Redação Pragmatismo
Compartilhar
Dilma Rousseff 07/Jul/2015 às 11:35
68
Comentários

Dilma fala pela primeira vez sobre possibilidade de ‘impeachment’

“Eu não vou cair, isso aí é moleza... venham tentar, não me aterrorizam”. Dilma Rousseff critica ‘setores golpistas’ da oposição e diz que não há possibilidade de sofrer impeachment nem de renunciar ao mandato

Dilma Rousseff impeachment presidente brasil

A presidente Dilma Rousseff chamou setores da oposição de “golpistas”, classificou o PMDB como “ótimo” e desafiou seus adversários a tentarem tirá-la do cargo. Em entrevista à Folha de S.Paulo, Dilma afirmou que não vai renunciar ao mandato nem ser cassada porque não cometeu nenhum ato ilícito. “Eu não vou cair. Eu não vou, eu não vou. Isso aí é moleza, é luta política”, declarou. Segundo ela, não há qualquer fundamento para um eventual pedido de impeachment, como defendem seus opositores. “As pessoas caem quando estão dispostas a cair. Não estou. Não tem base para eu cair”, declarou. “E venha tentar, venha tentar. Se tem uma coisa que eu não tenho medo é disso. Não conte que eu vou ficar nervosa, com medo. Não me aterrorizam”, emendou.
Com o maior índice de desaprovação popular desde o ex-presidente Fernando Collor, em 1992, segundo o Datafolha, e ameaças de pedido de cassação, Dilma afirmou que não se amedronta com o atual cenário político nem com as tentativas de quem quer tomar o seu mandato.

“Eu não vou terminar por quê? Para tirar um presidente da República, tem que explicar por que vai tirar. Confundiram seus desejos com a realidade, ou tem uma base real? Não acredito que tenha uma base real.”

Na entrevista, Dilma evitou atrito com o ex-presidente Lula, que, segundo ela, tem direito de falar o que quiser. Mas, ao contrário de seu antecessor, disse não se achar no “volume morto” por causa da crise política e econômica. “Respeito muito o presidente Lula. Ele tem todo o direito de dizer onde ele está e onde acha que eu estou. Mas não me sinto no volume morto não. Estou lutando incansavelmente para superar um momento bastante difícil na vida do país”.

A petista também fez afagos no PMDB, partido que, no comando da Câmara e do Senado, tem imposto sucessivas derrotas ao governo no Congresso. “Quem quer me tirar não é o PMDB. Nã-nã-nã-não! De jeito nenhum. Eu acho que o PMDB é ótimo. As derrotas que tivemos podem ser revertidas. Aqui tudo vira crise.”

A presidente também se defendeu em relação ao processo do Tribunal de Contas da União (TCU) que apura sua responsabilidade em manobras fiscais realizadas pelo governo para ter suas contas fechadas e aprovadas. Ela afirmou que não fez nada que já não tivesse sido feito pelos governos que a antecederam. “Eu não acho que houve o que nos acusam”, disse a respeito das chamadas pedaladas fiscais. O tribunal deu prazo para Dilma se manifestar sob risco de rejeitar suas contas.

A presidente ainda fez críticas à forma com que a Operação Lava Jato tem sido conduzida pelo juiz federal Sérgio Moro. Ela disse estranhar os fundamentos usados para a prisão preventiva de “pessoas conhecidas”, como os empresários Marcelo Odebrecht e Otávio Marques de Azevedo, presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez.

“Não gostei daquela parte [da decisão do juiz Sergio Moro] que dizia que eles deveriam ser presos porque iriam participar no futuro do programa de investimento e logística e, portanto, iriam praticar crime continuado. Ora, o programa não tinha licitação. Não tinha nada”, criticou.

A presidente voltou a criticar o instrumento da delação premiada, que prevê a redução da pena do acusado em troca de sua colaboração com as investigações. Assim como fizera na semana passada, em visita aos Estados Unidos, a petista fez paralelo entre os delatores de um esquema de corrupção com os delatores da ditadura militar.

“Eu conheço interrogatórios. Sei do que se trata. Eu acreditava no que estava fazendo e vi muita gente falar coisa que não queria nem devia. Não gosto de delatores”, afirmou. “Não gosto desse tipo de prática. Não gosto. Acho que a pessoa, quando faz, faz fragilizadíssima. Eu vi gente muito fragilizada [falar]. Eu não sei qual é a reação de uma pessoa que fica presa, longe dos seus, e o que ela fala. E como ela fala. Todos nós temos limites”, acrescentou.

Para ela, há dois pesos e duas medidas na interpretação do teor dos depoimentos dos delatores. Ela fez referência ao caso de Ricardo Pessoa, ex-presidente da UTC Engenharia, que diz que repassou para a campanha de Dilma R$ 7,5 milhões desviados do esquema de corrupção na Petrobras. “Meu querido, é uma coisa estranha. Porque, para mim, no mesmo dia em que eu recebo doação, em quase igual valor o candidato adversário recebe também. O meu é propina e o dele não? Não sei o que perguntam.”

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 11:54

    O PSDB faz seu joguinho político de se fazer amigo do povo e da opinião pública, mas na verdade a última coisa que ele quer é ficar taxado de partido golpista para sempre, então ele faz jogo de cena. A Dilma se cansou dessa provocação barata e "chamou pro pau", da mesma maneira que o Lula fez quando disse que o "juiz" Sérgio Moro iria prendê-lo. A mensagem foi dada por eles: "E aí, vão encarar playboyzada?" Enquanto isso Eduardo Cunha "governa" o Brasil com a faca e o queijo na mão, afinal ninguém faz nada neste país se o PMDB não aprovar.

