Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 11/Aug/2015 às 16:55
73
Comentários

Ator do Pânico que interpreta o personagem ‘Africano’ pede desculpas

“Que, pelo menos, eu sirva de exemplo, para que isso não aconteça mais”. Após repercussão negativa, Band e Eduardo Sterblitch — ator que interpreta o personagem ‘Africano’ — pedem desculpas publicamente

Eduardo Sterblitch pânico racismo africano
Eduardo Sterblitch interpretando ‘Africano’

Alvo de acusações de racismo, o personagem ‘Africano’, interpretado por Eduardo Sterblitch no programa ‘Pânico na Band’ deve sair do ar. Temendo mais protestos e processos por racismo, a emissora resolveu vetar o personagem.

SAIBA MAIS: Pânico na Band é denunciado por veicular personagem racista

A emissora emitiu um pedido público de desculpas à parcela de sua audiência que respondeu de maneira negativa e veemente ao personagem.

Após a enorme repercussão negativa, Eduardo Sterblitch também se pronunciou em sua conta do Facebook.

“Não sou Racista! E também estou chorando… A quem deixei triste ou pior, peço desculpas por minha IGNORÂNCIA! Que, pelo menos, eu sirva de exemplo! Para que isso não aconteça mais”, escreveu o ator.

Para a escritora Cidinha da Silva, autora de “Racismo no Brasil e afetos correlatos”, o personagem interpretado por Eduardo é caricato e visivelmente depreciativo dos povos aos quais ele se liga pelo nome e pelas características físicas.

“As provocações feitas pelo personagem Africano são todas depreciativas, desumanizadas. O que faz o racismo senão destruir a humanidade de quem é por ele alvejado? Sim, porque o racismo tem mira, foco e objetos (determinados seres humanos) a alcançar e destruir”, observa Cidinha.

A escritora demonstra preocupação com as representações discriminatórias na TV e a mensagem que, consequentemente, é passada para as crianças.

“Os exemplos racistas da TV também inspirarão situações de discriminação racial na escola, minimizadas por professoras e professores cansados e despreparados, para dizer o mínimo. As crianças e adolescentes negros que não tiverem tido as lições de sobrevivência do amor próprio ministradas em casa, se sentirão sozinhos, desamparados e injustiçados”, afirma.

O personagem do Pânico na Band também repercutiu mal na imprensa africana. O jornal senegalês “Sene Web” criticou o programa e acusou a emissora de estar ridicularizando os negros da África.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. José Ferreira Postado em 11/Aug/2015 às 17:00

    Isso me cheira a uma censura. A Globo ridicularizou os evangélicos no "Zorra" a dias atrás, e não vi essa repercussão. Se há censura para piadas com negros, deve-se ter com piadas contra quaisquer outros grupos, inclusive dos evangélicos.

    • Teixeira Postado em 11/Aug/2015 às 17:05

      José Ferreira, não há comparação entre desumanização de uma etnia com piadas com credo alheio. A questão é mt mais preocupante quando se trata de um país que em mais da metade de sua história contou com trabalho escravo

    • Eduardo Ribeiro Postado em 11/Aug/2015 às 17:20

      """"""""""censura"""""""""""""

    • Renato Postado em 11/Aug/2015 às 17:31

      Acho que faltou ler direito a matéria, teve a repercussão e aí pediram desculpas, no caso dos evangélicos, não teve, foi tão ofensivo quanto, mas não teve, com eles é só na pressão, se você faz parte da parcela ofendida, faça alguma coisa, não espere alguem reclamar e ser ouvido pra depois ficar xingando falando de censura.

    • Basilio Monteiro Filho Postado em 11/Aug/2015 às 17:31

      Existe diferença entre grupos étnicos e religiosos. Especifique-se: A rede globo ridicularizou qual denominação evangélica?

    • Gust Postado em 11/Aug/2015 às 17:32

      Negro não é grupo, não faz parte das escolhas.

    • Felininho Postado em 11/Aug/2015 às 18:13

      Disse o branco evangélico.

