Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 31/Jul/2015 às 11:11
45
Comentários

“Apesar da crise” – o texto que viralizou nas redes sociais

Texto que ironiza a forma como a mídia tradicional noticia a crise econômica no Brasil viralizou na internet. Conteúdo também sugere um exercício de cidadania que pode ser praticado por qualquer um

apesar da crise pablo villaça
(GGN/Imagem)

por Pablo Villaça, via Facebook

Eu fico realmente impressionado ao perceber como os colunistas políticos da grande mídia sentem prazer em pintar o país em cores sombrias: tudo está sempre “terrível”, “desesperador”, “desalentador”. Nunca estivemos “tão mal” ou numa crise “tão grande”.

Em primeiro lugar, é preciso perguntar: estes colunistas não viveram os anos 90?! Mas, mesmo que não tenham vivido e realmente acreditem que “crise” é o que o Brasil enfrenta hoje, outra indagação se faz necessária: não lêem as informações que seus próprios jornais publicam, mesmo que escondidas em pequenas notas no meio dos cadernos?

Vejamos: a safra agrícola é recordista, o setor automobilístico tem imensas filas de espera por produtos, os supermercados seguem aumentando lucros, a estimativa de ganhos da Ambev para 2015 é 14,5% maior do que o de 2014, os aeroportos estão lotados e as cidades turísticas têm atraído número colossal de visitantes. Passem diante dos melhores bares e restaurantes de sua cidade no fim de semana e perceberá que seguem lotados.

Aliás, isto é sintomático: quando um país se encontra realmente em crise econômica, as primeiras indústrias que sofrem são as de entretenimento. Sempre. Famílias com o bolso vazio não gastam com supérfluos – e o entretenimento não consegue competir com a necessidade de economizar para gastos em supermercado, escola, saúde, água, luz, etc.

Portanto, é revelador notar, por exemplo, como os cinemas brasileiros estão tendo seu melhor ano desde 2011. Público recorde. “Apesar da crise”. A venda de livros aumentou 7% no primeiro semestre. “Apesar da crise”.

Uma “crise” que, no entanto, não dissuadiu a China de anunciar investimentos de mais de 60 bilhões no mercado brasileiro – porque, claro, os chineses são conhecidos por investir em maus negócios, certo? Foi isto que os tornou uma potência econômica, afinal de contas. Não?

Se banissem a expressão “apesar da crise” do jornalismo brasileiro, a mídia não teria mais o que publicar. Faça uma rápida pesquisa no Google pela expressão “apesar da crise”: quase 400 mil resultados.

“Apesar da crise, cenário de investimentos no Brasil é promissor para 2015.”

“Cinemas do país têm maior crescimento em 4 anos apesar da crise”

“Apesar da crise, organização da Flip soube driblar os contratempos: mesas estiveram sempre lotadas”

“Apesar da crise, produção de batatas atrai investimentos em Minas”

“Apesar da crise, vendas da Toyota crescem 3% no primeiro semestre”

“Apesar da crise, Riachuelo vai inaugurar mais 40 lojas em 2015″

“Apesar da crise, fabricantes de máquinas agrícolas estão otimistas para 2015″

“Apesar da crise, Rock in Rio conseguiu licenciar 643 produtos – o recorde histórico do festival.”

“Honda tem fila de espera por carros e paga hora extra para produzir mais apesar da crise,”

“16º Exposerra: Apesar da crise, hotéis estão lotados;”

“Apesar da crise, brasileiros pretendem fazer mais viagens internacionais”

“Apesar da crise, Piauí registra crescimento na abertura de empresas”

Apesar da crise. Apesar da crise. Apesar da crise.

A crise que nós vivemos no país é a de falta de caráter do jornalismo brasileiro.

Uma coisa é dizer que o país está em situação maravilhosa, pois não está; outra é inventar um caos que não corresponde à realidade. A verdade, como de hábito, reside no meio do caminho: o país enfrenta problemas sérios, mas está longe de viver “em crise”. E certamente teria mais facilidade para evitá-la caso a mídia em peso não insistisse em semear o pânico na mente da população — o que, aí, sim, tem potencial de provocar uma crise real.

