Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 28/Jul/2015 às 10:06
10
Comentários

Os 5 senadores que não faltaram a nenhuma sessão em 2015

Apenas cinco senadores tiveram 100% de presença nas sessões deliberativas (reuniões em que são votadas novas leis ou alteradas leis já existentes e que a presença do parlamentar é obrigatória) realizadas na Casa em 2015

senadores faltas sessões deliberativas
Só cinco senadores tiveram 100% de presença em 2015 (divulgação)

No primeiro semestre deste ano, somente cinco senadores participaram de todas as sessões deliberativas realizadas na Casa. Nesse tipo de reunião, em que são votadas novas leis ou alterações em leis já existentes, a presença do parlamentar é obrigatória.

De primeiro de fevereiro a 17 de julho, período que compreende o semestre legislativo, Delcídio do Amaral (PT-MS), Flexa Ribeiro (PSDB-PA), Reguffe (PDT-DF), Romário (PSB-RJ) e Waldemir Moka (PMDB-MS) compareceram a todas as sessões do Senado. As informações são do Congresso em Foco.

A média de faltas dos parlamentares é a menor dos últimos três anos, considerando apenas o primeiro semestre de 2013 e 2014. O número de ausências dos parlamentares sofreu uma redução de 35% de 2013 até hoje. Tanto em 2014 quanto em 2015, foram realizadas 50 sessões deliberativas no primeiro semestre. No ano passado, os senadores acumularam quase 660 faltas, enquanto neste ano o número não chega a 500.

O senador Delcídio acredita que os projetos da área fiscal encaminhados pelo governo contribuíram para um maior engajamento dos parlamentares, e, consequentemente, maior presença em plenário. Para o petista, o início de 2015 foi marcado pela discussão de temas “muito relevantes”. “O clima de enfrentamento entre base e oposição, além dos vários instrumentos de controle da sociedade sobre os políticos, aumentam a cobrança que recai sobre nós senadores”, completa.

Waldemir Moka, outro que ficou entre os mais assíduos, disse que “a agenda do Congresso este ano foi positiva ao tratar de assuntos polêmicos”. O sul-mato-grossense ressalta que toda a segunda-feira, religiosamente, viaja para a capital federal. Conterrâneo de Moka, Delcídio possui a mesma rotina. Ambos afirmam que se elegeram justamente para trabalhar em Brasília.

Assim como Romário, Reguffe era deputado federal na legislatura passada. Ele participou de todas as sessões realizadas nos últimos quatro anos e segue sem nenhuma falta no Senado. De acordo com o político brasiliense, os parlamentares não fazem mais que sua obrigação quando participam das discussões realizadas em plenário. “É preciso ter responsabilidade com o contribuinte”, disse o senador.

Para o cientista político Leonardo Barreto, os parlamentares faltosos representam prejuízo aos cofres públicos, pois muitos projetos de lei deixam de ser relatados e até votados em algumas circunstâncias. Segundo Leonardo, a assiduidade é o primeiro indicador do nível de seriedade do parlamentar em relação ao seu mandato. ”O congressista ausente se torna um exemplo negativo para a população, que fica desmotivada a acreditar no sistema político”, afirma ele.

VEJA TAMBÉM: Os salários dos senadores, deputados, ministros do STF e da presidente

Recomendados para você

Comentários

  1. Arievilo Postado em 28/Jul/2015 às 10:36

    Parabéns a esses senadores... Enquanto os poucos foram em todas as sessões até agora esse ano, outros muitos estavam por aí fazendo sabe-se lá o que. Não é um crime deixar de comparecer a uma sessão, mas acredito que devesse haver uma legislatura melhor para controlar isso. Um legislador tem limite de faltas em sessões prevista na lei? Ele tem descontos em seu salários e/ou benefícios como um trabalhador comum teria? Se houvesse eu duvido que seria tão comum quanto são essas abstenções que ocorrem repetidamente durante o mandato...

    • Junio Postado em 28/Jul/2015 às 12:05

      Falou muito bem! Só tenho um adendo, a classe política tem um histórico tão ruim que estes exemplos ao invés de ser naturais acabam sendo passíveis de elogios! Chegamos ao ponto de ter que considerar honestidade como qualidade e não obrigação do ser humano! Quanto ao Romário, só não votei nele porque moro no estado de São Paulo. Grande figura!

  2. marc Postado em 28/Jul/2015 às 10:43

    Assiduidade e não ter faltas só os fazem idôneos e merecedores de aplausos por isto apenas, a avaliação de um parlamentar não se resume apenas a isto, mas é louvável fazer este levantamento.

  3. B. Ferreira Postado em 28/Jul/2015 às 11:16

    Um adendo: pra todos que duvidavam do baixinho Romário, aqui vai meu mais singelo CHUPA! O peixe é demais!

  4. Fabio Hideki Postado em 28/Jul/2015 às 12:13

    Onde encontro a lista com a frequência de todos os senadores ? A de deputados está aqui http://m.congressoemfoco.uol.com.br/noticias/deputados-acumulam-37-mil-faltas-veja-a-lista-2/

  5. Patric Postado em 28/Jul/2015 às 13:21

    Não fizetam mais que a obrigação! Cadê a lusta dos mais ausentes??!!

  6. Roger Postado em 28/Jul/2015 às 18:35

    E a listas dos mais ausentes. Aposto que tem um que faz quase um ano que tá choramingando e se esquivando de trabalhar.

  7. rodrigo Postado em 29/Jul/2015 às 09:01

    cade o aécin?

  8. Eloir Postado em 29/Jul/2015 às 15:08

    Sou gaúcho, mas admiro muito o Romário, é ético e coerente, parabéns grande senador!!!

  9. Carlos Postado em 03/Aug/2015 às 10:34

    Aécio Neves não é senador?