Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 16/Jul/2015 às 16:01
11
Comentários

Eduardo Cunha fará pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contrata marqueteiro para tentar melhorar a imagem e convoca pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV a ser realizado nesta sexta-feira. Investigado na Lava Jato e chamado de autoritário, o presidente da Câmara fará propaganda dos seus primeiros meses no comando da Casa

Eduardo Cunha pronunciamento tv rádio

Prestes a ser denunciado na Lava Jato, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contratou um marqueteiro para tentar melhorar a imagem. Valendo-se do cargo, ele convocou cadeia nacional de rádio e TV na noite desta sexta-feira. No pronunciamento, fará propaganda de seus primeiros meses no comando da Câmara dos Deputados.

A tropa de Cunha diz que sua gestão é boa porque vota mais projetos do que as anteriores. A tese ignora o fato de que quantidade não equivale a qualidade. Na verdade, a pressa só tem servido para aprovar temas que interessam ao presidente da Casa.

Nesta semana, o peemedebista ganhou um crítico de peso: o deputado Jarbas Vasconcelos, ex-senador e ex-governador. Com a autoridade de quem sempre enfrentou os coronéis de seu partido, ele subiu à tribuna na última terça para dizer o que pensa da gestão Cunha. Foi implacável.

Para o deputado, as manobras de Cunha resulta em “votações precárias, interrompidas e remendadas”. O resultado, afirmou, “é de uma mediocridade sem tamanho, longe do que anseia a sociedade brasileira”.

Companheiro de Ulysses Guimarães no velho MDB, Jarbas disse que votou em Cunha para derrotar o PT, mas está chocado com o autoritarismo na cadeira que foi ocupada pelo Senhor Diretas [Ulysses]. “Estamos vivendo um momento de ditadura absoluta; ele faz o que quer”.

Jarbas decidiu protestar por causa do pronunciamento de Cunha na TV. Segundo ele, a propaganda será enganosa. “É uma esculhambação dizer que houve reforma política aqui”, afirmou. O deputado disse que o momento é grave e pediu reflexão dos colegas. “A gente não pode deixar ele ir à televisão para contar mentiras. Temos que enfrentá-lo”.

Bernardo Mello, Folhapress

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Lucas Oliveira Silva Postado em 16/Jul/2015 às 16:07

    Você já tá manjado, Cunha!

  2. Veronica Postado em 16/Jul/2015 às 17:04

    Estou estarrecida com as barbaridades desse cara! E o pior de tudo que tem gente que ainda acha que ele está certo e que representa "o povo"

    • Salomon Postado em 16/Jul/2015 às 18:08

      Verônica, esse sujeito é o que há de mais fino em matéria de grossura.

      • Paulo Figueira Postado em 17/Jul/2015 às 17:50

        Na verdade ele contratou o marqueteiro do Aécio para orientá-lo no pronunciamento que fará hoje, não estou brincando, é fato, pesquise e constatará

  3. Salomon Postado em 16/Jul/2015 às 18:06

    Que diacho de nome escroto é esse, cara?

    • Vinis Postado em 16/Jul/2015 às 20:31

      Deve ser um daqueles que se acham "raça ariana"

    • Dado Gonsalves Postado em 17/Jul/2015 às 21:48

      Cunha é uma das piores tragédias de nossa política. Nomeado por PC Farias para dirigir a Telerj, (governo Collor) tem vários processos empurrados para baixo do tapete. Quer empurrar mais sujeira para lá mas o tapete ta lotado, não cabe mais nada. Isso não é "preconceito". É fato. Basta pesquisar.

  4. Silva Postado em 17/Jul/2015 às 08:21

    Moço, faz uma pipoquinha, senta na poltrona e assista o cunha!

  5. Juliano Postado em 17/Jul/2015 às 15:43

    Será que contratará o marqueteiro do PT para torná-lo um santo? Essa guerra será boa.

  6. Thiago Teixeira Postado em 17/Jul/2015 às 20:39

    Acabou de fazer o discurso. Resumindo: O Poder Executivo é o culpado de toda desgraça da nação, nós (na verdade ele) somos a salvação. Somos homens bonzinhos e eficientes, e vamos levar o pais pra frente, algo eu o executivo não faz. Vai ficar quieta DILMA? Aos poucos o golpe vai se tornando legítimo.

  7. Sérgio Postado em 18/Jul/2015 às 04:54

    VÁ procurar a sua rola, Cunha!