Que é, afinal, o que eles querem. Porque nos momentos de verdadeira crise econômica, os mais abastados permanecem confortáveis — no máximo cortam uma viagem extra à Europa. Já da classe média para baixo, as consequências são devastadoras, criando um quadro no qual, em desespero, a população poderá tender a acreditar que a solução será devolver ao poder aqueles mesmos que encabeçaram a verdadeira crise dos anos 90. Uma “crise” neoliberal que sufocou os miseráveis, mas enriqueceu ainda mais os poderosos.

E quando nos damos conta disso, percebemos por que os colunistas políticos insistem tanto em pintar um retrato tão sombrio do país. Porque estão escrevendo as palavras desejadas pelas corporações que os empregam.

Como eu disse, a crise é de caráter. E, infelizmente, este não é vendido nas prateleiras dos supermercados.

Vídeo – “Apesar da crise”

Apesar da Crise…O escritor Pablo Villaça, sugere um, digamos, exercício de cidadania, que qualquer um que estiver lendo pode praticar agora mesmo. Consiste em pesquisar o termo “apesar da crise” (assim mesmo, entre aspas) em qualquer site de buscas. No vídeo, apenas alguns dos resultados de notícias dos últimos quatro meses utilizando o termo sugerido #ApesarDaCrise. #ApesarDeVc, amanhã há de ser outro dia…

Posted by Claudio Tavares on Quinta, 23 de julho de 2015


Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Denisbaldo Postado em 31/Jul/2015 às 11:39

    Em uma crise de verdade você tem bancos quebrando, e não aumentando os seus lucros como o Itaú e o Bradesco. Em diversos setores estão ocorrendo grandes investimentos. Vá até a Grécia para entender o que é um crise de verdade, ou pesquise o que ocorreu em 2008 na bolha americana. O que o texto quer dizer é que há um exagero por parte da imprensa ao utilizar a palavra "crise" inapropriadamente.

  2. Samael Postado em 31/Jul/2015 às 11:42

    Acho q ninguém que criticou o texto viveu nos anos 90, acho que vcs desconhecem o que é uma maquina de etiquetar, que os preços aumentavam duas, três vezes ao dia, outro sia minha sogra estava "lembrando" a maravilha que era aquele tempo e que os salários "aumentavam" todo mês. ... Absurdo! O brasileiro não tem síndrome de vira lata, ele tem uma síndrome de superioridade em que o mundo e qualquer lugar que ele não viva é melhor e qualquer tempo, até o da peste negra é melhor do que agora.

  3. Samael Postado em 31/Jul/2015 às 11:42

    Acho q ninguém que criticou o texto viveu nos anos 90, acho que vcs desconhecem o que é uma maquina de etiquetar, que os preços aumentavam duas, três vezes ao dia, outro sia minha sogra estava "lembrando" a maravilha que era aquele tempo e que os salários "aumentavam" todo mês. ... Absurdo! O brasileiro não tem síndrome de vira lata, ele tem uma síndrome de superioridade em que o mundo e qualquer lugar que ele não viva é melhor e qualquer tempo, até o da peste negra é melhor do que agora.

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 31/Jul/2015 às 11:51

    Belo texto, apesar da crise. Rapaziada que tem memória curta/seletiva, ou que nasceu ontem e que acha que tem propriedade pra falar de alguma coisa que não seja aplicativo de smartphone, desconhece o que foi o terror dos anos 90. Crise real. Impacto negativo concreto e fortissimo na vida dos brasileiros. Não é o adiamento da troca do carro, não. Nem um "vamos cancelar a viagem de julho e viajar apenas em janeiro dessa vez". É um tsunami de problemas cotidianos, cartinha de cobrança chegando todo dia aos montes, banco sem dia e sem horário ligando pra tua casa, todos da familia desempregados. E Villaça é um monstro. Leio ele já tem uns 12 anos como critico cinematográfico brilhante que é, apesar da crise, e ele tem mostrado essa veia política com cada vez mais intensidade.

  5. Carol Postado em 31/Jul/2015 às 11:53

    Gente para! Vão dizer que não existe crise? Claro que existe. Não é a maior crise da história, não é o fim do mundo, claro que existem muitas pessoas interessadas em fazer desa crise algo muito maior do que é na verdade. Porém, sim existe uma crise e é preciso trabalhar para reverter a situação.

