Redação Pragmatismo
Compartilhar
Revista Veja 22/Jul/2015 às 18:01
36
Comentários

Record rebate Veja após revista criticar Jogos Pan-Americanos

Em resposta a uma matéria da Veja, intitulada "Para que serve o Pan?" e que desvalorizava os Jogos Pan-Americanos, a TV Record publicou um artigo em seu site que pergunta: "Para que serve a Veja?"

revista veja record pan esporte
Imagem da matéria da revista Veja

GGN

Em resposta a uma matéria da Veja, intitulada “Para que serve o Pan?” e que desvalorizava os Jogos Pan-Americanos, a TV Record publicou um artigo em seu site que pergunta: “Para que serve a Veja?”. O artigo, assinado por Celso Fonseca, conta a história de atletas como as irmãs Luana Vicente e Lohaynny Vicente, nascidas no morro da Chacrinha, no bairro carioca de Jacarepaguá, e que conquistaram a medalha de prata no Badminton no Pan de Toronto, como exemplo da importância dos jogos. “Veja ignora assim os esforços de todos os 590 atletas brasileiros enviados ao Pan, 314 homens e 276 mulheres que compõem nossa melhor geração olímpica”.

Leia o artigo abaixo.

Para que serve a Veja? Ou por que revista quer sepultar sonhos e incríveis histórias de superação de atletas

As irmãs Luana Vicente e Lohaynny Vicente, de 21 e 19 anos, tiveram uma infância pobre nas vielas da comunidade do morro da Chacrinha, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Ainda bem crianças viram o pai, chefe do tráfico do morro, ser morto num confronto com a polícia. O que vem a seguir é daquelas improváveis histórias brasileiras, que parecem escritas como fábulas de superação.

As duas são hoje fenômenos num esporte tão improvável quanto a trajetória de ambas: o badminton. Luana e Lohaynny asseguram um feito inédito ao esporte brasileiro com a medalha de prata no Pan de Toronto a ponto de serem chamadas de irmãs “Williams” do Brasil, comparação às grandes tenistas americanas. Como se sabe, o badminton utiliza raquetes e uma peteca.

Por projetar atletas como as irmãs Luana e Lohaynny é que o Pan é tão importante. Afinal é hora de adquirir mais experiência e confiança para o que vem pela frente: as Olimpíadas do Rio de Janeiro de 2016, a primeira realizada no Brasil. Mas não é assim que pensa a revista semanal Veja.

Em sua mais recente edição, a publicação estampou na capa a seguinte pergunta: Para que serve um Pan? No texto, desmerece a competição com argumentos conhecidos, como a de que alguns países, como os Estados Unidos e até o Brasil, não enviaram seus principais atletas para o Canadá, já que alguns são deslocados para competições específicas de seus esportes simultâneas ao evento.

Veja lembra que atletas como o nadador Michael Phelps nunca participaram de um Pan, mas se esquece de outros nomes importantes que foram e são expressivos nas marcas dos Jogos. O nadador brasileiro Thiago Pereira não só está em Toronto como pode se tornar o maior medalhista de toda história dos Pan-Americanos.

Ao tentar desmerecer o Pan, Veja lança comparações descabidas com a NBA (liga de basquete profissional americana que inclui um time canadense) e aposta que o que ficará na memória será apenas a apresentação do Cirque du Soleil na abertura.

Veja ignora assim os esforços de todos os 590 atletas brasileiros enviados ao Pan, 314 homens e 276 mulheres que compõem nossa melhor geração olímpica. Despreza também casos impressionantes de superação muitas vezes escondidos pela euforia das vitórias.

Isaquias Queiroz, 21 anos, o menino de ouro da canoagem brasileira, herói do Pan de Toronto, é uma dádiva do esporte e da vida. Tinha três anos quando a mãe, dona Dilma, ouviu a sentença de morte do filho que um dia carregaria medalhas de ouro no peito e se tornaria uma das esperanças do esporte brasileiro. “Ele vai morrer”, afirmou o médico de Ubaituba, no sul da Bahia. Dona Dilma estava trabalhando como servente da rodoviária da cidade para sustentar a casa de três cômodos – ela hoje tem seis filhos biológicos e mais quatro adotivos – quando foram avisá-la. Uma panela de água fervendo havia caído sobre ele.

Isaquias ultrapassou a morte pela primeira vez. Dois anos depois das queimaduras, já recuperado, foi sequestrado, mas, de novo, voltou aos braços da mãe. Já moleque, despencou de uma árvore, teve uma hemorragia interna e perdeu um rim.