    • Trajano Postado em 11/Aug/2015 às 20:29

      Sim, os brancos-heteros-cristãos são indivíduos altamente segregados hoje em dia. Alguns deles, pasmem, sofrem muito porque não podem mais expressar seu racismo, sua homofobia e sua intolerância religiosa sem o risco de processos judiciais. Onde já se viu? Que absurdo! É claro que é censura! O Estado está restringindo a liberdade individual de atacar as pessoas por causa da cor de sua pele. Inadmissível!!! Querem destruir a família brasileira!! SOS FAA!!!

    • felipe Postado em 12/Aug/2015 às 08:44

      Evangélico não conta cara, esse pode ser humilhado e xingado que o povo daqui não iria mover um dedo para ajudar, essa é a chama hipocrisia, eu só defendo a minha bandeira os outros que se danem.

      • Trajano Postado em 12/Aug/2015 às 14:07

        Evangélico não conta porque você não quer. A partir do momento que os evangélicos conseguem representação política e desprezam completamente quem não compartilha dos seus delírios místicos, merecem desprezo de semelhante proporção – política e social. Eles tiveram a oportunidade de transformar o cenário político nacional e a única “obra” que se dignificaram a realizar é repetir práticas mais velhas do que o falecido bigode do Malafaia. Para além disso, querem estatizar até comportamentos, como o fatídico estatuto da família e a proposta indecorosa da Bolsa Estupro, sem contar com o escárnio contínuo que promovem aos gays para adquirirem publicidade e à intolerância às religiões de base africana. Isso sem comentar os políticos evangélicos altamente corruptos que causam danos diretos à democracia, como o Eduardo Cunha, tão defendido pela classe de pastores-roléx. Então, já que somente conseguem jogar no campo mais medíocre e secular da existência, não reclamem que além do desprezo, recebam igual escárnio do público. Não é preconceito. É CONCEITO. É CONSEQUÊNCIA. E não venha colocar evangélicos e negros no mesmo patamar de segregação. E tão ou mais ridículo do que o conto da carochinha da tal cristofobia no patamar da homofobia, esta, sim, que os evangélicos fazem questão de que se torne cada vez mais real e perpétuo na vida das pessoas.

      • felipe Postado em 12/Aug/2015 às 14:27

        Meu Deus quanto ódio em rapaz, por pensamentos assim como o seu as pessoas jamais viverão em paz nesse mundo, evangélico é gente igual negro, branco, rosa, verde... e merece tanto ter direitos quanto os outros, nem venha falar de corrupção meu amigo visto que o governo que aí esta a cada bate recorde nesse quesito, não misture a coisas, todas as pessoas TODAS você querendou ou não merecem o mesmo tratamento e respeito não seja hipócrita de aplaudir um e vaiar o outro simplesmente porque não gosta não coloque no mesmo saco de merda pessoas como o Cunha e pessoas de bem que frequentam as igrejas.

      • Trajano Postado em 12/Aug/2015 às 17:36

        felipe, virou Miss Universo agora? “Eu quero a paz mundial”? Ué? Eu achava que o impedimento para a paz fosse a extrema desigualdade de renda que formam sociedades de consumo que não podem consumir e suas legiões de excluídos jogados na violência generalizada. Eu achava que as pessoas não poderiam viver em paz enquanto o fundamentalismo religioso que valida a subjugação do outro continuar sendo patrocinada. Eu achava que a paz mundial sequer poderia ser reduzida como um construto, já que os conceitos de paz variam de cultura para cultura, idiossincráticos. Eu achava que a paz dependeria de políticas públicas que possibilitassem o ingresso das pessoas ao mercado de trabalho, à educação, à saúde. Achava que a paz requer ausência de miséria. Mas não, o felipe, nossa Miss Universo do mercado das pulgas considera que a “paz mundial” não é possível por causa da não aceitação das políticas e moralidades de grupos evangélicos, estes, supostamente não possuem os mesmos direitos dos demais, sofrem, segregados. ATÉ PARECE! Desde quando evangélicos não possuem o mesmo direito dos demais? Falam todo tipo de barbaridade em seus templos riquíssimos e ai daquele que se intrometer. No caso dos pastores-roléx, conseguiram até aumento de isenção tributária, ao menos por enquanto na manobra esdrúxula direcionada à MP 668, para, pasmem, igrejinhas que extrapolam R$ 300 milhões. R$ 300 MILHÕES!!! Oras, sonegação fiscal é pouco. Fora a sonegação de pastores que recebem “ajuda de custo” da ordem das CENTENAS DE MILHARES DE REAIS, dinheiro não declarado e não tributado. Olha que gracinha! OLHA QUE MIMO!!! O Estado MIMA os evangélicos! A sociedade faz VISTA GROSSA aos destemperos dos evangélicos! E vem você aqui dizer que eles não tem direitos?? Há muito tempo que eles, sim, agem como se tivessem mais direitos do que os outros, principalmente em seu campo empresarial do teonegócio. E não me parece que a paz será encontrada em Levítico, que ao mesmo tempo que condena homossexuais ao inferno, se ensina como proceder para a compra e aquisição de escravos. Não me parece que a moralidade cristã irá trazer a paz ao mundo, porque lá se foram dois mil anos e até agora nada. A democracia fez mais pelo mundo do que qualquer legião de predestinados ao paraíso. E se estes “eleitos” demonstram tantas atitudes antidemocráticas em seus discursos, não sou eu quem irá passar a mão na cabeça deles, porque eles tem um Estado inteiro para fazer isso, este, por sua vez, democrático somente até a página dois. felipe, dê tchauzinho com sua mão de miss universo, faz favor.