    • Carol Postado em 31/Jul/2015 às 11:56

      E não estou falando isso por conta do texto "Uma coisa é dizer que o país está em situação maravilhosa, pois não está; outra é inventar um caos que não corresponde à realidade." , tentaram deixar isso claro no texto, to falando de alguns comentários.

  6. Eduardo Ribeiro Postado em 31/Jul/2015 às 11:54

    E tem tambem os que, apesar da crise, fazem leitura seletiva. "mimimi ele nega que temos problemas..."...."ainnnn então não tem crise nenhuma...". ***********************Uma coisa é dizer que o país está em situação maravilhosa, POIS NÃO ESTÁ; outra é inventar um caos que não corresponde à realidade. A verdade, como de hábito, reside no meio do caminho: o país enfrenta PROBLEMAS SÉRIOS, mas está longe de viver “em crise”. E certamente teria mais facilidade para evitá-la caso a mídia em peso não insistisse em semear o pânico na mente da população — o que, aí, sim, tem potencial de provocar uma crise real.**************************

    • Talita Postado em 31/Jul/2015 às 12:08

      Parece que só vc leu o texto! Hahaha Acho que a maior crise que infrentamos é a da interpretação de textos!

      • B. Ferreira Postado em 03/Aug/2015 às 08:42

        Clínico!

  7. Anderson Postado em 31/Jul/2015 às 11:55

    Acho que ninguém nega que há uma crise que deve ser encarada de maneira séria. O que acontece é que a mídia fica martelando isso toda hora em tom de pessimismo exagerado, mesmo quando é pra dar boas notícias.

    • Deisi Postado em 31/Jul/2015 às 14:20

      Sem duvida Anderson, aqui na minha cidade, interior de São paulo, uma emissora afiliada da Globo, todo dia no jornal local, faz uma matéria, um dia é o preço do tomate, preço da cebola. Vão aos supermercados e feiras, entrevistam pessoas, falam da inflação, isso todos os dias. Foi muito engraçado, uma matéria sobre preço dos ovos, foram em uma granja, depois ao supermercado, quando a repórter perguntou, se faziam pesquisas, se perceberam o aumento, todos entrevistados, sem exceção,Pesquisa? Ovo é o produto mais barato que existe, nem olho preço, só pego e coloco no carrinho, não custa nem 4 reais a duzia. tiveram que passar a matéria, não tinha como editar, foi ridículo.

  8. Alexandre Postado em 31/Jul/2015 às 11:59

    Ah, Luiz. Não seja tão inocente. Os cortes do governo aconteceram porque a Dilma acreditou no receituário neoliberal cantado a versos e prosas pelas nossa imprensa medíocre e os mercadistas amestrados. Isso passa, assim que ela perceber a besteira que está fazendo. Crise se combate com Brasil soberano, mais investimento e mais infraestrutura. Não é com juros para agradar o andar de cima...

    • Felipe Postado em 31/Jul/2015 às 15:34

      Uma chefe de Estado determina suas diretrizes econômias com base em "imprensa medíocre e os mercadistas amestrados"?. O certo não seria com a reunião de diversos especialistas do mercado? Um Ministro da Fazenda com notória experiência? E foram 2 mandatos acreditando no "receituário neoliberal cantado a versos e prosas (...)" .

  9. felipe Postado em 31/Jul/2015 às 12:13

    É um absurdo o que as pessoas fazem para blindar o governo querendo esconder uma crise que só não é maior do que aquela antes do plano real, as pessoas orgulhosas por terem votado no PT realmente não veem perigo nessa crise, mas quem é pobre sabe o que esta acontecendo, alias, até quem tem mais dinheiro esta passando por crise, preços altíssimos, juros altíssimos, inflação, país com PIB negativo, isso me lembra da marolinha sabe.... aquele que o Brasil ia passar tranquilamente enquanto o resto do mundo sofria.

    • Ricardo Postado em 03/Aug/2015 às 12:12

      Cara, essa crise é mundial, não é exclusividade do Brasil. Em segundo lugar, a população está sofrendo menos, MUITO menos do que sofria na maravilhosa década efeagaceana, quando engenheiros concorriam para vagas de garis.

  10. Sérgio Postado em 31/Jul/2015 às 12:50

    "O apesar da crise é o novo 'imagina na copa'". (Não sei quem disse isso, mas concordo demais)

  11. poliana Postado em 31/Jul/2015 às 12:58

    burro é vc q n sabe interpretar um texto! analfabetismo funcional lhe define.

