Redação Pragmatismo
Compartilhar
Dilma Rousseff 21/Jul/2015 às 12:25
23
Comentários

“Não há razão para impeachment”, diz Gilberto Gil

Gilberto Gil defende Dilma: “Não haverá impeachment. Não há razão”. O cantor afirmou que a presidente deve permanecer no cargo, mesmo diante das tentativas da oposição de aplicar um golpe contra a democracia no país: “Dilma vai concluir o seu mandato. É natural que conclua”

Gilberto Gil impeachment Dilma
Gilberto Gil se posiciona contra o impeachment de Dilma Rousseff (divulgação)

O cantor e compositor Gilberto Gil disse acreditar que a presidente Dilma Rousseff não será alvo de processo de impeachment e que ela irá terminar o seu mandato.

“Não haverá impeachment. Não há razão, nem clima. Dilma vai concluir o seu mandato. É natural que conclua”, disse em uma matéria publicada em seu site.

Para o músico este tipo de manifestação (a favor do impeachment) deve ser visto com certa naturalidade. “A sociedade é assim. Tem gente que fala em nazismo na Alemanha, tem gente que fala em monarquia. Tem de tudo”, observou.

Gil destacou, ainda, achar salutar que no atual momento vivido pelo Brasil não exista a personificação da figura de um líder.

“É bom estar sem lideranças muito pessoais. É um momento que é bom assim, que as responsabilidades em relação aos comandos estejam divididas entre os vários partidos, entre as várias personalidades”, afirmou. “Inclusive da liderança que se exige da presidência, é bom que se tenha esse cenário para que Dilma fique mais tranquila”, completou.

Instigado a falar sobre a crise econômica, Gil ressaltou que o Brasil tem sofrido os reflexos da crise mundial. “O que nós vivemos é também o resultado da crise mundial que se instalou e o Brasil, por esse processo interno, passou a ser mais passível de ser afetado por qualquer coisa que possa ocorrer”, ponderou.

247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Felipe Postado em 21/Jul/2015 às 13:48

    Se há razões para o impeachment? Saberemos quando for esclarecido em quais cirstuntâncias as doações ás campanhas da presidente foram feitas. Da maneira que foi feita, parece leg[itima, mas é necessário elucidar os detalhes. E mais, não foi decidido ainda pelo TCU se as contas da Presidente são legais ou não. E as pedaladas fiscais?.Caso sejam reprovadas, abre-se um motivo para o impeachment. Crise mundial? O país não está do jeito que está por causa da má gestão do Governo? E o subsídio ridículo feito pela Petrobras para segurar a inflação? E o gasto desenfreado que foi de tal maneira que foi necessário alterar a Meta Fiscal para as contas fechar? E a falta de investimento no setor energético (hidrelétricas) neglicenciados pelo Governo? Acabou que a populção teve que arcar com a despesa muito mais cara com a usinas Termoelétricas. Entre crise mundial e má gestão do Governo, fico com a segunda opção. Que fique claro que um cenário ruim na economia mundial até pode atingir a gente mas está claro para qualquer pessoa que lê algum jornal que o maior culpado é o Governo.

    • Paulo Figueira Postado em 22/Jul/2015 às 18:18

      Falta de investimento no setor elétrico? Quantas hidrelétricas estão sendo feitas nos governos do PT? O Brasil já o terceiro no mundo em geração eólica, fora os investimentos em linhas de transmissão Quem levou o País ao apagão foi FHC por total ausência de investimentos Quanto ao que você chama de "pedaladas fiscais" foi um procedimento amplamente usado em governos anteriores e que agora é usado como pretexto para golpe, Alckimin acabou de praticar pedaladas. O governo enfrenta a crise internacional desde 2008 com sucesso, os problemas fiscais que temos no momento derivam das desonerações que o governo promoveu para manter os empregos e a atividade econômica na esperança de que a crise internacional fosse vencida a tempo de não desequilibrar as contas públicas, foi um erro? Talvez, mas prefiro que o governo erre na tentativa de preservar empregos dos que os governos anteriores que faziam questão de destruí-los para agradar ao FMI e prepostos.

    • Samuel Postado em 31/Jul/2015 às 21:34

      Que bosta de comentário.