      • Felipe Postado em 12/Aug/2015 às 20:21

        Nem perdi meu tempo lendo nem vo comentar

      • Trajano Postado em 12/Aug/2015 às 20:39

        Sei...

      • Vinicius Postado em 14/Aug/2015 às 03:15

        Bom, eu não sei como foi esse caso dos evangélicos, mas de toda forma se você se sentiu ofendido procure seus direitos, agora você querer que outras pessoas resolvam isso para você é um pouco demais. Cada um levanta a bandeira que quiser, mas tem como obrigação respeitar as demais e correr atrás dos direitos.Se você quiser levantar a bandeira da religião evangélica vá em frente e você não tem obrigação de apoiar os movimentos LGBT, feminista e outros, você somente tem a obrigação de respeita-los. *Outro Vinicius

  2. Breno Zanchetta Postado em 11/Aug/2015 às 17:02

    Esses dias eu passei pelo quarto do meu amigo e a TV estava ligada na Globo. Tava tendo um desses programas de comedia, mas no pedaco de comedia que eu assisti, era tipo um escritorio de Homens Bomba. Ridicularizando a religiao islamica por causa de alguns extremistas. Chego a conclusao: Fazer humor nao eh pra todo mundo. Abracos.

  3. Daniel Postado em 11/Aug/2015 às 17:07

    Aparentemente é isso que você precisa.

  4. felipe Postado em 11/Aug/2015 às 17:07

    Ele tb faz o papel de uma igreja, inclusive é no teatro, não me senti ofendido e nem com esse personagem é triste ver que parte da sociedade defenda esse tipo de crítica mas quando se fala se outra parte da sociedade ou de outros grupos estas mesmas pessoas nem ligam.

  5. patricia Postado em 11/Aug/2015 às 17:11

    Além de ser ridicularizado, não pode reclamar ou então leva pau... A escravidão voltou e esqueceram de me contar? só pra saber.....

  6. Zé Jr. Postado em 11/Aug/2015 às 17:14

    E agora terão milhares de pessoas que nunca sofreram e nem sofrerão racismo dizer que é vitimismo e bla-bla-bla. José Ferreira, evangélicos não são minoria, não sofrem preconceito em massa por serem evangélicos. Quem não sofre ou sofreu e nem sofrerá não sabe do que tá falando, aliás, está APENAS falando e só. Parabéns ao ator que teve humildade em reconhecer seu erro.

    • José Ferreira Postado em 11/Aug/2015 às 17:56

      "...não sofrem preconceito em massa por serem evangélicos". Só se for em outro país. Se vale para um, deve valer para os outros.