  12. poliana Postado em 31/Jul/2015 às 12:59

    quem disse q n há crise nenhuma? onde vc extraiu isso do texto???

    • Márcio Ferreira Postado em 31/Jul/2015 às 13:39

      "o país enfrenta problemas sérios, mas está longe de viver 'em crise'". Acho que passou batido, mas eu mostro para você.

    • Samael Postado em 31/Jul/2015 às 13:45

      Eu assisto muito a Globo news, ano passado no fim do primeiro semestre um analista já dizia que 2015 ia ser um ano difícil para o Brasil independente de quem ganhasse as eleições. E no estúdio I, que é um programa que eu gosto muito mas já tá cansando pelas besteiras que andam falando tinha um ator brasileiro que mora na Espanha, ai surgiu aquela saia justa, todo mundo falando de fim do mundo e perguntaram "E a crise na Europa? !" Ai ele falou que estava melhorando mas que era uma crise diferente... "Muito melhor do que aqui?" Perguntou a Maria, ele respondeu que não, que lá as pesoas passavam fome, aumentou moradores de rua, e que aqui os amigos atores estavam bem e que os trabalhos até aumentaram...Agora pergunto?! Que país não esta em crise ou acabou de passar por uma?! E o que é essa crise comparada a dos anos 90 com inflação de 73%?

    • poliana Postado em 31/Jul/2015 às 14:59

      isso pra vc é dizer q NÃO HÁ CRISE? sério q foi isso q vc entendeu, marcio ferreira?

    • poliana Postado em 31/Jul/2015 às 17:22

      marcio ferreira, acho q o "APESAR DA CRISE" passou batido pra vc...todos sabemos q o país está em cris sim, mas n do jeito q o PIG fala...a prova taí, com veículos da própria casa dizendo q apesar da crise....e solta uma boa notícia...

    • Márcio Ferreira Postado em 03/Aug/2015 às 11:21

      Quer discutir semântica, poliana? Ao dizer que o país está longe de viver em crise, ele nega. Ponto. Negou. Aceite. Longe de uma situação é negá-la. Mas você afirma que o país está. Ok, estamos de acordo. Pelas manchetes acima, a classe média ainda está conseguindo manter hábitos recém adquiridos. Não se sabe por quanto tempo. Talvez em breve ela volte para a classe debaixo e recupere a simpatia de alguns por aqui que só fazem criticá-la. Espero que não. Mas boa parte da crise está nas barbeiragens políticas e econômicas do próprio governo, muitas das quais não é possível atribuir culpa a mais ninguém. E nem assim é capaz de assumir os próprios erros. É cômico assistir como os defensores cegos ficam apenas se queixando da "mídia desonesta" quando o governo age desonestamente na contabilidade das contas públicas, na arrecadação de fundos de campanha, no controle do mercado e da inflação... E por falar em inflação, é sempre um mimimi dos anos 90. Sim, era um inferno e ninguém quer voltar a viver daquele jeito. Mas vamos ser honestos? Vamos ver os fatos? A inflação, em 1994, era descontrolada. Índices oficiais do INPC: 2.741% em 12 meses. IPCA: 2.693% em 12 meses. O PT assumiu o governo com uma inflação de 9,77% de INPC ou 7,62 de IPCA!!! CUMÉQUIÉ? SAIU DE 2.700 PARA 7,6???? Isso que em 1999 chegou a 1%. "Aiinn, mas a que preço? Eles quebraram o Brasil!" Veja de novo os índices da inflação! E sim, foi preciso muito arrocho, muito menos do que precisamos fazer agora. O Brasil tem jeito e o governo tem muito trabalho a fazer, principalmente para reverter as burradas que cometeu. E meto o pau porque sempre votei no PT, defendi em discussões familiares e cobrei dos parlamentares que consegui eleger ou ter acesso. Sou rigoroso e exigente, mas sou justo, honesto e tenho caráter. Fonte dos índices de inflação: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/precos/inpc_ipca/defaultseriesHist.shtm

  13. josé silva Postado em 31/Jul/2015 às 13:03

    Por que você veio defecar aqui? Teria que defecar na Veja, na Folha de São Paulo, no Estadão, no Globo...

