Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 14/Aug/2015 às 11:12
11
Comentários

Jovem exposta em anúncio de prostituição diz que sua vida virou um “pesadelo”

“Nem saio mais. Fico do quarto para a cozinha, da cozinha para o quarto; é muito doloroso”, diz estudante que teve foto e contatos divulgados em falsos cartazes de prostituição espalhados nas ruas e nas redes sociais

bruna cartaz prostituição

A Polícia Civil investiga um caso de difamação contra uma estudante universitária de 23 anos. Cartazes associados à prostituição foram colados com os dados de Bruna Souza Brito na região onde ela trabalha.

Posteriormente, as imagens foram parar nas redes sociais e a jovem passou a receber mensagens de supostos clientes do mundo todo. Os números dos celulares dela e da empresa foram colocados nos cartazes.

“Eu fico do quarto para cozinha, da cozinha para o quarto. Eu não consigo nem ter vontade de sair, é muito doloroso. Você não consegue ter vontade de fazer nada. Eu nem saio mais, minha mãe diz que a cama já tem até a minha marca”, desabafou a jovem em entrevista ao jornal Extra.

O pesadelo de Bruna começou em maio, quando ela passou a receber ligações de homens interessados nos serviços divulgados. Um desses supostos clientes avisou sobre o cartaz e a estudante tentou amenizar a situação, retirando os anúncios com a ajuda de amigos. Mas a estudante perdeu o controle da situação quando a imagem do falso cartaz passou a circular em redes sociais e no WhatsApp, há uma semana.

“Quando isso começou, eu ainda consegui trabalhar por umas duas semanas porque, até então, ninguém sabia. Foi depois das primeiras ligações que comecei a arrancar todos os cartazes, com ajuda de amigos do trabalho. O resto da empresa ficou sabendo do falso anúncio na semana passada, quando foi compartilhado na internet. O pessoal da minha faculdade também recebeu e eles entraram em desespero. Começaram a me ligar e mandar mensagens, porque eles sabem que eu não sou nada do que estava sendo anunciado ali”, afirma Bruna.

A estudante acredita que a inveja dentro do ambiente de trabalho tenha motivado a criação do cartaz falso. Em menos de um ano, ela conta que ganhou destaque na empresa, virando garota-propaganda, e pelo serviço social que faz, desde os 14 anos, de ajuda a moradores de rua.

“Eu tinha quatro meses na empresa quando fiz uma viagem a trabalho para o Rio de Janeiro. Pouco depois, teve o caso de um morador de rua que eu ajudei a encontrar a família, que teve um certo destaque na mídia lá na Bahia. E, quando isso aconteceu, eu acredito que gerou uma certa inveja no meu local de trabalho. Eu procuro sempre fazer o bem mas, infelizmente, como me disseram, quando você faz o bem, acaba gerando inveja nas pessoas”, conclui a estudante.

informações de Jornal Extra

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. claudio Postado em 14/Aug/2015 às 12:04

    força bruna continue a fazer o bem

  2. Roberta Postado em 14/Aug/2015 às 12:20

    Imagino muito quanto sua situação seja dificil, quanto essa covardia te atinge , acho quea melhor forma de se reagir é seguindo em frente, pois tudo que esse covarde queria é vc neste estado. Força !! tem muita gente que ta torcendo por vc!!

  3. Maiane Alves Postado em 14/Aug/2015 às 13:50

    O Diabo é sujo, e se aproveita do bem que você está fazendo para denegrir sua imagem, uma pessoa que tem caráter, e o mais engraçado é a falta de amor que existe nesse mundo nojento.. Força Bruna..

  4. Maria Theml Postado em 14/Aug/2015 às 14:04

    Meu Deus, a que ponto chega a maldade em certas pessoas. Será que tem como conseguir saber quem começou com isso? Se pudesse essa pessoa ser presa e colocada, ela sim, nas redes, essa pessoa COVARDE!

    • Eduardo Postado em 14/Aug/2015 às 21:13

      se quiserem tem, não acharam a origem dos adesivos, de quem publicou as fotos da Carolina... então chega sim, basta quererem....

  5. Eduardo Postado em 14/Aug/2015 às 21:12

    o idiota que contribuiu com esta sacanagem criou até um verbo novo.... RESOLVIR.....

  6. SILVIO MIGUEL GOMES Postado em 15/Aug/2015 às 08:40

    Será que é tão difícil assim encontrar o(s) criminoso(s) que fizeram isso?. Sempre vem a indagação: e se a vítima fosse alguém importante? Há golpes, estelionatos, que a vítima deposita dinheiro em conta corrente de bancos estatais do criminoso. E não conseguem encontrar quem criou a conta corrente. Nem investigam.

  7. Salomon Postado em 15/Aug/2015 às 11:51

    O Estado brasileiro estabeleceu no seu núcleo central prioritário o princípio da dignidade da pessoa humana. Se isso aí não tiver uma solução policial efetiva, será preferível a morte à desonra.

  8. soda cáustica Postado em 15/Aug/2015 às 12:02

    Tem coxinha por trás disso : "e pelo serviço social que faz, desde os 14 anos, de ajuda a moradores de rua"... É essa a "motivação",Bruna... Pode respirar mais forte que você vai sentir cheiro de coxinha...

  9. Rosendo Postado em 17/Aug/2015 às 09:34

    Força Bruna,pessoas de bem não podem se frustar com o mal,pois o bem sempre será vencedor.

  10. Thiago Teixeira Postado em 19/Aug/2015 às 16:04

    Que ficar trancada no quarto coisa nenhuma Bruna. Saia nas ruas de cabeça erguida, e se algum coxinha playboy mexer com você? Mande falar comigo. FORÇA BRUNA!!!!!!!!!!!!!!!!!