Redação Pragmatismo
Compartilhar
Cuba 21/Jul/2015 às 12:16
8
Comentários

Reabertura de embaixadas de Cuba e EUA é marco histórico

Cuba e EUA reabrem embaixadas e formalizam restabelecimento de relações diplomáticas. A reabertura das sedes diplomáticas ocorre após 54 anos de ruptura e marca uma nova era entre as duas nações; cerimônia ocorrerá em Washington

embaixada Cuba EUA
Embaixada de Cuba nos EUA volta a entrar em funcionamento depois de mais de meio século

As embaixadas de Cuba e dos Estados Unidos entraram formalmente em funcionamento logo após a meia-noite desta segunda-feira (20/07), conforme foi acordado pelos dois governos, após o histórico anúncio do restabelecimento de relações diplomáticas no início do mês.

A abertura das sedes diplomáticas ocorre após 54 anos de ruptura e marca uma nova era entre as duas nações, esperada desde as declarações de reaproximação dos presidentes Barack Obama e Raúl Castro em 17 de dezembro de 2014.

Nesta manhã, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, participará ao lado do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, de uma cerimônia de hasteamento da bandeira cubana na embaixada da ilha em Washington. De acordo com Cuba Debate, há ao menos 500 convidados, entre eles, cubanos, membros do Congresso dos EUA e empresários.

Após o evento, os dois líderes da diplomacia de seus respectivos países também farão uma reunião. Rodríguez será o primeiro chanceler cubano em visita oficial à capital dos EUA desde a Revolução Cubana, em 1959.

Já a cerimônia de hasteamento da bandeira norte-americana na ilha liderada pelos irmãos Castro só acontecerá com a visita de Kerry. Segundo The New York Times, a expectativa é que isso ocorra na próxima quarta-feira (22/07), mas a data oficial ainda não foi divulgada.

As embaixadas serão lideradas por responsáveis de delegações que negociaram a aproximação. Entre os cubanos, o cargo estará nas mãos de José Ramón Cabañas, atual chefe do Escritório de Interesses de Cuba em Washington. Já entre os norte-americanos, o diplomata Jeffrey DeLaurentis comandará a sede diplomática dos EUA de forma provisória, até que um embaixador seja nomeado para Havana, reportou a Ansa.

Histórico das relações

A reabertura de embaixadas é um dos passos fundamentais para a nova etapa de relações bilaterais, desde o histórico anúncio da reaproximação entre as duas nações, no fim do ano passado.

“Nós somos vizinhos e agora podemos ser amigos”, declarou Barack Obama, na ocasião do anúncio da reabertura das sedes diplomáticas, no início de julho. Já Raúl Castro se disse ‘animado’, mas ressaltou que Havana exige o fim de bloqueio econômico para retomar completamente relações com Washington.

No processo de normalização tem ocorrido de forma paulatina. Em 29 de maio de 2015, os EUA retiraram oficialmente a ilha da lista de países patrocinadores do terrorismo, uma demanda de longa data do governo cubano. A manutenção no rol legitimava a imposição de sanções, como a proibição da venda e exportação de armas, e impedia que o país tivesse acesso aos recursos do Banco Mundial e de outros órgãos internacionais.

Opera Mundi

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 21/Jul/2015 às 12:26

    A direita não aguenta mais: Papa Francisco, Lula no The Guardiam, Obama, Cunha na cadeia, Cuba e EUA juntos, acordo nuclear com o Irã...Não adianta mais mudar do Brasil, terão que mudar do planeta mesmo.

  2. Angela Postado em 21/Jul/2015 às 13:04

    Xiiii a Maria ta se descabelando!! Hahaha

  3. Lucas Oliveira Silva Postado em 21/Jul/2015 às 13:12

    Quanto você tá ganhando pra defender o Cunha, hein "Maria-vai-com-as-outras"?

  4. Denisbaldo Postado em 21/Jul/2015 às 13:15

    E as coxinhas vão à loucura!!! Eu sugiro que você se mude para um planeta maior do que a Terra, com uma gravidade mais forte, tipo Júpiter. Assim os seus poucos neurônios ficarão mais agrupados e talvez funcionem melhor.

  5. Salomon Postado em 21/Jul/2015 às 14:54

    54 anos de embargo econômico feito pela maior potência mundial, e Cuba resistiu! Não é fácil. Quem duvidar do que essa ilha caribenha é capaz, consulte os livros de História. E quem deu o primeiro passo para a aproximação foram os neocapitalistas. Por outro lado, os neobobos vão ter que encontrar uma outra ideologiazinha que lhe case bem às palavras, pois estão ficando sem discurso. Como disse alguém aí em cima, o mundo mudou.

    • Silva Postado em 22/Jul/2015 às 08:03

      É porque você não é maria, é cesar souza, não pode ir com as outras, só se fosse com os outros.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/Jul/2015 às 10:06

      """"""""".....como assim embargo econômico...."""""""""

  6. Eduardo Ribeiro Postado em 21/Jul/2015 às 15:01

    Eu acho curioso como essa rapaziada omite estrategicamente o EMBARGO...fora isso...olha esse xilique, meu irmão....falou de Cuba a baba elástica bovina escorre lábios afora...impressionante o tamanho do descontrole emocional que Cuba causa nos reaças raivosos.....