fernando Postado em 26/Aug/2015 às 10:35

    Isso aí é gente ordinária mesmo. Desculpem-me, mas em alguns lugares a maioria da população é um LIXO social.

  34. Wiliam Oliveira Postado em 26/Aug/2015 às 12:23

    A minha esposa utiliza a linha 3-vermelha diariamente e a composição em que ela estava passou pela estação citada logo depois do ocorrido. Era um furdúncio, ninguém se entendia e as pessoas que retiraram a moça do vagão não conseguiram se organizar para explicar aos seguranças o que tinha acontecido e onde estavam as pessoas que cometeram o tal absurdo.

    • Wiliam Oliveira Postado em 26/Aug/2015 às 12:26

      Outro grande absurdo que ocorreu não foi citado na matéria. Existem relatos de que parte das roupas da moça foi rasgada, chegando inclusive a expor partes íntimas dela. Detalhe: isso tudo ocorreu por volta das 9 horas da manhã de um dia útil.

  35. Douglas Postado em 26/Aug/2015 às 15:02

    O trasporte público na maioria dos municípios é caótico, como bem ilustra a imagem da matéria. Pessoas abarrotadas uma nas outras, e por mais que neguem, ocorre esses contatos, o que tento evitar ao máximo. Ao que me parece, esse caso foi bem intencional, e se eu estivesse presente teria partido pra cima desse sujeito.

  36. Lucas Oliveira Silva Postado em 26/Aug/2015 às 15:08

    Caraca, cadê a Maria? Tá sentando na pica

  37. Carlos Santos Postado em 27/Aug/2015 às 00:24

    Até o momento não há comprovação de que o fato tenha realmente acontecido. Tudo leva a crer que a notícia é falsa. Pessoal do Pragmatismo deveria confirmar antes de publicar.

    • Carlos Santos Postado em 27/Aug/2015 às 00:26

      https://www.facebook.com/metrosp/posts/971198996257107

  38. Brunno Marxx Postado em 27/Aug/2015 às 03:29

    Tambem entrei com um processor contra o metro e vou ganhar com certeza,mas não quero 20 mil reais quero 100 mil reais..." dia 12/08/2015 deixei minha moto em casa e fui trabalhar de metro chegando proximo a estação belem uma mulher aparentado 25 anos com as nadegas avantajadas encostou suas nadegas no meu orgão reprodutor onde o mesmo permaneceu em estado de flacidez,pois cheguei a sentir seu orgão excretor dar umas piscada como se estivesse contraindo" me senti ofendido,olha o que diz o codigo penal...Lei n° 12.015/2009, o artigo 213 passou a ter a seguinte redação: “Constranger alguém", "alguem" entederam mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso.” ....TODOS OS HOMENS QUE SENTIREM SE CONSTRANGIDOS NO METRO TAMBEM PODEM ENTRAR COM PROCESSO CONTRA A MULHER E O METRO.

    • Douglas Postado em 27/Aug/2015 às 09:18

      Isso é fato não?

  39. Thiago Teixeira Postado em 27/Aug/2015 às 11:05

    Da mesma forma que o PiG faz com a esquerda. Pisada de bola das minorias ou politicos da esquerda? Não importa se é verdade ou não, aqui se publica.

  40. Amanda Postado em 28/Aug/2015 às 09:21

    Não tá gostando vai la ficar no lugar dela pra saber como é.. (essa aí não deve pegar metrô- ou é aqueles homens babacas do facebook que ficam dizendo que machismo não existe e fazendo piadas sobre estupro)

  41. eu daqui Postado em 28/Aug/2015 às 14:49

    MAS É TUDO VIOLENCIA: TANTO A SEXUAL COMO A ECONOMICA, maria.