    • poliana Postado em 07/Jul/2015 às 12:40

      denisbaldo, mas eu estou vendo a hora de o psdb conseguir dar um golpe, viu. recentemente li q os tucanos vão pedir o impeachment de dilma por conta das pedaladas fiscais. setores da imprensa já dão o impeachment como certo. inclusive aécio quer o processo contra ela e temer, por razões óbvias. o psdb n aceita a derrota de jeito nenhum. n se conforma q n conseguiu retomar a presidência da república. e com toda cumplicidade da grande mídia, mas a alienação da massa, temo q um golpe venha a se concretizar logo mais. estamos caminhando pra isso...

      • Henrique Postado em 07/Jul/2015 às 14:25

        Só aceito o impeachment que eles querem se for comprovada alguma fraude eleitoral...fora isso, todos os que estiveram à frente do Governo, desde os militares para cá, têm cometido vários descalabros contra ordem pública...contra os interesses nacionais...privatizações...desvios de verbas...enriquecimento ilícito...e ninguém sequer é preso...o Governo Dilma é fraco porque depende do maior partido de ladrões do Brasil, o PMDB, para poder governar....poderia fazer melhor se conseguisse fechar a Câmara e o Congresso....como querem fazer com ela.

    • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 12:57

      Eu só acredito em um impeachment no dia em o PMDB o apoiar. Não se esqueça que Eduardo Cunha e Renan Calheiros são investigados da Lava Jato e estão no comando total da Câmara e Senado. Também não se esqueça que o PMDB ainda é governo e está se deleitando no poder, está como o diabo gosta. E tem uma pergunta: O que o PSDB realmente tem a ganhar com esse impeachment? Ou o Aécio realmente acredita que será eleito contra o Lula? Pode até ser, mas existe uma grande possibilidade disso não acontecer também. Imagina o desastre que seria uma nova derrota nas urnas? Derrubar só a Dilma e deixar o Temer poderia ser uma possibilidade mais real, mas ele com certeza conquistará um estigma de golpista que ficará marcado para sempre em sua história. E não se esqueça que o mesmo povo que aplaude hoje é aquele que vaia amanhã, o PSDB sabe como a banda toca por aqui. Não sei não Poliana, a Dilma com essa declaração entregou a bola para o PSDB bater o pênalti, como o Collor fez no passado e se estrepou, ela se arriscou ao máximo agora e ela não é nem um pouco inocente. O próprio PSDB internamente não está de acordo com tudo isso. Esse pênalti na verdade vai sobrar pro Cunha, porque o PSDB não tem esse poder todo não. Já estamos há 8 meses nesse mimimi de impeachment, ou acontece de uma vez ou passou da hora. A Dilma deu o golpe de misericórdia. Na verdade só existe uma pergunta a se fazer: O que Eduardo Cunha acha de tudo isso?

      • poliana Postado em 07/Jul/2015 às 13:02

        mas é justamente essa dependência visceral dela com o pmdb q assusta, sendo q sabemos q cunha é um grande desafeto dela. se ele rachar o pmdb, com certeza dilma poderá sofrer esse processo. pelo menos ontem, o temer negou a crise entre ela e o pmdb e q ele continua na articulação política. mas do jeito q cunha emergiu no cenário político, é realmente uma grande preocupação. por isso q aécio apoia o impeachment contra ela e o temer neste momento..ele quer uma nova eleição, já q realmente acontecendo, ainda está no prazo legal para q possa acontecer uma nova eleição...

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 13:12

        Eu ainda acho que é blefe do PSDB sem apoio do PMDB. O jogo da maneira que está favorece o PMDB, e se continuar assim até 2018 o PMDB terá um candidato forte à presidência. Pegar um país no meio de uma crise é muito arriscado, ninguém quer essa batata quente. Só o Aécio porque está todo mordidinho. A imprensa quer vender jornal, revista e audiência, a opinião deles não vale muito. O povo segue a imprensa, e o PSDB segue o povo. O PMDB está ganhando o jogo, e em jogo que se está ganhando não se mexe. Mesmo o PSDB precisa desse apoio visceral do PMDB também, e você acha que o PMDB quer ajudar o PSDB a tomar o poder e ser o herói do Brasil?

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 13:15

        Não se esqueça que o PSDB já traiu o PMDB ao fundarem o próprio partido, a relação dos dois não é aquelas coisas não.

      • poliana Postado em 07/Jul/2015 às 13:50

        é..vamos aguardar. de qq forma, pela postura dela nessas colocações, e pelo elogio feito ao pmdb, internamente eles já devem ter se acertado. vamos aguardar...

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 14:00

        Esse mimimi é a única forma de exercer algum poder que sobrou ao PSDB. Pra mim essa história de impeachment já venceu, já apodreceu e por isso a Dilma bateu o pau na mesa. Posso estar enganado, mas essa questão é exclusivamente política, não será nenhum ministro do TSE ou do STF que irá decidi-la. Caso aconteça será com o aval dos verdadeiros donos do país. Isso é coisa de cachorro grande.

  2. junior maia Postado em 07/Jul/2015 às 12:01

    A grande maioria dos políticos do Brasil, não querem saber do povo; o que importa para os políticos é apenas, somente e unicamente o poder.

  3. Pedro Accioli Postado em 07/Jul/2015 às 12:03

    Comentário coxinha ridiculo, sem mais! Você acredita que nos outros partidos não tem ladrão? Que idiota!

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 12:13

    Mamãe chamou pro pau...senti firmeza. Dilminha provocada e nervosa é outra. Se juntar FHC, Serra, Aecim e Alckmin, não dá metade dos "culhões" que ela tem.