      • Felipe Postado em 04/Aug/2015 às 11:10

        Chola mais.

  2. Denisbaldo Postado em 21/Jul/2015 às 14:33

    Ué, por que não podem pegar alguém beneficiário da Lei Rouanet??? Estou cansado de ouvir as opiniões de emissoras de TV que devem milhões em tributos e recebem centenas de milhões de verba publicitária todos os anos. Se for assim ninguém pode expressar mais sua opinião. O írraciocínio lógico coxinha me surpreende cada vez mais!!!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/Jul/2015 às 10:03

      Emissora de TV tem opinião. Evidente que tem. A opinião de seus donos. A Globo/Goebbels por exemplo tem uma posição muito clara, que é a posição dos Marinho. O combate à regulamentação de mídia, o APOIO ao golpe militar/ditadura do qual se BENEFICIOU imensamente, o combate as emissoras educativas, a forma como ignorou solenemente a campanha Diretas Já, a forma como beneficiaram vergonhosamente Collor em 89, a forma como atacam Lula/Dilma/PT nos últimos 12 anos - claro GOLPISMO - , a forma como atacaram odiosamente Leonel Brizola, etc etc etc...é uma orientação que obviamente vem de cima, que protege os interesses dos Marinho, e que dá a "cara política" da emissora. Seus comunicadores - Jô, Huck, Faustão, etc - podem eventualmente seguir essa "cara" ou não (em geral seguem ou pagam por isso...vide Jô). Já a nata do jornalismo - Kamel, Bonner, etc - necessariamente seguem.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/Jul/2015 às 11:23

      A emissora tem a opinião do dono, a cara do dono. A Globo por exemplo, defende firmemente, necessariamente, custe o que custar, os interesses políticos do Marinho. A linha editorial da emissora será aquela definida pelos Marinho, e não poderá sair daquilo. E os comunicadores, muito embora tenham sua própria opinião, não são "a emissora". Os comunicadores são uns coitados nesse contexto. Politica e ideologicamente, a Globo É os Marinho, e sua cara, sua opinião, será aquela que os Marinho definirem antecipadamente. Qual será a opinião da Globo por exemplo sobre a Privataria? E qual será a opinião de cada comunicador? Qual opinião é mais relevante, qual opinião "faz a cara" da Globo, a dos Marinho ou a da Angélica?

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/Jul/2015 às 14:25

      Sim, pelo grupo. No caso da Globo, o grupo é a "Familia Marinho". A opinião da Globo vem dos Marinho. A cara política da Globo é a cara política dos Marinho. Ponto. Lido com fatos. Essa é uma informação. Qualquer colocação diferente disso é ingenuidade no mínimo (me sinto "discutindo" o resultado de 1+1). E tá manjando bem de Socialismo, viu? Socialismo é voto de pobreza, é trabalhar sem receber. Tá sertinho....siga lecionando a respeito, conte mais sobre esse Socialismo aí.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/Jul/2015 às 15:09

      Marieta Severo e Chico Buarque são petistas desde que o mundo surgiu. Não tem essa de "receberam dinheiro da Lei Rouanet e passaram a defender o governo". Aliás, tem gente desinformada/burra a ponto de achar que a lei garante um polpudo cheque pró-artista vindo "direto do governo assinado pela Dilma", e porra....não é nada disso. Jô é reaça até o último fio de cabelo, muito embora essa meninada virgem tenha cismado que ele é petista porque entrevistou a Dilma e falou umas obviedades.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 22/Jul/2015 às 15:16

      """""""""" .........*** O socialismo propõe divisão igualitária da renda **** Logo, o preço do ingresso deveria ser 10 reais,............ """"""""""""

  3. Eduardo Ribeiro Postado em 21/Jul/2015 às 14:40

    “A sociedade é assim. Tem de tudo”. Leia-se: tem maluco e golpista de todo tipo. Em linhas gerais, GG fez apenas um mero relato do óbvio. O problema é que vivemos um momento ridículo em que falar o óbvio é altamente relevante.

  4. Salomon Postado em 21/Jul/2015 às 14:45

    Acho que o Gil fez uma análise isenta, objetiva e conclusiva: não vai ter golpe.