Hoje brinca que não tem um rim, mas ganhou pulmão. O pulmão que não deixa o fôlego se esgotar e que ajudou a ganhar as três medalhas deste Pan, duas de ouro e uma prata, esta última junto com Erlon de Souza Silva. Uma das medalhas de ouro veio sob uma chuva intensa, que foi apertando no ritmo que as remadas cresciam.

A judoca Rafaela Silva, bronze em Toronto, filha de um entregador de pizza e de uma dona de casa, que cresceu na favela da Cidade de Deus, já chegou ao título mundial de judô. “Eu estou mostrando que não depende de cor, de dinheiro, de nada, depende de vontade e de garra”, disse.

Entrar para história do esporte é para poucos. O patinador Marcel Stürmer, de 29 anos, se tornou o primeiro atleta a conquistar quatro vezes seguidas a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Os aplausos delirantes do público canadense ganharam um sentido maior para quem sabia que durante os treinos ele enfrentou infiltrações para suportar as dores.

Agora, imagine. Como se sentiriam esses quase 600 atletas, seus familiares e amigos ao entrar numa banca de jornal e ver lá estampado um título na capa da revista Veja: “Para que serve o Pan?”. Com a arrogância de quem se acha detentora de todas as verdades, Veja quer agora sepultar sonhos, desprezar as mais incríveis histórias de superação e esforços e atrapalhar quem persegue suados patrocínios e parcos incentivos governamentais. Seria como se perguntar: Para que serve a luta de Isaquias, Marcel, Rafaela, Luana e Lohaynny? Não seria melhor perguntar, então: Para que serve a Veja?

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. dan rodrigues Postado em 22/Jul/2015 às 18:56

    a veja é um lixo!

  2. Marilia Oliveira Postado em 22/Jul/2015 às 19:17

    Detrito sólido de maré baixa

  3. Zeca Postado em 22/Jul/2015 às 19:24

    Isso tudo porque a Globo não conseguiu os direitos de transmissão hahahahaha

  4. poliana Postado em 22/Jul/2015 às 19:52

    essa revista só dá bola fora, meu caro.

  5. Vinis Postado em 22/Jul/2015 às 20:18

    Já estou vendo os reacionários boicotando a Record e falando que é emissora chapa-branca

  6. Deisi Postado em 22/Jul/2015 às 21:13

    Seria esperar demais da revistinha veja, antes de perguntar "para que serve o Pan", pesquisasse um pouquinho sobre histórias de vida de alguns atletas, que treinam incansavelmente, que lutam por patrocínio, se orgulham pelas conquistas. Nessa revista não falta só credibilidade, falta principalmente sensibilidade, normal numa mídia tão reacionária. A veja para mim não serve nem para uma emergência, quando o papel higiênico acaba

  7. Duarte Postado em 22/Jul/2015 às 21:23

    Devolvo a pergunta "Para que serve a VEJA?"

  8. jose savassa Postado em 22/Jul/2015 às 21:24

    Eles criticam o PAN por que os PIGs, globo e outros, perderam o direito de transmissão e porque os números de medalhas, superam os tucanos gordos em uma grandeza espetacular... mirem.... FHC/PSDB, além de apanhar em tudo que foi evolução no Brasil -> linha pobreza, morte infantil, estudo para pobre e pretos, inflação, engavetamentos de investigados, etc, etc,…. nos jogos dos PANS então, foi vergonhoso…. mirem … futuros moradores da Grécia, coxinhas de plantão.. ====QUADRO MEDALHAS e COLOCAÇÃO – ERA DOS BICO GRANDE========= ‘PAN – 1995 – / Argentina / Comando PSDB – Presidente super FHC 6 BRA Brasil 18 27 37 82 PAN – 1999 / Canada – comando PSDB – super FHC 4 BRA Brasil 25 32 44 101 2003 – ainda legado do grande FHC/PSDB 4 BRA Brasil 29 40 54 123 ========QUADRO MEDALHAS e COLOCAÇÂO – ERA PT – Lula, Dilma======== 2007 – sobre o comando do analfabeto..rs 3 BRA Brasil 52 40 65 157 2011 – novamente no comando do PT 3 BRA Brasil 30 29 42 101 2015 – comando do PT – metade do torneio 3 BRA Brasil 30 29 42 101 - É um banho, tanto no esporte, como na economia, como no atendimento aos pobres, ou qualquer outra modalidade que quiserem medir….. Coxinhas, vão para a Grécia, lá não tem pobre, petista e preto, somente burros e imbecis como vocês que não enxergam um metro a frente do nariz e acreditam nos marinhos… go ahead…. somente o dobro de medalhas no mesmo período, isto seria ignorância ou esperteza…. coxinhas do cacete?