    • antonio lourival alves de Postado em 30/Jul/2015 às 15:47

      Quando o Desnibaldo fala que o PSDB já traiu o PMDB poderíamos até dizer que houve um troca-troca porque o PMDB tem uma metade que é podre e se metesempre em tudo que favorece o bolso-deles!Não estão nem aí para o povão pois comandam o Brasil nesses 35 anos últimos fazendo o que bem entendem!

  5. neuza miranda Postado em 07/Jul/2015 às 12:23

    Acredito que os politicos no Brasil vivem em seu próprio mundo onde tudo que importa é poder. Acredito que estão fazendo de tudo para boicotar o mandato da Dilma ao invés de tentar contribuir. Por mais que o governo dela tenha falhas não é tentando piorar a situação que o Brasil sairá dessa. Vejo uma guerra onde quem mais perde são os brasileiros.

  6. Patricia Postado em 07/Jul/2015 às 12:27

    Sonha fio sonha. Ela sai em 2018 pra dar lugar pro Lula.

    • Grazi Postado em 07/Jul/2015 às 14:50

      Lula 2018!

    • joao Postado em 30/Jul/2015 às 03:22

      Kkkkkkkkkkkkkkkk vc já pode ir pro zorra total

  7. poliana Postado em 07/Jul/2015 às 12:41

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...tô dizendo q é o cesar souza. desde antes das eleições em outubro passado ele vinha com esse discursozinho infantil de "adeus dilma, adeus dilma". ô infantilidade...vai sonhando querido..veremos quem rirá por último. com certeza teu ídolo "bolsomito" q não será, tampouco vc.

  8. soda cáustica Postado em 07/Jul/2015 às 13:07

    O "candidato adversário" recebeu até mais... 8,7... Incrível a não repercussão dessa verdade incontestável... Estão todos juntos no balaio do golpe: justiça, imprensa...

  9. Felipe Peters Berchielli Postado em 07/Jul/2015 às 13:22

    Estamos perdidos,o governo é uma porcaria,mentiroso ,desonesto e incompetente. A oposição é tudo mais fascista e ultra reacionária. Entre a porcaria que está e a porcaria que quer entrar deixa a porcaria que está mesmo.

    • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 13:32

      A porcaria que está funciona muito bem para o PMDB, está como o diabo gosta, ou se preferir, está como o Eduardo Cunha gosta.

    • poliana Postado em 07/Jul/2015 às 15:20

      exatamente, felipe. nossa realidade polarizada nos deixa entre o ruim e o horrendo. então fazer o q? anular o voto? JAMAIS!!!!

  10. Junipero Postado em 07/Jul/2015 às 13:54

    Eduardo Cunha?! Ai está um cara que de pouco em pouco está fazendo estrago. nem precisa de mais poder. O que ele tem na mão é mais que suficiente para suas bizarrices. Na verdade, acho que para ele ( e toda bancada pseudo-teocêntrica) como está, está ótimo. Sempre haverá uma centena de testas de ferro.

  11. isaac Postado em 07/Jul/2015 às 14:09

    Na minha humilde opinião, uma das razões do país estar estagnando é essa briga de poder entre PT e PSDB. Na verdade, esses dois partidos só perseguem o PODER. E nós, meros trabalhadores, estamos fudidos assistindo esse circo. E tem gente que ainda defende... LAMENTÁVEL...

    • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 14:44

      (Outro Rodrigo) Pois é, Isaac. E, enquanto os dois ficaram a digladiarem-se, aplaudidos por seus fiéis torcedores, o PMDB aproveitou e ocupou os espaços vazios... e aí...

    • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 14:55

      O que muitos não entendem é que na política você sempre escolhe um lado, mesmo que não escolha nenhum. Esse mimimi de que todo mundo está errado também não ajuda em nada, afinal alguém tem que governar. O que pessoas como vocês, que reclamam de todos os partidos, têm oferecido em troca? Nada, só chororô. É fácil ficar em cima do muro sem se comprometer e criticar todos. O difícil é escolher o menos pior e tentar melhorar gradativamente com muita perseverança. Não precisa ser um gênio pra saber que a política de hoje é nojenta, mas precisa ser um pouco inteligente para escolher o menos pior de todos e seguir em frente.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 15:14

        (Outro Rodrigo) Pessoas como nós, pois creio (a menos que tenha havido alguma mudança substancial no universo) que todas as pessoas são iguais e, no nosso caso (não do "nós" e "eles"), somos todos cidadãos brasileiros. Assim, não me vinculando necessariamente a todas as condutas de terceiros, não tendo dever legal de me submeter a todas e quaisquer delas, ao universo de condutas realizadas em um mandato, exerço o direito legítimo de criticar e cobrar; a cidadania não se encerra em frente à urna, após o "confirma". Assim, por óbvio, qualquer um, até o menos letrado, sabe que uma escolha há de ser feita, mas, após "assinada a procuração", conferido o mandato, nem por isso devemos nos calar, aceitar mansa e pacificamente, as condutas irregulares, ilícitas. Nesse sentido, hoje, em Vitória da Conquista-BA (que tem um bom governo petista), os estudantes estão na rua, protestando contra o aumento das passagens, mas não vejo um petista junto com eles, nenhuma camisa vermelha (sei que não veria pessedebistas) - será que lá não estão por isso? Apoiar quem não pode sustentar mais esse aumento de tarifa é "ir pra cima do muro"? Eis meu ponto: devo aceitar mansa e pacificamente, dizendo "sempre foi assim", "é assim há 500 anos", ou posso exercer minha cidadania e liberdade de expressão, discordando do que estiver errado?