      • B. Ferreira Postado em 12/Aug/2015 às 08:40

        Cara, entenda de uma vez por todas que negro não é grupo, ser negro não é questão de escolha. Além do mais, existe um sistema por tras do racismo que compreende em colocar à beira da marginalização (ou mesmo dentro dela, como vemos) o ser social negro. Os resquícios da escravidão ainda perduram fortemente, basta vc fazer o teste do pescoço em qualquer segmento social

      • José Ferreira Postado em 12/Aug/2015 às 10:10

        Me desculpe, mas eu prefiro o "teste do cérebro", pois competência não tem raça. Como se a maioria dos evangélicos não fosse marginalizada. Eu sou agnóstico, mas estou sensível a isso.

  7. Eduardo Ribeiro Postado em 11/Aug/2015 às 17:19

    A vida era bem mais fácil 15 anos atrás. Quando se podia mentir, manipular, distorcer, difamar, incitar ódio, incitar preconceito, incitar racismo, fazer o diabo na TV e ninguém dava um pio. Parabéns a quem se engajou e botou pressão nesse lixo humano. Não caiam na ladainha de que ele "chora por dentro e pede perdão sincero blablabla do arrependimento"....porra nenhuma. Mas a pressão fez ele e a direção da emissora sentirem MEDO, por consequencia os forçando a abaixar a cabeça e emitir um pedido formal de desculpas e o compromisso de parar com essa putaria que ele - e alguns outros - chamaria de "humor com liberdade de expressão blablabla". Por si só isso já tem muito valor. Porque o humor que faz rir do oprimido não é humor. E eles aprenderão isso na marra.

    • Eduardo Postado em 13/Aug/2015 às 10:59

      DILMA DEVERIA VOLTAR COM OS TAPETES NO PALÁCIO DO PLANALTO, FREAR AS AÇÕES DA PF, E DIZER PARA OS BRASILEIROS QUE A CORRUPÇÃO SECULAR ACABOU.... AÍ TUDO ISTO ACABAVA.... NÓS POR 502 ANOS FOMOS ENGANADOS E A VERDADE ESTA NOS CUSTANDO O SOSSEGO....

  8. Renato Postado em 11/Aug/2015 às 17:29

    Você é idiota só na internet ou fora dela também?

  9. André Postado em 11/Aug/2015 às 17:33

    "O que faz o racismo senão destruir a humanidade de quem é por ele alvejado?"

  10. Diego Postado em 11/Aug/2015 às 17:35

    Programa LIXO. Um programa que vai para Europa ficar mostrando os peitos das mulheres na praia no verão como se isso fosse o fim do mundo.... Fazem a gente passar vergonha lá fora! Os gringo vendo um bando de brasileiros tolos mostrando mulheres de topless como se isso fosse de outro planeta

    • Marco Postado em 12/Aug/2015 às 15:38

      Se fossem europeus filmando top less de brasileiras, caso aqui tivesse essa putaria, vc estaria apoiando e diz\endo que o nosso país merece ser esculhambado por conta de suas libertinagens.

    • Marco Postado em 12/Aug/2015 às 15:46

      Censura é o caminho ? Dai quando alguém satirizar um pastor enganador vai sofrer a mesma censura. Não adianta vir com o papinho de oprimidos e opressores que sob a luz do direito positivo essas nunces não são consideradas, ou censura tudo ou não censura. Essa cambada de desgraçados dessa esquerda pós moderna só ajuda a pavimentar a posição do reacionarismo e a anulação da crítica.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Aug/2015 às 15:58

      """"""""""""""""""censura"""""""""""""""""""""""""

  11. Zenaide Postado em 11/Aug/2015 às 17:38

    Você é uma grande babaca. Espero que as criancas que lhe rodeiam tenham perto de si adultos mais éticos, um reflexivos e melhor informados sobre as manifestações nacionais e internacionais contra a crescente onda de intolerância que assola a sociedade causando uma violência que pode, inclusive atingir você e sua família.

    • Daniel Postado em 12/Aug/2015 às 17:11

      Espero que ele seja estéril para não perpetuar sua estupidez na face da terra.

  12. poliana Postado em 11/Aug/2015 às 17:42

    “As provocações feitas pelo personagem Africano são todas depreciativas, desumanizadas. O que faz o racismo senão destruir a humanidade de quem é por ele alvejado? Sim, porque o racismo tem mira, foco e objetos (determinados seres humanos) a alcançar e destruir”...........................fala isso pra pessoas como o naro solbo, q diz ser negro, ter filhos negros, mas q n "se curva"ao preconceito! discurso legal, né?! a culpa é do negro q se ofende com tamanhas humilhações!!!