  14. Marcos Vinicius Postado em 31/Jul/2015 às 13:16

    Exatamente! Você, por exemplo, naquele episódio dos índios no ônibus disse que eles estavam querendo era "levantar bandeira".

    • felipe Postado em 31/Jul/2015 às 15:22

      Naro que triste ver isso acontecer, mesmo que seja só um site e que isso talvez nem tenha valor para vc, mas para onde vamos com isso?

  15. Mauricio de Souza Matos Postado em 31/Jul/2015 às 14:24

    Já imaginaram se a imprensa tratasse o FHC em 2002 como trata o PT após a eleição do Lula? Essa corja toda do PSDB teria suicidado e o povo brasileiro não estaria hoje com a condição de vida que tem. Sem contar que o que furtaram e ficou escondido debaixo do tapete, daria para fazer uns quatro País como o que temos hoje. Eles foram os inventores da impunidade. Cadê o dinheiro da SUDENE, do BANESTADO, do SIVAM, do CATIOLA, DAS PRIVATIZAÇÕES, da COMPRA DE VOTOS PARA A REELEIÇÃO, DO TOMBO DO DANIEL DANTAS, do CARLOS JEREISSATE, etc...Se a imprensa fosse conta o FHC igual é contra o Lula e Dilma, ele ficaria devendo popularidade até o terceiro milênio. E aindaq aquerem voltar dando uma de paladinos da moral e da ética. Vá te catar PSDB.

  16. Maurício de Souza Matos Postado em 31/Jul/2015 às 14:49

    Os inventores da corrupção e da impunidade estão querendo voltar. O Collor por causa de um veiculo teve que renunciar, devido ao alarde da imprensa. IMAGINA SE A IMPRENSA TIVESSE DADO COBERTURA AOS FURTOS DO FHC E O ENGAVETADOR GERAL TIVESSE DENUNCIADO TODAS AS FALCATRUAS DO GOVERNO DELE? ELE ESTARIA EM GAUTANAMO, JUNTAMENTE COM UM BATALHÃO DE CORRUPTORES SEGUIDORES DELE. FELIZ DO PAÍS QUE TEM UM GOVERNO QUE ENFRENTA DE PEITO ABERTO A CORRUPÇÃO. QUE A POLÍCIA FEDERAL, O MINISTÉRIO PÚBLICO E A JUSTIÇA PODEM TRABALHAR SEM PRESSÃO DO GOVERNO, COMO ACONTECE HOJE NO BRASIL. APESAR DA OPINIÃO EM CONTRÁRIO DOS COCHINHAS.

    • poliana Postado em 31/Jul/2015 às 17:35

      foram teus erros de pontuação q deram certos, né?! sei..macaco n olha pro rabo.

  17. poliana Postado em 31/Jul/2015 às 15:01

    apesar da crise, só vc mesmo pra acreditar q achem q está tudo uma maravilha! e sim, eu lacro 13 por pura falta de opção. o 13 é infinitamente melhor q o teu 45! ah, não, pera...vc tb lacrou o 13!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • deisi Postado em 31/Jul/2015 às 16:31

      Poliana, quem quiser que acredite! Eu não, lacrou 45 com certeza!

  18. felipe Postado em 31/Jul/2015 às 15:27

    Estamos diante da maior crise pós plano real e as pessoas preocupadas com FHC, PSDB outros culpam até a mídia, dizer que o governo esta gerindo mau o país ninguém tem coragem de falar, ninguém que se diz petista ou que votou e continua firme no voto a esse partido teceu uma crítica a péssima politica economia, péssimo planejamento e péssima atuação política que esta sendo feita, é desgosto atrás de desgosto a Dima quando abre a boca se enrola mais ainda tipo mulher sapiens, Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta, etc.... esta foi abandona de vez pelo PT, Lula pelo que diz as noticias queria encontrar com FHC, desemprego retornando ao que era anos 90, inflação altíssima, juros altíssimos, industria automotiva demitindo geral, petrobras estuprada por ladrões, e ainda tem gente com a coragem de dizer que é um exagero da mídia.