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 15:16

        """""""O que muitos não entendem é que na política você sempre escolhe um lado, mesmo que não escolha nenhum."""""""". Essa é uma daquelas verdades que deveriam se tornar uma nova lei da física/matemática, de tão inconteste que é, e que no entanto só entra na cabeça de alguns se você pegar um martelo e bater bater bater até quebrar.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 15:19

        (Outro Rodrigo) Eduardo, sempre hilário kkkkkkkkkkkkkk Quer impor verdades na base da martelada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ô, Eduardo, um abração fraterno, sempre grato por esses momentos de diversão que você me proporciona kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk "Marquem o gabarito!" "Mamãe Dilma" "Papai Lula" "Menino Bunda de Talco" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 15:26

        Poxa, irmão. Infeliz coincidencia voce ter comentado ao mesmo tempo que eu. Mas já que aconteceu, e já que você se prontificou tão rápido...pega essa carapuça ai, rapaz. Só tome cuidado pra não cair de cima do muro.

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 15:31

        Para você Rodrigo, defender um lado da política é aceitar tudo o que eles te impõem. Não é porque votei na Dilma e defendo que ela fique no poder, que concordo com tudo o que eles decidem. Mais uma vez, eu voto no menos pior com a esperança de construir um futuro melhor. Mas não me isolo em cima de um muro e fico lá de cima a disparar contra tudo e contra todos que escolheram um dos lados, me julgando assim o sempre correto da história. Talvez, com os erros de hoje, estejamos a construir um futuro muito melhor. Mas se não tentar, não vai errar. Você condena quem está tentando, isso é muito horrível para qualquer processo de desenvolvimento humano. Você concordou com o argumento mais em cima do muro do mundo, LAMENTANDO a postura de pessoas que defendem um lado da história. Eu que lamento a postura nula de vocês.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 15:35

        (Outro Rodrigo) Não pego por não me caber e por você já usá-la. Fique tranquilo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk "Marquem o gabarito" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Não se preocupe que, em cima do muro, vendo toda essa imundície comum, eu desço com o mesmo cuidado com o qual subo; sei que você tem essa mentalidade infantil ("Mamãe Dilma", "Papai Lula", "Professor", "Gabarito", "Lição", "piá de prédio", "menino mijado" - sempre rio muito kkkkkk), mas isso não quer dizer que os demais a tenham, a maturidade trazendo cuidado. P.S.: de outro lado, animais outros é que aceitam a "tapa" e seguem, obrigatoriamente, incontestes, o caminho pelo qual o carroceiro os conduz, de modo que, em eu não a usando, exerço minha cidadania, liberdade e, sempre que devido, contesto - faça o mesmo, não aceitando que te imponham "verdades" à base de "marteladas".

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 15:39

        (Outro Rodrigo) Então, Denisbaldo, por que a crítica sempre te incomoda? Por que, quando expostos os pontos comuns, os erros comuns, você vem logo dizer que a pessoa está "em cima do muro"? Percebe a contradição? Fico, pois, muito feliz por você ter desfeito o equívoco ao qual suas palavras tem levado. Então, conforme você já entendeu: posso criticar, tendo votado ou não em um político. P.S.: falei de "muro" apenas figurativamente, pois seguidamente é necessário uma visão de cima, para podermos seguir em frente, como você mesmo disse.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 15:46

        Como assim "pego nao"? Pulou do muro pra pegar uma carapuça jogada no vento e ja caiu no chao com ela vestida. Nao fique envergonhado, ela serviu bem. Eu nao me importo que ela fique com voce.

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 15:50

        Você não criticou, você CONDENOU a minha postura de defender um dos lados da história. Para você o correto é não defender nada, nenhum dos lados!?!?!?! Isso não é crítica, isso é falta de crítica! Seria a mesma coisa que eu entrasse em uma discussão de culinária e não tivesse nenhum prato favorito e criticasse todos aqueles existentes. Você na verdade sofre de falta de opinião, mas acredita ter a opinião mais verdadeira de todas. Criticar sem apontar a direção não serve pra nada. Que as coisa estão erradas até um cachorro consegue perceber, agora escolher entre aqueles que podem nos levar a um melhor destino é o grande desafio.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 15:51

        (Outro Rodrigo) Eduardo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Lendo o que ninguém escreve, "fabulando" o que ninguém fez kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk É efeito espelho que te acomete? Quem pulou de muro? Você? Infantilmente o fez? Tem de ter cuidado, maturidade, ao decer... Não pode pular assim kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tá alto o muro de que pulou? Fez dodói no Dudu? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tem que vestir carapuça, é? Tá pelado o neném Dudu? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E não importa não? Mas não a quero emprestada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ô, Eduardo kkkkkkkkkkkkkkkkk Ô, Eduardo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Não tem como ficar estressado quando você aparece kkkkkkkkkkkkk

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 15:53

        Rapaz....olha o tanto de citações a minha pessoa. "Rodrigo Espelho" tem birra comigo e eu nem sabia. Anotou todas minhas palavras, minhas frases soltas por aí, ficou remoendo meses e largou todo esse rancor de uma vez só hoje. Inclusive desceu do muro pra dirigir a palavra diretamente pra mim. Me sinto honrado. Mas não pegue tanto ar por minha causa, irmão. Que que tá acontecendo contigo? Eu nunca te vi fora do muro. O que eu fiz pra te magoar tanto?