  13. Doug Postado em 11/Aug/2015 às 17:54

    Comparar evangélicos com negros é no mínimo ridículo. Evangélicos tem até uma bancada em Brasília que representam o que essa religião tem de melhor atualmente: preconceito e discriminação. E é triste saber que esses "maria" "José Ferreira" "Naro Solbo" representam grande parte da população.

    • silva Postado em 11/Aug/2015 às 18:28

      Doug, isso são coisas do historiador! Zé ferreira! KKKKKKKKK!

  14. Heliana Postado em 11/Aug/2015 às 17:58

    O programa foi tão ofensivo, que não consegui assistir até o final. Eu estou com vergonha de ser brasileira. Vergonha... eles deveriam pedir desculpas em todas as línguas africanas e passar o pedido de desculpas públicas em todos os países da África em horário nobre.

  15. Ricardo Postado em 11/Aug/2015 às 17:58

    Cala a boca, para de falar besteira, ninguém tem que fazer piada das minorias, eu sou gay e não gosto de piadas de viados, pronto. Se fizer na minha frente eu crio caso sim

  16. Alan Postado em 11/Aug/2015 às 18:10

    Percebe-se que você poderia estudar mais. Principalmente história para que você perceba o quanto você está errada. Muita sorte para você.

  17. Vitor Postado em 11/Aug/2015 às 18:10

    Não foi censura. O limite do humor é o público, fizeram a piada, mas o público não achou engraçado.

  18. Denisbaldo Postado em 11/Aug/2015 às 18:16

    E se fizessem piadas com a sua etnia maria? Italiana, alemã, portuguesa, árabe, etc. Todos podemos ser ridicularizados de alguma forma. Já pensou o quão agradável seria ter um personagem na TV aberta esculhambando as suas raízes???

  19. nelsoncarvalho Postado em 11/Aug/2015 às 18:32

    BAND. ADMINISTRADORA DE CONCESSÃO PÚBLICA DE FUNDO DE QUINTAL.

  20. Jose Antonio Postado em 11/Aug/2015 às 18:35

    Eduardo Sterblitch é um ator judeu. Será que ele (ou a comunidade) acharia engraçado um quadro humorístico com crianças de roupa listrada sendo assadas em um forno ?

  21. Felipe Postado em 11/Aug/2015 às 22:02

    O mais interessante dessa e de outras matérias é sempre uma pessoa branca dizendo como um negro deve se indignar, geralmente vem em fóruns como estes dizer tudo o que é racismo só esquecem de perguntar ao negro o que ele acha, bem interessante isso.

    • Thiago Teixeira Postado em 11/Aug/2015 às 22:18

      Eu como negro achei desrespeitoso e desnecessário, e ai? Vale a minha opinião?

      • deisi Postado em 12/Aug/2015 às 08:11

        Infelizmente não vale Thiago, tudo mimimi, povo chato, não somos racistas!

      • felipe Postado em 13/Aug/2015 às 09:44

        Continuo dizendo que sim, e coloca um algo a mais, veja que quando o mesmo programa faz a sátira com evangélicos não é falta de respeito aí é humor..... e ninguém vem falar que é errado, eu continuo dizendo que os dois casos não devem ser levados a sério não fere a honra de ninguém e esta sim ficando cada dia mais chato a onde do politicamente correto, o pior que as pessoas só enxergam o politicamente correto quando lhes convém.

    • poliana Postado em 11/Aug/2015 às 22:19

      acho q as opinião de um militante NEGRO te passou despercebido nessa história: “A depreciação da imagem do africano e afro-brasileiro está intimamente ligada a um processo de dominação e opressão, a partir do simbólico e da manutenção dos privilégios de uma elite branca e racista. Outro aspecto que merece ser destacado nessa discussão é que as frequências de transmissão dos canais são públicos e as emissoras recebem concessões para explorar esses espaços com o compromisso de zelar pelos interesses públicos. Também é importante destacar que o direito a liberdade de expressão não está acima de nenhum outro direito, sobretudo os direitos humanos e o respeito a dignidade humana”, escreveu, em seu blog, Juninho Palmarino, jornalista e militante do movimento negro no Círculo Palmarino...................tá na outra matéria veiculada aki no pp sobre esse assunto. tb deve ser muita ingenuidade (ou má fé mesmo) achar q quem está reclamando do racismo nesse episódio seja branco, como se os negros n tivessem se sentido ofendidos.