    • enganado Postado em 21/Jul/2015 às 18:27

      Caro Salomon, também penso que não vai ter golpe, porque quem quer golpe: fhc, Aloysio trezentinha, aópio, Álvaro dias, CUnha, psdb, dem, caiado, clube militar, juízes-tucano JB-Moro-Gilmar "Dantas", rosa weber que moral têm esses patifes para falar em golpe? Antigamente o exército ia para a rua e dava respaldo a esta vagabundagem de Direita, aí acontecia o golpe e as fortunas que nunca ajudaram o BRASIL em NADA ficavam resguardadas, aliás SEMPRE foi assim! Agora parece que as forças armadas se mancaram que a GRANA destes vagabundos não ajudaram/ajudam nem a eles. Basta ver que no governo do "Corno da Amante" os recos ganhavam menos que o salário mínimo e daí pra a merda era a mesma ((os milicos escondem isto porque o Lula acertou a vida deles. Mas como o Lula é comunista, come criancinhas e toma batida de mel de placenta, isto é assunto PROIBIDO até pelo boÇALnaro. Ah sim que começou a rearmar nossas forças foi o comedor de criancinhas: aviões-submarinos-carros de combate-iglas- ... etc)). Então agora o golpe fica por conta dos "Estados Unidos de São Paulo", "exército da rede gRoubo", "gangues do psdb/dem", "stf_db", "pf_db", "justiciário db", "tcu_db", ... ou seja qq porra db serve. O BRASIL, minha Pátria, que se exploda! assim pensa o "ojênio boechtÔ".

      • Salomon Postado em 22/Jul/2015 às 10:25

        O "Corno da amante", essa foi ótima. De fato, enganado, conheço uma renca de militares que iriam para a reserva/reforma se a turma do corno da amante voltar ao poder.

  5. Jeff Postado em 21/Jul/2015 às 16:44

    Impeachment nesse momento teria o mesmo efeito do "boi de piranha", digo, Dilma seria responsabilizada pela incompetência de muitos (dela também, claro). Levaria consigo uma pequena parcela de omissão e desonestidade de cada brasileiro.

    • José Postado em 21/Jul/2015 às 23:54

      No fim não vai mudar muita coisa, ela não precisa se preocupar mesmo se levar o impeachment. Da mesma forma que Collor continua com todo o poder na vida política ela ainda terá influencia e uma carreira praticamente garantida.

  6. poliana Postado em 21/Jul/2015 às 16:51

    gil, meu conterrâneo..vai tentar explicar isso pra coxinhada. n adianta...eles n aceitam!! é muita birrinha e inconformismo. simplesmente, n sabem perder! n aceitam o tetra pt!!! mas tudo bem, em 2018 eles tentam de novo.

    • Jeff Postado em 21/Jul/2015 às 16:56

      Poliana....esse tetra tá amargo hein? Diz ai, quando vai ficar bom? Abrazo!

      • poliana Postado em 21/Jul/2015 às 17:44

        n se preocupe, jeff...o penta será doce! bjos

      • Deisi Postado em 22/Jul/2015 às 07:46

        Tá mais amargo para o psdb e coxinhas, a eleição foi em outubro de 2014 e até hoje não conseguiram aceitar, doí demais!

  7. poliana Postado em 21/Jul/2015 às 16:53

    afffff..mesmo argumento de sempre...e sim, o gilberto gil n falou nenhuma loucura. tudo q ele disse tem amparo constitucional. e ser beneficiário da lei rouanet, torna seu posicionamento ilegítimo? ELE NÃO DISSE NENHUM ABSURDO! e me diz aí: quem criou a lei rouannet mesmo?

  8. diogo Postado em 22/Jul/2015 às 07:50

    Não há razão para Gil, que quando ministro da cultura viu o filme do Padilha pirata.

  9. Sergio Carneiro Postado em 23/Jul/2015 às 18:03

    Um auxiliar de servente de pedreiro afirmou que: A Grécia não deverá seguir o programa de austeridade fiscal para sair da crise. Ele - auxiliar de servente de pedreiro - tem tanta credibilidade no assunto quanto Gilberto Gil sobre o impeachment da Dilma. Me poupem.