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 16:01

        (Outro Rodrigo) Oxe, Denisbaldo, tá que nem Eduardo, é? Você faz algo e imputa a conduta a outrem? Fiz um comentário na postagem de outrem e lá veio você cheio de críticas e verdades, não aceitando uma crítica que parte de um ponto comum: o inegável caráter humano dos políticos. E, então, de minha crítica comum, veio você reclamando de quem não adere necessariamente a um lado, afirmando que o "menos pior" é satisfatório e com ele devemos seguir. Então, meu caro, você sofre de falta de coerência (perguntei sobre os estudantes para entender tua opinião, mas não tive resposta). Inicialmente diz que, quem faz uma crítica comum está "em cima do muro"; depois corrige-se e diz que, sim, sabe ver os erros também "do seu lado"; após reclama de quem apenas fez aquilo com o quê, ao fim, você concorda. Tá de mal a pior o seu raciocínio. Denisbaldo, saiba que eu não tenho "heróis", "ídolos" e, sim, vejo políticos como funcionários da nação (não estou dando nenhuma indireta, mas apenas expondo o meu ponto de vista). E, quanto a partidos, não tenho obrigação alguma, seja legal, seja natural, de aderir a um deles, especialmente quando não é aceita a crítica (nem a autocrítica), bem como, mais especialmente ainda, ao ver que, no Poder, as condutas, mandos e desmandos são muito semelhantes. Por isso que, após 2002, preferi votar em pessoas (seja do PT ou de qualquer outro partido) a partir de minha análise, mas não em função do fato de ela ser "indicada" por outro (Lula, Maluf, ACM etc.) ou por ser deste ou daquele "time" (só essa ideia de políticos como um "time" já me dá calafrios, mesmo porque muitos passaram a se portar como "torcedores organizados"). Ao fim, com idas e vindas, parece que você concorda que deve haver uma crítica, mas ela não pode ser comum, bem como não se pode não seguir um partido. É isso?

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 16:06

        (Outro Rodrigo) Gosto mesmo de tuas postagens, Eduardo, especialmente quando você passa a dialogar comigo, muito me divertindo kkkkkkkkkkkkk Agora anoto mais uma no seu "gabarito": birra kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E nem consigo "pegar ar", pois o riso que você me causa já o consome kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk É diversão que você me causa mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E aí, você caiu ou não? Pessoas maduras sabem subir e descer, mas as imaturas, infantis, devem realmente cair.

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 16:08

        Meu raciocínio vai de mal a pior...imagina o seu então... Muitas vezes não volto às discussões pois posso estar ocupado. Você já começou a confundir as coisas para fugir da discussão, comportamento muito comum de sua parte. Uma pergunta direta e reta: Você deseja o impeachment da Dilma ou não?

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 16:10

        Olha esse xilique do Rodrigo Simetria...isso não combina com toda aquela pose sóbria que você emulava até...meia hora atrás. Quem diria que uma simples carapuça voadora tiraria você tão do sério, a ponto de te fazer descer do muro. E quem diria, todos esses meses e você anotando frase por frase, chegando na frente do computador todo dia e anotando num caderninho a data, a matéria e a frase que eu disse...obsessivamente...cada palavra que escrevi...e acumulando ódio, mágoa, ressentimento, feridas internas...sem nem ao menos me dizer que eu estava a te ferir...aliás eu nem sabia que você sentia essas coisas, rapaz. Pra mim tu era um robô que não sabe dizer se prefere pizza ou um punhado de terra adubada porque vê um no outro e a simetria é perfeita. Pelo visto me enganei. Sinta: eu confesso que teria maneirado nas palavras se você tivesse descido do muro antes e me confessado que eu te magoava com frequência...eu pararia...de verdade. Legal ver que você existe, que sente alguma coisa, e que não está concretado em cima do muro. Desça mais de vez em quando.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 16:16

        """""""""Gosto mesmo de tuas postagens, Eduardo, especialmente quando você passa a dialogar comigo"""""""".... realmente falo pouco contigo...mas porra....eu não dialogo mais contigo porque se eu te disser "Oi Rodrigo" você me responde "ogirdor io"...você é diferente dos malas que aparecem aqui, mas pra mim nem tudo é espelho, é simetria, é "eu vejo você em mim e me vejo em você"....e o muro não me dá respostas. É por isso que nossas prosas não rendem. Mas se você descer mais vezes do muro como fez hoje, mesmo que seja apenas pegando ar e esbravejando pra tudo que foi lado...nossos dialogos ficarão riquissimos.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 16:37

        (Outro Rodrigo) Direto e reto: se houverem provas, serei a favor do impeachment dela, de Alckmin ou de qualquer outro político. Não entendo por que eu não o seria. Aguardo, pois, as conclusões do TCU e TSE para, após os pareceres, definir com o devido embasamento jurídico se o impeachment é ou não cabível (até aqui, não vejo elementos que o autorizem). E, pra você, expor sua incoerência é fugir da discussão? Ok

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 16:40

        (Outro Rodrigo) Anotem a matéria! Anotem o gabarito! Papai e Mamãe falaram, vou obedecer! Eduardo, contigo não tem como ficar na "simetria". Já tentei por diversas vezes, então vou ficar no seu nível mesmo, para você acompanhar. E, assim, seguir me divertindo kkkkkkkkkkkkkkkk Sempre mais kkkkkkkkkkkkkkkkk Ah, você tentou falar com um muro, foi? Agora eu parei kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Foi a melhor do dia kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Abração kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 16:55

        Quantos kkk...tudo isso é pra emular calma e bom humor? Não precisa, velho. Hoje é o dia que você escolheu pra extravasar seu rancor secreto com minha pessoa. Todas aquelas manhãs em que você chegou ao trabalho e ligou seu computador e começou a pesquisar minhas postagens e anotar frases...guardando isso dentro de você, te corroendo por dentro...tudo isso você decidiu que terminaria hoje, descendo do muro com raiva, puto. Então não se sabote, menino. Você escolheu descer do muro xilicando. Permita-se sentir o que você está verdadeiramente sentindo. Vai te fazer bem, você vai perceber que o concreto que te segurava em cima do muro é coisa da sua imaginação, você não tem que ficar lá. Há vida aqui em baixo também.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 16:56

        Já que desceu do muro...tu votou em quem? Dilmãe, Aecinho, Branco ou Nulo?