  19. Deisi Postado em 31/Jul/2015 às 16:57

    "Apesar da crise", supermercados lotados, shopping lotados, restaurantes lotados, filas no açougue, padaria, nos caixas para pagar, bancos lotados. Logico que existe crise, nem o governo nega, " a crise é de caráter". É nítido que estão tentando estabelecer o caos, já pensando em 2018. Não conseguem suportar ideia de perder mais uma.

  20. Pedro Accioli Postado em 31/Jul/2015 às 17:07

    O problema da recessão econômica atualmente no Brasil é mais por conta da indústria de produção de bens duráveis (exceto a automobilística) e a construção civil pesada (grandes obras públicas pois o setor imobliliário e as obras públicas menores não pararam de construir), somente estes dois setores fazem com que o país tenha recessão, mas as indústrias de bens não duráveis, comércio e serviços, seguem em frente! Apesar da crise! hahahahahaahah

  21. Pedro Accioli Postado em 31/Jul/2015 às 17:16

    Desemprego está em 6,5% aproximadamente oh Maria!!! Coxinha para lá de desinformada!

  22. carlos cruz Postado em 01/Aug/2015 às 09:53

    Eles estavam em Miami e não deviam ter saído de lá. Voltem para o país que vcs amam! O Brasil não merece vcs aqui. Voltem e nos esqueçam.

  23. Felipe Postado em 01/Aug/2015 às 20:58

    Apesar da crise fui ao mercado hoje e gastei 100 reais com leite, bolacha, um bolo e produtos de limpeza. Apesar da crise consigo pagar 98 reais na minha conta de luz - economizando, mas estou. Apesar da crise, abasteço minha moto tranquilamente - uma 125cc, acho que é por isso. Apesar da crise, continuo com meu serviço - acho também, que é por se tratar de uma empresa de economia mista; os cortes de empregados ficam mais difíceis. Se fosse no mercado privado... Engraçado a galerinha fazendo pouco caso com a situação que estamos passando. Pergunto-me se são donos de seus próprios narizes ou moram com mamãe e papai.

  24. luis Postado em 02/Aug/2015 às 10:57

    É o que eu digo: quem perdeu o emprego ou não está conseguindo comprar mais comida são um bando de ingratos. Tem que se foder mesmo, são coxinhas! Veja se o Lulla, o mais humildes dos brasileiros tem problemas pra comprar charutos cubanos e pinga 51

    • felipe Postado em 03/Aug/2015 às 10:46

      Hahaha muito bom!!

      • luis Postado em 03/Aug/2015 às 11:55

        Tá rindo de quê, cara pálida?

    • Ricardo Postado em 03/Aug/2015 às 18:47

      Exatamente! Aliás, como estavam o índice de desemprego e o valor do sm nos áureos tempos do PSDB?! Ah, sim, obrigado.

      • luis Postado em 03/Aug/2015 às 20:10

        Disponha. O FHC não conta, pois ele ficava maquiando as estatísticas, não como a Dilma que joga limpo.

  25. Angela Postado em 04/Aug/2015 às 07:58

    Gente tem uma página no facebook muito boa!! -APESAR DA CRISE-entrem lá e curtam! PorqueCRIiiiiiiSE mesmo foi antes do LULA!

  26. Ana Quaiato Postado em 06/Aug/2015 às 08:56

    cara, como é dificil ser racional pra ti, hein? quem escreveu o texto não inventou nada, basta apenas fazer uma simples pesquisa em sites de busca como o GOOGLE!!!! vc está perplexo, por ver estampado na sua cara, que "apesar da crise da oposição e da mídia" o Brasil consegue manter uma certa estabilidade, num mundo de economia globalizada, e em crise mundo afora. sei que como toda criança que não quer ver e/ou aceitar certas coisas... vc não gostaria de ver isso confirmado, mas a realidade, é bem outra da criada pela mídia [que idiotiza pessoas]! não é esta uma questão de concordar ou não concordar... é uma questão de aceitar porque é a realidade! acho melhor que desenhem da próxima vez!

  27. Fábio Alves Postado em 02/Jan/2016 às 15:33

    Menino, e não é que meus ouvidos SANGRAM a cada vez que vejo na TV, internet, impressos, etc., dizerem "Apesar da crise..." e logo em seguida mostram justamente o oposto? Crise só existe na Globo (e congêneres) e na boca da minha mãe, porque eu não vejo essa crise toda aí não.