    • felipe Postado em 23/Jul/2015 às 09:29

      Cara, cada mais penso que esse tipo de pessoa é doente..... só tendo só mesmo de quem não conhece a história de seu país e faz comparações que não tem nada a ver, são momentos diferentes vividos pelo país, ou vc gostava antes do FHC com a inflação altíssima? moeda desvalorizada, o país nao tinha abertura comercial, não importava era um mundo totalmente diferente do de hoje não existe comparação.

      • Wladimir Postado em 23/Jul/2015 às 12:50

        Realmente a falta de memória e o desconhecimento sobre o que comenta é algo fantástico. Ao dizer " antes do FHC" já discorreu sua biografia. Como admirar alguém que desde os anos 1960 já estava a soldo dos EUA. Talvez desconheça que o tal FHC, recebeu em 1969 U$ 155.000 da Fundação Ford, um braço da CIA, para fundar o CEBRAPE, que teria a função de identificar os economistas com ideias de esquerda. O tal FHC faliu o Brasil e vivia de joelhos diante do FMI. Esse mesmo "sociólogo" entregou o patrimônio brasileiro a preço de banana. E dizer que o controle da inflação foi obra do FHC é mais uma prova da total alienação sobre o tema. Quem fez o Plano Real foi o Itamar Franco, sem nenhuma participação do Príncipe da Privataria. Isso segundo palavras do próprio Itamar. Aliás o tal FHC ao final de seu governo deixou uma inflação e uma dívida externa bem superiores à que recebeu no início de seu mandato. Isso sem contar com a compra da reeleição.

      • felipe Postado em 23/Jul/2015 às 14:43

        kkkkk esse Wladimir ganhou....nunca ví tanta besteira num comentário....

      • poliana Postado em 23/Jul/2015 às 15:38

        felipe, vc só pode está mal intencionado pra dizer q os fatos q o wladmir expôs são falsos. ele n falou nenhuma mentira não..os livros de história existem, assim como a internet. todos esses dados q ele trouxe vc pode comprovar facilmente. quer dizer q falar os podres do psdb e de fhc torna qq pessoa uma alienada?

      • Eduardo Ribeiro Postado em 23/Jul/2015 às 20:07

        Felipe é muito popularzão, velho....olha esses comentários...caso perdido.

  9. soda cáustica Postado em 22/Jul/2015 às 22:12

    Veja = lixo...

  10. Salomon Postado em 22/Jul/2015 às 22:29

    Um papel higiênico pra rico.

  11. José Ferreira Postado em 22/Jul/2015 às 23:04

    Duas coisas: A primeira que a Veja perdeu a sua credibilidade. A outra coisa é que a Record fez uma defesa porque ela é que faz a transmissão dos jogos. Não tem nenhum santo nessa história (os atletas não tem nada a ver com essa "picuinha")

    • poliana Postado em 22/Jul/2015 às 23:31

      jose ferreira, mas essa colocação da veja foi de uma extrema falta de respeito e desprezo para com os atletas brasileiros. foi uma atitude cruel desta revista...a resposta n deveria partir somente da rede record, mas de todo e qq meio de comunicação. foi uma ofensa e um desprezo enorme aos nossos atletas. realmente, lamentável.

      • Rodrigo Postado em 23/Jul/2015 às 11:57

        (Outro Rodrigo) Concordo, Poliana.

    • Silva Postado em 23/Jul/2015 às 07:41

      Mas qual você acha que foi melhor a pergunta da veja? Ou à resposta da Record?

      • José Ferreira Postado em 23/Jul/2015 às 09:42

        A pergunta da Veja é ruim, e a resposta da Record é boa. Entretanto tem esse porém da emissora ser a transmissora dos jogos. Se a Record não transmitisse os jogos, a resposta seria a mesma?

  12. enganado Postado em 23/Jul/2015 às 00:26

    Desde qdo o Roberto Civita foi uma pessoa séria? Acho que os Roberto´s de nossa imprensa, nasceram no lugar errado, que me desculpe DEUS. Que tal Chicago, 1938? Al Capone e & cia sugerem alguma coisa?

  13. Rafael Postado em 23/Jul/2015 às 06:18

    A Record é a detentora dos direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos. Não me admira que justo ela tenha se lançado em defesa do evento.

  14. Lucas Oliveira Silva Postado em 23/Jul/2015 às 08:15

    Veja, o câncer da mídia no Brasil

  15. B. Ferreira Postado em 23/Jul/2015 às 10:04

    Resposta à altura desta edição da Veja, infame e pífia como todo meio midiático quando se opõe aos esportes que são tão benéficos para nós seres humanos.