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 17:11

        (Outro Rodrigo) Que fixação em muro, Denisbaldo. E quem necessidade de etiquetar pessoas, hein? E é você quem decide quem está ou não "em muros"? Se for, realmente ficará difícil definir, a questão resumindo-se a uma imposição. E, em 2002 votei Lula. Em 2014 não quis votar em Dilma e não votaria em Aécio, então anulei. Mas, como disse à época, não deveria tê-lo feito pois o percentual de "brancos e nulos" alcançou quase 1/3 do total dos votos, em muitos dos casos sendo suficiente para a eleição mesmo de Governadores.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 17:18

        (Outro Rodrigo) Eduardo, pare de enxergar apenas o rancor kkkkkkkkkkkkk Eu tenho o "riso frouxo" mesmo e prefiro direcionar amor. Adoro uma boa piada, um bom filme de humor, bem como filmes, livros e conversas de nuances outras - sempre há espaço para um momento de felicidade, de descontração, mesmo aqui, quando a plena seriedade não for exigida. Então não se enxergue como vítima, não se vendo como alvo de quem está, sim, divertindo-se com suas colocações jocosas. Ninguém aqui é (no seu nível de "menino", "piá", "mamãe", "papai") Power Ranger ou, de minha época, ChangeMan, pra ficar tendo inimigo. Somos cidadãos brasileiros, iguais em direitos e obrigações e precisamos de todos unidos, mas não dessa cisão tão maléfica. Saia da defensiva, abra-se à diversidade, pois não há ódio algum - há fraternidade e muita diversão! P.S.: quando você se permitir o mesmo, permitir-se rir, enxergar o que o outro tem de bom, além dos defeitos, você não terá fixação em enxergar "pessoas que se corroem", "pessoas que se odeiam". P.S.: Rir é o melhor remédio ;)

      • Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2015 às 17:31

        Mas o rancor é a única coisa GENUINA que enxergo em você. É o sentimento que derrubou você do muro em meses e meses. Ninguém explode do jeito que você explodiu, demonstrando sem nenhuma vergonha nem hesitação ter stalkeado cada palavra que eu disse, por causa de amor...se você mostrasse mais coisas eu veria mais coisas. Mas o muro parece mais gostoso, mais seguro, você não se compromete com nada, fica apenas de sniper mandando tiros pros dois lados, sem se sujar, sem se expor, sem mostrar tua cara...nada te ameaça lá em cima dele...aí eu só vejo o Rodrigo Simetria, que inclusive parece que tá voltando pra conversa aí...eu prefiro o Rodrigo puto da vida, que deu uma bicuda no muro e botou pra fora um ressentimento de meses como se fosse um kamehameha....o Rodrigo Espelho, esse aí que "tanto faz é a mesma coisa eu vejo um no outro e o outro no um" quando está diante de picanha no alho ou no creme de amora com goiaba, esse não me interessa não...

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 18:08

        (Outro Rodrigo) Eduardo, você se incomodou tanto por eu ter falado com você da mesma forma como você se dirige aos demais? Nessa forma de falar viu rancor? Reitero: abandone sua visão de "pessoas que se corroem por dentro", pessoas que "odeiam". Abandone essa conversa reiterada de que o seu interlocutor é alguém que só profere o ódio (em poucos instantes você mesmo não suportou quando usei sua forma de dirgir-se aos demais - precisou pouco para você sair do sério quando outro apenas fez contigo o que você reiteradamente faz aos demais). Assim, experimentando o quão danosa, indevida, é uma fala como a tua, pois, abandone-a definitivamente, Eduardo. E, finalizando, reitero: sem rancor, sem ódio, mas sim com igualdade, fraternidade e amor. Já foram dirigidos a ti, mas você é livre para não aceitá-los e portar-se como achar melhor. Abraços e ria mais! P.S.: "Kame..." não é de algum dos que eu assisti, creio. P.S.2: picanha no alho eu não gosto muito, não tendo experimentado com creme de goiaba (tem comigas agridoces boas, mas essa combinaçã específica não me apeteceu). P.S.3: tô bem, tô numa "nice", não tendo batido contra nada ou ninguém. P.S.4: quem está ou não no muro é uma decisão arbitrária sua? P.S.5: se assim desejar, siga a sugestão que fiz a Denisbaldo e leia "A Educação do Homem Integral", do filósofo brasileiro Huberto Rhoden (ah, os livros do filósofo petista Mário Sergio Cortella também são ótimos, especialmente a atenção dele para com o brorcardo: "Tudo posso, mas nem tudo me convém").

      • Eduardo Ribeiro Postado em 08/Jul/2015 às 10:30

        """""Eduardo, você se incomodou tanto por eu ter falado com você da mesma forma como você se dirige aos demais?""""" O retorno de Rodrigo Espelho. Seria desejável e lindo se você tivesse falado comigo do jeito que falo com qualquer um. Você NÃO falou, esse é o ponto. Só vejo kkk, perda de foco, espelho, simetria...