      • poliana Postado em 11/Aug/2015 às 22:57

        a opinião*/despercebida*

      • felipe Postado em 12/Aug/2015 às 08:42

        Não seja inocente Poliana e Thiago, vcs sabem se sou negro? Não sejam inocentes, é sempre assim, pessoas brancas dizendo como ou quando um negro deve se sentir ofendido é uma tremenda falta de bom senso e de muita ignorância.

      • poliana Postado em 12/Aug/2015 às 13:12

        ei, inocente? vc disse q são pessoas brancas q afirmam o q é ou não racismo, o thiago, como negro, te deu a opinião dele (não vale?), e eu te dei apenas um exemplo retirado da outra matéria sobre o mesmo caso, de um outro negro q tb falou sobre o racismo nesse episódio. n preciso nem mencionar um jornal africano q repercutiu o caso, e vc vem dizer q são pessoas brancas q dizem q é racismo!!??? isso é de extrema má fé de sua parte!

      • felipe Postado em 12/Aug/2015 às 14:31

        O Naro tb deu a dele, não conta? as pessoas defendem aquilo que lhe é conveniente quando veio um negro ser contra as cotas veio uma enxurrada de branco dizer que ele estava errado, deixem as pessoas decidirem o que elas querem ou o que elas apoiem sem serem chamadas de racistas por pessoas brancas que acham ser dona da opinião dos negros, alias antes me fale e eu ja disse aqui, não me considero branco.

      • poliana Postado em 12/Aug/2015 às 18:09

        felipe, eu apenas te dei 2 exemplos de pessoas negras q se manifestaram acerca desse episódio. o fato de existirem negros q n se "curvam" ao preconceito como diz o naro solbo, n significa q determinado episódio ou o próprio racismo n existe. movimentos negros de combate ao racismo existem no mundo inteiro, e no brasil n é diferente. então como vc tem a audácia de dizer q são brancos q dizem o q é racismo ou não?! outra coisa, eu sou de um estado em q 88% da população, segundo o ibge, é negra. então , qual vc acha q é a minha cor?! sendo branco ou negro, concordando ou n com esse episódio, em nada interfere na existência do racismo, tampouco significa q são brancos q se insurgem diante desses episódios.

      • Felipe Postado em 12/Aug/2015 às 20:26

        Em sua grande maioria são sim, são pessoas que acham que devem palpitar na vida do negro e definir o que é bom ou ruim para ele, racismo existe e muito mas na minha opinião certas coisas são exageradas e o politicamente correto vira algo ridículo a pautar a vida das pessoas

      • poliana Postado em 12/Aug/2015 às 20:46

        com base em que vc diz q a maioria das pessoas q se indignaram com esse episódio são brancas e não negras? leia sobre a história do black face nos estados unidos e vc verá se nesse caso se trata de racismo ou politicamento incorreto. felipe, esse episódio repercutiu num jorna africano. e vc me diz q foi apenas uma brincadeira?! q são os brancos q estão reclamando e dizem o q é ou não racismo?! pelo amor de deus...

    • VInicius Postado em 14/Aug/2015 às 02:54

      Então se a pessoa é Branca ela não pode repudiar um ato de preconceito ?!?!? Se for na lógica, por eu ser homem não posso repudiar o machismo e o feminicídio?!? É isso mesmo? *Outro Vinicius

    • Luiz Souza Postado em 16/Aug/2015 às 14:50

      Perfeito. Chamamos isso de tutela branca. Brancos ainda não conseguiram conformar-se em perdê-la.

  22. Doug Postado em 11/Aug/2015 às 22:25

    Felipe, o único negro que conheço a ponto de não achar esse tipo de piada racista é o grande filósofo da noca geração Fernando Holiday.