    • Lucas Oliveira Silva Postado em 23/Jul/2015 às 11:06

      Parceiro, o que você vai esperar de uma revista que coloca como uma celebridade intocável, o nosso querido presidente da Câmara dos Deputados (Querido é o caralho! SQN) Eduardo Cunha? O que esperar de uma revista que emprega colunistas zuuuuuuuuuuuuuuuuuuuper inteligentes e imparciais (SQN fudendo) Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino (Aquele arregão que foi pra Miami e diz que se deve construir menos escolas e mais prisões)?

      • B. Ferreira Postado em 23/Jul/2015 às 13:41

        Hahahahahahahahha, certíssimo, o que esperar disso? Reaças, amigo, reaças...

  16. Denisbaldo Postado em 23/Jul/2015 às 11:57

    Presta Atenção! Ninguém está defendendo e Record e sim defendendo os atletas que foram humilhados pela citação da Veja!!! O Panamericano não é da Record, é dos atletas e amantes do esporte!

  17. Ingrid Postado em 23/Jul/2015 às 12:39

    Numa briga entre Veja e Record o lado certo é o de fora.

    • Roberto Pedroso Postado em 25/Jul/2015 às 00:17

      Concordo senhora Ingrid nesta disputa, como diria minha avó, o roto falando do mal trapilho.

  18. Sergio Carneiro Postado em 23/Jul/2015 às 17:14

    De que vale uma Formula 1 sem os carros da Mercedes, Renault e da Ferrari ? De que vale uma Copa do mundo sem a Alemanha, Brasil, Itália, França e a Inglaterra? De que vale jogos olímpicos sem a Grã-Bretanha, China, Itália, Alemanha, Rússia e a Suécia? O resto é coitadismo.

  19. Lito Postado em 23/Jul/2015 às 18:23

    Para que servem os leitores da Veja?

  20. Eduardo Ribeiro Postado em 23/Jul/2015 às 20:16

    Meu...como pode isso? Veja caga do começo ao fim, a Record acerta em esculhambar e estuprar esse lixo imundo, e tem gente rminimizando a atitude da Record? "nhééé se não fosse a transmissora do evento ela não responderia assim"....nem sei se isso é verdade, mas foda-se. É irrelevante. A resposta que a Record deu é a ÚNICA que se espera. Se não responde nada é omissão, é o grito de ódio dos canalhas sem resposta a altura. Não é a resposta da Record que vocês tem que questionar ou relativizar ou minimizar. Deveriam primeiro aplaudir a resposta, sem "mas", apenas aplaudir. Depois de aplaudir, o questionamento de vocês deveria ser: por que somente a Record levantou sua voz contra MAIS UMA CANALHICE dessa merda de revista? Todo brasileiro deveria defender, deveria haver uma reação generalizada contra essa matéria. E não um marasmo geral, e quando uma emissora diz a verdade e empurra nos canalhas da Veja, pinta alguem pra minimizar/questionar/relativizar o fato.

  21. Junio Postado em 24/Jul/2015 às 10:50

    Caro Naro, será que caberia aqui o clichê, "Veja sendo Veja"? Para que serve o Pan? Para vermos que embora sejamos conhecidos como o país do futebol, país do Pelé, futebol arte, e tudo mais, nosso futebol vive o pior momento da sua história, e o Pan serve exatamente para vermos que ainda há muita luz se pegarmos um túnel alternativo ao futebol! O PP cita histórias de superação, eu cito grandes nome como Arthur Zanetti, Daniele Hipólito, Thiago Camilo, Felipe Kitadai, Mayra Aguiar, Fabiana Beltrame, o próprio Thiago Pereira, fora as equipes de vôlei, que além do Pan ainda tem o Grand Prix e o Mundial e estão fazendo bonito em todas as disputas! O Pan serve para vermos que precisamos investir em outras modalidades, o mundo não vive só de futebol! Vamos encorajar e incentivar nossos filhos a praticarem vôlei, natação, ginástica, entre outros. O Brasil hoje é a terceira maior potencia deste segmento nas Américas e temos potencial para melhorar ainda mais!

  22. B. Ferreira Postado em 24/Jul/2015 às 11:41

    Antes da internet vc interpretava textos de maneira pífia por onde, Gilberto?

  23. Armando Divan Postado em 24/Jul/2015 às 12:10

    A arenga é análoga à fábula da raposa e as uvas: como a raposa não conseguiu alcança-las saiu desdenhando, dizendo que estavam verdes. Mas tentou apanhá-las assim mesmo. A VEJA se comporta como a raposa que não atingindo o seu intento, passa a desmerece-lo. E o pior é educa seus leitores a se comportar da mesma maneira. Quem diria que em pleno século XXI as fábulas de Esopo, recriadas por La Fountain seriam tão necessárias.

  24. Gilberto Serodio Postado em 25/Jul/2015 às 17:25

    Sujissima Veja. A pergunta é outra: A quem serve a Veja? A quem pagar.