      • Eduardo Ribeiro Postado em 08/Jul/2015 às 10:41

        """""Abandone essa conversa reiterada de que o seu interlocutor é alguém que só profere o ódio (em poucos instantes você mesmo não suportou quando usei sua forma de dirgir-se aos demais - precisou pouco para você sair do sério quando outro apenas fez contigo o que você reiteradamente faz aos demais).""""" Não, jovem. Primeiro que você não o fez. Estás de bravatinha. Em nenhum momento você "nhéé te ataquei com sua própria arma seu bobão". Além de infantilidade, trata-se de óbvia e indisfarçável perda de foco que o próprio Denisbaldo identificou e te alertou, é muito caracteristico de sua parte fugir de uma discussão construindo uma providencial e salvadora confusão. Mesmo descendo do muro, és incapaz de dizer algo genuino e concreto. Segundo que o rancor é nitido na medida em que você fugiu de sua habitual característica mureteira e avessa a debates, desceu do muro e dirigiu a palavra diretamente a mim, muito embora sejam vazias, evasivas e com uma tonelada de kkks para emular bom humor. Desceu do muro pra pegar uma carapuça que o vento carregava. O rancor é nítido no acúmulo de frases pinçadas dia a dia, mes a mes, a stalkeada que você fez obsessivamente e despejou de uma vez só não é fruto de amor ou admiração (mas me corrija se eu estiver errado, caso você me ame..).

      • Eduardo Ribeiro Postado em 08/Jul/2015 às 10:48

        Huberto Rohden...ahuahuaha....tá sertinho, filho...é um ótimo autor sim....le-lo-ei, pode acreditar...agora você que me fez rir....bom saber que de cima do muro pode cair aqui pra baixo uma boa piada de vez em quando....

      • Rodrigo Postado em 08/Jul/2015 às 13:21

        (Outro Rodrigo) Hilário, como sempre kkkkkkkkkkkkk E, desculpe, achei que você gostasse de ler, mas, depois de sua conversa com um muro, que, não bastasse falar, ainda "cai pra cima"... Deixo pra lá.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 08/Jul/2015 às 16:03

        Não sabia que eras tão limitado. Não pode ser, um óbvio advogado (tu é advogado, né não?) ser limitado em sua lingua materna. Um pleonasmo pode ser vicioso ou não. O "cair aqui pra baixo" é simplesmente uma forma de mostrar que eu não estou em cima do muro a exemplo de você. É o lugar mais indigno dos 3 possíveis, então é bom sempre frisar. O muro é seu, e você está aí sozinho. E a presença do "aqui" é fundamental para comprovar minha tese. Eu não gosto de dar aula assim sem receber, valorizo meu trabalho. Mas como você expôs um óbvio problema com esse assunto, essa fica de graça. Fique aí em cima do seu muro que é melhor. Nada te aflige aí, não bota tua cara a tapa, você pode me stalkear à torto e a direito anotando minhas frases e meus belos gabaritos - só não deixe acumular tanto rancor...exploda antes...semana que vem seria legal - e seus espelhos e suas simetrias estarão seguras. E ainda por cima passa menos vergonha.

      • Rodrigo Postado em 08/Jul/2015 às 20:47

        (Outro Rodrigo) Calma, Eduardo. Não precisa se enervar tanto. Apenas achei que você gostasse de leitura, então, com toda humildade, sugeri uma. Não precisa tanta revolta, bastando gentil e urbanamente desconsiderá-la. Ah, e muito obrigado por dizer que existem figuras de linguagem; para quem conversa com muros e demonstra grande fixação nos mesmos, aparentou não o ser. Não fosse você se explicar (essa é Ironia ou Antífrase, que você também conhece)... Ao fim, ainda tá nessa de muro? Até o da Alemanha já caiu e você persiste em muros divisórios? Pense em pontes, pois elas servem à união, mas não à cisão (mas não se enerve novamente, pois é mera sugestão, você tendo total liberdade para não segui-la).

    • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 17:34

      Mais uma vez a sua resposta foi muito legalista enquanto que eu não estabeleci condições legais na questão.Eu estou perguntando o que você acha que seria melhor para o Brasil. Se nós fôssemos impedir todos os governantes que cometeram abusos não teríamos nenhum em nenhum momento. Isso pode não ser uma desculpa séria, mas é uma séria realidade. Essa condição só seria válida se a partir de agora a justiça fosse impedir todos os corruptos de governar, e nós sabemos que isso não vai acontecer. Justiça seletiva não é justiça. Eu quero saber o que você Rodrigo acha que seria melhor para o presente/futuro do Brasil, independentemente de provas. Impeachment ou não?

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 17:55

        (Outro Rodrigo) Denisbaldo, ossos do ofício, pois sou Advogado. E, mais, impeachment é um processo constitucional, de modo que o técnico acaba por sobressair-se. Em seguimento, não estou dizendo que quero o impeachment de todos - disse, sim, que é devido e eu o apoiarei sempre que cumpridas as condições legais, seja quanto ao tucano, seja quanto ao petista, pmdbista etc., não podendo ter lugar a seletividade. Então, Denisbaldo, sendo um processo técnico-jurídico, constitucional (por mais que políticos tentem conduzi-lo por meios outros), sendo eu Advogado e cidadão, somente posso concluir que o apoiarei ou não a depender do cumprimento de seus requisitos (por isso aguardo as conclusões do TCU e TSE. Pensar de outro modo, relativizar a Constituição ao que abstratamente eu ou outre julgue ser o "melhor para o Brasil", é valorar uma subjetividade, algo não pragmático - saímos do campo objetivo, constitucional, legal, para o do "eu acho" e a Constituição não abre uma brecha tal. E, saindo do campo do impeachment, quanto às demais questões políticas, sei que uma mudança não se instantaneamente (na educação, na política, na saúde etc.), de modo que eu reitero na mudança da consciência individual, reitero quanto ao apego à cobrança, à autocrítica. Ao aceitar, relativizar, tudo o que um faz, por julgar o outro pior, a população acaba legitimando a continuidade dessa nova velha política (não estou te dando indireta alguma, mas falando em termos do pensamento comum). Que seja buscada a união entre os cidadãos, mas não essa cisão tão nefasta. P.S.: se puder, busque ler o livro "A educação do homem integral", do filósofo brasileiro Huberto Rhoden, então você podendo entender o por que de eu tanto falar que a mudança precisa começar pelo indivíduo.