    • felipe Postado em 12/Aug/2015 às 08:47

      Vc esta muito e muito enganado, grande parte da indignação parte de pessoas brancas que querem dizer como os negros devem se sentir e isso eu acho ridículo.

  23. Paulo Postado em 12/Aug/2015 às 04:52

    Quando o Eduardo Sterblich surgiu, colocaram uma aura de gênio em torno dele. Trata-se de uma criança médio-classista absolutamente ignorante. Ele se gaba de leituras para impressionar meninas, mas nao consegue nem ter a sensibilidade do que significa o black face, e é incapaz de enxergar como ele representou um grupo historicamente desumanizado. O Brasil tem os gênios que mercem.....

    • Fábio Postado em 20/Aug/2015 às 11:41

      Não pode errar, reconhecer e pedir desculpa tb não? Tem q ser, mais que politicamente correto, politicamente perfeito? Não sei se ele é gênio, mas teve uma atitude digna. Reconheça.

  24. marc Postado em 12/Aug/2015 às 08:28

    Além de lutar contra o racismo, ainda temos que lutar contra esse tipo de fdp q comenta com um fake e vem a público falando b.. provavelmente é burro o bastante pra saber q pode ser identificado mesmo pensando q tá a salva aqui na internet.

  25. marc Postado em 12/Aug/2015 às 08:31

    Professores tb racistas, professores não são santos não, são tão racistas e no meio acadêmico do terceiro grau a maioria esmagadora é branca.

  26. Eduardo Ribeiro Postado em 12/Aug/2015 às 10:06

    maria segue com aproveitamento 100%....não faz 1 comentário que preste, é impressionante...

    • Eduardo Postado em 13/Aug/2015 às 10:53

      ENEM NOTA DEZ..... ADMINISTRADORA DO INFERNO.

  27. Thiago Lopes Postado em 12/Aug/2015 às 10:30

    Morre logo, Maria

  28. Lucas Oliveira Silva Postado em 12/Aug/2015 às 11:24

    Maria, cala a boca! Você é burra pra caralho!

  29. Alexandre Postado em 12/Aug/2015 às 12:19

    Maria, tu só não é 100% imprestável porque tu ainda serve de mal exemplo.

    • Eduardo Postado em 13/Aug/2015 às 11:01

      vamos trocar o nome dela... surdo de escola de samba.... pois com estes comentários vai levar mais pancada que um em dia de desfile.

  30. Wanderson Postado em 12/Aug/2015 às 12:28

    Realmente estamos vivendo em tempos diferentes.Se isso acontecesse nos anos oitenta ou noventa,onde tudo era permitido na televisão,talvez nem audiência daria de tão comum que era. No mais,a repercussão foi ótima.Agora os hipócritas do Pânico vão pensar duas vezes ao saber que há limites pra tudo e que os tempos realmente são outros. Isso me lembra um pouco o "ideal"do Charllie Abbdo,que era fazer "humor" com tudo e com todos,sem critério,sem limites.E isso é perigoso. O humorista em si é um palhaço equilibrado numa corda bamba,que pode tanto pender para o genial como para o grotesco em poucas piadas ou poucos traços.

  31. Eduardo Postado em 13/Aug/2015 às 10:50

    não atingindo você tudo bem né...

  32. sergio ribeiro Postado em 13/Aug/2015 às 15:37

    Não cheguei a assistir, mas vi uma descrição em alguns sites: o quadro é tão estúpido, tão sem graça, tão despropositado, que parece corroborar com a tese do humorístico Sensacionalista: fizeram uma cretinice para ver se alguém ainda assiste a Pânico na TV; para chamar a atenção e, quem sabe, conseguir alguns pontinhos na audiência. Nem um adolescente retardado pode achar graça naquilo.

  33. Talita Cabral Postado em 02/Sep/2015 às 11:00

    Você tem problemas sérios. Psicólogos conversam sobre raiva reprimida por consultas a partir de 70 reais. As ofensas sempre foram feitas por pessoas que como você acham normal ofender "babacas", " magoadinhos", "quadrilha", " camaça de pau"... E a culpa é do Poder Público né? Rs... Saravá pra esse seu ódio.