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 18:24

        Eu diversas vezes já afirmei aqui que a mudança provém do indivíduo, da mentalidade de cada um. E é por isso que acredito que a tal mudança política ainda vai levar tempo no Brasil. Com relação ao impeachment eu tenho a impressão que as pessoas ainda não se deram conta do tamanho do prejuízo que isso pode custar ao Brasil, sem trazer nenhum benefício. Se a CF/88 funciona pra todos, todos deveriam ser impedidos sempre! Como isso não ocorre na prática, chegamos a conclusão que essa é uma decisão política, puramente. Então pensemos...Com que olhos o Mundo irá nos olhar depois deste impeachment? Ou alguém acha que eles não sabem como a banda toca por aqui? Quais serão os reflexos nos investimentos externos, afinal nos tornaremos símbolo de política instável, seremos mais um Paraguai na área. Será que o brasileiro acredita realmente que já chegamos ao fundo do poço e que "pior que está não fica"??? Ou será que de agora em diante presidente da república será demitido igual a técnico de futebol, perdeu 3 partidas seguidas ou se a inflação e o desemprego subirem e o PIB cair vai pra rua???Olha Rodrigo, a questão legal é a que menos interessa no momento, especialmente porque a nossa justiça é sinônimo de "influência". Torço muito chegarmos até 2018 com o mesmo presidente, porque seria muito vergonhoso um impeachment nestas condições. Quantas pedaladas ocorrem diariamente no Congresso, nos Governos de Estado, prefeituras e etc.??? Você deveria defender o impedimento de todos também.

      • Rodrigo Postado em 07/Jul/2015 às 19:12

        (Outro Rodrigo) Oxe, acabei de falar que defendo o de todos aqueles que incorrerem nas práticas previstas como autorizadoras de impeachment... Falei que não quero seletividade, mas apenas o cumprimento da lei... Você que disse preferir a relativização da norma constitucional. Entendo seu ponto de vista (crer em um "mal menor" - as alegadas segurança e estabilidade do processo político) e o respeito como opinião. Mas, de meu lado, entendo que a prática de crime de responsabilidade (caso comprovada) é algo de gravidade tamanha, a ponto de não poder ser escusado um eleito, seja ele quem for, gestor da coisa pública que é.

      • Denisbaldo Postado em 07/Jul/2015 às 19:25

        Não consigo analisar a política olhando para uma norma, mesmo a CF/88, especialmente depois do que o Cunha fez semana passada na votação da redução da maioridade penal. Ele não só reduziu a maioridade penal como também reduziu a pó a Constituição. Por isso mesmo não quero e também não acredito no impeachment. Se eu fosse um mal caráter, presidente da Câmara pelo partido mais poderoso do Brasil, reinando absoluto e construindo minha candidatura para presidência em 2018 sossegadamente, a última coisa que eu permitiria seria uma mudança radical no jogo. Sorte da Dilma e do Brasil, já diz o ditado: "Dos males o menor"

  12. felipe Postado em 07/Jul/2015 às 14:48

    Dilma, cada dia mais perdida e abandonado nesse governo.

  13. Luiz Souza Postado em 07/Jul/2015 às 15:57

    Alcaguete, golpista, grileiro, pistoleiro, escravocrata, fascista, traficante e sonegador são os pilares da direita brasileira. Dilmão não empinou pipa no ventilador. Vem que tem, cambada!

  14. juliano Postado em 07/Jul/2015 às 16:30

    aham Claudia, senta lá

  15. Deisi Postado em 07/Jul/2015 às 19:31

    Tanto a mídia golpista e a oposição golpista, raivosa e oportunista, vem tentando dar o golpe desde 2003, quando Lula ganhou as eleições.

  16. jose savassa Postado em 07/Jul/2015 às 20:36

    Chega de tanta imbecilidade - precisamos contra atacar esta oposição fascista. Caiado, Aécio, pau mandado Aloyso, é brincadeira, que váo para a Grécia, lá não tem Ptista , Preto e Pobre, somente imbecis e burros como estes tucanos Gordos... vão com Deus... cade aos apoiadores do governo, cade a mídia da esquerda, cade os processos da lista do hsbc, do aeroporto do aécio, saúde de minas, furnas.... PELO AMOR DE DEUS CONTRA ATAQUEMOS..... IMPLORO....

  17. Maria Postado em 08/Jul/2015 às 14:22

    Não cai e ponto. Fica a dica #PodeChorar

  18. Eduardo Postado em 12/Jul/2015 às 18:51

    ai ai.... se com Dilma já té estourando greves em todos os setores, até na justiça.... imagine nas mãos de quem não tá nem aí para o povo.... o BRASIL VAI VIRAR QUINTAL DE VEZ.... se bobear vamos exportar mais laranjas ainda....